História Would you love me? - Imagine Jungkook - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Idiotice, Imagine, Imagine Bts, Imagine Jungkook, Referencias, Romance
Exibições 812
Palavras 1.476
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Ao seu lado. (VHope)


Fanfic / Fanfiction Would you love me? - Imagine Jungkook - Capítulo 10 - Ao seu lado. (VHope)

J-Hope POV

Estava em casa de noite sem ter o que fazer.
Hoje as aulas foram suspensas por causa de um incidente no colégio, o qual o colégio não quis comentar com os alunos.
Me pergunto o que houve.

Estava começando a ficar sonolento e fechar os olhos, quando ouvi meu celular tocando.
Peguei ele e vi que era V me ligando.

Ligação ON:

H: V? São 20:28 o que você quer?

V: Hyyyunnnngg..... - disse manhoso no telefone.

H: O que houve? Por que está falando assim?

V: Hyunnng... Me tira daqui... Por favooor.... HIC!

H: Taehyung... Você está bêbado?

V: Nãããoooo... Hyung... Eu nem bebi direito.... HIC! Me tira daqui... É o lugar de sempre.

H: Já chego ai.

Ligação OFF:

Desde que conheci V sei que ele tem problemas com bebida.
Não é que ele saia toda noite pra beber em bares e essas coisas, ele tenta se manter longe disso, mas as vezes tem suas recaídas.

Coloco uma jaqueta de couro, camisa branca, calça moletom preta e converse preto, entro no carro e vou dirigindo até o bar.

Assim que chego ao bar entro correndo e imediatamente vejo V esparramado em uma das mesas no fundo do bar, com várias garrafas ao seu lado.

Suspirei cansado e me dirigi até lá.

Hope: Tae... Taehyung! Acorda! - disse chacoalhando ele de leve.

V: Huh? Hoseoook... O que faz aqui? - disse já parecendo mais sóbrio.

Hope: Você me ligou pedindo pra eu te tirar daqui...

V: Ah é... - disse quase dormindo novamente.

Hope: Vem! Vamos pra minha casa.

Ajudei ele a ir até o carro e levei ele para a minha casa. Seus pais nunca estão em casa, e eu sinceramente não gosto muito de ficar na sua casa, então sempre que ele fica mal levo ele para a minha casa.

Assim que chegamos na minha casa como sempre não tinha ninguém. Mandei ele ir tomar um banho frio e colocar o pijama que separei para ele, uma calça azul-marinho e uma regata branca.
Ele somente assentiu sem olhar pra mim, agradeceu, e entrou no banho.

Equanto ele estava no banho fui para a cozinha preparar algo para comer.
Decidi preparar uma sopa, estava uma noite fria, perfeita para tomar uma sopa.
Comecei a cozinhar e cantarolar algo aleatório.

Depois de um tempo ouvi o chuveiro ser desligado, e mais algum tempinho depois alguém sair do banheiro.
Tae tinha acabado o banho.
Não o vi, mas podia sentir seu olhar nas minhas costas, provavelmente estava me encarando encostado no batente da porta.

Hope: A sopa ainda vai demorar para ficar pronta, pode tirar um cochilo enquanto isso.

Ouvi ele murmurar um sim baixo e ir para o meu quarto.
Sério... Eu tenho um quarto de hóspedes...
Por que ele dorme no meu?!
Mas acho que é melhor no meu quarto que em algum bar por ai...

Depois de um tempo acabei a Sopa e fui chamar Tae para comer.

Hope: Tae... Tae...! vem comer! A sopa está pronta! - chamei com uma vez doce.

V: Eu já estou indo... - disse levantando-se sonolento.

Sai do quarto e fui para a cozinha e esperei ele vir.
Alguns segundos depois ele chegou e começamos a comer em silêncio, o que era estranho... Tae sempre gostava de conversar durante o jantar...
Depois vou falar com ele.

Assim que acabamos de jantar eu estava lavando a louça, assim que acabei senti alguém passar os braços pela minha cintura e abraçá-la por trás.

Hope: O que está fazendo Tae? - perguntei meio corado.

V: Você tem alguma ideia do que faz comigo? Eu te quero a muito tempo... Mas nunca consegui falar isso antes... Eu estava com medo de você me rejeitar. Mas... Agora eu realmente não me importo se você me rejeitar... Minha vida já não tem tanto sentido para mim... Então me rejeita logo para eu poder ir embora e acabar com a minha vida...

Eu sei que os pais de V tratam ele como um nada...
Ele não foi um filho planejado, e por isso seus pais falam que ele arruinou a vida deles. Sem falar que nunca estão em casa com ele.
Eu sei que ele tem depressão... Só não imaginava que já que estaria nesse ponto.

Hope: Pare de falar isso Taehyung!

V: Mas é verdade Hoseok... Eu não tenho mais razões para viver...

Hope: Então eu vou te dar uma. - dito isso me viro para ele e beijo seus lábios com ternura.

Por um momento ele se assustou, mas depois começou a retribuir o beijo e pediu passagem com a língua, e eu cedi, sentindo como ele explorava cada centímetro da minha boca com sua língua.
Estava tudo maravilhoso, mas tivemos que nos separar por falta de ar.

Hope: Viva por mim... Tae... - disse tentando recuperar o fôlego.

Ele somente sorriu safado, me fez entrelaçar as pernas em sua cintura, segurou na minha bunda apertando ela de leve me fazendo gemer baixinho, e me carregou até meu quarto.

Ele me colocou devagar na cama e ficou por cima de mim atacando meus lábios logo em seguida.
Passo as mãos por baixo de sua camisa sentindo sua barriga definida, o que só me faz ficar mais excitado.

Ele retira sua camisa e retira a minha logo em seguida, espalhando beijos pela minha barriga e pelo peitoral, deixando alguns chupões aqui e ali, me fazendo gemer.
Ele para e dessa vez ataca meus pescoço, ou seja meu ponto fraco, e começa a deixar chupões, beijos e lambidas por tudo, me fazendo gemer seu nome e levar minhas mãos aos sei cabelo, enroscado meus dedos entre seus fios bagunçados.

Depois de um tempo ele se cansa de judiar do meu pescoço ele retirou minhas calças junto com a minha boxer e logo pôs meu mebro em sua boca, chupando, lambendo, fazendo tudo que tinha direito até eu chegar ao meu ápice, me derramando um sua boca. Depois de engolir meu líquido ele me beijou me fazendo sentir meu próprio gosto.

Empurrei ele para o lado ficando por cima dele, o que fez ele se assustar por um momento e depois sorrir de lado.

Retirei sua calça e apertei seu membro por cima da boxer, ouvindo ele arfar e gemer meu nome alto.
Desci uma trilha de beijos pelo seu abdômen passando a língua pelos seus gominhos, ouvindo ele gemer baixo.

Assim que chego na sua boxer retiro ela a abocanho seu membro, masturbando o que não cabia na minha boca, ouvindo Tae gemer cada vez mais alto.

V: Awnnn Hope.... Que boca maravilhosa... Chupa o Daddy com vontade vai...

Fiz como ele pediu e aumentei a velocidade dos meus movimentos, logo ele chegou ao seu ápice e engoli tudo.

Peguei uma camisinha no meu criado mudo e coloquei em seu membro já animado de novo, e comecei a fazer ele me penetrar devagar.

Era uma dor insuportável, senti como se estivesse sendo rasgado ao meio, e senti lágrimas escorrerem pelas minhas bochechas.
Tae me olhou preocupado e sentou-se na cama, ainda comigo em seu colo, e secou minhas lágrimas. Ele me beijou suavemente e começou a me masturbar para que eu esquecesse um pouco da dor.

Quando vi ele já estava totalmente dentro de mim, fiz Tae deitar-se novamente e esperamos eu me acostumar ao seu tamanho. Logo comecei a me movimentar, subindo e descendo devagar no membro de Tae, ele me ajudava segurando na minha cintura, era até engraçado ver suas expressões de prazer.
E pensar que eu estava transando com o meu melhor amigo.

Ele trocou nossas posições me fazendo ficar por baixo de novo, saindo quase todo de dentro de mim e estocando forte e fundo, me fazendo gritar de prazer.
Ele começou a estocar mais rápido e logo cheguei ao meu ápice, fazendo com que minhas paredes se contraissem esmagando o membro de Tae, e com isso fazendo com que ele chegasse ao seu ápice.
Ele retirou a camisinha e jogou-a fora, colocamos nossas boxers e nos deitamos embaixo das cobertas. Tea me abraçava pela cintura e me trazia para bem perto dele, apoiando o queixo na minha cabeça, enquanto eu deixei minhas mãos em seu peitoral e escondia meu rosto em seu pescoço.

V: Isso é loucura sabe... Eu te amo tanto...

Hope: Eu também te amo... Muito mesmo...

V: Nossas famílias jamais vão aprovar isso...

Hope: Na verdade meus pais já sabem que eu sou gay... Eles não tem nada contra.

V: Quen dera meus pais fossem assim... Mas eu quero que saiba que eu vou lutar pelo nosso amor, não importa o que aconteça.

Hope: E eu também... Vou lutar para ficar do seu lado para sempre... - disse sorrindo e pude sentir ele sorrir também.

Logo caímos os dois no sono e dormimos a noite toda, Tae não me soltou nem por um segundo.


Notas Finais


Gente... Hoje eu acabei com o meu kokoro</3
Hoje eu vi uns Doramas ai:
Koizora Céu do Amor
A Werewolf boy
High School Debut

E eu chorei mt vendo A Werewolf Boy
Recomendo muito

E eu pensei em:
Quando eu acabar a Fic do Jimin eu vou começar a escrever uma fic nova com a história do filme.
E eu escolhi o TaeTae pra fic.
E então? O que acham?

Espero quem tenham gostado!!!
Bjos de coxinha! :3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...