História Would you like some coffee? - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren
Exibições 194
Palavras 3.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa os erros e boa leitura <3

Capítulo 14 - Syco?


POV Lauren

2 meses depois

Eu estava em meu bebê dirigindo no volume máximo de Lana em direção a casa de Camila, eu tinha meu turno na cafeteria e ainda ia tocar ao vivo, então eu fui buscar ela, o resto das meninas já estavam a caminho. Estacionei e então eu sai até a porta para tocar a campainha.

- Oi Tia Sinu, tudo bom contigo?

- Estou ótima Lauren e você?

- Estou bem.

- Vai querer subir? Ela deve estar se arrumando ainda.

- Claro – ela abriu um espaço maior para que eu pudesse entrar e encarei Sofia no sofá dormindo abraçado com um Bob Esponja gigante que eu tinha dado de aniversário para ela. Fui até ela e dei um beijo em sua testa subindo as escadas até o quarto de Camila – Camz?

- Lolo? Eu estou quase pronta – ela corria de um lado para o outro tentando achar o que precisava.

- Tudo bem amor, eu vou sentar aqui e esperar você – ela já estava maquiada e só faltava à roupa, o que era um cena muito agradável para mim já que ela andava de lingerie pelo quarto.

- Lolo, vestido, calça ou saia?

- Ficará bonita com qualquer um Camz – ela corou na hora e ficou olhando o closet com aquela bunda enorme dela virada para mim, eu as vezes achava que ela provocava. Então ela entrou no closet e ficou um tempo lá saindo com uma calça clara rasgada, um cropped branco e uma bota preta, deixando seus longos e castanhos cabelos soltos – eu disse que ficaria linda.

- Lolo – ela ficou vermelha e eu me levantei indo até o espelho onde ela se olhava e a abracei por trás deixando um beijo em seu pescoço deixando ela arrepiada.

- Adoro o efeito que eu causo em você Cabello.

- Que efeitos Jauregui? – ela provocava de mais, deixei mais alguns beijos e mordidas e então virei ela para mim e agarrei sua cintura colando seus lábios com os meus rapidamente em um beijo doce e calmo. Desci os beijos para seu pescoço novamente e minhas mãos apertaram mais sua cintura, eu iria provocar ela bastante para ela provar do próprio remédio.

- Esse efeitos... – coloquei minhas mãos por dentro de sua roupa e subi comecei a passar minhas unhas levemente por suas costas macias para causar leves arrepios. Tirei minhas mão de lá e apertei a bunda de Camila com vontade fazendo a mesma soltar um suspiro longo.

- La-lauren – eu acho que já tinha provocado demais ela, e eu também já estava querendo não parar mais. Parei de fazer o que fazia e então ela me encarou confusa.

- Estamos atrasadas vamos? – ela me olhou com uma cara indignada.

- Vamos – sai pela porta e escutei ela sussurrar um “maldita” e eu não pude conter um sorriso ao ouvir aquilo. Me despedi de Sinu e Sofia e fui para o carro com Camila abrindo a porta para ela logo em seguida – não se cansa de fazer isso?

- O que?

- Abrir e fechar a porta para mim.

- Nunca irei me cansar de fazer isso por você Camz – dei um selinho nela e arranquei o carro até a cafeteria meu pai me mataria se eu chegasse atrasada.

Chegando lá, Camila foi se sentar com as meninas que estavam em uma mesa conversando e eu apenas assenti pois estava atrasada. Coloquei o avental rapidamente e fui começar a atender as pessoas já que eu tocaria mais tarde. Logo um homem entrou na cafeteria de terno, era branco e tinha cabelos grisalhos com a barba recém feita, para mim, eu reconhecia aquele homem de algum lugar. Ele se sentou em uma mesa que ficava na lateria do mini palco montado ali e começou a olhar o cardápio.

- Senhor, deseja alguma coisa?

- Por enquanto apenas um café e rosquinhas – aquela voz também era reconhecida por mim, mas eu não sabia da onde, anotei seu pedido no bloquinho e voltei para o balcão e comecei a arrumar os outros pedidos.

- Lauren, daqui 15 minutos você começa filha – escutei meu pai da cozinha e assenti tirando meu avental e deixando os atendimentos para George. Aquele lugar realmente estava lotado. Peguei meu violão e comecei a ajeitar as coisas para começar a tocar e fui tomar água e trocar umas palavras com as meninas.

- Olá meninas.

- Oi Laur – elas falaram em uníssono e Jamie chegou na cafeteria correndo para nossa mesa.

- Demorei?

- Bastante – falei rindo do jeito ofegante dele e então Jamie se sentou com as meninas – bom, nos vemos depois amores – dei um selinho em Camila e então fui até o palco e ajeitei meu violão e o microfone.

- Boa noite, eu vou começar com Imagine de John Lennon, se quiserem fazer pedidos fiquem a vontade – terminei de falar e todos pararam de conversar para prestar a atenção na apresentação. Olhei para Camila que me encarava com um sorriso lindo no rosto e então comecei a dedilhar pelo violão.

 

Imagine there's no heaven

It's easy if you try

No hell below us

Above us only sky

 

Imagine all the people

Living for today

(Imagine não haver o paraíso

É fácil se você tentar

Nenhum Inferno abaixo de nós

Acima de nós, só o céu


Imagine todas as pessoas

Vivendo o presente)

Minha voz estava rouca e dava um toque ótimo para a música, meus olhos estavam passeando pela plateia e as vezes se fechavam para sentir a música, meu corpo entrava em transe quando a música se fazia presente, eu não sei eu apenas sentia. Terminei de cantar a música e todos começaram a aplaudir fortemente.

- Obrigada.

{...}

POV Camila

Como ela conseguia? A voz de Lauren tinha o poder de acalmar qualquer um, seu jeito de cantar que mostrava o quanto ela amava aquilo e sentia como a melodia mexia com ela. Eu ficava cada vez mais apaixonada por ela com aquele jeito meigo dela. Percebi que um homem de terno conversava com ela e pude ver sorrisos em seu rosto e suas mãos se mexiam sem parar, ela parecia ansiosa.

- Ei Jamie, quem é aquele cara?

- Não faço ideia, nunca vi ele na vida, por que?

- Nada não, só fiquei curiosa.

- Okay então – Jamie deu de ombros e então Lauren e o cara de terno se levantou e os dois se despediram então Lauren veio até a mesa onde estávamos.

- Oi amores – Lauren me deu um selinho e cumprimentou todos – o que acharam?

- Eu adorei branquela, um dia você faz sucesso – Vero colocou um cookie na boca e eu só consegui rir da cara que Lucy fez – senta aqui com a gente.

- Claro, eu só vou... Não tem cadeira, Camz deixa eu sentar.

- Por que eu?

- Porque daí você senta em meu colo – ela deu um sorrisinho sapeca e então eu levantei deixando que ela sentasse e eu me acomodasse em seu colo.

- Lolo, quem era aquele cara de terno? – seu corpo pareceu tremer um pouco e um largo sorriso se abriu em seu rosto. Ela colocou sua mão no bolso da calça e puxou de lá um cartão escrito “Syco Records” e meus olhos se arregalaram – es-espera não é a gravadora do Simon Cowell? Que é dono do One Direction e Little Mix e... MEU DEUS LOLO! – eu gritei e vi todos me observando como se eu fosse a maior louca.

- O que foi Camila sua louca? – Ally me encarou assim como todos na mesa e Lauren apenas ria de minha reação.

- Lolo conta, pelo amor de Allyluiah – eu empurrei seus ombros e ela continuou dando aquela gargalhada gostosa.

- O homem que eu estava conversando era Simon Cowell, e me fez a proposta de assinar com ele em sua gravadora – todos ficaram de boca aberta e começaram a parabenizar ela. Jamie se levantou e abraçou ela a rodiando.

- Eu estou orgulhoso Jauregui, sério – ele a largou e então voltou a se sentar – vai aceitar a proposta?

- Claro, eu não posso desperdiçar uma chance dessas, só que eu vou ter que ir para Beverly Hills e se os outros produtores gostarem eu terei que ficar por alguns meses lá – meu sorriso logo se desfez só de pensar em Lauren longe de mim por meses.

- E a escola?

- Eu terei que fazer um provão, e também eu tenho que conversar com a diretora, eu não preciso muito de nota, mas seria meio ruim sair no meio do ano letivo.

- Quantos meses?

- 3 meses, é como se fosse uma avaliação, serei treinada vocalmente, na parte de dança e moda, e depois se eu for qualificada o bastante começamos a gravar um álbum, eu ainda terei que ir para lá ler o contrato e ver se aceito algumas coisas e eu também tenho que ver com meus pais – ela falava tudo naturalmente e meu coração estava ficando acelerado.

- 3 meses sem você Lolo?

- Parece que sim amor – ela me deu um selinho e voltou para a conversa que rolava na mesa.

{...}

- Camz, está quieta – Lauren me perguntou enquanto ela fazia carinho em meus cabelos. Estávamos deitadas em minha cama já que ela dormiria lá – aconteceu algo? – me virei para ela e fitei aquelas esmeraldas preocupadas comigo.

- Eu só... Eu quero, mas não quero que você vá entende? – ela assentiu – eu te incentivo a toda hora a seguir esse seu sonho, e o que eu mais quero é que conquiste ele, mas é triste ter que ficar longe de mim sabe?

- Eu entendo Camz – ela ficou em silencio por um tempo e beijou minha testa – eu te amo.

- Também te amo Lolo – beijei seus lábios macios e me aninhei em seus braços quentinhos e aconchegantes.

{...}

POV Lauren

Sábado

Acordei pela claridade que entrava pelo quarto e meus olhos logo doeram pela sensibilidade daquela luz. Olhei para o lado onde Camila dormia serenamente e sorri com a imagem, beijei sua testa e me levantei indo até o banheiro e fazendo minha higiene pessoal e tomando um banho rápido. Coloquei algumas roupas minhas que tinham na casa dela e me sentei na cama e fiquei observando Camila dormir.

- Lolo, sei que está me observando – ela falou manhosa e me aproximei dela.

- Como sabe?

- Eu sinto seus olhos sobre mim, é estranho – apenas ri de seu comentário e ela continuava de olhos fechados como que evitando acordar aquela hora. Achei a cena tão fofa que peguei meu celular e tirei fotos dela.

- Levanta amor, já é 11:00 e vamos nos atrasar para o almoço na casa de meus pais, sua mãe e sua irmã já foram.

- Eita! – ela levantou em um pulo e correu para o banheiro. Ri com a cena e fiquei vendo as fotos que tinha tirado dela no celular.

Depois de uns 15 minutos Camila saiu de lá com uma toalha no corpo e então foi para seu closet e voltou de lá com um vestido claro e um lacinho em sua cabeça. E se eu falasse que ela tem uma coleção de laços, mas não tipo 10, 15 laços, é tipo duas caixas inteira de lacinhos, ela me disse que uns 96 laços no total, eu praticamente que fiquei pasma.

- Como consegue ser tão linda?

- Como consegue me deixar sem graça? – sorri e a abracei fortemente. Eu teria que falar com meus pais e se desse tudo certo eu iria para Beverly Hills na segunda-feira para analisar tudo, então eu queria aproveitar aquele perfume que só Camila tem, aqueles braços delicados que se encaixam perfeitamente em meu corpo, aquele sorriso meigo e seus olhos castanhos tão intensos.

- Vamos Camz – entrelacei meus dedos com os delas e saímos casa a fora depois dela trancar tudo. Abri a porta como de costume para ela e dei a volta até meu lado e arranquei o carro até minha casa.

Chegando lá Camila foi logo cumprimentar todos e eu também, minha mãe argumentou do atraso, mas logo esqueceu já que conversava atentamente com Sinu, nossas família tinham se tornado melhores amigas, era incrível. Sofia brincava com meus irmãos e eu me divertia com meu pai na churrasqueira.

- Avisa que a carne está saindo filha – assenti e então fui onde as mulheres estavam e minha mãe se levantou indo até a cozinha trazendo para fora a salada, arroz e batatas fritas. Meu pai arrumou a carne na mesa junto com o resto e todos nós nos reunimos para comer. Camila se sentou em meu lado e pegou em minha mão para passar segurança, eu estava nervosa em falar com meus pais sobre Beverly Hills.

- Antes de começarmos a comer eu queria fazer um anúncio – todos me encararam e meu corpo gelou todo, mas a mão de Camila estava lá para me aquecer novamente – ontem na cafeteria tinha um homem lá, era Simon Cowell e ele me convidou para ir até Beverly Hills e analisar algumas coisas e se eu aceitar terei que ficar lá por 3 meses – vi que me olhavam confusos – gente, Simon Cowell é um produtor musical famoso – quando ele ouviram aquilo minha mãe abriu a boca em um perfeito “o” e meu pai levantou feliz me abraçar.

- Minha menininha, eu estou orgulhoso – minha mãe levantou logo depois e me abraçou também, meus irmão e logo Sinu e Sofia, eu agradeci a deus por eles terem levado na boa, minha mãe ficou um pouco receosa, mas eu sabia que passaria esse medo de ver a filha longe.

{...}

Segunda-feira

“ Voo 270 para Beverly Hills, favor comparecer ao portão de embarque”

Uma voz soou pelos autofalantes e meu pai e eu nos levantamos na hora. Eu ficaria em Beverly Hills por dois dias para ver os contratos e logo voltaria para Miami. Eu já tinha me despedido de minha mãe e irmãos, eu tinha passado na casa de Camila antes também, afinal, se eu aceitar o contrato eu ficarei longe de todos.

- Vamos filha, se não vamos perder o voo – meu pai falou enquanto eu encarava meu celular. Eu tinha que escutar a voz doce dela. Disquei o número de Camila rapidamente e fui andando até o portão de embarque enquanto chamava.

LIGAÇÃO ON

- Lolo, não devia estar no avião?

- Eu estou indo para o portão de embarque, é que eu queria ouvir sua voz.

- Vai dar tudo certo amor.

- E-eu não sei Camz.

- Vai sim, e quando chegar lá me liga okay? Nós usamos o Skype e assim eu posso ver esses seus lindo olhinhos verdes.

- Eu te amo Camz.

- Eu também te amo Lolo, boa viagem

LIGAÇÃO OFF

Ela desligou e quando percebi eu já estava no corredor que dava para o avião. Me sentei do lado da janela e meu pai para o corredor, ele estava meio cansado pelos remédios tomados já que ele passa mal em aviões, logo ele adormeceu e eu fiquei apenas observando o céu e aquelas nuvens fofinhas.

{...}

Tínhamos acabado de sair do avião e pegado nossas malas, descemos as escadas e me deparei com um senhor de idade segurando uma plaquinha escrita “Jauregui”, fomos até o homem e eu me apresentei para ele que assentiu nos levando até uma limusine que estava estacionada logo em frente.

- Que mordomia hein Lauren, não se acostume filha – ri de seu comentário e fomos levados para um hotel que ficava de frente para a praia.

- Sua reunião com senhor Cowell foi marcada para a parte da noite já que ele mencionou que estariam cansados após uma longa viagem.

- Obrigada – ele retirou nossas malas do carro e nos guiou até a recepção onde deu o nome de Simon e permitiram nossa entrada. Subimos para nossos quartos que eram no mesmo corredor e eu logo entrei no meu ficando pasma com o tamanho e luxo daquilo, Simon gostava de impressionar as pessoas. Larguei minha mala em um canto, tirei meus coturnos e fui até a janela gigante que dava vista para a imensa praia de Beverly Hills. Peguei meu celular e liguei no Skype chamando na conta de Camila.

SKYPE ON

- Oi amor cheguei!! – ver aqueles olhos castanhos me fizeram tão bem.

- Oi Lolo, como foi de viagem?

- Foi calma, como você está?

- Com saudade Lo.

- Eu também pequena... Olha só essa vista – virei o celular para a grande janela.

- Que maravilhoso amor, sério.

- Seria melhor se estivesse comigo...

- Não faz assim, eu fico com mais vontade ainda – ri do biquinho que ela fez que me deu vontade de morder.

- Camz, eu vou dormir um pouco, eu tenho a reunião a noite ainda.

- Okay Lolo, durma bem e sonhe comigo.

- Sempre Camz, sempre.

SKYPE OFF

Larguei o celular na cômoda e me taquei na cama e nem percebi quando caí no sono.

{...}

POV Camila

Já estava escuro e eram umas 22:00, eu estava esperando Lauren sair da reunião para eu saber como foi, claro que lá que era umas 19:00 pelo fuso-horário. Eu estava tão ansiosa que estava andando pela casa inteira minha mãe já estava ficando louca comigo.

- Camila, vai acabar cavando um buraco no chão.

- Desculpa, eu quero saber se deu tudo certo.

- Vem cá vem – ela me chamou para sentar no sofá onde ela assistia suas novelas e me deitei – ela vai conseguir, é a Lauren, tem muito talento e carisma.

- Eu sei, mas eu ainda fico... – ouvi meu celular tocar e atendei rapidamente.

LIGAÇÃO ON

- Oi Camz, como vo...

- COMO FOI LÁ? – nem deixei ela terminar e percebi depois que tinha gritado – desculpa Lolo, me empolguei.

- Não se preocupe, só detonou meu tímpano amor.

- Idiota... Agora fala, como foi?

- Eu assinei o contrato.

- UHUULL – comecei a pular pela casa comemorando – e a vencedora de melhor artista do ano é... Lauren Jauregui! – fiquei brincando com ela e só ouvia a risada gostosa dela.

- Eu vou voltar para Miami amanhã amor, e nós comemoramos.

- Com certeza.

- Eu vou ficar um mês em Miami e logo pegarei voo para cá de novo e ficarei 3 meses fora.

- Essa parte dos 3 meses me decepcionaram, mas isso não importa agora, você conseguiu Lolo.

- Obrigada Camz.

- Por?

- Por tudo, por me incentivar, eu te amo linda.

- Também te amo planeta olhos verdes – ela riu e logo escutei ela deitando em sua cama.

- Ah, eu tenho que te mandar um vídeo, eu vou te mandar a mensagem e depois você olha okay?

- O que é?

- Algo que vai fazer você pirar totalmente.

- Me deixou curiosa.

- Essa era a intenção... Camz, eu vou desligar, eu vou jantar com meu pai para comemorar e aí deve estar tarde.

- Nem tanto, mas boa janta e manda um beijo para seu pai, tchau Lolo.

- Tchau Camz.

LIGAÇÃO OFF

Me sentei no sofá novamente enquanto minha mãe encarava tudo sorrindo e meu celular vibrou com uma mensagem de Lauren. Abri o arquivo de vídeo e quase desmaiei.

“ Falem oi Camila rapazes”

“ Olá Camila” eu não podia acreditar que eram eles, One Direction ao vivo com Lauren em um vídeo me mandando oi.

“Ela é apaixonada por vocês, bem de sério”

“Que bom que ela gosta de nossa música” Niall falou sorridente.

“ Digam tchau”

“Tchau Camila, nós te amamos”

O vídeo terminou e meu coração parecia que ia sair pela boca.

- Filha? Você está bem? – minha mãe perguntou receosa, olhei para ela e comecei a gritar – o que deu menina?

- O one... One Direction falou comigo, meu deus eu vou desmaiar mamãe.

- Se acalma menina! – fiquei um tempo tentando me acalmar e então minha mãe mandou eu ir dormir já que eu teria aula no outro dia e fui. Me enrolei nas cobertas e peguei um moletom da Lauren para sentir seu perfume que era tão viciante quanto seus lábios macios. Fiquei olhando para teto e sorrindo loucamente.

- Boa sorte minha Lolo.

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e não esqueçam de favoritar e comentar, beijos e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...