História Without you. - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 18
Palavras 1.598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Hentai, Lírica, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hello peoples, aqui estou com mais um capítulo, avisando outra vez que eu coloquei "Homossexualidade" na fic, mas também "Bisexualidade" e tudo mais, não vou focar nisso, mas umas partezinhas vão estar ai pra ajudar nesse "+18" KKKKKKKK'S
Espero que gostem :3

Booa leitura *-*

Capítulo 34 - Blue is the hottest collor.


“Alexei afastou brevemente a cortina, vislumbrando os corpos desnudos das moças que esperavam por um banho merecido.

- Uou.. _ Ele abriu um sorriso e procurou por Lucille, encontrando-a perto de sua irmã.

Um pigarro chamou sua atenção e ele virou-se, encarando os diversos homens atrás de si, abriu um sorriso amarelo e fechou lentamente a cortina.

- Querem ver um pouco..?

- ALEXEI! _ Eles avançaram contra o garoto que escapou no meio da confusão.

Pigarros femininos chamaram a atenção dos rapazes, eles ergueram as cabeças a tempo de ver as moças cobertas por toalhas e algumas pelas próprias mãos.

- .... _ Ivan abriu um sorriso amarelo e todos apontaram Alexei que saia de fininho.

Uma mulher de ar mais maduro aproximou-se e desferiu um tapa estalado no rosto de Ivan, fechando a cortina rudemente.

- ALEXEI!!

O ruivo sorriu travesso e correu dali, escondendo-se em seu quarto.”

Max abriu os olhos e espreguiçou-se, chutando o cobertor pra longe, ele enfiou os dedos nos cabelos e os bagunçou, levantando-se num pulo e correndo até o banheiro social.

- Perdeu _ Ivane passou por ele e entrou no banheiro, abrindo um sorrisinho.

- Não.. _ Ele espalmou a mão na porta, impedindo-a de fechar _ Podemos tomar banho juntos.

- O quão cara de pau você consegue ser? _ Iv mordeu o lábio, observando o sorriso malicioso surgir na bela face do ruivo.

- Ficaria surpresa _ Max ergueu o queixo da azulada, olhando-a nos olhos.

- He _ Ivane o empurrou e fechou a porta, trancando-a.

- Merda! _ O ruivo socou a porta _ Vou começar a cobrar por minuto!!

- Não tem autoridade pra fazer isso _ Eleanor esfregou os olhos e parou logo atrás do ruivo.

- É, a casa é da ruiva _ Kaio abraçou a cintura da morena e apoiou o queixo em seu ombro _ Tem que acordar tão cedo..?

- Não olha pra mim, a Ivane toma posse do banheiro antes do sol nascer _ Ele revirou os olhos.

- Sabem que tem um banheiro em baixo da escada, né? _ Ana bocejou e foi para a cozinha.

Max encarou Kaio que devolveu o olhar; o ruivo empurrou o rosto do acinzentado e tropeçou até a escada, sendo seguido pelo “rival”.

- MAX, VOCÊ FOI O PRIMEIRO ONTEM! _ Kashi rosnou, batendo na porta fechada e puxando a maçaneta.

- Ah.. Caralho.. _ O ruivo suspirou aliviado _ Vai à merda, Kaio.

>>

O sininho soou quando a porta se abriu e o aroma de café arrebatou Naomi de imediato, não era só do produto, mas também o cheiro de Apollo que estava no caixa e atendia os clientes o mais rápido que podia.

- Sua namoradinha mal educada está? _ Ela colocou a bolsa no balcão, olhando-o.

- não _ Ele a olhou _ O que deseja?

- Um pouco da sua atenção.. _ Naomi colocou a franja atrás da orelha e mordeu o lábio _ Foram 3 anos, Apollozinho.. Não pode jogar tudo no lixo por causa de uma aventura com a ralé.. Olha.. Eu perdoo você..

O moreno ergueu o olhar e a encarou, saindo lentamente do balcão.

- Tem razão.. _ Ele tomou a cintura de Naomi e a inclinou de costas para a porta, sustentando como em uma dança.

- E-Eu tenho..? _ A morena não conseguia resistir aos olhos violetas ou a aquele sorrisinho de lado que só Apollo tinha; ela corou.

- Não _ Ele a soltou, vendo-a cair sentada no chão _ Eu não ligo se passei 70 anos na porra do seu inferninho pessoal, não estou nem ai.

Apollo ouviu o sininho e abriu um sorriso ao ver Krigor entrar, o brutamontes ainda assustava muita gente, embora estivesse com um grande sorriso nos lábios.

- Ei grandão, a noite foi boa hein _ Williams voltou para o balcão e tirou dali um saco de papel, estendendo ao soldado _ Leva pra turma, o seu está ai também.. Ah, diz pra Ana que eu chego em meia hora.

- Digo _ Krigor tirou do bolso um rolinho de dinheiro que Ryan lhe deu e estendeu, mecanicamente, para Apollo _ aqui.

- Falou _ Ele colocou o dinheiro na caixa registradora e viu Naomi sair do transe.

- Não ouse me ignorar assim! _ A morena levantou-se e espalmou as mãos no balcão _ Eu sou.. Sua namorada!

- EX namorada _ Apollo arqueou a sobrancelha _ Eu vim pra cá, se eu vim.. Tinha algo muito errado entre nós, não é?

- .... _ Naomi agarrou a bolsa e saiu batendo os saltos, fechando a porta rudemente.

- Sortudo da porra.. _ Um colega de trabalho comentou ao fundo.

>>

Kaio abriu a porta e encarou Ryan que tinha um sorriso mínimo no rosto e Krigor que parecia ter nascido com aquele sorriso imenso, ia de orelha a orelha.

- Nossa.. Isso é ainda mais assustador..

- Cala a boca, Kashi _ O menor entrou, andando de um jeito estranho até o sofá.

- .... _ Kaio cobriu a boca, contendo a gargalhada _ Não te deixou na cadeira de rodas? Nossa.. Ele teve dó de você.

- ...? _ O soldado franziu o cenho, confuso com o que disse o acinzentado.

- meu Deus.. Kaio, cala essa boca _ Ryan se sentou e fez uma careta breve, resmungando alguns palavrões.

- Eu trouxe o café _ Krigor deixou o saco de papel no balcão _ Hamish, o Apollo mandou dizer que vai estar aqui em meia hora.

- diz que vou atrasar, Marcos quer que eu arrume umas prateleiras _ Ela pegou seu café e vestiu o casaco preto, saindo as pressas.

Eleanor e Kaio pegaram seus cafés e sentaram-se, conversando entre si.

- Vem cá, tua mãe não liga de você estar aqui? _ Max desceu vestindo a camiseta e logo atrás vinha Ivane.

- Sou emancipada, bobinho _ Ela sorriu de canto e esbarrou em seu ombro propositalmente.

A azulada seguiu na frente, exibindo o shortinho e as meias compridas de orelhinhas felinas que lhe caiam estupidamente bem.

- Fica difícil ter raiva de você assim.. _ Ele sorriu de canto, vendo-a pegar o café.

- Ah, agora me entende _ Ela sentou-se no sofá e cruzou as pernas.

- Bom, o que vocês fazem enquanto a Ana e o Williams estão fora?

- Nada _ Ryan massageou as têmporas e sentiu os braços de Krigor em sua cintura.

- Ah.. _ O ruivo arqueou a sobrancelha, encostando-se na parede, já sentindo o tédio lhe dominar.

Ele tirou do bolso uma chave e suspirou, olhando ao redor.

>>

“Lucille colhia algumas flores para a mesa de jantar, adorava aquela tarefa e de algum jeito lhe distraia dos afazeres; lembrou-se de um par de olhos azuis que tanto lhe balançavam e mordeu o lábio.

- Luci _ A morena arquejou ao ouvir aquela voz e sentiu o coração bater forte contra o peito.

- Ah.. Oi, Srt. Nikolaevna.. _ Ela apertou a cesta.

- Me chame de Ana _ a ruiva tocou o ombro de Lucille e lhe sorriu _ Somos amigas, não é?

- é.. _ Ela abriu um sorriso e lhe estendeu uma flor azul como os lindos olhos da grã-duquesa _ Somos..

>>

Anastásia afastou as mangas do vestido e o deixou cair por seu corpo nu, detestava as roupas de baixo que as mulheres tanto adoravam usar.

- Pronto, eu já- _ Lucille interrompeu-se ao ver a ruiva completamente despida e não pode evitar descer os olhos pelo corpo esguio e delicado da amiga.

- Obrigada, Luci.. E me desculpe por não saber preparar banhos _ A ruiva sorriu e segurou a mão da morena _ Banhe-se comigo.

- Eu não devo..

- Não seja boba _ Anastásia abriu o vestido da amiga e o deixou cair, vendo o corpo também nu de Lucille, tinha mais curvas e era com certeza bonito _ Venha.

Ela puxou a morena para a banheira e entrou sem pressa, sentindo a água morna relaxar seus músculos. Lucille entrou logo em seguida e encostou-se em uma das extremidades da banheira.

- Ah.. Isso é ótimo.. _ Ela abriu um sorriso e viu a ruiva assentir, tendo o busto coberto pela espuma _ Então.. Ana, ainda está com Natanael..?

- Ah.. Bem, é complicado.. Com tantas rondas ele não tem muito tempo aqui, mas sim.. Gosto muito dele _ A ruiva encostou-se na outra extremidade.

- Então fica carente?

- É, acho que sim _ Anastásia riu baixo e mordeu o lábio.

- Ah.. Isso é bem fácil de se resolver _ Lucille já podia ouvir o próprio coração e rezava para que a ruiva não pudesse ouvir _ Quando eu não tenho o John por perto.. Chamo uma amiga.

- Não acho que uma amiga resolveria a minha carência.. É preciso toque.. _ a grã-duquesa respirou fundo e a olhou.

- Vamos ver.. _ A morena apoiou as mãos aos lados do corpo de Anastásia e inclinou-se, roçando seus lábios aos dela.

- ... Luci.. O que está fazendo..? _ A ruiva semicerrou os olhos.

- Somos amigas, não somos..?

- É.. Somos.. _ Ela sentiu os lábios de Lucille contra os seus e a enlaçou no pescoço, retribuindo aquele contato tão pecaminoso.

A morena por sua vez, agarrou a cintura fina da grã-duquesa e colou seu corpo ao dela, podendo senti-la pela primeira vez bem junto a si, em meio àquela nuvem de desejo ela só podia ter uma certeza.. Azul certamente era a cor mais quente, o azul dos olhos de Anastásia.”

Continua..


Notas Finais


Bom pessoas liendas, esse foi mais um capítulo, espero muito que tenham gostado, hueei :3
Como sabem, o próximo sai no sábado(se nada der errado).
Beijinhos de fini pra vcs :3

Fui ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...