História Wonderful Wonder World - versão alternativa - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~SansyDreemurr

Postado
Categorias LM.C
Personagens Aiji, Maya, Personagens Originais
Exibições 7
Palavras 1.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Maix um cap pra vuxeis! Beeijo da tia Vinny

Capítulo 7 - Não sou obrigada


Fanfic / Fanfiction Wonderful Wonder World - versão alternativa - Capítulo 7 - Não sou obrigada

POV'S Agatha:

Acordei com um sentimento ruim, como se algo fosse acontecer eu eu sabia exatamente o que era, então saltei da cama e fui atrás do tio Aiji, não é muito difícil de encontrar-lo a áuria dele era pesada.
Ele estava na entrada do reino Cannis, estava enfrentando uma amazonas em cima de um dragão! E tinha fogo, lutas para todo lado! Tio Aiji rendeu por um segundo a mulher porem o dragão fez uma manobra e tio Aiji quase caiu foi tempo o suficiente para que ela pegasse a espada e o rendesse, porem o dragão começou a voar baixo e dois leões do tio Aiji agarraram com a boca as asas do dragão e a menina caiu se machucando e tio Aiji caiu de pé, ele apontou a faca para o pescoço da mulher, do outro lado sendo segurado por uns guardas tinha um homem, muito fofo e...lindo relutando para entrar em meio a batalha, será que era ele o tal rei abobalhado que o tio Aiji falava.
Tio Aiji estava com ódio aparente em seus olhos, ia matar a mulher, eu não pude me segurar, fui correndo para a frente da mulher como uma barreira e a espada ficou apontada para o meu pescoço
- quem é você?! -perguntou a moça
- depois eu respondo - não sei da onde tirei coragem para fazer isso
- PRAGA,O QUE FAZ AQUI?! -tio Aiji não abaixou a espada
- vim te impedir que mate mais alguém! -a espada tava quase tocando na minha pele- agpra abaixe esse espada
- NÃO! VOLTE PRO CASTELO! - me enchi de coragem que não tinha
- não volto! Em quanto vocês não pararem com essa palhaçada agora mesmo! Onde já se viu! Dois reis adultos e inteligentes brigando dessa forma! Ainda colocando a vida de pessoas em risco!
- por isso eu não queria drixar ela vir- ouvi o outro rei falar, ele havia se soltado e corrido para perto da mulher, ele era tão alto, me virei e fiz uma reverência - vossa majestade
- ahh me chame de Maya - ele sorriu, tão fofo! Olha essas covinhas!
- pois bem continuando, por que não se resolvam em uma conversa! Eu não saio da qui em quanto nao terminarem esta conversa!
-m-mas conversar aqui? -perguntou o Rei Maya vendo a destruição da estrada da fronteira
- isso mesmo, em quanto isso eu faço uns curativos nessa moça - levei ela até um tronco de árvore que havia caido que serviu de banco, balancei as mãos e fiz minha magia para fechar os cortes em sua pele.
Oa dois começaram a descutir, e nós ficamos olhando e até conversamos, o nome dela é Hazel, ela é muito legal!
- NÃO VEM COM ESSA NÃO!  EU QUERO MEU DINHEIRO! - tio Aiji estava bravo, ia pegar a espada mas fiz a mesma sumir
- Eu não vou pagar nada, a dívida não é minha- Lorde Maya estava bem calmo
- esses dois vão continuar discutindo, gosta de sonho? - Hazel perguntou tirando o elmo
- ahh eu adoro!
- vamos comer em quanto eles estão ai - concordei
Fomos até uma padaria, comemos muito e conversamos muito, trocamos numeros e até marcamos de sair, já era três horas da tarde e eu tinha que ir
- até mais ver Hazel- me despedi como uma reverência
- até mais Agatha! Não esquece que é amanhã ok? - ela sorriu
- claro! Não vou esquecer! - voltei para a fronteira e não havia mais ninguém, e nem gente morta ainda bem, cheguei no castelo bem cansada, mas escutei tio Aiji chutando a parede da sala do trono e fui ver o que é
- DROGA! - ele reclamava
- vai destruir o castelo desse jeito! - tentativa falha de acalma-lo
- CALADA! A CULPA É SUA ! - ahh fiquei bem brava agora
- CULPA MINHA NADA! VOCÊ QUE FICA AI FAZENDO GURRA! - ele me olhou
- ahh vai ver se eu to na esquina, por falar nisso onde você estava
- não te interessa mas vou falar, eu estava com a Hazel - ele bufou
- não quero ver você andando com ela,sso é uma ordem!- revirei os olhos
- e você vai perdoar a divida do Lorde Maya! - retruquei
- não sou obrigado a seguir ordens sua praga!
- então eu continuo a sair com a Hazel! - sai andando - ahh e em quanto você não melhorar o seu comportamento e perdoar a divida do Lorde Maya ...NÃO FALA MAIS COMIGO!  - sai andando e entrei no meu quarto batendo a porta

Agatha Pov's off:

POV'S Hazel :

Agatha até que era legal pra quem vive com aquele rei insuportável!
Voltei para casa, e fui direto para o meu quarto tomar banho, depois de tomar banho e me vestir fui procurar o Maya, e encontrei ele no pátio do castelo, ele olhava o sol se pondo atrás das colinas e seu olhar era inconsolável
- Maya, esta bem? - chamei sua atenção me sentando do seu lado
- esta sim- ele me abraçou apertado - que sufoco! Achei que te perderia para sempre! 
- ahh então é isso- sorri para ele e levantei seu rosto - você não vai me perder por que eu tenho que cuidar de você
- eu deveria cuidar de você!  E não ao contrário - ele diz quase chorando
- não fique assim, eu não gosto de te ver com esse olhar triste, já passou! - eu apertei de leve suas bochechas - SMILE!!!
Nós dois começamos a rir, e o silêncio predominou e ficamos ali um bom tempo assistindo o por do sol
- e aquela menina lá?  - ele perguntou
- ahh é a Agatha, ficamos amigas, descobrimos que temos muito em comum, e amanhã a gente vai sair
- para onde
- aqui mesmo no reino, na praça vai ter un cinema ao ar livre, e você vai comigo!
- ahh mas eu não to com animo para ir - eu fiz uma carinha pidona
- mas eu vou sozinha?  E se eu ficar em perigo?
- nahhh!!! Eu vou! E agora vai dormir, você deve estar cansada não?  - ele disse bagunçando meu cabelo
- sim estou, então estou indo - dei um beijo na sia testa e o vi corar
-Hazel eu...eu..- depois fui ao meu quarto e cai na cama já dormindo

POV'S Hazel off:

Pov's Maya:

Ela foi dormir, e eu tive uma brilhante ideia! Corri até Bernard que estava na cozinha para me ajudar
- Bernard, preciso da sua ajuda!  - cheguei ofegante pois tinha corrido muito
- claro, como posso ajudar? - ele disse me servindo um copo de água bem gelada
- eu quero comprar um presente incrível para Hazel! Mas não é qual quer presente tem que ser O presente!  - Bernard sorriu
- esta apaixonado mestre? - senti meu rosto queimar de vergonha
- n-não eu s-só quero a-agradar e ...- eu não conseguia esconder nada do Bernard e além do mais ele sempre soube que eu gostava dela desde que era criança - você já viu aquele sorriso?! E aqueles cabelos como fogo! E aqueles olhos e também a personalidade dela...ela é uma mulher incrível!  -eu apoiei minha cabeça nas minhas mãos
- ahh sim, que tal flores? Chocolates, algo que ela goste muito e que tenha um significado do que sente! E também...- mal Bernard terminou de falar quando a porta se abriu em feroz ato.
- Onde está minha noiva? - Takeru adentrou a cozinha, segurando um lindo buque de flores eram lírios do vale, e duas caixas na mão,uma de sapato e outra devia ser um vestido - oh,Olá Maya
- o que você veio fazer aqui? - disse já ficando bravo
- nada nada, vim falar com a minha futura esposa sabe? - ele sorri
- ela está descansando, teve um dia cheio hoje-  ele deu de ombros
- pouco me importa, ahh eu acho que começamos com o pé esquerdo, como oferta de paz aceite isto, para te ajudar com o Lorde Aiji - ele me deu um envelope, eu ousei abrir e tinha exatamente a quantia em dinheiro do que eu precisava! 
- aah eu agradeço, mas não posso aceitar - ele me olhou com uma cara de surpresa
- só um louco não aceitaria isso, vou dar mais uma chance, decida-se em quanto eu vou visitar a Hazel! - ele saiu, e eu pedi a Bernard que ficasse de olho .

POV'S Maya off:

AUTORA POV'S :

Takeru subiu as escadarias e chegou ao quarto de Hazel, deu três batidas na porta e a mesma atendeu com a maior cara de sono, Takeru foi entrando mesmo sem Hazel deixar
- Olha eu sei que começamos com o pé esquerdo, quero me redimir pelo meu comportamento - ele deu o buque de flores a Hazel, a mesma olhou estranhando a sua atitude - ahh e eu te comprei isso - ele deixou as caixas na cama
- não vou te amar e você sabe disso - ele suspirou e sorriu descontraído
- ahh mas eu não te amo também, esse casamento é só de aparência,para meu pai não me expulsar sabe? - ele disse se sentando na cama - sabe Hazel, acho que posso confiar em você, mesmo não gostando de mim
- lá vem- ela pegou um caderninho e se sentou numa cadeira ao lado da cama - então senhor, me diga seus problemas
-esta bem - ele se deitou na cama - Tudo começou quando ...

CONTINUA!!


Notas Finais


Esse Takeru tá precisando de um psicólogo '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...