História WolfsBang - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang, Tao, V
Tags Bigbang, Bts, Daesung, Gdragon, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Seungri, Suga, Taehyung, Taeyang, Tao, Top, Yoongi, Zitao
Visualizações 14
Palavras 1.573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong!
Eu não revisei, me metem e não saberão o fim da fanfic :)
Boa leitura <3

Capítulo 14 - Mianhae Pt. II


Quando Daehyun já havia parado de chorar e EunJi conseguiu se levantar, nós descemos, todos estavam apreensivos com Eunji. JI Yong foi o primeiro a se levantar.
- Está bem? – Eunji assentiu. Ji Yong colocou a mão em seu ombro. – Fiquei preocupado.
- Todos ficamos. – Disse TaeYang. Parecia que finalmente todos estavam se enturmando, eu sabia que uma hora ou outra, Ji Yong também adotaria EunJi na alcateia e se preocuparia com os mais novos assim como se preocupa com todos. Zi pigarreou por um momento.
- É EunJi... né? – EunJi se assustou.
- O que ele faz aqui ainda? – Disse se afastando. Peguei em sua mão.
- Calma, ele não vai fazer nada. – Eu disse apertando um pouco a mão de EunJi.
- Fala logo. – Tao empurrou o irmão para perto de EunJi, que se afastou indo para trás de mim.
- Eu... queria pedir... des...des...des... – Zi novamente parecia que tinha algo entalado na garganta. Tao apareceu ao seu lado colocando o braço por cima de seu ombro.
- Ele ainda tem um pouco de dificuldade com isso. – Sorriu olhando para o irmão. – Então, ele quer pedir desculpas pelo que fez. Anda Zi...
-É, isso, eu quero pedir... des...desculpas, pronto. – Suspirou.
- Desculpas não mudam o que ele fez. – EunJi bufou.
- Eu sei que não. Venha, eu vou explicar o que aconteceu. – Tao colocou a mão no ombro de Eunji, este que engoliu em seco. – Não precisa ter medo, não farei nada, nem ele. – Apontou com a mão para Zi. EunJi assentiu sendo levado até o sofá.
- Bem, enquanto tudo é esclarecido, eu vou fazer um chá. – Eu disse sorrindo para todos.
- NÃO! – EunJi gritou. – Fica, aqui, por favor, Noona. – Disse respirando fundo e rápido.
- EunJi, eles não vão fazer nada com você. – Disse me abaixando na frente dele. - Eu prometo. Além do mais, você tem lobos ao seu lado, mesmo que Zi quisesse fazer algo, Ji Yong, Seung Hyun, Daesung, Seungri e Taeyang protegeriam você. Não é como se eu fosse mais forte que todos eles juntos. – Seungri riu. – Pode ficar tranquilo. Está tudo bem. – Ele estava tremendo. Parece que o ocorrido com Zi, realmente atingiu não só fisicamente, mas psicologicamente a EunJi.
- Também estamos aqui EunJi. – Namjoon disse. – Zi não faria nada contra você.
- Certo, eu... eu... vou, me acalmar. – Eu sorri para ele.
- Não se preocupe. Estarei na cozinha. – Ele assentiu.

  Fiz o chá enquanto Tao contava tudo para EunJi. Ainda que estivesse ressabiado com Zi, ele entendia a situação. Não era como se EunJi fosse a pessoa mais difícil de se lidar no mundo. Ele é uma das melhores pessoas que conheci até agora e tem um coração enorme, assim como Daehyun. – Sorri com meu pensamento.-
- Alguém para me ajudar com todas essas coisas? – Disse me referindo às xicaras, chaleira, açúcar e afins.
- Eu! – Daehyun pulou do chão onde estava sentado e correu para a cozinha.
- Não corre menino! – Eu ri. Levamos tudo para a sala. Me sentei no sofá mais próximo e como estava vazio, só com Tae sendo em meu lado direito, EunJi se apressou em se sentar ao meu lado também. Eu sorri. – Tudo certo? – Ele assentiu.
- E, só para esclarecer, Tao e eu não ficaremos mais juntos em um só, somente em casos de necessidade. Decidimos que seria melhor assim, para não misturarmos os sentimentos, pensamentos e tudo mais. Achamos que foi isso que deu errado da última vez. – Todos assentimos.

 Enfim, tudo tinha voltado ao normal finalmente, todos jogando conversa fora na sala, inclusive Namjoon e SeokJin – Os outros meninos haviam ficado em casa.
- Namjoon, já está muito tarde. Gostariam de passar a noite aqui? – Ji Yong perguntou. Namjoon olhou para Jin.
- Eu não vejo problema. – Jin disse dando de ombros.
- Mas e os garotos em casa? – Namjoon disse pensativo.
- Namjoon, é só uma noite, Hoseok pode esquentar a comida e todos vão dormir, pronto, como sempre. – Namjoon assentiu.
- Certo Hyung. Vou ligar para eles. – Disse saindo.
- E eu vou dar uma olhada nos colchões do sótão. Talvez tenha que tirar a poeira, mas sem grandes problemas. – Disse Ji Yong. EunJi foi atrás dele.

EunJI POV’s
- Hyung! – Eu o chamei quando chegamos no sótão.
- Não tinha me chamado de Hyung ainda. Eu acho... – Ele riu.
- É, acho que não. – Eu disse mexendo em minhas mãos nervosamente. Ji Yong me olhou desconfiado com minha atitude.
- Então, veio para ajudar? – Disse me encarando.
- Na verdade, não.
- Imaginei. – Ele sorriu. – Precisa de algo?
- Sim... Eu queria... queria que...
- Prossiga Jovem! – Ele disse rindo e tirando a poeira de um dos colchões e tossindo logo em seguida.
- Eu... Aish... – Disse puxando ele para levantar e ficar de frente para mim.
- Porque está assim? Está preocupado com Zi e Tao dormirem aqui?
-Não é isso. Eu queria que você... me transformasse em um de seus ômegas. Não quero mais ser humano. Quero ter como me proteger e proteger a Daehyun. E assim. – Disse apontando para mim. – Não tem como.
- EunJi, não tem como eu fazer isso.
- Tem sim, eu sei que tem, é só você me morder. – Eu afastei a gola da camisa de frio que eu usava.
- É, tem como eu fazer, mas eu não vou.
- Porque? – Eu disse indignado. – Não vou causar problemas para você, eu juro! Você pode até mandar em mim, eu não vou desobedecer! – Disse rápido.
- EunJi, esse não é o problema, não é sobre mandar e obedecer. Nenhum de nós, - Se referiu a sua alcateia.- escolhemos isso. Todos tivemos motivos muito específicos e não tínhamos ninguém que nos protegesse, estávamos sozinhos. Você tem a nós. E eu sendo como um irmão mais velho, não quero que você passe tudo que passamos para conseguir ser o que somos hoje. Está fora de cogitação eu te transformar em lobo. – Disse colocando as mãos em meus ombros. – Você vai ter uma vida normal EunJi, está livre para isso, não vai precisar de nenhum tipo de treinamento lobo ou sei lá o que, não vai precisar ficar preso em noites de lua cheia por não conseguir se controlar. – Eu arregalei meus olhos, não imaginava que era assim. – Pois é. – Ele sorriu. – Ninguém se transforma em lobo já sabendo se controlar. Você não precisa mais se preocupar, eu vou garantir que você e seu irmão não se machuquem mais. E mesmo que eu falhe, vocês são parte da família agora, sempre terão onde ficar e quem cuide de vocês, eu juro. E vou fazer de tudo para não falhar.
- Então, não tem nem como negociar? – Ele revirou os olhos.
- Não, nem um pouco. – Eu ri.
- Desculpe por insistir. – Ele assentiu.
- Sem problema, eu te entendo. – Ele sorriu. – E, se você quiser, eu posso te ensinar algumas técnicas de luta. – Disse soltando meus ombros e voltando a tirar o pó de um dos colchões.
- S-sério? – Eu sorri. Ele assentiu novamente de costas para mim. – Sim, sim! É claro que eu quero. Pode ensinar a Daehyun também?
- É claro que posso, mas, tem um porém. – Ele disse tossindo novamente por causa da poeira.
- Qual?
- Você vai ter que me ajudar com isso aqui, estou cansado dessa poeira toda. – Eu sorri indo ajuda-lo.

 Vinte minutos depois, descemos com mais dois colchões. Na verdade, os únicos que tinham no sótão. Aliás, Ji Yong deveria limpar aquilo lá de vez em quando, seria útil. – Espirrei-.
- Tudo pronto. – O Hyung diz aparecendo na sala sendo seguido por mim.
- Bom, como vamos distribuir isso?  Da última vez que alguém dormiu na sala, quase ficou gripado. – Disse Daesung olhando para Ji Yong e depois Taeyang.
- Não se incomodem com isso. Podemos ficar aqui mesmo. – Namjoon disse.
- Não podem não, nos quartos tem aquecedores. Podemos fazer assim, colocamos um colchão no chão do nosso quarto. – Hye Ji disse olhando para TaeYang Hyung. – EunJi e Daehyun dormem com a gente. Pode ser Tae?
- Por mim, sem problemas. – Ele sorriu para ela.
- Pronto, o outro colchão vai no quarto de EunJi e Daehyun, onde vai dormir Namjoon, Jin, Tao e Zi.

Hye Ji POV’s
- Bom... – Comecei a analisar todos, afinal, teriam que tomar banho para dormir, os residentes teriam que emprestar alguma roupa... – Você vem aqui. – Disse pegando no braço de Jin e colocando perto de Daesung. Todos me olhavam com caretas estranhas. – Isso! Do mesmo tamanho. – Depois peguei Namjoon e coloquei ao lado de Seung Hyun. – É, quase lá. A diferença é mínima. – Era 1cm não faria mal algum.
- Espera. – Fui interrompida no meio do meu raciocínio. – Você está fazendo o que exatamente? – Perguntou TaeYang.
- Roupas, eles precisam de roupas para dormir. – Eu ri sem graça.
- Certo, continua agora. – Ele sorriu.
- Agora, Zi e Tao... EunJi... – Sorri descarada para ele.
- Que? – Ele olhou para mim, já que antes estava prestando atenção na televisão.
- Roupas, para Zi e Tao, você não se importa, não é?
- Claro que não. – Ele sorriu.
- Resolvido, vão, se matem e vejam que vai tomar banho primeiro, eu vou fazer a janta. – Daehyun e Eunji se olharam e saíram correndo. – EU ESTAVA BRINCANDO NA PARTE DO “SE MATEM” HEIM! – Gritei para que os dois ouvissem.
- A GENTE SABE NOONA! – Daehyun gritou também e eu saí rindo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...