História Woman's Nightmare - Interativa - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Justin, Laudrauhl, Nightmare
Visualizações 46
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meus amores! Não consegui fazer o que tinha dito, mas estou aqui 1h da manhã postando pra vocês. Espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 26 - Court


Monday

December, 2013

Salt Lake City, UT

Jillian Strauss's Point Of View

Levanto-me da cama já sabendo que hoje será um longo e cansativo dia. Pego meu celular e vejo uma mensagem de minha mãe, dizendo-me que estará me buscando em meia hora.

Corro para o banho e, ao sair, me visto rapidamente, trajando um terninho preto e uma sapatilha. Escuto a buzina em frente a minha casa e saio da mesma, trancando a porta em seguida.

Entro no carro de minha mãe e ela beija minha bochecha. Sinto que nos aproximamos depois do sequestro e fico feliz por isso. Parece que minha mãe passou a valorizar muito mais a minha companhia.

▬ Está preparada?

▬ Não. Mas eu tenho que fazer isso, então vamos lá.

Ela sorri de canto e liga o som para tentar me acalmar. Vamos o caminho todo em silêncio, enquanto sinto meu coração explodir no peito. Minha mãe estaciona em frente ao tribunal e eu vejo inúmeros repórteres, todos querendo saber qual será a condenação do famoso Sequestrador de Salt Lake City.

▬ Jillian Strauss! – eles começam a gritar meu nome. – Será que poderia dizer algumas palavras?

Nego e passo por eles em silêncio, com minha mãe atrás de mim. Algumas pessoas estão na porta do tribunal, entre elas, Raymond. Abraço-o forte, pois não o vejo desde o dia em que Justin foi preso.

Vejo que as garotas também estão ali, mas duas estão faltando. Elas me explicam que Ceyda e Adella ainda estão se recuperando dos tiros, mas que elas devem ficar bem.

Logo somos informados que a sessão vai começar e vamos todos para nossos lugares. Eu e Riley nos tornamos muito próximas desde então, por isso eu me sento ao lado da garota. Ela aperta minha mão com força e eu tento me controlar, pensando que terei que encarar Justin novamente.

Então, ele entra. Vestindo um macacão bege, Justin aparece algemado e com dois guardas ao seu lado. Ele nos encara por um instante, mas ele já não me causa medo como antes. Sua expressão é vazia, como se ele não estivesse ali.

O juiz inicia a sessão dizendo os crimes pelos quais Justin está sendo acusado. Nosso advogado diz que Justin provavelmente matou sua avó, mas o advogado de defesa de Justin diz que não existe provas para isso.

Demoram horas até que eles finalmente cheguem aos depoimentos. O juiz decide iniciar com os guardas e eu logo vejo o que abriu as celas para que saíssemos. Ele começa a falar:

▬ Justin mantinha as garotas em condições horríveis. Ele as colocava em celas no sótão e faziam com que nós as vigiássemos. Fazia com que trabalhássemos para ele ameaçando nossas famílias.

▬ Você tentou sair do emprego? – pergunta o juiz.

▬ Eu disse a Justin que iria sair. No dia seguinte, minha filha foi atropelada por um carro e quebrou uma perna. Ele me disse que aquilo era apenas um aviso caso eu tentasse sair do emprego. Eu tive que continuar, porque sei que ele tinha coragem de fazer pior. Ele matou um dos guardas. O nome dele era Dean. Dean abusou de uma das garotas, e, em vez de demiti-lo, Justin o matou e fez com que enterrássemos seu corpo no jardim.

▬ É verdade o que está falando? Podemos encontrar este corpo no jardim da mansão?

▬ Talvez. Faz muito tempo.

▬ Iremos investigar. Obrigado pelo testemunho.

Os outros guardas dão seus depoimentos e logo depois um homem, que eu nunca vi antes, vai dar seu depoimento também. Ele se apresenta como Dr. Finley.

▬ Eu fui o médico da família de Bieber durante muito tempo. A primeira vez que ele me levou até Julie ele tinha 16 anos. A garota tinha um transtorno bipolar muito severo e ele queria saber se tinha cura. Mas logo eu percebi que a garota estava sequestrada e disse que iria chamar a polícia. Ele ameaçou matar minhas filhas, pois sabia onde eu morava. Então, eu convivi com ele por muito tempo. Justin mandava seus guardas me levarem vendado até a mansão, onde eu examinava Julie. A garota era um amor de pessoa, mesmo com a doença. O problema dela sempre foi Justin, ele só piorava as coisas para ela.

▬ Não ouse falar de Julie! – Justin gritou e, pela primeira vez naquele dia, eu vi seus olhos brilharem de raiva. – Você não a conhece, não sabe o que ela significava pra mim!

▬ Eu peço ao réu que se cale. – Justin se mexe na cadeira, batendo os pés. O juiz vira para o Dr. Finley. – Você diria que Justin tem problemas mentais?

▬ Ele é um psicopata, sempre foi. Porém ele sempre esteve em perfeito juízo, e as coisas que ele fez foram apenas frutos de sua maldade.

O juiz agradece o Dr. Finley, que volta a se sentar. Todas nós somos chamadas para testemunhar e depois de longas horas, o juiz diz para que nos retiremos para que ele possa se reunir com o júri.

Três horas depois, o juiz pede para que voltemos para o tribunal, para que ele possa dar sua sentença.

▬ O júri decidiu condenar o réu pelos crimes de falsidade ideológica, o assassinato de Julie Andersen, a tentativa de homicídio de Ceyda Korel e Adella Aloisio Buenos, e o estupro, sequestro e tortura de 15 mulheres e o sentencia a pena de morte. Declaro essa sessão encerrada.

Justin se levanta e nos olha novamente, mas ele parece não ver ninguém ali. Ele sai do tribunal acompanhado dos guardas e eu suspiro pensando que aquilo tudo acabou. Abraço todas as garotas e vejo que Lacey está chorando. Quando pergunto o que aconteceu, ela responde:

▬ Justin me disse que havia demitido Dean. Eu não imaginava que ele estava morto. Ele foi uma pessoa muito ruim para mim, mas Dean não merecia isso.

Abraço-a e seco suas lágrimas, dizendo que o pior já passou. Continuo conversando com as garotas e minha mãe me cutuca, dizendo para irmos para casa. Eu digo que vou ficar mais um pouco conversando com as garotas, mas que ela pode ir. Ela assente e pede para que eu a avise ao chegar em casa.

Depois de algum tempo conversando com as garotas, decido ir para casa, pois já passa de sete da noite e eu estou muito cansada. Riley me oferece carona e eu aceito. Ao chegar em minha casa, peço que ela entre para que possamos pedir uma pizza e conversar.

Peço a pizza e nos sentamos lado a lado, querendo conversar sobre o que aconteceu nesse dia tão estranho.

▬ Você viu como ele estava? – digo. – Tão sem expressão. Imaginei que ele nos encararia com raiva, que tentaria se defender.

▬ Eu também imaginei. Mas parecia que ele estava apenas aceitando as consequências dos seus erros, o que eu achei muito estranho, porque ele não é assim.

▬ Pois é. Mas eu não acredito que isso tudo acabou. Ainda tenho medo de tudo, detesto ficar sozinha. Mas Justin está preso e não poderá nos machucar novamente.

▬ Ainda bem. Agora eu só quero coisas boas na minha vida. – ela sorri. – Tenho uma lista de coisas que quero fazer para ficar mais feliz.

▬ Sério? E qual é a primeira?

▬ Isso.

Ela me beija. E, mesmo estranhando ser beijada por uma mulher pela primeira vez, eu retribuo.


Notas Finais


AAAA e aí, o que acharam? Gostaram da sentença do Justin? Shippam a Jillian e a Riley? Me digam o que acharam nos comentários. Woman's tá chegando ao final, só mais um capítulo ): Pretendo postar semana que vem, mas sei que vou ficar com dó de postar e acabar com essa fanfic que eu amo tanto.
É isso gente, beijos e até breve. ♥
Cronograma: https://docs.google.com/spreadsheets/d/14W69a27Bx-KODNY_U2K8qVzb8HMqcSntqaqjG1nnsI8/edit#gid=0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...