História Wolverine & Spiderman - Covil da Serpente - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Homem-Aranha, Wolverine, X-Men
Personagens Logan (Wolverine)
Tags Ação, Homem Aranha, Luta, Marvel, Quadrinhos, Wolverine, X-men
Visualizações 13
Palavras 1.803
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Gato e Rato


Fanfic / Fanfiction Wolverine & Spiderman - Covil da Serpente - Capítulo 3 - Gato e Rato

  O barulho da água que caía do céu em forma de tempestade tomava a cidade de nova York quando Logan chegou, já estivera ali antes muitas outras vezes e nada lhe parecia tão diferente. Dirigiu se até uma hospedagem em uma quadra bem localizada, próximo dali havia uma rua comercial e acharia suporte para suas necessidades. O velho Logan não tinha muita paciência visto que já se decepcionara diversas vezes seguindo pistas erradas que não o levaram a nada, desta vez apesar de parecer que tudo era real, nada fazia sentido. Peter Parker, o primeiro homem aranha morreu há muito tempo e já tivera lutado ao lado do Wolverine algumas raras vezes. O segundo homem Aranha, Milles Morales seria um ótimo herói, e até que foi por algum tempo, mas não demorou muito para que desistisse do dever e desaparecesse; mesmo assim hoje ele seria uma caveira. - Não vou me demorar mais que três dias - prometeu ele a si mesmo jogando a bagagem que trouxera em sua moto sob a cama da estalagem, sentou-se na ponta da cama ligou a televisão e assistiu o telejornal local para tentar localizar qualquer pista sobre o sujeito.

Assim seguiram-se os dias, nada de extraordinário aparecia na televisão, Logan ia todo dia de manhã tomar café na padaria alguns poucos metros abaixo na rua onde morava. Lá esperava com atenção por qualquer comentário sobre o Aranha enquanto tomava seu café. Muito pouco ele ouviu falar, e todo assunto sobre o Aranha terminava com a frase " é...mas não passa de um boato" ou " é o que dizem". Logan tratou de cumprir o que prometera a si mesmo; no terceiro dia juntou suas coisas, pagou a conta da hospedagem e saiu com sua moto. Ainda no Queens, enquanto pilotava, passaram por ele duas viaturas da polícia em alta velocidade; Logan cogitou ignorar, talvez fosse só mais um assalto, ou talvez era a hora do rango deles, porém decidiu se dar uma chance.

Com sua moto Robusta aproveitou o caminho que a viatura abria e manteve-se bem próximo dos veículos em ação, foi quando ele o viu. Lá no alto com um uniforme preto delineando seu corpo, a velocidade e maestria com qual se balançava entre os prédios não o deixava ver muitos detalhes, mas com certeza era o Homem Aranha! Atirava suas teias e se puxava contra a imensa floresta de pedra, correndo na Horizontal pisando nas janelas dos prédios como se fosse chão, e logo em seguida saltando e girando em saltos mortais acrobáticos. Logan quase bateu a moto, retomou a atenção para as ruas e continuou seguindo as viaturas enquanto o aranha ganhava distância e vantagem de tempo. Pouco mais tarde, quando Logan chegou ao local juntamente com a polícia, encontrou um carro forte com a porta traseira chamuscada, ainda fumaçando, porém colada com teia de Aranha sintética, não permitindo que alguém pegasse a fortuna dentro do blindado, ao lado robôs de segurança armada despedaçados expelindo fluidos mecânicos e faíscas com suas armas derretidas. - porra! Outra vez o filho da puta chegou primeiro! - bravejou um policial enquanto socava o capô da viatura. Lá no alto, subindo os prédios estava o aranha, e com ele o criminoso envolto em teias, formando um saco de teia que permitia ao aranha levá-lo consigo para qualquer outro lugar. - Ele roubou outro Ladrão...- comentou outro policial - não entendo, aqui tinha um monte de dinheiro e ele continua levando os mutantes embora - disse um terceiro militar. Logan também não entendia, o que o homem aranha queria levando o bandido embora. - eu acho que ele mata eles e suga o sangue por completo - disse o policial no meio da conversa.

Logan acelerou sua moto e deu a volta no quarteirão - vamos ver o que você tem pra mim aranha! - seguindo o aranha com os olhos ele entrou em um beco, largou a moto e saltou sob uma sacada baixa, onde haviam algumas roupas penduradas, pendurou- se em uma escada de incêndio e subiu habilmente até o último andar de onde pulou contra uma parede de tijolos vermelhos do edifício em frente e subiu no teto do prédio dando um impulso leve com os pés; parando assim, em cima de uma construção um pouco mais alta e ganhando uma a ampla visibilidade do acrobata que vinha em sua direção. A teia do aranha foi lançada contra o prédio em que Logan estava, enquanto o aranha se balançava de uma rua para outra, Logan viu a oportunidade de saltar sobre as costas do mutante que passava pendurado logo abaixo do seu prédio, e assim o fez; saltando com velocidade de cima para baixo na diagonal, Wolverine caiu pesado como uma bola de canhão contra o garoto, tamanha foi a sua velocidade que nem o sentido aranha o permitiu esboçar qualquer reação.Ambos caíram em direção a uma outra sacada onde havia uma senhora que observava a viela abaixo. O som da cabeça do homem aranha batendo contra o guarda-corpo da sacada fez com que a senhora soltasse um breve grito estridente de susto e corresse para dentro de casa - Mas que diabos! O que você quer? - disse o aranha enquanto tentava se manter agarrado à sacada. - só passei pra te dizer que sequestro é crime chará. - respondeu Logan se segurando nas costas do aranha. A imagem vista de fora era literalmente esdrúxula, um velho pendurado nas costas do herói da cidade, este que se mantinha pendurado pelo braço direito enquanto segurava um gigante saco de teia sintética com o braço esquerdo.

-Sequestro? Eu tô dando uma carona pra ele!

- Então esse é o ponto final! - e desferiu um soco nas costas do aranha. A este ponto a senhora voltou com uma vassoura e começou a espancar o aranha que se chacoalhava ferozmente para se livrar de Logan. - saiam já daqui bandidos! Eu vou chamar a polícia! Socorro!! Socorro!! - dizia a velha enquanto dava repetidos golpes de vassoura na cabeça do aranha. - Porra minha senhora, aproveita essa vassoura e varre essa sacada, tá cheio de pó aqui, eu tenho rinite! - tirou um sarro o herói mascarado - ei velho maluco, vamos dar uma volta - completou o aranha enquanto soltava o saco de teias. Com a mão livre puxou a vassoura das mãos da velha com rapidez, deu umas duas pancadas rápidas em Logan, ainda preso à suas costas - a culpa é sua! Você também merece! - largou a vassoura e mergulhou de cabeça para baixo, lançou uma teia no saco que caía e o puxou contra seu corpo, fazendo-o subir velozmente, o aranha abraçou o corpo enrolado do bandido na intenção de mantê-lo intacto. - tá me fazendo perder tempo - disse ele enquanto se aproximava do chão com Logan.

Próximo do chão, o aranha jogou o corpo de forma que caísse de costas para o chão e em cima do velho como amortecedor da queda. Ambos se estatelaram no chão, fazendo um barulho macio e alto "POFT"; o aranha rolou para o lado com uma acrobaçia após a queda parando agachado e deixando o saco de teias deitado no chão. Logan Levantou-se. - você é duro na queda hein velhote - satirizou o cabeça de teia - Logan avançou contra o garoto investindo um soco carregado de raiva, e eis que o garoto desapareceu, simplesmente ficou invisível por alguns segundos; Logan sentiu então o vulto dele passando ao lado do murro que o acertaria e reaparecendo sincronizado com o som do tapa que dera na cara do velho. - Olha tiozinho, não sei qual é a sua, más tu tá atrapalhando minha parada sacas? - Logan sentia seus músculos enrigecerem, seu movimentos travaram, ele ficou estatico - eu não queria fazer isso, não mesmo cara - continuou o aranha enquanto andava em direção ao saco de teias - você vai ficar bem em algumas horas, agora eu preciso ir, o efeito da toxina desse aqui já está passando - e apontou para o cara dentro do saco de teias. - o buraco da ferroada deve sarar logo - disse ele mostrando o ferrão da palma de sua mão - Ah! E quanto ao lance de ficar invisível.. maneiro né? Ficou impressionado aposto! - colocou o saco de teias nas costas bem no estilo papai Noel, e prendeu ao seu corpo com teias na base do ombro, formando uma alça, então escalou as paredes da viela até desaparecer.

Logan não precisou de mais que trinta minutos para que o efeito da toxina fosse eliminado pelo seu metabolismo acelerado, a briga com o aranha não o afetara tanto quanto o peso da derrota. Se dirigiu a estalagem novamente um pouco antes do anoitecer, reservou o quarto por tempo indeterminado visto que não saíria da cidade sem o Aranha, ou pelo menos sem uma vitória. Logan odiava celulares ou qualquer outra coisa que tivesse a tecnologia Stark. Não era novidade que o sistema Jarvis Armazenava informações da população e vendia para o governo, por isso ele sempre tomava notas em papéis e evitava ao máximo fazer ligações ou usar veículos com este sistema integrado, tomou um papel e escreveu:

Aranha:

Teias: sintéticas, armazenadas por cartucho.

Força: alta

Velocidade: alta

Habilidades: toxina paralisante, invisibilidade temporária

Notas: demonstra algum tipo de preocupação com os bandidos que sequestra, obviamente não quer mata-los, parece não ter um sentido aranha ou pelo menos é mais fraco que o normal, talvez não saiba usar ainda.

Logan sabia que era essencial estudar o inimigo para encontrar uma forma eficaz de vencê-lo. Ele com certeza não conhecia o território tão bem como o aranha,isto já era uma grande desvantagem, e tinha que criar uma estratégia para derrota-lo com eficácia e inteligência. Como de rotina, sentou -se na beira da cama, ligou a televisão e assistiu o telejornal. Foi quando passou a reportagem do assalto ao carro forte, na matéria haviam vídeos gravados por pessoas que passavam no local, e nestes vídeos mostravam que o assaltante era um mutante que soltava rajadas de fogo com as mãos, haviam partes da batalha entre o aranha e o mutante onde mostrava se claramente que o aranha conseguia sim ficar invisível assim como o herói anterior Miles Morales porém não durava muito devido ele ter que prender a respiração para que isso acontecesse. Logan pegou seu papel e acrescentou:

Invisibilidade temporária curta. Sequestra somente mutantes.

Logan começou a maquinar alguma coisa enquanto acendia e tragava seu charuto. Olhou para o canto da parede atrás da televisão, onde não havia prestado atenção anteriormente que havia uma pequena aranha vermelha em sua teia, Logan chegou bem próximo e a observou enrolando habilmente um pequeno mosquito. -para pegar uma boa aranha é necessário uma mosca.- Disse ele expremendo a aranha entre seu polegar e indicador.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...