História Would you love me? - Imagine Jungkook - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Idiotice, Imagine, Imagine Bts, Imagine Jungkook, Referencias, Romance
Exibições 880
Palavras 1.112
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - É loucura?


Fanfic / Fanfiction Would you love me? - Imagine Jungkook - Capítulo 9 - É loucura?

Jungkook POV

Depois de tomar banho e jantar eu e S/N ficamos na sala vendo filmes. Eu estava sentado no meio do sofá e ela estava encostada no meu peitoral enquanto eu abraçava ela de lado.

Ficamos vendo filmes de terror até que senti a respiração de S/N mais calma, ela havia dormido.
Soltei uma risada baixa, desliguei a TV, peguei ela no colo, e levei-a até seu quarto.
Com cuidado coloquei ela na cama e cobri ela com o cobertor, vendo ela se aconchegar de leve na cama, o que me fez sorrir.

Ela fica tão fofa dormindo que podia ficar horas olhando pra ela...

Que?! Aish Jungkook! Para de pensar besteira! Você não gosta dela!
Só esta com pena porque ela foi atacada por sua causa!

Ou pelo menos é o que eu acredito...

Sai do quarto dela sem fazer barulho e fui para o quarto de hóspedes que ficava do outro lado do corredor.

Liguei o abajur que estava em cima do criado mudo, sua luz amarelada transmitia uma sensação de calma para mim.
Deitei na cama e encarei o teto por vários minutos sem pensar em nada.
Começo a ficar sonolento e quando menos vejo acabo me entregando ao sono.

Depois de um tempo acordei com berros vindos do quarto de S/N.
Pulei da cama e corri até o quarto dela.
Quando entrei ela não estava em sua cama, estava em um canto do quarto se encolhendo, tremendo de medo.
Essa cena quebrou meu coração...
Ela parecia tão frágil... Como se com um simples toque meu ela se romperia em vários pedaços.

Me aproximei dela devagar e abracei ela, que ao princípio se assustou, mas depois me abraçou de volta com força.

Jungkook: Shhhh.... Shhhh... Calma, eu estou aqui, está tudo bem agora. Calma princesa, o que aconteceu?

S/N: Eu... Eu... Tive um pesadelo...

Mentira...

Jungkook: S/N... Não precisa mentir pra mim... Me fala a verdade...

S/N: Pode deitar na cama comigo?

Assenti a ajudei ela a voltar para a cama, que era de casal assim como a de todos os quartos.
Assim que deitei ela se aconchegou em meu peito e eu puxei ela para mais perto pela cintura, cobrindo ambos com o cobertor.

S/N: Eu e minha mãe nos mudamos pra cá por várias razões... Mas uma delas é a principal... - disse depois de se acalmar.

Jungkook: Qual é? - perguntei com a voz calma.

S/N: Alguns anos atrás meu pai morreu em um acidente de carro... Depois de algum tempo mamãe começou a sair com um cara. Ele era muito com para ela e para mim, mas depois que ele começou a beber tudo mudou. Ele começou a tratar minha mãe como uma escrava.. E... E ele... - ela começou a chorar de novo, então abracei ela mais forte. E acho que entendi o que queria dizer...

Jungkook: Ele já tentou... Abusar de você?

Senti ela travar por um momento, mas depois assentiu devagar, chorando ainda mais.
Nessa hora me subiu um ódio indescritível.

Ninguém pode tocá-la...
Só eu...

Jungkook: Calma meu amor... Eu não vou deixar ele te machucar... - chamei ela de "meu amor"? Chamei. É para acalmá-la.

S/N: Ele vai nos achar Jungkook... E quando ele achar a mim e a minha mãe ele vai nos matar.

Jungkook: Ele não vai! Eu não vou deixar...

S/N: Obrigada Jungkook... - disse e imediatamente caiu no sono de novo.

Tadinha... Deve estar exausta.

Eu não vou deixar ele machucar ela nem a mãe dela...

Acabei adormecendo lá mesmo junto à S/N.
Não queria deixá-la sozinha...

-Quebra de tempo-
-Dia segunte-

Quando acordei S/N não estava na cama, o que me fez preocupar por um momento, mas ouvi um barulho na cozinha.

Quando cheguei lá S/N estava preparando o café de costas para mim, totalmente distraída.
Cheguei perto dela e abracei ela pela cintura por trás, mas a mesma não assustou-se.

S/N: Tentando me assustar é?

Jungkook: Eu?! Jamais! Que absurdo! - disse e ambos caímos na risada.

Ajudei ela a acabar de preparar o café.
Parece que por causa do incidente de ontem com as meninas o colégio suspendeu as aulas pelo resto da semana.

Depois de tomar café eu e S/N ficamos discutindo o que fazer.

Jungkook: A gente até podia ir andar de patins, mas sua situação está muito delicada. Não quero que piore.

S/N: É verdade. Sabe... Tem uma praia não muito longe daqui. Poderíamos ir... Já faz tempo que não vou a praia.

Jungkook: É uma boa ideia. O médico disse que você só não poderia se esforçar muito.

S/N: Sério?! - disse com os seus olhos brilhando de animação.

Jungkook: Claro! - disse sorrindo. - Arrume suas coisas ok? Vou pegar as minhas coisas e depois venho te buscar.

S/N: Ok!

-Quebra de tempo-

Depois de pegar uma mochila com algumas coisas básicas para a praia e colocar um calção de banho azul escuro e uma regata preta fui até a casa de S/N para buscá-la.
O dia realmente estava muito quente.

Buzinei avisando que havia chegado.
Sim eu tenho um carro, é um Ford fusion 2016 branco.

Ela saiu usando um vestido branco de praia, seu cabelo solto e trazia consigo uma bolsa com suas coisas.
Estava linda.

Ela entrou sorrindo e fomos direto para a praia.

Nosso dia se resumiu em ficar nadando; deitar nas toalhas que trouxemos e ficar conversando; brincar de pega-pega, o que sinceramente foi o meu favorito, já que quando pegava S/N acabava abraçando sua cintura e erguia ela do chão ouvindo sua risada que me fazia rir também. Entre outras coisas.

Depois colocamos as coisas no carro e encontramos un pequeno mirante, onde subimos e ficamos vendo o Sol se por.

O Sol de fim de tarde dava um brilho especial nos cabelos e olhos de S/N, o que por alguma razão fazia meu coração bater mais forte.

Ela reparou em meu olhar sobre ela e olhou para mim.
Nossos olhos se encontram, e foi como se o tempo parasse ao nosso redor.
Me aproximei dela, e ela se virou para mim.
Coloquei minhas mãos em cada lado do seu rosto sem nem perceber, e S/N colocou as dela sobre as minhas.

S/N: É loucura...?

Jungkook: O que?

S/N: Eu dizer que acho que estou me apaixonando por você?

Jungkook: Eu não sei... Será que é?

Me aproximei dela fechando os olhos e beijei ela.
Seus lábios se encaixavam nos meus perfeitamente. Senti suas mãos irem para a minha nuca, passando suas unhas de leve ali, fazendo eu me arrepiar de leve. Minhas mãos desceram até sua cintura, apertando de leve e trazendo-a para mais perto.

Que sensação estranha é essa?


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!
Bjos de coxinha! :3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...