História Wolf - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bdsm, Dominação, Masoquismo, Pet Play, Sadismo, Sexo, Submissão
Exibições 62
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 12 - O arco-íris após a tempestade


Fanfic / Fanfiction Wolf - Capítulo 12 - O arco-íris após a tempestade

Depois de todo sofrimento, aqueles momentos de ternura com David até pareciam um sonho, toda a calmaria inundando aquele quarto onde momentos atrás só se ouviam sons de dor e luxúria... David era um homem muito misterioso, foi muita coragem minha me envolver assim com ele, mas apesar de tudo, eu me sentia bem com ele.
_Dono?
_Diga, Kitt.
_Posso dormir aqui hoje? Por favor.
_Hoje não, quero que durma com Morango.
_Mas eu... _fui interrompida.
_Shiii... Não discuta.
Morango ouvia tudo imóvel aos pés de David.
Ele tentou me beijar e virei o rosto desviando do beijo. David me olhou surpreso, com os olhos fixos, fechei os olhos esperando um tapa.
_Vadia. _David me empurrou me fazendo sair de seu colo e foi beijar Morango.
Ele a beijou com sede, com a mesma voracidade que me beijava. David se levantou me puxando pelo braço.
_Já para o quarto, tome um banho e pense no que quer de verdade. _disse ele num tom de reprovação.
_Não, eu quero você... Me deixa ficar aqui hoje.
_Para o seu quarto e não saia de lá até segunda ordem.
_Me desculpa...
Ele bateu a porta do quarto e se trancou com Morango. Corri para o meu quarto, não queria ouvir ou imaginar o que fariam lá, isso sim era tortura. Entrei na banheira quente e senti arder cada marca em minhas costas, minha bunda estava sensível depois de tantas pancadas com a palmatória. Terminei meu banho, vesti um casaco e fui para cama, coloquei meus fones de ouvido e dei play em Nymphetamine do Cradle of Filth e acabei adormecendo.
Acordo com um barulho na porta. Era Morango voltando, estava com um sorriso no rosto que me deu ânsia.
_O que aconteceu lá? _perguntei.
_Ele foi tão carinhoso comigo...
_Cala a boca, não quero ouvir.
_Você tem sorte, ele é maravilhoso. Achei que seria castigada, mas eu tô amando servir a ele.
_Falei pra calar a boca!
_O que te deu?
_Você não devia estar aqui, sai da minha frente sua vadia.
_Ele me mandou dormir aqui. O que tá acontecendo com você, Kitt?
_Meu nome é Lucy, só ele me chama de Kitt.
David entrou no quarto furioso.
_Que merda tá acontecendo aqui?
_Desculpa Senhor, eu não sei o que eu fiz. _disse Morango.
_Você nasceu. David eu não quero mais isso, por favor, eu quero muito ficar, mas não vou suportar ter outra aqui... Não aguento ver o sorriso dela falando que transaram e que você foi carinhoso com ela quando só me maltrata.
_Você fez isso?
_Ela me perguntou o que aconteceu, eu só disse o que aconteceu e que ela tinha sorte...
_Cínica! _parti pra cima de Morango e David me segurou.
_Já Chega! _gritou David. _Fora daqui cadela!
_Mas senhor... _protestou Morango.
_Fora!
Morango saiu de cabeça baixa sem dizer uma palavra. David voltou a me encarar, eu estava chorando de raiva, queria matar a Morango mesmo sabendo que o culpado de tudo era David.
_Que porra foi essa?
_Eu não vou aguentar, David, não posso suportar isso até o natal...
_Quer ir embora, Lucy?
_Eu não quero ir embora, quero ficar com você, mas outra mulher eu não vou suportar.
_Eu não vou mandá-la embora, se é isso que quer. E não ouse dizer "ou ela ou eu", nem pense nisso.
_Não me faça ficar perto dela outra vez, nem chupar aquele corpo nojento de puta. _levei um tapa na cara. _Chega. Vou embora.
David segurou meu braço e me puxou tentando me abraçar enquanto eu o empurrava até que sedi.
_Eu nunca fiz isso em toda minha vida, mas vou fazer agora, não faça eu me arrepender... _ele respirou fundo. _Por favor, não vá. Eu quero que fique, eu quero você, você é diferente de todas as outras, é teimosa e isso me irrita, mas eu ainda quero você...
Fiquei em silêncio olhando em seus olhos, eu realmente não sabia o que dizer naquele momento.
_Fala alguma coisa logo.
_Eu fico, mas não quero que me obrigue a ficar com a Morango, eu suporto todo tipo de tortura, menos isso.
_Aguente mais uns dias. Eu prometi que cuidaria dela.
_Não tem outro jeito?
_Vou falar com a dona dela, até lá a colocarei em outro quarto, e tenta não matar ela, a Serena me mataria.
Eu ri.
_Quem é Serena?
_A dona dela.
David me beijou e quando estava indo embora, parou na porta sorrindo.
_Saiba que eu queria você, não ela. Só fiz por raiva de você, foi uma punição por me rejeitar.
_Desculpa.
_Vou trazer seu jantar.
David saiu e Morango entrou em seguida.
_Queria me desculpar, não queria te deixar zangada...
_Sai logo daqui e me deixa em paz.
Ela se aproximou e se ajoelhou.
_O que você tá fazendo? Levanta.
_Não até me desculpar.
_Isso é ridículo, levanta logo. Te desculpo, agora para de beijar meu pé.
Ela se levantou e beijou minha boca. Eu a empurrei e passei a manga do casaco na boca.
_O gosto dele ainda está em você. Sai daqui antes que eu quebre a promessa que fiz.
Ela pegou a mala e saiu. Me joguei na cama e comecei a chorar.
_O que aconteceu?
Era David com meu jantar, ele estava segurando uma bandeja com uma tigela de sopa e duas torradas. Limpei o rosto e sentei na cama.
_Estou morrendo de fome. _falei fungando o nariz.
_Coma tudo.
Tomei a sopa que estava cheia de pedacinhos de batatas. David pegou a tigela e colocou na bandeja, colocou na mesa de cabeceira e se deitou do meu lado.
_Queria ver minha amiga.
_A da loja?
_Sim. Posso?
_Pode. Ligue para ela amanhã e pergunte que horas posso buscá-la para dormir aqui com você.
_Sério?
_Claro, faça isso depois do café. Agora durma.
David me colocou pra dormir fazendo carinho no meu cabelo.
Esse foi um dos dias mais longos que já tive.


Notas Finais


Espero que estejam gostando, comentem pra que eu saiba como está ficando e o que estão achando.
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...