História Wonderland - Interativa - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Lotus__Flower

Postado
Categorias Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
Personagens Personagens Originais
Tags Contos De Fadas, Interativa, Versão Alternativa
Visualizações 149
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É isso, uma nova história começa. Gostaria de dizer que esta história é muito especial para mim, pois é inspirada em um dos meus contos de fadas favoritos, com sua versão macabra. Jornais com as informações estão nas notas finais.

Capítulo 1 - Prólogo


Naquela noite, a maior parte do grupo de amigos já estava dormindo. Dos nove amigos, 7 já estavam dormindo, as únicas acordadas eram Madeline Hart e Abby Scott.

Ficou em função de Abby dirigir o Doblo, e por isso Maddie ficou determinada a fazer companhia para a amiga, o que significava bater um papo e não deixar com que Abby pegasse no sono para a maioria, mas para Madeline era cantar algumas músicas, mesmo que a garota tivesse uma voz boa, ela cantou de uma forma péssima para irritar Abby.

 -Brilha linda flor, teu poder venceu, traz de volta já, o que uma vez foi meu, o que uma vez foi meu! - cantou Maddie extremamente desafinada, com certeza quase acordando os amigos que dormiam no banco de trás, porém os mesmos tinham um sono pesado.

 Enquanto isso, Abby estava chegando ao seu cúmulo. Passou 7 horas dentro daquele carro dirigindo, e o tempo todo Maddie não parava de cantar músicas da Disney e outras de animações. Estava prestes a dar um tapa na cara da amiga, mas em vez disso só usou as palavras.

 -Escute, palhaça de circo, eu não sei se vou te aguentar por muito tempo, então você cala a boca ou eu simplesmente falo da sua crise de choro para o primeiro estranho que aparecer, entendeu? - disse Abby perdendo a paciência, fazendo que Maddie engolisse em seco e parado de cantar.

 A paz durou por mais 30 minutos, quando Maddie decidiu ligar a câmera. O único motivo dos jovens estarem fazendo aquela viagem desgastante era o documentário que eles deviam gravar para a faculdade. O tema era livre, então eles tiveram a brilhante ideia de gravar sobre a verdadeira lenda da Alice no país das maravilhas. Por isso estavam indo para a pequena cidade de Hyperion Town, pois era lá que supostamente se passava a lenda. 

Assim que ligou a câmera, Maddie tirou o cinto de segurança, para poder ficar em uma posição mais confortável enquanto filmava os amigos no banco de trás.

 -Olá! Somos estudantes da faculdade de Oxford, em Londres! Estamos aqui, no caminho para Hyperion Town para gravar um maravilhoso documentário - disse em entre risos, e logo depois se virou para o lado, olhando para Abby. - Diga oi, Abby. Seja gentil, por favor. 

-Eu acho que ainda não é para gravar nada - disse Abby, visivelmente irritada - Não tem nada de interessante aqui ainda, então coloque o cinto e fique quieta.

 -Nunca ouviu falar de Backing off, Abby? - falou Maddie dando língua, e fazendo Abby revirar os olhos.

 -Sim, e você nunca ouviu falar de ficar calma? - disse Abby irônica - Não sei se percebeu, mas é meio difícil dirigir nessa estrada, ainda mais com a porra de uma câmera na minha cara!

 -Só seja uma boa menina e diga olá! - exclamou Maddie, continuando a filmar a amiga - Faça esse caminho ser divertido, Abby.

 -Divertido vai ser quando eu bater na sua cara! - falou Abby, mais brava ainda. De repente, o carro parou de andar, fazendo que Maddie franzi-se as sobrancelhas, e que Abby bufa-se.

 -Droga, mais essa nessa porcaria de viagem! - disse Abby descendo do carro, e indo olhar para.

 -Eu achei interessante - Disse Maddie dando de ombros, enquanto saia do carro. 

Ficou alguns minutos observando Abby vendo o problema, e cada vez mais, ela se entediou. Quando estava quase dormindo em pé, escutou Abby bufando pelo o que deveria ser a 9382937 vez naquele dia.

 -Me parece que é um problema que eu não entendo - disse Abby franzindo as sobrancelhas - Nem deveria entender, não sou mecânica.

 -Então o que faremos, Abby? - disse Maddie entediada - Eu não tenho o número de reboque nenhum aqui

 -Nem eu - disse a loira - Mas podemos ligar para o hotel em que vamos ficar. De carro é só mais uns 20 minutos. Eles podem mandar alguém aqui, certo?

 -Perfeito! Vou ligar para eles, espero não ficar presa nesse inferno de estrada por muito tempo. - disse Madeline mexendo no celular, e ligando para o Hotel Lótus, o lugar onde o grupo ia ficar.

 ∆∆∆∆ 

Assim, cerca de 30 minutos depois, uma van vermelha com um logotipo de uma flor de lótus nas laterais apareceu na estrada. 

Dentro dela, saiu uma velhinha com um sorriso gentil, que correu em direção das meninas de um jeito engraçado.

 -Olá! Sou Elizabeth, a dona do hotel. São vocês que pediram ajuda para ir para o hotel? - disse a senhorinha bem rápido, se embolando nas palavras.

 A pequena corrida a tinha deixado bem cansada. Ossos do ofício.

 -Sim, Dona Beth. Aliás, nós vamos deixar o carro aqui mesmo? Não tem reboque não? - disse Maddie impaciente.

 -Então senhorita… - Disse Elizabeth esperando que Maddie completasse a frase com seu sobrenome

 -Hart. Madeline Hart. E essa é a Abby. Abby Scott.

 -Senhorita Hart Madeline Hart, você deve esperar - a leve burrice e confusão da velhinha deixou Maddie encabulada, mas ao mesmo tempo feliz. Uma confusão que esperava do país das maravilhas, o seu lugar favorito dos contos de fadas. - Eu falei com o Phil, o cara do reboque. Deve chegar em 10 minutos, mas é melhor ir indo para o Hotel. É uma viagem cansativa de Londres até aqui. Vocês deveriam descansar. 

-Sim, é verdade. Eu preciso descansar - disse Abby visivelmente cansada, parecia uma zumbi enquanto se arrastava até a van vermelha.

 Não tinha mais enrolação. Eles já estavam em Hyperion Town, o verdadeiro e talvez decadente país das maravilhas.


Notas Finais


Espero que tenha gostado da ideia da história, e participe!

Link do jornal: https://spiritfanfics.com/jornais/wonderland--interativa-10618020


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...