História Wolf Boy - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lu Han, Sehun
Tags Abo, Baekyeol, Beakhyun, Chanyeol, Exo, Hunhan, Kai, Kaisoo, Luhan, Mpreg, Sehun
Exibições 415
Palavras 1.567
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Podem pegar suas tochas para me queimarem viva na fogueira da inquisição! kkk sei que está todo mundo querendo minha cabeça, mas finalmente tomei coragem de terminar essa fanfic , sem mais delongas o ultimo capitulo para vocês, quero que saibam que me esforcei muito para escrever e quase exclui a fanfic por que realmente não gostei do que ela se tornou, mas por consideração a aqueles que acompanharam até aqui e a aqueles que até hoje ainda começaram a ler recentemente resolvi dar o final a ela, espero que goste!

Capítulo 11 - The End!


POV BaekHyun

Depois da conversa que eu tive com o Chany sobre o pouco tempo que estava tendo com ele e falta que eu sentia do mesmo ele começou a trabalhar de uma forma mais leve, estipulando horários certos para as fotos, deixando o horário depois das oito horas da noite para passar o tempo comigo e com os bebês. Aliais um mês a mais já havia passado, então estou literalmente na reta final da minha gestação, já não enxergava meus pês ao um bom tempo, agora então nem se fala, eu sentia como se minha barriga fosse se abrir ao meio a qualquer segundo, minha vida sexual então estava extinta pelo fato de não conseguir ficar em nenhuma posição por mais de dez minutos sem sentir dor e logico o medo gigante de meu marido machucar os bebês apesar de o medico deixar bem explicito que isso era impossível de acontecer.

Deixando toda minha frustração de lado irá relatar o dia mais feliz e doloroso da minha vida, feliz por que pela primeira vez pude ver o rosto dos meus filhos, doloroso por que botar duas crianças na terra de uma vez não é nada fácil. Apesar de meu parto ter sido cessaria, por que convenhamos a natureza foi boa com nos ômegas, mas jamais foi perfeita, já que os bebês entraram por um buraco e não tinham por onde sair, a data do nascimento deles já estava prevista mas o medico queria que eles ficassem o maior tempo o possível dentro de minha barriga para ambos poderem nascer de forma saudável no peso e no tamanho ideal, então penas quando eu sentisse as primeiras contrações era pra eu ir correndo para o hospital para entra em uma Cesária de emergência.

E foi bem assim que aconteceu era primavera, uma quarta à tarde, Chanyeol estava de folga e estávamos tirando um cochilo pós-almoço já que eu ficava cansado a maior parte do tempo e mal dormia de noite por falta de posição para o mesmo e Chany apenas me acompanhava e aproveitava para poder descansar um pouco, foi no meio da tarde que acordei sentindo umas pontas estranhas no meu baixo ventre e já sabia muito bem o que aquilo significava, mordi os lábios tentando conter um gritinho de dor e comecei empurrar o mais alto.

-Chany, amor, acorda, por favor, eu acho que estou começando a sentir as contrações. -Tentei falar aquilo de forma calma enquanto empurrava o corpo dele, ao ver que o mesmo nem ao menos se mexeu resolvi empurrar ele um pouco mais forte enquanto gritava o nome do mesmo.

-Que foi Baek? Não podemos dormir só mais um porquinho? - Aquele projeto de girafa ainda teve a audácia de me perguntar se não poderíamos dormir mais um pouco.

-Chanyeol acabei de falar que estou sentindo contrações e você quer que eu vire pro lado e volte a dormir?- Falo de forma meio raivosa para o mesmo. Assim que termino de falar vejo o mesmo se sentar com tudo na cama.

-Você está falando que está sentindo contrações? -Ele pergunta já se levantando da cama  e correndo em direção ao quarto dos bebês-Então os nenéns vão nascer?- E volta afobado com duas malas infantis para o quarto - Vamos então amor, levanta e vamos para o hospital!

-Me ajuda a levantar né Chanyeol. Você acha que é fácil fazer as coisas com a barriga desse tamanho? -Falo quase gritando com o mesmo, o fato de ele estar afobado me deixava afobado também- E vai vestir alguma roupa, pretende ir para o hospital apenas de cueca? - Falo mais rápido.

Logo vejo o mesmo se aproximar de mim e me ajudar a ficar em pé, por sorte eu já estava vestido, afinal desde que meu corpo havia mudado de forma brusca não gostava de me ver sem roupa, enquanto ele se vestia eu fazia uma massagem no pé da minha barriga que no momento estava contraído e doendo para caramba, quando ele terminou de pegar as bolsas fomos em direção à frente de nossa casa, o mesmo me ajudou a entrar no carro e colocou as coisas do bebê na porta malas, junto de minha bolsa é claro, afinal e precisaria de roupas para o hospital também!

E eu nunca em meu curto período de vida sendo dividida com o Chanyeol o vi dirigir tão rápido, tenho certeza que dessa pequena ida para o hospital ganharíamos algumas multas, mas não posso culpa-lo também, o caminha para o hospital não estava sendo nada fácil uma vez que as contrações iam aumentando de forma brusca a cada minuto que passava e minhas dores eram totalmente expostas em formas de pequenos gritos e apertos na porta do carro, mas conseguimos chegar vivos e inteiros no hospital.

Assim que demos a entrada já fomos levados para sala de parto, afina meu medico já tinha deixado tudo arrumado para quando eu fosse dar a luz, apenas a data não estava prevista ainda, quando cheguei ao Hospital o doutor já estava lá pronto para realizar minha cessaria e colocar meus filhos no mundo, não lembro muita coisa da hora do parto, apenas que levei uma agulhada filha da égua na base de minha coluna e como aquilo doeu, a partir daquele momento foi tudo meio que um borrão no meu ponto de vista, Chanyeol não deixou de ficar do meu lado em momento nenhum durante a cirurgia.

Foi então depois de algum tempo que escutei o primeiro choro invadir a sala de parto, forte e potente, assim que aquele som preencheu meus ouvidos a única coisa que consegui fazer foi derrubar lagrimas, e foi então que eu descobri que aquele choro era o meu pequeno menino mostrando sua potencia de alfa, soltando um choro completamente potente e a plenos pulmões, não muito tempo depois um choro mais manhoso foi adicionado a então sinfonia mais perfeita da minha vida, era o choro de minha menininha, minha pequena ômega, então depois que os dois foram limpos pelo menos o excesso de sangue, os mesmo foram colocados no meu campo de visão e foi ai que eu soube que jamais me apaixonaria que nem me apaixonei ao olhar os meus nenems, olhei para Chanyeol e percebi que o mesmo também chorava então ele encostou os lábios no meu e sussurrou.

- Eu te amo Baek, obrigada por estarem me dando esses bebês!- Falou de forma emocionada.

Algum tempo depois de ser devidamente fechado da cirurgia e os meus bebês estarem devidamente limpos e vestido me encontrava no meu quarto com a pequena menina em meu colo e o Chany estava sentado na ponta da minha cama com o pequeno menino no colo dele, e não podia deixar de estar extremamente feliz com essa cena que seria presente em todos os meus dias a partir de hoje, foi então que resolvi começar a falar.

-Chany, acho que agora é a hora certa de dar um nome para nossos filhos não acha? Acho que nosso menino pode se chamar Park Bon-hwa-  O nome de nosso filho significa "glorioso" - E a nossa menina deve se chamar Park Yang Mi - Que significa rosa em coreano- Gosto muito desses nomes e acho que combina com eles!

-Então sejam bem vindos ao mundo Bon-Hwa  e Yang Mi!- Chanyeol falou de forma empolgada.

Algum minutos depois das nossas decisões por nome os nossos amigos chegaram para conhecer nossos bebês, Luhan e Sehum ficaram como padrinhos da pequena Yang Mi  e Kyungsoo e Jongin ficaram como padrinhos de Bon-Hwa. 

Quando tivemos alta do hospital fomos para casa era logico e uma nova etapa em nossas vidas começou, onde as madrugadas eram cercadas por choros agudos e fraudas sujas para serem trocadas, nunca ninguém fala que ser pai envolve tanta responsabilidade quando realmente envolve não que eu esteja reclamando, não estou de jeito nenhum, amo meus filhos acima de tudo e amo Chanyeol cada vez mais a cada dia que passa, sempre acabamos brigando por alguma coisa ou outra.

A vida não é um mar de rosas, lembro-me da primeira vez que meus pequenos ficaram doentes, do primeiro machucado que tive que cuidar e ainda mais de todas as dores que eram deles que eu tomei para mim, minha vida com Chanyeol sempre teve autos e baixos, afinal nenhuma relacionamento é completamente perfeito, quando nossos pequenos estavam com 3 meses o filho do lulu com o Sehun nasceu e nem um ano depois Soo também teve um bebê.

Tenho o prazer de dizer que hoje meus filhos já estão com  5 anos de idade e que sem duvida são as coisas mais preciosas de minha vida, ainda estou com Chanyeol e alias acabamos de descobrir que teremos mais um filho e não posso nem dizer o quão feliz eu estou, afinal por mais que minha família tenha se formado em circunstâncias não muito convencionais não poderia ser mais perfeita e eu não poderia ama-la mais do que já amo! Agradeço todos os dias da minha vida por ter entrado naquele maldito cio no dia das fotografias e agradeço mais ainda por Chanyeol ter me feito seu naquele dia, afinal de contas nem todos os contos de fadas tem que começar com o Era uma vez, o importante é que tenha o seu Felizes para sempre e Graças ao Chany eu encontrei o meu felizes para sempre. Amo-te Park Chanyeol.

 


Notas Finais


Bom, pra quem leu e ainda não me matou, muuuuuuuuuuuuuuuuuito obrigada mesmo por ter me apoiado, quero pedir desculpas por ter passado mais de um ano sem postar, e quero realmente agradecer a todos aqueles que mesmo vendo que a fanfic não atualizava continuavam a ler e ainda mais favoritavam minha fanfic! Obrigada e desculpe mais uma vez, amo todos vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...