História Work - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags 3shot, Bolsa De Valores, Elevador, Fetiche, Sugamin, Yoonmin
Exibições 221
Palavras 1.767
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Lemon, Lírica, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não me responsabilizo por avc nenhum.
Nem era pra eu estar postando isso aqui ainda, só quando já estivesse terminada
MASSSSSSSSSS eu sou ansiosa

Boa leitura

Capítulo 1 - Elevator


Fanfic / Fanfiction Work - Capítulo 1 - Elevator

A bolsa de valores de Londres poderia ser o lugar mais estressante para qualquer outra pessoa, mas para Park Jimin, o mercado de ações simplesmente energizante. Ele amava aquele fluxo interminável de pessoas, vozes e números. Ele achava engraçado o modo como aquela bagunça na verdade era bem organizada, cada um sabia sua função o que deveria fazer. Havia equilíbrio no caos.

Jimin andava à passos apressados entre um corredor e outro, desviando de pessoas sempre apressadas. Poderia muito bem ser confundido por um novato, pela maneira como corria atrapalhado com os diversos papéis e pastas em sua mão. Totalmente diferente do trader sério e focado que era quando estava, quase sempre, a frente dos outros quando se tratava de apostar os números na bolsa.
Quando enfim alcança o elevador este se fecha, o obrigando a apertar incessantemente o botão da caixa metálica do lado. Estava atrasado para uma operação financeira no outro prédio adjacente. Assim que a porta se abriu, ele entrou na pequena cabine espelhada sem pensar duas vezes, imaginando que desculpa daria para o seu atraso mas parou no ato ao observar que ali havia mais uma pessoa.

Min Yoongi.

Se fosse qualquer outra pessoa, o ruivo teria continuado sua linha de pensamento. Mas ali estava a pessoa responsável pelas suas malditas noites insones desde que o beijara, um pouco bêbado, na festa de fim de ano da semana passada. Havia se interessado no loiro quando o vira no primeiro dia de trabalho há três anos atrás. Um típico Tubarão das ações, Min Yoongi era um dos grandes investidores institucionais. Por realizar transações de grandes quantias financeiras, era bastante conhecido por fazer grandes oscilações no preço dos papéis, conforme fazia suas compras ou vendas. Comparado à ele, Jimin se sentia novamente uma Sardinha, o total oposto de um tubarão no mercado de ações.

Como esperado, nenhum dos dois haviam tocado no assunto, até mesmo evitando se encontrarem depois da noite regada de bebidas e beijos, por conta do clima tenso que ficava presente. Clima esse que agora sufocava a ambos naquele cubículo.

Min Yoongi simplesmente não sabia onde meter a cara. Maldita hora para ir tomar um café. Se soubesse que iria encontrar Park Jimin a cada cinco minutos todos os dias em seu trabalho, desde aquela noite, não teria se deixado levar pela conversa fácil do Park ou pelo modo sugestivo que ele o olhava. Poderia muito bem colocar a culpa no álcool, mas no fundo, Yoongi sabia que o teria beijado mesmo que estivesse sóbrio. 
Agora não sabia se agia normalmente, como agiria com qualquer outro colega de trabalho, ou o ignorava. 
Infelizmente, ou felizmente, não teve tempo para decidir o que iria fazer, pois Jimin já esmagava seus lábios de uma maneira nada suave.

Jimin não sabia o que tinha lhe dado na cabeça em atacar assim seu colega. Aliás, sabia: tesão.

Não conseguira reprimir seus pensamentos cheios de malícia quando viu pelo reflexo do espelho o loiro corando envergonhado ao seu lado, mordendo inconscientemente seus lábios. Simplesmente não conseguiu conter suas pernas indo em direção ao outro, pressionando faminto os seus lábios contra os do mais velho. Riu mentalmente ao se lembrar que isso era um reflexo tão típico de um Trader.

O trader pensa diferente. Para um trader cada oscilação da ação deveria ser aproveitada, independentemente de qualquer aviso, para eles o negócio era aproveitar a oportunidade dada e agarra-la com todas as forças, apostando tudo o que tinha nela. E era exatamente isso o que Jimin estava fazendo quando se jogou contra o corpo do mais velho.

Se Yoongi ficara sem reação ou surpreso nos primeiros milésimos de tempo, isso passara despercebido à Jimin. O loiro sugava sua língua, movia os lábios em padrões desconexos enquanto sua mão na nuca do ruivo guiava o beijo ao seu bel prazer, enquanto a outra escorregava para a bunda do mais novo apertando de maneira ritmada. Jimin não ficava atrás de Yoongi, com suas mãos serpenteando pela cintura e costas do outro, aproximando os corpos cada vez mais.

- Só um segundo. - Yoongi balbucia entre o beijo.

- O quê? - Jimin pergunta sem entender. 
 

Yoongi alcança o painel do elevador e aperta um botão que faz a caixa metálica parar. Virando-se para o mais novo ele lhe lança um sorriso malicioso. Yoongi não queria saber das consequências que teria que lidar por realizar o que estava prestes a fazer. Simplesmente não dava a mínima, e sinceramente já estava cansado de se esconder do outro. Desde a noite em que haviam rocado beijos e caricias a noite toda, Jimin era um pensamento constante na cabeça do loiro. Que por pouco, muitas vezes havia perdido notícias, positivas ou negativas, capazes de determinar a tendência do mercado porque não parava de pensar na boca macia de Park, ou em como suas mãos gostariam de voltar a cariciar cada nuance do corpo do outro novamente.

Empresou o corpo de Jimin contra a parede espelhada, descendo suas mãos até o traseiro do outro e as apertando forte, arrancando um gemido arrastado, que fora abafado por sua boca e língua. Jimin mantinha suas mãos ocupadas ora nos cabelos loiros de Yoongi, ora descendo por seu peitoral, por cima da camisa social, apenas para refazer o caminho.

- Não podemos. – Acordando de seu transe, Jimin sussurrou se afastando do outro.  – Há câmeras aqui!

Estava nervoso, poderiam ser pegos, poderiam ser vistos e isso não acabaria bem para nenhum dos dois. Mas não podia negar que aquela era uma fantasia sua que gostaria de realizar. Transar em um elevador coberto de espelhos, com uma grande chance de estar sendo observado e serem pegos, era extremamente excitante.

- Relaxa, eu conheço a pessoa responsável pela verificação das câmeras dos elevadores. – Yoongi sussurrou dessa vez contra a pele da nuca do ruivo, colando ainda mais seus corpos. – Eu cuidarei de você.

Como se esse fosse seu último resquício de sanidade, Jimin apenas acatou a fala do mais velho voltando a colar sua boca na sua, em um beijo duro e ainda mais afoito. Pousou as mãos no quadril do loiro, apertando enquanto puxava sua camisa para fora do cerco que a calça social a prendia no lugar. Seus dedos indo de encontro com a pele febril de Yoongi, levando um arrepio ao mais velho desde a base da coluna até a ponta dos cabelos. A sensação era maravilhosa que não pode frear a respiração pesada lhe escapando da garganta. Abriu os primeiros botões da camisa do homem em sua afrente um pouco afoito e pôs-se a tocar a pele de Yoongi, que era macia como seda, convidativa aos seus olhos semicerrados, como se implorassem para serem coloridas por seus beijos e mordidas. E assim o fez.

Yoongi sentia a ereção do outro roçar na sua enquanto ondulava seu corpo no do ruivo. Yoongi vira Jimin com força e rapidez e o encosta contra o vidro espelhado, apreciando a imagem do outro se contorcendo contra sim, enquanto maltratava o pescoço dele com os dentes e língua, brincando com a sanidade alheia. 
 

Mas Jimin também queria brincar.
 

Ele segura com força os pulsos de Yoongi que apertavam sua cintura e o vira, empresando-o onde antes estivera seu corpo. Jimin segura os pulso pálidos do Min acima da cabeça do mesmo com uma mão, enquanto a outra abria a esmo os botões da camisa macia de Yoongi. Terminou de tirar a camisa do corpo magro de Yoongi, enquanto sua boca trilhava um caminho de saliva e beijos desde sua boca, descendo até a garganta do mesmo, deixando um forte chupão e sendo agraciado com uma risada do loiro. Mordeu suas clavículas com suavidade, beijou cada parte de seu peito magro, intercalando entre lambidas e mordidas no abdômen do Min, que mantinha suas mãos massageando a nuca do mais novo.

- Eu espero então que... - Jimin decide usar as duas mãos para abrir ainda mais a camisa de Yoongi, estava impaciente para sentir a pele do.outro em sua boca. - Que o seu amigo seja de confiança. - sussurra o menor contra o abdômen liso do Min. - Do contrário estaremos ferrados.

- Fica tranquilo, Namjoon me deve favores. - sua voz falha no fim da frase no momento que Jimin morde de leve seu membro por cima da calça social preta.

Jimin o olhava com volúpia enquanto abria a calça do mais velho. Yoongi diria que o outro poderia colocar um quarteirão em chamas apenas com aquele olhar. Há quanto tempo o loiro havia sonhado com aquela cena desde o beijo que trocaram? Aliás, muito antes daquilo. Quanto tempo o ruivo esperou pacientemente para uma nova chance daquelas?

Um barulho irritante quebra a troca de olhares entre os dois. O celular de Jimin tocava incessantemente no bolso dele. Maldição!  Havia se esquecido da reunião para dali alguns minutos da qual ja deveria estar mais que atrasado. 
Ele se apressa em se levantar e atender o celular, enquanto ouvia uma risadinha abafada vinda de Yoongi, sem nem mesmo olhar o identificador. Não precisava saber que se travava de trabalho, pois ninguém além de investidores tinha seu número pessoal.

- Alô! - falou calmamente tentando regular a respiração. - Sim. Eu estou a caminho daí. Mil perdões pelo atraso, eu tive que resolver algo muito importante. - ele diz e olha de esguelha para Yoongi que lhe lança um sorriso debochado. - Em 10 minutos estarei ai.

A ligação se finaliza e Jimin sente o elevador entrar em movimento novamente. Ele observava em silêncio o Min através do reflexo enquanto tentava arrumar da melhor forma possível suas vestes. Yoongi terminava de arrumar seus cabelos loiros no espelho, quando se virou para o outro ponderando se deveria dizer algo antes que fosse tarde.

- Você sai à que horas dessa reunião?  - Yoongi pergunta sorrindo.

- Eu acho que terei encerrado todos os assuntos às oito. Por quê?  - Jimin pergunta com falsa inocência? 
- Porque você precisa terminar uma transação muito importante comigo. - Yoongi diz apontando para a própria ereção que ainda se encontrava marcada pela calça de linho. - Você não acha?

- Eu realmente acho que temos que discutir sobre uma possível alta no mercado. Você sabe. - Não era nenhum pouco tonto e sabia exatamente que tipo de assunto Yoongi gostaria de tratar com ele. E só de imaginar, Jimin já sentia o calor retornando ao centro de seu corpo.

Plin!

As portas metálicas se abrem e ambos ainda se olhavam, trocando promessas para aquela noite em silêncio.  
Jimin pega suas coisas e ambos caminham em direções separadas .

 


Notas Finais


Em breve sai o segundo capitulo, provavelmente não vai passar de 3 capítulos. Algo bem curtinho mesmo.
Beijos de Luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...