História Wrong Choices - destruída pelo primeiro amor - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Abuso, Estória Dark, Sequestro
Exibições 21
Palavras 879
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Capítulo V


Acordei cedo, e Mason estava se aprontando

-já está saindo?

-Sim...o que fez na casa foi agradável de sua parte,e por isso está desculpada pelo estrago do café da manhã de ontem...Mark e eu achamos que é melhor você cuidar da limpeza e Nina das refeições!- ele senta do meu lado e me beija,se apronta e venha tomar café da manhã com a gente

Eu cheguei na cozinha, Mark estava rindo quando me viu fechou a cara,eles saíram para o trabalho, depois de lavar a louça eu pergunto

-Nina,o que tem no bairro, eu gostaria de dar uma volta, ver se encontro algum lugar que esteja precisando...

- Você não quer andar sozinha nesse bairro... Vou dizer só uma vez,se você sair vão te pegar,se conseguir voltar viva irá trazer problemas para Mason e Mark, a maioria das mulheres desse bairro vive no perímetro de suas residências...

-E porque ninguém faz nada? Chamem a polícia- eu digo indignada

-Querida não é assim que funciona nesse lugar esquecido por deus..um homem tem poder sobre sua mulher, Mason pode te espancá no meio da rua,ninguém irá sequer olhar pra vocês...uma mulher andando na rua é o mesmo que estar pedindo para ser estuprada várias vezes por vários.. Essa lei foi imposta para impedir adultério, aqui é um mundo de cão, na rua você só estará segura ao lado do seu homem..-ela diz esses absurdos como se fosse a coisa mais natural do mundo

-Como isso é possível? E como você vai aos exames pré natais?

-Eu não vou, Mark não tem dinheiro para consulta,então terei de ter meu bebê em casa!- ela alisa a barriga

Eu fico em estado de choque e não digo mais nada,eu passo o dia organizando a casa,e depois peço que ela me ensine a cozinhar.

Os próximos dias são na medida do possível normal, eu comecei a gostar de fazer sexo com Mason, depois do meu primeiro orgasmo, eu realmente fiquei viciada, transavamos a noite toda,Mark parecia ter se acostumado com a minha presença, eu cheguei a pensar que viveria bem ali.

Eu estava no quarto quando Mark e Mason chegaram discutindo, Mason entrou no quarto e bateu a porta com muita raiva, eu perguntei o que aconteceu e ele me disse que ele e Mark foram despedidos,eu perguntei o que aconteceria ele apenas me olhou e pela primeiro vez eu realmente tive medo dele

-Mark teve uma idéia, nós vamos ficar bem..agora eu preciso me aliviar!- eu já estava me deitando quando ele me virou de bruços

-Fique de quatro!- ele ordena, eu fico toda molhada, ele lambuza a cabeça de seu pau com minha lubrificação, eu fico ansiosa quando ele empurra para dentro do meu ânus, a dor me faz tensa,eu grito,e tento fugir da invasão, o aperto dele é forte na minha cintura, ele adquiri um ritmo e não se importa com meus lamentos ele soca cada vez mais forte, eu imploro para ele para,a porta do quarto se abre e Mark nos olha com um sorriso no rosto, se aproxima enquanto sou meu corpo balança com as investidas de Mason,meu rosto molhado com as lágrimas devem ser divertido para ele

-Mais fundo Mason, faça a cadela rica gritar,faça ela entender quem manda!- ele fala e Mason com uma força incomum consegui bater fundo no meu intestino,eu aperto o lençol e grito contra o colchão, Mark puxa minha cabeça e vejo que seu pau está pra fora, é maior que de Mason e mais grosso,

-Se morder eu farei você se arrepender, agora abra a boca, quero meu pau no fundo da sua garganta!- ele não estava brincando, eu pensei que meu maxilar fosse abrir por inteiro, sinto minha garganta dilatar com a invasão do enorme membro, eu sinto falta de ar,e muita dor,meu olhos reviram ele retira o pênis eu respiro fundo quando ele volta, esse movimento dele é repetido várias vezes,e com um sorriso maldoso eu fode minha boca com a mesma velocidade que Mason está na minha bunda,

-Faça a cadela beber sua porra irmão...-segurando minha cabeça no ar ele tira seu pau,minha boca é preenchida com o pênis de Mason, o gosto de sangue e merda me causam ânsia, ele segura e me força engolir, Mark entra na minha boceta e com movimento rápido goza e se retira ao mesmo tempo que Mason da minha boca.

-Isso irmãozinho.. Agora coloque a vadia no lugar dela...- eu mal escuto,estou dolorida, Mason em nenhum momento fala alguma coisa,ele me puxa pelo cabelo, eu tento acompanhar mas a dor na minha bunda é horrível a cada passo,e minha garganta dói que eu mal consigo falar,ele me leva para o fundo da casa,no quintal há dois canos de ferro presos no chão, e meu olhos arregalam quando vejo Nina em um deles,amarrada nua e com marcas vermelhas por todo o corpo nem mesmo sua barriga foi polpada, seu olhos estavam inchados, e seu lábio cortado, meus braços foram presos acima da minha cabeça, e eu não conseguia ficar em pé, apenas sentada, Mason saiu me deixando amarrada como um cão, nua ao lado de uma mulher severamente espancada

-Nina você está bem?- eu pergunto baixinho, único som que minha garganta consegui emitir

-Me..me...de-des-desculpe...e e eu menti pra você... - ela diz em soluços



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...