História Wolf - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lobos, Originais, Wolf
Exibições 20
Palavras 809
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu sei, eu sie, eu sei é bem pequeno, mas era o único que eu tinha pronto e eu preciso dar um aviso, eu estava reescrevendo a historia, por isso estava sumida e em minha humilde opinião, ela está bem melhor, está mais séria, está mais explicada, mais detalhada, há sim algumas pequenas mudanças na historia, personagens novos, mas tudo isso é para o bem da historia, eu tenho vários capítulos prontos e se vcs quiserem e concordarem comigo eu posso começar a posta-los, só que eu abandonaria essa pois eu estou realmente com bloqueio e todo esse bloqueio volta pro sentido da historia, eu estava pensando e eu vou colocar o primeiro capitulo aqui, pra vcs verem (apenas por uns dois dias) e ai ver se estão de acordo comigo

Capítulo 37 - Hefrom


 Cambaleei para o chão com a mão na barriga, permaneci com a faca em punho enquanto olhava o corte, não havia sido muito fundo, cicatrizaria rápido, porém ele queimava como fogo vivo e me imobilizava, o que não era um bom sinal. Eu tenho quase total certeza de que tinha sido envenenada, isso é, se jacarés tem veneno. Ela tinha um rabo verde e dentes afiados, o cabelo castanho escuro presos em um rabo de cavalo, sua pele era totalmente reptiliana num tom de verde claro enjoativo e seus olhos eram iguais aos de um jacaré, tudo isso no corpo e formas de um ser humano.

Ela se aproximava sorrindo vitoriosa, permaneci com a faca em punho apontada para ela e com a mão livre me apoiei no chão tentando levantar. O máximo que consegui foi me apoiar nas grades e perder a porcaria da faca.

-Vamos tem carne fresca no jantar- Ela falou com uma voz fina e puxando o "s"

-Adoro jacaré na janta- Dylan cravou sua faca no peito dela, mas isso não a deteve, enquanto ela tentava tirar a faca do peito ela cortou a panturrilha de Dylan com sua calda, desequilibrando-o.

-Dimitri- Ele disse caindo em cima de mim

-O que?- O garoto falava confuso- Ah cara hum Hefrom? Sério mesmo Dylan Castelli?- Ele resmungava enquanto atirava no Hefrom- Flechas de titânio banhadas em veneno de Hefrom, é, eu sou o cara!

-E um antidoto?- Perguntou Dylan saindo de cima de mim

-Ah Dylan seu otário perdedor!- Ele resmungou

-A gente tem que voltar pra base, acredito que Sam consiga fazer um antidoto 

-Eu to legal Dylan- Falei me apoiando na cerca e ficando de pé

-Nicole isso é sério, não é um simples corte, tem veneno de Hefrom e...

-Olha só Dylan, eu sou uma Alfa, a cicatrização é mais rápida, já você... Acho melhor voltar para a base talvez o Sam consiga fazer um antidoto- Falei passando por ele que segurou o meu braço e encarou os meus olhos por poucos segundos antes de me soltar.

[...]

Narrativa Especial

Dylan Castelli

Nicole Greene me perturbava, me irritava e me chantageava desde os dois anos de idade. Reconheço que sentia falta disso, mas não me lembrava que era tão irritante e como diria Lucas, não másculo. É o jeito dela, mesmo que ela não perceba, ela nasceu para comandar, mesmo que pense totalmente o contrario, ela nasceu para encantar e enganar as pessoas com aquele sorriso doce e voz de inocente, mesmo que odeie toda a atenção focada nela. Eu assumo que gostaria de ter ficado ali e visto ela se tornar na pessoa que ela é hoje. Talvez eu seria mais do que o antigo melhor amigo que apareceu do nada depois de te-la abandonado e que ela odeia.

Balancei a cabeça tirando esse pensamento da cabeça.

-Ei garoto!- Escutei alguém me chamar- Garoto!

Me virei e me deparei com um homem parecendo um mendigo, não, ele estava vestido com a mesma roupa que Nicole estava, o que seria a pele dela ou do lobo dela. Mas a daquele homem já estava suja e digamos que um pouco rasgada, ele também estava sujo, mas não estava machucado, porém tinha galhas e folhas no cabelo mal cortado. Me aproximei para ajuda-lo e ele me deu um tapa.

-Não preciso da sua ajuda!- Ele falou rosnando para mim

-O que você quer então?- Falei me afastando e ficando preparado para qualquer ataque

-Nicole...- Ele falou engolindo em seco- Onde ela está?

-Por que quer saber? Quem é você?

-Quantas perguntas!- Ele pos a mão na cabeça fazendo uma careta- Não precisa me dizer então! Tudo bem...- Ele parecia estar lutando contra algo dentro de si ou talvez só estava com dor de cabeça- C-conhece o meu filho?

-Quem é o seu filho?

-A-Alec, é a minha cara- Ele sorriu

Tentei me lembrar de algum Alec até que me veio na cabeça o garoto de olhos azuis, amigo da Nicole, digamos que se tirássemos toda a sujeira daquele cara, o vestíssemos direito e fizéssemos a barba e o cabelo ficaria igual ao Alec daqui alguns anos.

-Conheço- Falei- Ele deve estar em algum lugar nessa confusão e...

-Ele está ajudando ela?- Ele arrumou a coluna bravo

-Sim mas...- Ele não me deixou terminar a frase, me empurrou no chão se transformando e matando todos que entravam em seu caminho- Que droga- Falei me levantando e pensando rapidamente nas possibilidades, definitivamente ele não era amigo

Peguei a faca e sai da calçada tentando não perder os rastros dele no meio do sangue, mas cambaleei e cai no chão sentindo a minha cabeça explodindo.

-Dylan!- Escutei-a gritar, mas era um grito vago, como se ela estivesse distante, tentei focar em alguma coisa mas minha visão estava turva e só consegui ver seu rosto embaçado me olhando preocupada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...