História Wolf - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lobos, Originais, Wolf
Exibições 18
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Okay, esse capitulo vai ficar aqui apenas por dois dias e eu pretendo receber respostas durante esse periodo bjs amo vcs

Capítulo 38 - ATUALIZAÇÃO WOLF- Introdução e Capitulo 1


Introdução

Quando crianças vamos à escolas, sonhamos com a vida adulta e seus benefícios ignorando todas as responsabilidades e sonhando em ser algo no nível ou acima dos nossos pais, para sermos importantes e termos mais coisinhas pequenas como nós para admirar a gente. Mas em Wolf você pode sonhar a vida inteira em ser um advogado ou médico, se você tiver o cheiro de um ômega o trabalho mais importante que você pode ter é merendeira, isso porque aos dezessete anos (uma idade que os antigos jovens pensavam nas faculdades e no seu futuro) você é forçado a ir à cabana da família no meio da floresta, onde você sentirá dor e outras diversas coisas sem companhia nenhuma e sem energia, durante sete dias, sete dias morrendo sozinha numa cabana velha e fria para no oitavo ser acorrentada e se transformar, totalmente contra a vontade do seu corpo para no fim dessa semana péssima de aniversário um gordo velho com filho metido te cheirar e te intitular como Alfa, Beta ou Ômega.
E esse será o seu cheiro pro resto da sua vida.

Capitulo 1
Peguei o casaco roxo que estava em cima da cama e o cheirei, era de Emy, minha irmã. A quase um ano e meio ela havia sido reconhecida como Ômega, não preciso nem dizer que foi o assunto do momento em todo a Wolf, até nos lugares mais distantes todos falavam da filha do casal Alfa mais importante de toda a Sociedade Wolf ter se tornado uma ômega. Emy odiava todos os dias de sua vida desde então, ela até trocará de quarto para que eu não fosse obrigada a sentir o seu "fedor".
Então decidi que pegaria uma blusa dela e a colocaria no fim do oitavo dia. Talvez se eles pensassem que eu era uma ômega não teria tanta pressão sobre mim e talvez Emy voltasse a falar normalmente comigo, afinal, ser merendeira não deve ser tão ruim assim.
Encarei o computador ligado na minha mesa, dei duas batidinhas na pulseira ligando ela e então puxando o zoom da tela. As imagens preencheram meu quarto em tamanho real, eu estava realmente preocupada com essa transformação, havia pesquisado sobre isso a semana inteira e o que recebi não foi tão encorajador assim, diversas pessoas amarradas e gritando com cara de dor, pessoas no meio da transformação com seus corpos ainda se transformando no lobo, meu quarto parecia aqueles quartos de casas mal assombradas e macabras daqueles parques idiotas do Halloween.
-Querida?-Mamãe deu duas batidinhas na porta-Posso entrar?
-Claro- Falei apagando a pesquisa e desligando o computador
Me sentei na cama com uma barrinha de chocolate em mãos.
-Você vai ficar bem meu amor- Ela sorriu limpando o canto da minha boca que provavelmente estava suja de chocolate- Todos nós ja passamos por isso- A minha mãe era uma pessoa incrível, sempre sorridente, gostava de ajudar as pessoas, era sempre a melhor em tudo que fazia, eu realmente admirava ela
-Mas e se não acontecer comigo? E se eu não estiver pronta? E se eu for algo que eu não goste?
-Você terá que aprender a gostar, não é porque somos Alfas que adoramos isso, é sim a melhor função de Wolf, com os melhores trabalhos, mas é só um título, não muda o que nós somos, independente do que você for, você ainda terá a gente ao seu lado- Ela sorriu- Agora pegue as suas coisa, já estamos atrasados- Ela deu um beijinho em minha testa e saiu do meu quarto.
Desci as escadas lentamente enquanto escutava Emy discutir com papai sobre o meu recheio prefiro no sanduíche.
-Na realidade é calda de chocolate, mas eu aceito geleia de morando ou uva- Sorri
-Minha pequenina- Papai era do tamanho de um prédio, forte igual 10 homens e incrivelmente bondoso e eu não vou negar que ele chora assistindo filmes romântico- Vem cá- Ele tinha os braços abertos e as mãos melecadas de geleia
-Prefiro continuar com o meu cabelo e roupas limpas por enquanto- Sorri gentilmente
-E eu gostaria que você não comesse tudo no mesmo dia- Emy sorriu me entregando a lancheira e então tendo o primeiro contato de verdade desde que ela se transformou, ela me abraçou, nos primeiros cinco segundos eu fiquei em choque, esqueci completamente o que fazer quando uma pessoa te abraça, mas depois eu a abracei apertado não querendo soltar nunca mais.
Mamãe estava incrivelmente impaciente no carro, buzinando loucamente e gritando que não queria que a minha transformação acontecesse em casa.
Sai de casa e caminhei até o carro, minha mão estava na maçaneta do carro quando escutei uma discussão do outro lado da rua, eram os gêmeos Sherwood, Nico e Lilith Sherwood eram as pessoas mais estranhas que eu conhecia, Nico era de altura mediana, cabelos negros e um tanto quanto compridos, olhos negros e pele mais branca que a neve, o garoto era completamente gótico e o ar em sua volta parecia mais mórbido e sombrio.
Já Lilith era um pouco menos assustadora que Nico, ela era baixinha, branca, olhos verdes, cabelos ruivos e várias sardas pelo rosto. O ar envolto da garota era frio e várias vezes eu vi seus olhos mudarem de cor, talvez fosse só coisa da minha cabeça ou não, mas eu ficava feliz deles terem 15 ou 16 anos, pelo menos não estudávamos juntos.
Percebi que os estava encarando por muito tempo quando Nico parou de brigar com a irmã e olhou fixadamente para mim, senti um calafrio percorrer a minha espinha, Emy me chamou um pouco apavorada, ela também tinha medo deles, mas o que eu podia fazer? Ja os estava encarando, então, sorri e acenei, Nico desviou o olhar porém Lilith sorriu e acenou de volta bastante contente em ter alguém falando com ela, mesmo a distância.


Notas Finais


Gente serio, isso é muito importante para aqueles que realmente gostam dessa historia, pk eu estou com um puta bloqueio na versão antiga pk eu era muito nova quando comecei a escrever, tem coisas que não batem, tem coisas que não estão bem explicadas, tem varias coisas que eu fiz por impulso, eu transformei Nicole em uma boneca que todos se apaixonam e que é indefesa até o ultimo minuto e que não sabe o que quer da vida, quando na realidade eu queria uma personagem forte e não uma filha da deusa Afrodite, então se vcs concordarem comigo, eu repostarei essa fic (não haverá um longo período de hiato pois tem vários capítulos pronto), se não eu vou tentar o máximo terminar essa versão e dar um bom sentido para ela
BJS amo vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...