História Wondertale - Undertale - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~WhiteApple

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chariel, Frans, Sansfrisk, Undertale
Exibições 143
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Usagi - Hey peoples, parece que estamos no prazo não é mesmo? Hah

Obrigada pelos 100 favoritos, estou orgulhosa de fazer parte desse projeto com a Whitezinha.

Espero que gostem.
Boa leitura.

WhiteApple -

AÊ PORRA! Wonder alcançou os 100 favoritos <33333

Obrigada mesmo por todos que comentam, lêem, favoritam, EU AMO VOCÊS COM O MEU KOKORO!
Se bem que dessa vez a gente conseguiu atualizar no tempo certo, aeeee.

Capítulo 7 - Capítulo 6 - Olhos Verdes.


~Escrito por Usagi17 e Whitepopozão

— O que é determinação? — Perguntou, engolindo em seco.

— Isso... — Ele colocou rapidamente a mão sobre o peito dela, a tirando na mesma velocidade, algo que causou uma dor incômoda nela, mas que logo parou, a "coisa" tinha um formato de coração e era vermelho — É a sua alma. É a junção de sua magia com a sua vida, já a determinação, é a "essência" dela, algo que a faz ser ela. Determinação é algo bom, mas dependendo dos casos... — Riu debochado — Pode te fazer entrar em uma enrascada sem fim. Quando você morre, a sua alma se despedaça, e quando ela é atacada diretamente, como assim  — Fez uma pausa, apertando a alma avermelhada na mão, se divertindo com a expressão de dor que ela fez. — Você sente uma enorme dor pelo seu corpo, como a que você sentiu. — Jogou a alma de volta para o peito dela.

    A menina, ainda intrigada em saber o que era tal coisa que preenchia o espaço de seu ser, observou o mais alto com toda a calma. 

     Determinação.

    Frisk desviou a atenção para o mais alto e arqueou as sobrancelhas.

— Mas...Por que os monstros tem medo de mim? Determinação não é algo ruim você mesmo disse que...

 — Dependendo dos casos, eu disse. — Retrucou, interrompendo ela.

— Ei, vocês podem, por favor, calarem a boca? — O monstro em forma de um gato humanóide perguntou, bufando e acendendo um cigarro — Que merda, a rainha é uma vadia. — Resmungou, estalando a língua.

— Eu imagino qual seria a situação do seu corpo se ela estivesse aqui. — Gaster disse calmamente, olhando para as algemas em suas mãos, suspirando.

   Se aquelas malditas algemas não estivessem lá, quebraria rapidamente o pescoço daquele monstro extremamente irritante.

    Frisk abraçou o próprio corpo e ficou em silêncio, queria ir pra casa, acordar e ver que tudo isso foi apenas um pesadelo no qual se esqueceria após vinte minutos de pé. 

  Todavia, isso não aconteceu.

   Undyne a puxou pelo braço e fechou bruscamente o portão do local onde estava, olhou uma última vez para Gaster, então foi levada até um espaço aberto.

— Onde está aquela inútil?! — Ouviu uma voz feminina exclamar, parecia impaciente.

   Encolheu-se quando viu vários tipos de armas jogadas no chão, pôde jurar que vira um intestino cortado em pedaços em cima de uma tábua de madeira.

— Veja só quem encontramos aqui... — Deixou sua atenção fixar-se na mulher a sua frente.

   De primeira, achou-a muito bonita, os cabelos castanho escuro estavam presos em um coque, uma grande coroa de ouro pesava em sua cabeça, mas isso não a incomodava. O vestido vermelho era bem detalhado e uma capa escondia suas costas.

   Sim, aparentemente ela achou a rainha muito bonita.

 
  Mas vislumbrou os olhos vermelhos sem brilho, pareciam jaulas que prendiam algo que lutava ao máximo para escapar.

— Eu....

Você é uma pirralha incrivelmente irritante, me deu certo trabalho para achar. — Exclamou enquanto caminhava até Frisk e tocava seu peito coberto pelo já sujo vestido azul celeste.

   Sentiu um pânico estranho preencher seu corpo, algo pareceu sussurrar em seu ouvido, mas tentou não dar atenção. 

— Vamos ver o que você tem aqui... — A mais velha murmurou enquanto puxava sua alma para fora de seu corpo.

   A pequena exclamou com a dor repentina, mas ficou em silêncio. 

   A rainhs parecia estática, encarava a alma vermelha com os olhos arregalados. Ela se contorceu brevemente, então olhou para Frisk e a mais nova pôde perceber a repentina mudança.

   Os olhos dela estavam verdes.

 — Você tem que...

   Antes que Chara pudesse dizer algo, seu corpo foi lançado para longe de Frisk, um feixe azul incandescente a jogou na parede, onde por alguns segundos, permaneceu parada.

— A diversão só está começando Chara. — Sans disse, com o braço levantado, rapidamente fez um gesto com a mão, e o feixe azulado parou.

— Sans...? — Frisk permaneceu estática, assustada com o que ele havia feito.

—  Essas algemas são inúteis, Undyne realmente é tão idiota ao pensar que isso iria me parar? — Ouviu um estalo junto de algo se chocando contra o chão, e arregalou os olhos ao ver que era Gaster, com um dos guardas reais, o estrangulando. — Use isso para se proteger, Frisk. — Pronunciou em um tom debochado o seu nome, lhe jogando uma faca. — Se lembre de uma coisa: tenha determinação. — Completou, sumindo que nem como Sans fazia, e assustada, pegou a faca, olhando o seu reflexo nela.

  Era certo usar aquilo?

 ● ● ●

  A rainha levantou com a expressão alterada, os olhos vermelhos quase saltavam de suas órbitas. 

  Eu perdi o controle. —  Pensou enquanto limpava o sangue que escorria em sua testa e braços.

   Mordeu os lábios e esfregou as mãos, não sentia dor, nadinha...Toda a dor ia para a _dona_ da sanidade, então não teria problema algum se a machucassem mais. Mais e mais.

  Um pouco de sangue manchou seu globo ocular de vermelho, mas ela não se importou com isso.
  Limpou a roupa e ergueu a pistola que arrancou de uma das almas que ela matou.

— M-Majestade, eu... — Chara olhou para o monstro que lhe chamava atenção, então puxou o gatilho tão rapidamente que só pode vislumbrar o corpo caindo no chão e se transformando em cinzas.

— Se você quer matar alguém... — Ela murmurou enquanto olhava para Undyne. — Tem que fazer sozinha. 

   Chara poderia matar qualquer pessoa ou monstro que quisesse, menos Asriel. Ele era a excessão, pois prometera a _dona_ que ele estaria livre de seu ódio. 

   Mas se fosse preciso...Apenas para matar aquela menina...Quebraria a promessa.

 Chara riu baixo ao se lembrar de algo que Gaster havia lhe dito uma vez, olhando para o monstro que agora era pó, deixando que todos os pensamentos ruins invadissem sua mente.

    Afinal, eram eles que lhe davam sua determinação para continuar com aquilo.

   Olhou para Undyne uma última vez, apontando a pistola em sua direção como se pedisse para que ela lhe deixasse e fosse matar os idiotas que Sans acabou libertando.

   Pegou a sua tão familiarizada arma para ela: a faca. Conseguia usar aquela lâmina com tanta habilidade que impressionava os outros.

   Cambaleante, porém, determinada, ela se afastou da parede que aquele comediante patético havia lhe jogado, vendo a garota que a olhava assustada, segurando com os dedos tremendo a faca que Gaster lhe deu, com agilidade, avançou para cima da outra humana desferindo um pequeno corte na lateral de sua bochecha, sentiu novamente as costas baterem com força na parede, grunhindo e mordendo o lábio inferior, se divertindo com tudo aquilo.

   E ela tentaria de novo, pois naquele momento, queria que nada a atrapalhasse, ou realmente algum genocídio brutal iria acontecer de sua parte.


Notas Finais


WhiteApple -
GENTE ALGUM DE VOCÊS JÁ VIRAM STRANGER THINGS? SOCORRO QUE SÉRIE DIVOSA!
Mas enfim, um beijo e até o próximo capítulo~~♡

Usagi - Eu já vi a série ~apanha.

Espero que tenham gostado, não esqueçam de deixar o favorito e o comentário, isso enche os autores de determinação!

~Beijinhos com Flores de Maracujá da Usagi-chan~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...