História Writer - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber
Visualizações 116
Palavras 3.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - 8


Spring

Nova York estava mais quente, mas não o suficiente para mim, eu amo o inverno ou o verão, não gosto de meias estações, meias palavras, nada pela metade, quero tudo ou nada, o que me lembra de Justin Bieber, o único que me quebra ao meio e faz com que eu não seja inteira de ninguém, nem dele e nem de Cameron.

Ele voltou com a ex, eu fiquei muito feliz por ele e achei as brincadeiras como ele mesmo chama iam acabar, mas diferente do que eu pensei, elas estão melhores. Toda semana Justin passa um dia aqui no meu apartamento, que eu acabei ficando, pelas brincadeiras e Kendall não podia imaginar que isso acontecia.

Minha relação com Cameron está muito melhor e não vou ser tão baixa a ponto de dizer que a culpa é do Justin, apesar de ser, eu estou mais feliz, Cameron também e nunca vi um namoro de Jelena durar tanto.

- Nós vamos perder o voo Alexis. – Cameron gritou da sala.

- Calma amor. – terminei de guardar tudo na minha bolsa e corri arrastando a mala de rodinhas.

- Você está linda. – me deu um selinho e eu sorri.

- Obrigada meu Lorde. – trocamos um sorriso.

- Justin já está lá? – pois é eles viraram amigos.

- Não, está com a Selena no Caribe, mas vai me ver desfilar no fim de semana. – assentiu.

Logo o elevador chegou e Kendall já estava nele.

- Como minha gata está? – perguntei.

- Nervosa. – beijei a testa dela.

- Vai dar tudo e você vai arrasar.

- Acho que os papeis inverteram. – Cameron comentou por antes Kendall me dizer isso.

Eu desfilaria para marcas muito importantes à coleção primavera-verão 2015. Estava muito feliz .

Chegamos ao hall e o táxi já estava na porta nos esperando e corremos para ele ignorando os paparazzis.

- Como Justin está Alexis? – um deles perguntou enquanto ajudava Cameron a guardar as malas.

- Ele está ótimo, obrigada por perguntar. – sorri.

- Ele vai te ver desfilar?

- Mas é óbvio, ele é o meu melhor amigo. – ri.

- E o relacionamento dele com Selena?

- Eu me limito a responder perguntas da minha alçada, tenham um bom dia. – sorri entrando no táxi.

- Arrasou apesar de eu preferir não responder. – Kendall orientou.

- Pelo menos eles têm alguma coisa para inventar essa semana. – rimos.

[...]

Desembarquei em Paris com um óculos de sol gigante e toda descabelada. Mas fazer o que se eu dormi o voo todo.

Cameron estava de mãos dadas comigo e pegamos um táxi indo direto para o hotel.

- Eu estou exausta. – me aconcheguei mais nos braços de Cameron.

- Melhor descansar porque o desfile é daqui a três horas e você vai abrir ele. – assenti.

Lembrei-me da garotinha do Hard Rock falando que deveria namorar Justin e sorri ao lembrar termos rido e falado que éramos bons amigos.

- Está rindo do que? – Cameron me despertou dos meus pensamentos.

- Nada. – dei um selinho nele.

- Uma pena não termos conseguido vir antes, a gente ia se divertir. – sorri.

- Ainda podemos nos divertir.

- Amor enquanto você estiver dormindo eu vou estar desfilando, enquanto eu estiver dormindo você vai ter fotos e assim por diante. – assenti fazendo bico e ele mordeu o mesmo.

- A gente vai dormir juntos, já ajuda. – mexi as sobrancelhas e ele riu.

- Mais ou menos. – revirei os olhos por saber do que se tratava e ele riu beijando a minha testa – Já disse que não vou te pressionar. – ri sem humor.

- Isso é o que? – perguntei – Pressão. – bufei me afastando dele e encostando em Kendall que estava calada.

- Relaxa, hoje é o seu dia, não deixa nada te abalar. – sussurrou beijando a minha testa.

- Você é a melhor. – beijei o braço dela.

Meu iPhone apitou na bolsa e eu me apressei em pega-lo.

“Já estou em Paris.Vamos jantar em algum lugar depois da sua grande estreia?Sinto a sua falta.” – Justin.

“O que houve, não era para você chegar sexta? Vamos, onde? Também sinto sua falta.”

“No Ferdi, nós vamos juntos logo depois que o desfile terminar e eu explico tudo.”

“Ok baby. Te amo.”

“They hold on tight
Yeah, they hold on tight
Ooh, they hold on tight
Them lips won't let me go. Te amo.”

“Ok, já entendi. Hahahahaha.”

- Do que está rindo? – Kendall perguntou.

- Do Justin e ele já está em Paris. – Cameron me olhou confuso – Nem eu entendi, vou sair com ele depois do jantar, aí sim ele vai me explicar. – assentiram.

- Ele e Selena devem ter brigado, vou ligar para ela. – dei de ombros.

Kendall ficou no telefone com ela até chegar no hotel cheia de: “eu entendo.”, “sinto muito.”, “nem imaginava que isso acontecia.”. E um nó se formou na minha garganta.

Pegamos os cartões e pedi para Cameron ir subindo.

- O que houve? – perguntei.

- Você acredita que Kylie mandou fotos provocantes para o Justin? – suspirei aliviada e entortei os lábios.

- Porque ela fez isso? – me senti incomodada.

- Ela só pode ter algum tipo de doença mental, mas ela está ferrada.

- Ela vem? – perguntei.

- Já está com minha mãe e a Kim.

- Isso vai dar problema...

- Principalmente se a Selena cruzar com a Kylie, o que vai acontecer, porque elas vão estar nos mesmos desfiles e festas.

- Eu a mantenho longe.

- Relaxa que isso é comigo. – assenti e pegamos o elevador.

Graças a Deus ela não descobriu nada sobre nós, graças a Deus.

[...]

- Alguém pode chamar o Justin Bieber? – Kendall me abanava, mas eu estava a ponto de desmaiar.

- Eu vou desmaiar. – sussurrei.

- Agora não querida. – Justin segurou minha mão surgindo do nada – Olha para mim...

- Minhas pernas não respondem, eu vou abrir o desfile da Louis Vuitton, você tem essa dimensão?

- Esse lugar está horrível, mas eu estou aqui por você e assim que entrar naquela passarela ou seja lá o que for eu vou olhar só para você e você fará o mesmo, ok?! – assenti – Agora vai colocar o treco na cabeça porque o cabeleireiro está louco atrás de você sweetie. – me levantei e fui me afastando.

- Hey, hey, hey. – chamou e eu voltei – Abraço, senti a sua falta. – sorri e lhe dei um super abraço.

Meu cabelo estava meio molhado, minha pele estava muito mais branca, minhas roupas eram todas pretas e eu estava com uma espécie de cocar na cabeça. Aquilo pesava para caralho.

- Alexis falta um minuto para as dez da noite a hora que o cronometro parar você tem que estar no meio da fumaça. – assenti.

Fui correndo para a entrada e via a quantidade de pessoas ali, na minha opinião estava tudo sombriamente lindo. Vi Justin bem na minha frente, Kylie, Kim, Kanye, Kris, todos os conhecidos por mim que consegui reconhecer no nervoso.

- Você vai arrasar. – Kendall me abraçou, ela entraria logo depois de mim – Não surta, mas a Victoria’s Secret quer a gente. – eu gelei.

- Agora Alexis. – respirei fundo e pisei ali sendo confundida pela fumaça.

Andei calmamente expondo bem aquele vestido lindo, parei em frente à fonte que tinha ali e peguei o caminho de volta para os bastidores.

- Você foi perfeita! – todos os estilistas da marca me parabenizaram.

- Arrasou sweetie. – Justin me assustou e eles riram.

- Vocês formam um belo casal.

- Namoro Cameron Blak, Justin e eu somos só amigos.

- Lindo também, escolhe um dos dois e o outro manda lá para casa. – gargalhei.

- Não posso, são os homens da minha vida Marc. – trocamos um sorriso e ele se afastou.

- Você está ridícula. – gargalhei.

- Obrigada Justin. – beijou minha testa.

- Já soube do que houve. – confessei.

- Não pedi nenhuma foto, ela mandou porque é louca e está louca para dar. – gargalhei.

- Aí de você se falar isso de mim...

- Querida você trava até demais. – rimos.

- E a Selena? – perguntei.

- Ela ficou enfurecida, nunca a vi tão brava na vida, mesmo eu explicando ela não acreditou e terminamos de novo, acho que foi melhor assim.

- Por quê? – usei toda a minha curiosidade.

- Eu não tenho mais por ela os sentimentos que eu achava que tinha.

- Vamos encerrar o desfile minha obra de arte? – assenti.

Marc segurou a minha mão e de Kendall, entramos no salão de novo com todos os modelos nos seguindo e todos nos aplaudiram de pé. Kris chorava e mandava beijo para mim e Kendall nos fazendo rir.

- Minha mãe te ama como filha. – falou depois que voltamos para os bastidores.

- Eu amo a Kris, minha maluca preferida. – rimos.

- Vai se arrumar que nós vamos jantar ainda. – Justin me empurrou e eu assenti.

Tirei a roupa ficando de roupão, tiraram aquele treco da minha cabeça e eu baguncei meus cabelos do jeito que eu gostava. Complementei minha maquiagem com blush, batom vermelho e muita mascara de cílios.

Justin estava largado em uma cadeira mexendo em seu iPhone enquanto modelos passavam seminuas por ele ou com a mão tapando o peito.

- Justin para trás da cortina. – mandei e ele assentiu me seguindo.

- O que? – perguntou.

Empurrei-o no pufe que tinha ali e subi o roupão sentando de frente em seu colo.

- Alguém me mandou uma música. – beijei o pescoço dele e ele apertou minha bunda.

- Gostei na escolha, dá mais adrenalina. – rimos.

- Você tem direito a um beijo antes que achem estranho a minha demora a trocar de roupa. – Justin me puxou pelos cabelos e colou nossos lábios.

Nosso beijo foi quente e com muitas mãos bobas até eu encerrar com uma mordida me levantar e começar a me trocar.

Coloquei uma calça de couro bem justa, blusa de manga cumprida branca, blusa de lã enorme que me abraçava vermelha e botas curtinhas de bico fino.

- Isso, sem salto. – rimos – Você está bonita. – me deu um selinho.

- O que foi isso? – apontei para ele fazendo círculos com o indicador.

- Um selinho.

- Para! – mandei e ele riu.

- Porque sweetie? – encheu meu rosto de beijo e me deu vários selinhos.

- Vamos comer logo. – assentiu.

Justin foi me empurrando em direção à saída e eu parei para cumprimentar a família da Kendall.

- Meu amor. – Kris me abraçou e eu retribui – Você estava tão linda.

- Obrigada Kris. – trocamos um sorriso.

- Justin! – gritou fazendo Kendall e Kylie esconderem o rosto em mim por vegonha.

- Eu vou te ligar Kris, soube que você é uma mulher livre agora. – rimos.

- Se a Alexis deixar... Será um prazer.

- Acho que devemos namorar Lexi, já ouvimos isso quantas vezes hoje?

- Até demais para a minha sanidade mental e estomacal. – gargalhamos.

- Não fale assim, ele é lindo.

- Eu conheço o seu lindo Kris e vomitaria nele. – rimos mais – Brincadeira, somos bons amigos.

- Vamos? – perguntou e eu assenti.

- Manda um beijo para o Cameron. – assenti e saímos para o frio de Paris.

Passamos correndo pelos paparazzis e entramos no carro.

- Ela vai ficar com mais raiva de você ainda.

- Não me importo mais. – me deu um selinho e por sorte só tinha Hugo dirigindo o carro.

- Eu ainda tenho namorado. – sussurrei e ele riu.

- Ninguém viu além do Hugo e ele sabe guardar segredo. – assentiu me olhando meu retrovisor e eu escondi meu rosto com as mãos.

Depois de um tempo e mais um caos estávamos dentro do restaurante.

- Senti sua falta.

- Foram só duas semanas baby. – falei dando uma garfada na minha comida.

- Não importa. – sorri.

Meu iPhone começou a tocar e eu vi o nome da Nori.

- Preciso atender. – assentiu e eu aceitei a chamada – Oi meu amor. – assim que falei isso Justin revirou os olhos e começou a evitar meu olhar.

- Lexi! – gritou e eu ri – Estou com saudade e você estava tão linda hoje.

- Também estou com saudade amor da minha vida, - provoquei o ouvindo bufar – Obrigada, gostou do desfile?

- Você está estranha. – gargalhei.

- Estou com Justin, quer falar com ele?

- Eu posso?

Chutei a perna do Justin em baixo da mesa e ele me olhou indignado.

- É a minha irmã, seja doce, ela gosta muito de você. – ele deu um sorriso enorme pegando o celular da minha mão.

P.O.V Justin Bieber

Eu juro que eu pensei que era Cameron, aquela suposta conversa me deu nojo, eu suportava ele e ele o mesmo. Saímos com casais uma vez quando eu e Selena estava em Nova York comigo, mas eu arrumei uma desculpa, Alexis outras e nos pegamos no banheiro masculinos, acho que foi o melhor boquete da minha vida.

- Nori? – perguntei.

- Aí meu Deus, Justin? – dei risada.

- Eu mesmo, tudo bem princesa?

- Tudo ótimo e com você?

- Estou mais que ótimo, estou falando com uma gata e olhando para outra. – Lexi revirou os olhos e Nori riu.

- Você foi ver a Lexi desfilar hoje?

- Claro, ela estava muito linda. – Alexis riu com ironia.

P.O.V Alexis Houston

Justin jogava todo o enorme charme dele em cima da minha irmã enquanto eu comia.

- Chega, me dá. – mandei estendendo a mão e ele riu.

- Vou passar para a sua irmã, ela está pedindo, foi um prazer falar com você Nori. Beijo. – me deu o celular e eu levei a orelha.

- Termina com o Cameron e fica com ele. – gargalhei olhando Justin.

- Não é assim que funciona, mas porque me ligou?

- Papai que pediu, ele quer que venha para casa direto de Paris, ele tem assuntos importantes a tratar com você, de acordo com ele.

- Tudo bem, eu vou ter um tempo livre depois que acabar aqui, aí vamos acampar naquele lugar em Napa no final de semana, o que acha? – perguntei.

- No nosso lugar secreto?

- Lá mesmo amor. – riu.

- Lógico que eu topo, não vamos à casa de Napa há quanto tempo? – perguntou.

- Uns três anos.

- Tudo bem, vou te esperar ansiosa.

- Vou sair daqui na terça as 22 horas, o voo dura mais ou menos 12 horas, vou chegar aí na... – parei para pensar.

- Você vai chegar aqui na quarta às 10 horas da manhã.

- Isso aí. – rimos.

- Te amo Lexi e você estava linda. Mamãe te mandou um beijo e o papai você sabe... – dei de ombros.

- Também te amo irmãzinha, manda um beijo para os dois e fala que eu estou com saudade, não se preocupa com isso, porque deixou de importar para mim.

- Até quarta péssima em matemática.

- Até meu amor. – encerrei a chamada e coloquei o iPhone na mesa.

Suspirei e Justin me olhou segurando a minha mão.

- Eles não quiseram falar com você? – perguntou e eu neguei com a cabeça – Eles ainda estão chateados pela forma que você saiu de casa e por trabalhar como modelo? – assenti – Você vai chorar?

- Talvez. – me livrei da mão dele e escondi o rosto repirando fundo – Ok já passou, vamos comer uma sobremesa bem doce para eu ter diabetes. – rimos.

- Qual vai ser a desculpa para você ir ao meu hotel? – perguntou.

- Eu tenho um desfile logo cedo, tenho que ir para o meu hotel. – riu.

- Nunca, você vai dormir comigo. – ri.

- Isso já está arriscado demais, qual vai ser a desculpa para a mídia de eu não dormir no hotel que eles sabem que eu estou hospedada com Cameron e dormir no seu?

- Por isso eu estou hospedado no seu hotel, eu pensei em tudo. – rimos – Você vai até o seu quarto, pegar seu pijama e vai dormir com Kendall porque as duas vão acordar cedo no outro dia.

- E se ele ligar no quarto dela?

- Você vai dar o número do meu quarto, ele não sabe qual o quarto dela ou sabe?! – neguei e ele sorriu satisfeito do plano que bolou.

- Tudo bem.

- Mas depois que você sair de lá eu vou estar te esperando em outro lugar, quero te mostrar uma coisa, fala que vai chegar tarde que vão sair para ele não ligar e não encontrar ninguém.

- Eu sou uma ótima mentirosa, não se preocupe. – dei uma piscadinha sexy e passei a ponta da bota na perna dele.

Comemos nossa sobremesa, Justin pegou o carro dele e eu peguei um táxi em direção ao meu hotel, os paparazzis foram os mesmos doces de sempre nos sufocando com o seu grande amor.

- Boa noite! – cumprimentei quando abriram a porta para mim.

Passei direto pela recepção e fiquei esperando o elevador que não demorou. Peguei a chave na bolsa e desci no meu andar indo em direção a minha porta.

Enfiei o cartão na porta, abaixei a maçaneta entrando no quarto e batendo a porta logo em seguida.

Andei pelo pequeno corredor e parei ao ouvir gemidos.

- Você está vendo pornô Cameron? – perguntei rindo e entrei no quarto encontrando Selena Gomez de quatro e Cameron comendo ela – Meu Deus. – sussurrei.

Corri em direção ao armário que graças a Deus eu não tinha desfeito e colocando tudo o que estava para fora na minha bolsa.

- Alexis...

- Não fala nada, termina o que começou, ela parecia estar quase lá. – falei com o nó na garganta.

- Alexis, vamos conversar. – segurou meu braço.

- Conversar sobre o que? A forma mais escrota de você me trair? Com a namorada, ex, seja lá o que for do meu melhor amigo, na cama que a gente is dormir junto. Você é tão burro que me dá pena, sério. – ri sem humor.

- Não estava planejado. – ela soou pela primeira vez.

- Se você abrir a boca de novo eu vou te arrepender e você vai sair daqui direto para o hospital geral de Paris. – ela abaixou a cabeça escondendo o corpo com o lençol – Nunca mais me procure, esquece meu nome, meu telefone, esquece que eu existo. – o empurrei.

- Alexis... – o ouvi gritar quando passei pela porta arrastando a mala.

Parei no corredor ao lado da porta e respirei fundo para não ter um ataque histérico. Peguei meu celular na bolsa e liguei para a única pessoa que me ajudaria agora.

P.O.V Justin Bieber

Estava no Louvre que já estava fechado esperando pela Alexis, eu sei o quanto ela gosta de arte e como ficaria feliz de conhecer esse lugar e ainda por cima sem ninguém para incomodar.

- Acha que ela vai gostar Hugo? – perguntei.

- Você está apaixonado pela Lexi, Justin?

- Não, nós só somos bons amigos e eu gosto da nossa relação. E, ela ama o namorado dela.

- No final vocês vão descobrir que se amam e vão ficar juntos, acredita em mim e pega um atalho. – ri.

Meu celular começou a tocar e eu tirei o iPhone do bolso vendo uma foto da Alexis imitando um coelho logo atendendo.

- Lexi, algum problema?

- Justin? – perguntou.

- Você está chorando?

- Está doendo baby, faz parar!

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...