História Wolf Heart {Kookmin/Jikook} - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V, Xiumin, Yugyeom
Tags Jikook, Kookmin, Markson, Namjin, Vhope
Exibições 384
Palavras 1.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Lemon, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Conteúdo sexual.

Capítulo 13 - ★13★


Estava arrumando minha mochila, tinha tudo que eu provavelmente precisaria, cueca, calça, blusa e camisinha.

Se minha omma descobrir que estou levando camisinha ela me mata.

Peguei minha mochila e saí do quarto, desci as escadas e pude ver omma na cozinha.

Appa e os meninos haviam saído pra conhecer a alcatéia Jung. Mas como sou comprometido à alcatéia Jeon não precisei ir.

– A onde vai com essa mochila? - omma apareceu secando as mãos em um pano de prato.

– Ggukie... Quer dizer Jungkook vai me ajudar no cio. - falei colocando a mochila nas costas.

– Ggukie né? - fez uma cara maliciosa - Espera aí. Você disse cio? Pelo amor de Deus não usem camisinha, eu quero netos. - disse eufórica.

– Omma. - a repreendi. 

– Aí! Deixa de ser chato, Jiminnie.

– 'Tá, eu já vou, ele deve estar me esperando.

Fui até ela e dei um beijo em sua testa. 

– Lua.

– Lua. Se cuida! - omma gritou.

Caminhei pra fora de casa, e comecei a andar pela floresta. No meio do caminho já pude sentir o cheiro de baunilha que se destacava no meio da floresta.

– Pensei que não iria vir. - comentou Jungkook.

– E perder a oportunidade de passar o cio com Jeon Jungkook? Nunca. - sorri malicioso.

Jeon me puxou pela cintura juntando nossos corpos e cheirou meu pescoço. 

– Está mais forte. - comentou se referindo ao meu cheiro.

– Vamos logo. - falei lambendo a marca da mordida que tinha no seu pescoço. 

– Vamos, a casa não é longe. - disse e começou a andar na minha frente.

Logo chegamos, eu não prestei atenção na casa em nenhum momento porque os sintomas do cio começaram no meio do caminho.

Eu já tinha uma ereção bem dolorida entre as pernas, e ficar tendo a visão da bunda do Jungkook na minha frente não ajudava muito.

Eu sabia que Jeon também estava duro, afinal tudo que um sentia o outro também sentia.

Jungkook adentrou à casa, e a única coisa que fiz foi largar a mochila no chão, fechar à porta com o pé, e empurrar ele para a parede mais próxima.

– Eu estava esperando você fazer isso. - falou e depois roçou nossos membros.

– Cala à boca. - o puxei subindo as escadas e abrindo a primeira porta que ví. 

Joguei Jungkook em cima da cama, e fui pra cima do mesmo, retirando minha blusa, pude ver Jeon jogar sua camiseta para algum canto do quarto.

A fundei meu rosto em seu pescoço e cherei aquele local. Meus olhos estavam azuis disso eu tinha certeza, assim como os de Jungkook também estavam.

– Beta. - Jungkook rosnou e arranhou minhas costas.

– Beta. - sussurrei de volta no seu ouvido. 

Senti os dedos de Jungkook irem até o cós da minha calça, e empurrarem pra baixo, numa tentativa falha de retirar minha calça.

Eu só lambia chupava e mordia toda à área do pescoço de Jeon.

Senti novamente, as mãos grandes de Jungkook me empurrarem pelo peito, me fazendo deitar na cama, Jeon retirou minha calça e a jogou em algum lugar do quarto, depois abaixou minha boxer.

Meu membro bateu no rosto de Jungkook e pude ve-lo sorrir pra mim. 

– Ggukie o qu-

Minha fala foi interrompida por um uivo que saiu de minha boca ao ter meu membro agarrado com a mão grande de Jeon e logo depois posto em uma cavidade quente.

Jungkook fazia movimentos rápidos de vai e vem com a boca, sua língua fazia um bom trabalho em todo meu falo, Jeon quase nunca retirava meu membro de sua boca só quando era para lamber e chupar a glande.

Eu agarrava firme nos cabelos cabelos castanhos, empurrando sua cabeça pra cima e pra baixo. Senti meu ápice chegar e aumentei a velocidade, liberando jatos quentes na boca de Jungkook, que engoliu tudo bem rápido, e lambeu todo o falo não deixando nenhum resíduo de porra.

Jeon veio em minha direção, me beijando, onde logo que adentrei minha língua em sua boca pude sentir o gosto de sêmen.

– Satisfeito? - perguntou lambendo a marca da mordida em meu pescoço.

– Não. - falei grosso, e Jeon me olhou confuso.

Peguei Jungkook o deixando deitado, e me encaxei no meio de suas pernas onde ele rodeu minha cintura com elas.

– Sabe que se me foder agora, eu também vou te foder mais tarde. - falou e  sorriu malicioso.

– Se você ainda tiver forças pra isso. - tentei me levantar pra pegar a camisinha, mas Jungkook rodeou suas pernas com mais força, não me deixando sair.

– Jeo- 

Fui interrompido de novo por Jungkook que sentou em cima do meu membro de uma vez, fazendo nóis dois soltarmos um uivo alto.

– Ggukie! - o repreendi por ele ter ido sem nenhuma preparação e ele sorriu - Você é louco. - Dei uma estocada fundo, fazendo a cabeceira da cama bater na parede. 

Jungkook revirava os olhos à cada estocada que eu dava, eu adoraria provoca-lo indo lentamente, fazendo ele implorar pra mim ir rápido, mas o meu cio não deixava e a única coisa que eu pensava era:

Sexo, sexo, sexo, sexo, sexo, sexo, sexo e sexo.

Então para me saciar eu ia cada vez mais rápido e fundo, sentindo Jeon se contrair.

Em uma estocada que eu dei, Jungkook gemeu alto, gemido que foi quase um uivo.

– Achei. - sorri malicioso pra Jeon o colocando no meu colo, onde eu poderia acertar mais vezes na próstata dele.

Agarrei na cintura um pouco fina de Jeon o dando impulso pra cima, fazendo ele descer com força, acertando sua próstata pela segunda vez.

– Park seu filho da puta. - rosnou perto do meu ouvido.

Dei mais alguns impulsos para Jungkook, e ele logo gozou sujando seu membro e um pouco de seu abdômen.

– Puta que pariu. - rosnou de novo.

Tirei Jungkook de cima de mim e o coloquei de quatro, me ajoelhei atrás dele e me aproximei.

Encaxei à glande e esfreguei em sua entrada, jogando a cabeça pra trás pela fricção boa que dava. 

Jungkook rebolou em direção ao meu membro e eu empurrei o quadril pra frente, fazendo eu entrar de uma vez em Jeon, que gemeu. Tinha deixado ele excitado de novo.

Dei estocadas rápidas e firmes, senti o ápice chegar de novo e acelerei os movimentos, logo gozei dentro de Jeon, fiz movimentos lentos para prolongar o orgasmos e mordi o ombro esquerdo de Jungkook logo que o nó se formou.

Jeon se desiquilíbrou da posição que estava fazendo ele cair no colchão e eu cair por cima dele. O nó logo se desfez.

Jungkook se levantou e não pude ver pra onde ele ia, estava com os olhos fechado.

Senti as mãos grandes de Jeon separaram minhas pernas, e olhei confuso pra ele.

– Eu disee que se você me fodesse, eu te foderia depois. - falou sorrindo malicioso.

Seu membro ainda estava ereto, ele encaixou a glande e raspou ela na minha entrada empurrei meu quadril mais pra baixo em busca de que ele me fodesse, mais ele apenas se afastou mais.

Ele pegou em seu membro e balançou.

– É isso o que você quer? - perguntou.

Eu sabia o que ele estava tentando fazer, estava tentando me fazer implorar, me fazer pedir pra que ele me fodesse, ele queria que eu fosse um submisso à ele, mas eu não sou.

Apenas rosnei e o empurrei, fazendo ele sentar na cama e encaxei seu membro em minha entrada logo sentando com força e sentindo um leve incômodo.

– Merda, hyung.- disse frustrado. Ri com isso.

Levei meu dedo indicador e medio até sua boca, e ele os chupou eroticamente olhando pra mim.

Jungkook me dava impulso me fazendo subir e descer forte e rápido, Jeon com certeza não pararia até gozar, e eu também não.

Senti o pênis de Jeon acertar cada vez mais perto de minha próstata.

– 'Tá quase lá. - sussurrei rouco no seu ouvido.

– Não provoca, porra. - ronou, e senti ele acertar aquele lugar soltei um uivo alto junto com o dele, o nó se formou pela segunda vez. 

Jeon me soltou e eu caí na cama com ele por cima.

– Não usamos camisinha. - comentou despois que sua respiração voltou ao normal.

– Droga. - rosnei - Acabei fazendo o que minha omma mandou.

– O que ela mandou? - perguntou.

– A gente não usar camisinha! - respondi.

Ele riu alto.

– Por quê? - perguntou novamente.

– Porque a senhora Park quer netos. - falei acariciando seu cabelo. 

– Huum. - murmurou e percebi que ele estava com sono.

Eu tenho impressão de que conheço essa casa.



Notas Finais


DESCULPA A MAMÃE POR ESSE LEMON BOSTA :( EU REALMENTE NÃO SEI ESCREVER LEMON :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...