História Wolf - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Exo, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 178
Palavras 1.990
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Todo mundo namorando e eu ainda sofrendo


- KyungSoo! Diga ao SeHun que eu odeio ele!

Se passaram dois dias, dois dias insuportáveis dentro de casa, onde, por conta disso, todos nós passávamos a maior parte do tempo por aí, em qualquer lugar, qualquer mesmo, nem que fosse no mercado que tinha logo ali, pelo menos o clima lá não era tão tenso como o de casa. Tudo isso por causa do LuHan e do SeHun, é claro!

Mas agora, no lugar de discutirem diretamente, os dois usavam o pobre KyungSoo para trocarem recadinhos de ódio, dizendo que não queriam  mais se ver. Isso estava dando certo, já que Kyung é um garoto obediente, até JongIn ficar muito puto ao ver o que estavam fazendo com seu “amigo”.

- Kyung! Como você deixa te usarem desse jeito? – Ele reclamou.

- Ah, eu não tenho mais nada pra fazer... – Ele respondeu, com um ar triste.

- Fique comigo, então! Tenho certeza que você se divertira muito mais comigo que com esse casal enrolado!

- Nós não somos mais um casal! – LuHan gritou de lá do outro lado da sala.

- Vamos, Kyung. – Disse Kai, ignorando completamente LuHan. – Quer passar o dia inteiro na praia comigo igual daquela vez?

- Quero! – Dava pra ver os olhos de KyungSoo brilhando quando ouviu a proposta.

JongIn pegou na mão do “amigo” e os dois já iam saindo da sala, quando Tao, que estava entrando, apareceu na frente dos dois, e em seguida começou a analisar como os dois ficavam bonitinhos juntos.

- Awn, que bonitinhos, quando é que vão se assumir? – Ele perguntou descaradamente, com a mesma simplicidade que alguém usa quando vai dar bom-dia.

KyungSoo começou a ficar desconfortável, JongIn percebeu isso e parecia querer falar alguma coisa, mas no final apenas empurrou Tao para o lado, abrindo a passagem e saindo dali com o “amigo”.

 

POV KyungSoo

Kai me tirou dali às pressas, e logo já estávamos fora de casa, nos deparando com a vista linda do mar. Fiquei pensando no que Tao disse. Na verdade, eu não teria problema nenhum para me assumir com ele aos outros, e até onde o conheço, ele também não, mas... O problema é que precisávamos antes nos assumir um para o outro. Nosso relacionamento já era avançado o suficiente para não sermos mais apenas simples amigos, mas ainda não tínhamos nada sério. Já faz algum tempo que eu penso em conversar seriamente com ele sobre isso, mas nunca tenho coragem.

- Kyung, você está pensando no que Tao disse? – Kai me perguntou quando sentamos à beira do mar, quando percebeu que eu estava pensativo demais.

- Sim...

- O que... Você pensa sobre isso? – Dava para perceber que ele estava tomando o máximo de cuidado possível para falar sobre isso, coisa que não costuma fazer nas conversas normais. Então ele leva isso a sério comigo?

- Eu quero uma coisa mais séria com você. – Falei de uma vez, decidi que já estava na hora de avançar com isso.

- E-eh? Então você quer namorar?

- Sim... Na verdade, eu já venho querendo isso há um tempo, Kai... Eu sempre me senti atraído por você, até mesmo antes de conversarmos pela primeira vez. Você foi como uma luz na minha vida de trevas. Eu te amo muito.

- Kyung... – Ele ficou durante alguns segundos sem reação, e parecia estar pensando no que responder, até que começou a falar. – Ah, Kyung, isso me deixou tão feliz... – E agora ele estava sorrindo para mim. – Eu também queria lhe propor isso, mas não sabia como me declarar, não sou muito bom com essas coisas mais sérias... Também te amo, Kyung – E me deu um selinho. – Quero muito ser seu namorado.

Dei o meu melhor sorriso, e ele me empurrou na água, envergonhado. Já ia o puxando para cima de mim como daquela vez, mas ele foi mais rápido e saiu correndo, então corri atrás, e pulei em suas costas quando alcancei, mas por eu ser pequeno, ele me aguentou, me posicionando direito em suas costas, e saiu correndo em seguida, me levando a uma das mesinhas que tinha do lado de fora da casa. É mesmo, já estava chegando a hora do almoço.

 

POV Xiumin

Dando a hora do almoço, fomos todos lá fora almoçar, e tivemos peixe de novo. Encontramos JongIn e KyungSoo já sentados lá, nos esperando, e aos poucos os outros foram chegando, até que todos nós nos reunimos. Tudo estava normal, até que ChanYeol aparece com BaekHyun, que para a surpresa de todos nós, estava em sua forma humana! Achamos que LuHan tinha o perdoado, quando o mesmo começou a dar chilique dizendo que não havia feito nada. A bicha estava tão revoltada que só faltou pegar a faca de cortar o peixe e atacar o coitado do BaekHyun, que já estava sendo pressionado o suficiente por todos estarem o olhando estranho.

- Quem foi que fez isso? Só outro guardião pode desfazer o que eu fiz! Existe outro, não é? Onde você arranjou? Hein? – LuHan perguntava, nervoso, enquanto BaekHyun se encolhia todo.

- E-ei! Calma! Antes de mais nada, quero deixar claro uma coisa que não pude dizer antes porque era um lobo. Sobre aquilo com o SeHun, eu não sei o que deu naquele doido pra me beijar daquele jeito, e se dependesse de mim, isso nunca teria acontecido, afinal, eu prefiro o ChanYeol. – Ele colocou tudo pra fora, e todos nós ficamos chocados com as duas bombas jogadas ao mesmo tempo.

- Tá, depois eu mato o SeHun, mas antes quero saber quem é o guardião que te transformou de volta! Onde ele está?! – LuHan pareceu nem ligar para a confissão sobre ChanYeol, coisa que ele nunca costuma deixar passar, já que é viciado em shippar pessoas.

- Eu só vou falar se você me perdoar e concordar com a ideia de ele me transformar de volta!

- Ah, isso é o de menos agora! Você já está perdoado desde quando jogou toda a culpa em cima do SeHun, e também, eu não quero perder tempo tendo raivinha de você, mas agora preciso saber quem é o outro guardião! Você não entende como é passar sua vida toda sendo diferente de todo mundo e finalmente achar alguém igual a você! – LuHan deixou claro seus reais motivos, e eu até fiquei com um pouco de pena dele. Deve ter sido realmente difícil, já que ele perdeu o pai muito cedo e nem a própria mãe é igual a ele.

- Bem, eu não sei se ele me deixa contar... Mas posso dar uma dica, é alguém entre nós. Pronto, agora você me deixa em paz?

- Ah, pode ser, só isso já é suficiente para que eu descubra por mim mesmo. Agora pode voltar pro seu amor. Se você pensa que eu ignorei aquilo, saiba que está muito enganado! – Parece que ele ainda é o LuHan de sempre... Ou quase.

Nem parecia que aquele que LuHan queria matar estava presente. Ele olhava para todos nós, desconfiado, afinal, qualquer um poderia ser o guardião. No meio disso tudo, eu só ficava cada vez mais curioso, e aposto que Chen, que estava do meu lado, também. Se tem uma coisa que eu tenho certeza agora, é que temos que conversar com o SuHo e o Lay, urgentemente. Aqueles dois sabem de todas as fofocas e tiveram uma reação diferente quando BaekHyun falou aquilo, então com certeza devem saber alguma coisa, mesmo que seja apenas um pouco.

Ainda bem que todo mundo já sabia da história do LuHan, senão seria um rolo tremendo para explicar agora. E não era só eu e Luhan que estávamos morrendo de curiosidade, todos olhavam uns aos outros, pensando em quem tinha mais jeito de ser guardião. Terminamos rapidamente de comer e cada um foi tentar investigar da sua maneira, incluindo Chen e eu.

- Ei, eu acho que sei como descobrir. – Comecei a falar com ele.

- Perguntando ao SuHo e ao Lay?

- Como você adivinhou?!

- Ah, eu te conheço, haha. – Ele riu.

Então fomos procurar os dois, e os encontramos no quarto do Lay, conversando sobre alguma coisa que parecia ter a ver com o que queríamos saber.

- Nós gostaríamos de saber umas coisas.

- O quê? É sobre o que ouviram agora há pouco? – SuHo já estava adivinhando o que queríamos.

- Sim... Queríamos saber se vocês sabem mais sobre isso.

SuHo olhou pra Lay, que lhe lançou um olhar que eu não entendi muito bem, mas que para ele pareceu fazer sentido.

- Sou eu. – Lay disse, depois de fechar a porta e se certificar de que ninguém estava ouvindo.

- V-você?! – Chen perguntou, ficando tão chocado quanto eu.

- Sim. Eu que transformei BaekHyun de volta. Mas prometam não contar a ninguém sobre isso, ouviram? É super secreto, tanto que até ontem, nem SuHo sabia.

Confirmamos com a cabeça, percebendo a gravidade do segredo ao saber que nem SuHo sabia disso. Conversamos mais um pouco, e daqui a pouco o assunto já era sobre BaekHyun ter dito abertamente que gosta do ChanYeol, e eu até comentei que o amor dele e muito bem correspondido, até surgirem outras coisas para fazer e eles terem que ir embora.

Sem termos o que fazer, decidimos ir encher o saco do mais novo possível casal. Achamos BaekHyun e ChanYeol, que estavam juntos, por sinal, e começamos a perguntar as coisas na maior cara de pau mesmo, afinal, ChanYeol é meu melhor amigo, e eu tenho que saber de tudo, e nem ligo se BaekHyun vai se sentir incomodado, ninguém mandou gostar do Dumbo.

- Ei, Channy, me diga. – Comecei a falar. – Como anda a sua relação com o Baek?

- Ah, Xiumin, não começa. – Ele já tinha percebido tudo e tentou escapar da situação.

- Nós estamos juntos, por quê? – BaekHyun respondeu minha pergunta, e ChanYeol pareceu surpreso com isso.

- Estamos? – Ele perguntou.

- Não estamos?

- A-ah... Então nós... Você...

- Espera, vocês estão decidindo isso agora? – Perguntei, cortando um ChanYeol duvidoso.

- Eu não sei... Nós tínhamos nos beijado, mas não conversamos nada depois disso... – ChanYeol tentou explicar, revelando algumas coisas.

- Ei! Não fique falando abertamente por aí das suas intimidades com seu namorado! – BaekHyun o repreendeu, dando um tapinha fraco em seu braço.

- Mas nós não... Quer dizer, se você quiser...

- “Se você quiser?” Você é burro ou o quê? Já está mais que claro que eu quero!

- Então nós...

- Estamos namorando, é isso que eu quis dizer desde o início! Mas aí você ficou duvidando!

- Então... É oficial? – Chen tomou coragem de perguntar, os fazendo perceber que ainda estávamos aqui.

- Sim, já pode até começar a espalhar a fofoca, eu deixo. Agora, se nos derem licença... – BaekHyun dizia, enquanto puxava seu mais novo namorado pela gola da camisa até seu quarto, enquanto o mais alto fazia uma expressão confusa e parecia não saber mais nem o que estava fazendo lá.

 

BaekHyun disse que podíamos espalhar a fofoca, então foi exatamente isso que fizemos. Com preguiça de contar a cada um, falamos apenas com Tao, já que ele certamente faria o trabalho por nós. E fez mesmo: Mais ou menos meia hora depois, todo mundo já estava comentando sobre isso, e BaekHyun nem se dava ao trabalho de tentar esconder ou se explicar. ChanYeol nem ligava mais, e acredito que, para ele, apenas interessava o fato de agora ter o BaekHyun todinho para ele.

 

Mais tarde, estava conversando no corredor dos quartos com ChanYeol, até que ele tocou no assunto da minha relação com o Chen.

- Mas você ainda gosta dele como quando estavam juntos? – Ele perguntava.

- Sim, ChanYeol, quantas vezes tenho que repetir? – Já estava perdendo a paciência, ele sempre fazia esse tipo de pergunta quando conversávamos sobre isso. – Eu amo o Chen!

- Eu? – Ouvi a voz do Chen perguntar atrás de mim. – Você... ainda me ama, Xiumin?

Merda!


Notas Finais


Olá
Passando para dizer que estou escrevendo outra fanfic, dessa vez uma two shot, também xiuchen.
Interessados falem comigo :B (ou apenas me stalkeiem mesmo já que tá tudo no meu perfil né).
Ela é bem dramaticazinha e trágica, cheia dos feels, porém eu achei bem amorzinha.
E é só isso mesmo.
Eu podia muito bem arranjar outra coisa pra escrever aqui só pra poder usar a desculpa "Ah, não é que eu estava só com interesse em divulgar minha fanfic, que isso, apenas aproveitei a situação", mas fiquei com preguiça, então fiquem com a verdade mesmo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...