História Womanizer - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Mamamoo, Seventeen, TWICE
Personagens Cl, J-hope, Jimin, Jungkook, Jungyeon, Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Rap Monster, Solar, Suga, V
Tags 2ne1, Bts, Lemon, Romance, Seventeen, Twice, Womanizer, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 1.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi bolinhos~~~

LEIAM, É IMPORTANTE.
- Vocês sabem que Womanizer está quase no fim, que não é o fim. Mas como assim? Simples, vai ter a segunda temporada.
- Vocês querem que eu poste aqui mesmo ou faça outro livro ESPECIFICAMENTE para a segunda temporada? Comentem.
P.S.: Dêem muito amor a minha outra fic. Vou postar (por enquanto) uma vez por semana. Nos sábados, ok?

Boa leitura, L.

Capítulo 25 - XXV. Demissão


P.O.V. Yoongi


Dei um beijo em Julie, os lábios dela tinham gosto de morango do sorvete que tínhamos tomado. Saí do apartamento dela e senti a minha alma sair do meu corpo com o que acabara de fazer. Meu coração estava batendo forte e minhas mãos suavam, mas eu estava feliz.

Voltei para o carro e vi as sacolas das roupas que eu tinha comprado e que ela tinha me feito provar, então dei um sorriso que desapareceu quando lembrei que eu tinha que voltar para a empresa para resolver algo.

Dirigi o mais rápido que pude até lá e quando eu cheguei, deixei o carro estacionado em um lugar qualquer (eu sou dono daquela empresa, quem vai me dizer onde não estacionar?) e corri até o elevador, apertando o botão para o andar médico.

Já era 19:40 e faltava vinte minutos para o turno da tarde terminar. Desde que eu conheci o Jimin, eu fiquei a minha atenção nesse setor, onde ele trabalhava. Acompanhava cada passo dele, porque querendo ou não, ele era uma ameaça a minha frágil relação com Julie.

Quando a porta do elevador abriu e eu pisei os pés naquele ambiente totalmente branco, chamei a primeira pessoa que eu vi.

– Oi, você é... É a San-Ji, não é? – pergunto a enfermeira vestida de verde, que tira sua máscara para falar comigo.

– S-sim senhor Min – ela disse, provavelmente surpresa por eu saber o seu nome, ainda mais por causa que tinha milhares de outros funcionários para eu conseguir me lembrar –, o que deseja?

– Onde eu posso encontrar o dr. Park Jimin?

– Ele agora está... – olha a prancheta que segurava – no leito 12 – apontou –, siga esse corredor e vire a direita, é o segundo quarto.

– Muito obrigado – fiz uma reverência e ela retribuiu.

– De nada – sorriu.

Segui as suas instruções, parei na frente do quarto, olhei pela janela com as persianas semi-abertas e o vi conversando com um paciente, anotando tudo na sua prancheta. Bati no vidro e fiz sinal com o dedo para ele sair, o mesmo obedeceu. Chamei-o para um canto mais afastado para que ninguém ouvisse.

– Só queria te dizer que está demitido.

– M-mas... – ele estava completamente paralisado.

– Vou te dar um conselho. Saia agora da empresa, ou até melhor, da cidade. E nunca mais apareça aqui. Nunca mais se aproxime de mim ou da Julie.

Eu estava saindo mas ele começa a gritar.

– TUDO ISSO É POR CAUSA DA JULIE, NÃO É? VOCÊ ESTÁ TREMENDO DE MEDO PORQUE ELA GOSTA MAIS DE MIM DO QUE DE VOCÊ! SABE QUE ELA JÁ TE CHAMOU DE IDIOTA E BABACA? ELA TE ODEIA E NÃO ESTÁ NEM AI PRA VOCÊ!

– CALA A BOCA! – voltei e dei-lhe um empurrão. Olhei em volta e vi que todos estavam nos olhando – Vamos falar lá fora – digo, em um sussurro.

– NÃO MESMO! EU QUERO QUE TODOS SAIBAM! OLHEM! ALGUÉM SABE O POR QUÊ DE ELE ESTAR ME DEMITINDO? SABE? O SENHOR “DONO DA PORRA TODA” – falou com nojo – NÃO QUER QUER QUE EU CHEGUE PERTO DA SUA PRECIOSA ASSISTENTE, MAS ELA NEM GOSTA DELE, OLHEM QUE IRONIA! POR QUE SERÁ? – ele olha para mim com uma cara debochada.

– CALADO PARK JIMIN! – grito.

– ELE A EMBEBEDOU, ENTÃO AGORA ELA MORRE DE MEDO DELE... – dei um soco na cara de Jimin, que acabou desmaiado. Olhei em volta e vi várias câmeras de celular viradas para nós.

– Quero que todos apaguem – falo e pego Jimin, colocando-nos nas costas e levando-o para a casa de Julie.

P.O.V. Jimin


Acordo num sofá, dou de cara com Yoongi parado na outra ponta e acabo tomando um susto, mas tento levantar.

– Onde é que eu estou?

– Shhh~~~ – Julie aparece e me empurra de volta para o sofá, passa um pano perto da minha boca, provavelmente onde Yoongi tinha dado um soco.

– O que aconteceu? – ela perguntou.

– Esse palhaço aí surtou no meio da empresa – Yoongi falou.

– ESSE palhaço aqui surtou porque foi demitido sem motivo.

– Ora, seu... – ele veio para cima de mim com os punhos cerrados, porém Julie o impede.

– Epa, para... Aqui não – ela fez uma cara ameaçadora –, primeiro diga por quê o demitiu – ela falou com uma voz estranhamente calma que me deu arrepios e com certeza, em Yoongi também, que se encolhera um pouco.

– É... É... Porque... – ele se embolou nas palavras. Nunca pensei que veria isso. O grande poderoso e milionário Min Yoongi sendo enfrentado! Por uma garota! E ela o deixou nervoso! Minha nossa, tenho uma história que vale a pena contar para os meus netos.

– Posso falar – pergunto baixo.

– Não – ele grita, me fitando ameaçadoramente.

– Cala a boca, Yoongi! Você já teve a sua chance. Fale, Jimin – o moreno deu uma risada e Julie bateu em seu braço para mandá-lo se acalmar.

– Eu estava no trabalho, cuidando do senhor Cho...

– Ah, sei quem é. O segurança – ela fala e eu assinto.

– Então Yoongi me chama para fora da sala e apenas diz: “Está demitido” – disse, imitando a voz dele, que dá um sorriso envergonhado para disfarçar seu constrangimento após receber um olhar matador vindo dela.

– Agora pergunta o que ele fez. O escândalo que ele causou. O estardalhaço que ele provocou. Vai. Pergunta – Yoongi fala, tentando jogar parte de sua culpa para mim. Lembrei da cena e me deu um nó na garganta só de pensar nela descobrindo. Julie me chamou e eu travei.

– Meu Deus! – Yoongi falou, passando a mão no seu rosto, encarando o seu celular.

– O que foi? – Julie perguntou.

– Veja por si mesma.

Ele a entrega o celular e o vídeo da cena fora passado. A cada segundo que eu ouvia as minhas próprias palavras, me arrependia cada vez mais do que eu fizera. Eu queria sumir dali, queria apagar a minha existência da face da Terra. Por que eu só faço merda?

Ela estava completamente branca, perplexa pode-se dizer assim, eu sabia, os seus olhos se arregalaram e ela pôs a mão na boca, indicando espanto. Quero me esconder nas profundezas de uma caverna escura e nunca mais voltar, já Yoongi se divertia com tudo isso e dava um sorrisinho maligno que dizia claramente “você está fudido”. E isso é totalmente verdade.

10 MINUTOS DEPOIS...


P.O.V. Narradora


Julie passará os últimos dez minutos se recuperando de todo aquele choque que recebera por causa do vídeo.

– Julie? Julie? – Jimin tentava acordá-la estralando os dedos fronte o rosto da garota.

– Viu o que você fez, babaca? – Yoongi falou e o empurrou.

– Eu? A culpa é sua que mostrou.

– Ela ia saber de qualquer jeito sobre o seu “ataque” – Yoongi fez uma voz enjoativa e aspas com os dedos para indicar a última palavra.

– Cala a boca, idiota – Jimin fez o mesmo.

– Com quem você acha que está falando, cretino?

– Quem você ACHA que é? Se por acaso não se lembra, mas você não manda mais em mim. Não passa de um garoto mimado, filhinho de papai metido a riquinho, que acha que pode ter tudo na hora que quer. Isso aqui é a realidade. Acorda!

– E você, Park Jimin? Por que está só ME criticando? Todo o mundo sabe que você nasceu em um berço de ouro. Mas está aqui, lutando para manter um empreguinho fútil num hospital de merda e tira uma grana extra de uns expedientes numa empresa cuja garota que você gosta trabalha mas que também é a NAMORADA do dono.

– Namorada... – Jimin mudou sua expressão da mais pura raiva para a mais profunda tristeza.

– O quê? – Julie virou-se para Yoongi.

– Você... Você mentiu para mim. De novo – Jimin foi andando de costas vagarosamente, afastando-se cada vez mais.

– Jimin, me escuta... Isso...

– Não fale mais comigo. NUNCA MAIS – ele falou antes de sair correndo pela escada, sem esperar o elevador, depois seguiu para a rua.

– Olha o que você fez, Yoongi! – Julie disse, antes de sair correndo atrás dele. Lá embaixo, Jimin se desviada de todos os carros da avenida com a agilidade de um gato.

– JIMIN!!! – Julie chorava, caída de joelhos na calçada vendo o loiro sumindo diante das ruas de Seul.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...