História Wolf - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Saga, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


-

Capítulo 1 - Escolha


Fanfic / Fanfiction Wolf - Capítulo 1 - Escolha

  

  Bebemos, bastante, mas ainda estávamos sóbrios, conversávamos como se acabassemos de nós conhecer, nos conhecíamos a anos conhecíamos cada defeito e qualidade nossa, mas nesse momento é como se eu o visse pela primeira vez, podia ver suas enormes mãos segurando o copo, e metade do braço exposto, com sua pele extremamente branca a mostra e suas veias saltitando. Fico sem graça com meus pensamentos maliciosos e aquelas mãos, bebo mais um gole. 

  - Você se lembra? Aquilo foi emocionante, apesar de que éramos jovens de mais para aquela festa-tragédia que vivenciamos. Ele ri quase hestericamemte, seu riso exagerado causado por lembranças de quando éramos mais jovens. 

  É como na primeira vez que nos vimos eu o encaro sério, ver seus lábios carnudos formarem aquele belo sorriso, alguns pelos no rosto da barba não feita, do cabelo apenas arrumado de qualquer jeito com alguns fios sobre o rosto, seu cabelo está maior do que antes, seus ombros um pouco largos e os olhos de um castanho claro tão peculiares, verdadeiros, como se pudessem nos ler, o que pode, ele me ler, todo meu corpo.  Bebiamos porque hoje seria sua escolha, meu amado escolheria seu destino. Da janela do bar eu podia olhar o brilho da lua, cheia, quanto mais eu olhava mais ela crescia e me engolia. Estava na hora.

  - Devemos ir agora. Digo a ele, o olhando sério

  Ah! Vamos então. Diz ele se levantando do banco.

  Percebi que ele estava mais alto, apesar da idade já era um homem totalmente formado. Eu amo-te. 

  Quando estávamos no meio da floresta, totalmente expostos para a lua, eu o encarava, no caminho todo, sempre dava certas olhadas para ele, o quão sinistro ele se torna no escuro, o quão aquilo me seduz.  

- Não importa qual escolha você faça, sempre estarei contigo. Digo a ele, sabendo já a sua escolha, eu senti. 

  - Eu sei...  Diz ele vindo em minha direção e me abraçando, me deixando sem reação, me fazendo não querer solta-lo daquele abraço. Esta mais alto que eu.  

- É minha hora, logo em seguida, é você.  Digo a ele me afastando alguns metros, comecei a me despir em sua frente sem nem um tipo de vergonha, já totalmente nu, me transformei, não é doloroso e sim excitante, balancei minha cabeça endireitando minha visão ao escuro, ele me olhava, petrificado com o que presenciava, minha forma de lobo, com pelos de um marrom escuro. 

 - Que belo lobo você é...  Diz ele pra mim, eu o entendia, isso só comprova a escolha dele, ele caminha em minha direção tocando meu focinho, passando às mãos nos pelos de meu pescoço, agora eu era mais alto que ele. Eu amo-te.

  Ele se afastou de mim, alguns metros, começou a se despir em minha frente, eu apenas fiquei parado o olhando, um corpo digno de um deus grego. Então, ele disse a seguintes palavras: "Eu escolho a lua, me amaldiço ao amor, agora, sou lobo apaixonado" . Aquilo me pegou de surpresa, ele havia se declarado a mim, eu não pudi evitar, fiquei eufórico, ele se transformou, um lobo grande e esbelto, de um cinza que parecia brilhar, agora será para o resto da vida, agora ele estará comigo. 

  - Eu te amo. Diz ele pra mim, já transformado, eu podia enteder, sua voz era rouca e intimidante. 

  - Eu também amo você. Digo, não escondendo minha felicidade.  Ele se aproximou de mim, e encosta seu focinho ao meu, começou a me acariciar e a esfregar levemente sua cabeça a minha, meus pelos erissaram. 

  - Vamos! Quero sentir meu corpo desta forma, vamos caçar, me ensine. Diz ele pra mim.

 - Claro... Mas tenhamos cuidado, você sabe, eles não podem saber de nós, ou melhor, do nosso amor, estamos amaldiçoados a ficar juntos o resto da vida, pra mim, uma bênção. Digo a ele, calmamente, diferente de sua voz de lobo, a minha era apenas rouca e baixa, como se eu sussurrasse em seu ouvido. 

   Começamos a correr, eu podia ouvir tudo ao meu redor, cada barulho que cada animal noturno fazia, era quase câmera lenta minha corrida, eu podia ouvir o coração dele pulsar eufórico, eu podia ver fascinação em seus olhos peculiares.  

Eu o amo, apesar de todo o perigo.  



Notas Finais


-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...