História Wrong imprinting - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Bella Swan, Paul Lahote
Tags Saga Crepúsculo
Exibições 73
Palavras 2.203
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente

Capítulo 7 - 7


Capítulo 7

Isabella não sabia bem ao certo se deveria importar-se ou não com os olhares estranhos que Leah lhe dava, mas talvez não fosse necessário dizer algo, ela logo falaria; a garota parecia a ponto de explodir.

"Então não bastava o Jacob, você quer também o Paul."

Preferiu não responder, sabia que não havia porque daquilo. A garota poderia estar nervosa, mas nada justificaria começar uma briga em frente de sua casa. Seu pai espiava pela janela há cada dez segundos, observando-as. Virou de costas para ele, colocando o capuz na cabeça, tampando parcialmente seu rosto e mirou Leah.

"Não pedi por isso. Por nada disso."

"Mas não está lutando contra também."

A resposta de Leah apenas inflamou Bella. A morena queria deixar a conversa morrer ali, mas odiava que falassem assim consigo. Respirou fundo, colocou as mãos no bolso da blusa de frio, olhando dentro dos olhos da loba, disse:

"Você teve seu imprinting, Leah? Então não tem idéia do que está falando."

Por vários minutos ambas apenas se fitaram, Bella sabia que havia ferido os sentimentos de Leah, mas o que mais a espantou foi que sentiu-se, de certo modo, bem por isso. Não poupou palavras para ela, não havia porque, ela não o fazia; com ninguém. E sabia que essa era a parte que mais machucava em Leah, o imprinting. Observou a rua, pedindo para que Jacob ou Quill chegassem logo, estava odiando ter sido deixada 'conversando' com Leah.

Olhou por cima do próprio ombro e viu Charlie na janela falando no telefone, o rosto sério e a feição ficando nervosa a cada segundo. Não tinha ideia do que era, mas aparentemente tinha algo a ver consigo, os olhos dele estavam colados em seu rosto.

"Charlie está furioso."

Olhou para frente, para Leah. A garota olhava-a, mas os olhos estavam desfocados, prestando atenção ao que Charlie dizia. Aproximou-se dela impedindo que Charlie visse o rosto da loba e esperou pacientemente que ela falasse algo mais.

"Aparentemente o irmão do seu sanguessuga ligou querendo saber de você."

Emmett.

Bella sentiu o buraco em seu peito latejar. Olhou para os lados, onde Jacob ou Quill estariam? Precisava sair dali, precisava ver Paul. Respirou fundo fechando as mãos em punhos dentro dos bolsos da blusa. Olhou para Leah, ela lhe observava muito séria, como se não a entendesse.

"O que?"

Leah balançou a cabeça e afastou-se alguns passos da garota. Olhou pela rua tentando ver qualquer um de seus irmãos do clã, mas nenhum deles estava por perto ainda. Quando Sam lhe dissera na noite anterior que deveriam ajudar Isabella a 'fugir' do ex-namorado e que Leah fingiria ir conversar com ela naquela manhã, achou que ele estava brincando. Porém, não era brincadeira. Sam ordenara que fosse e lá estava.

Passou a mão pelos cabelos ao contrário, começando da nuca, mania de lobo. O frio não parecia lhe atingir, mas tivera que por uma blusa de frio leve ou Charlie poderia desconfiar. Olhou de canto de olho para Isabella. A morena estava aflita, os olhos miravam o chão. Não entendia qual era o problema em o irmão do sanguessuga ter ligado, mas aquilo parecia estar destruindo Isabella por dentro. Conhecia essa dor, a dor que vinha do fundo do peito, que despedaçava tudo no caminho e que ferrava qualquer chance de ser feliz novamente.

Balançou a cabeça. Não adiantava sofrer. Ela nunca seria feliz como os outros seriam quando encontravam seu imprinting. Ela ainda sentia tudo por Sam, e isso não haveria de passar por culpa de um imprinting. Não, eram sentimentos demais.

Assustou-se com o movimento brusco que Leah fizera, o corpo totalmente virado para o lado da floresta, o nariz farejando o ar. Um rosnado constante reverbava em seu peito e Bella assustou-se com o poder desse rosnado. Olhou para a janela, Charlie não estava mais ali, mas poderia voltar a qualquer momento e caso Leah se transformasse, não saberia como explicaria aquilo.

"O que foi?"

Aproximou-se cautelosa, tinha medo de que Leah se transformasse e acabasse por acertá-la. Olhou na mesma direção que ela,sem conseguir ver nada. Olhou-a novamente, e bem a tempo de ver o corpo de Leah estremecer fortemente e então parar, virando uma estátua. Bella temeu pelo pior e afastou-se alguns passos, mas bateu eu seu carro e ficou observando o que acontecia.

Leah sentiu os olhos lacrimejarem, e seu coração pulou algumas batidas. A raiva, o ódio, o nervoso, o nojo, a felicidade, o amor, o medo, o desejo e o prazer entraram por seus poros, inundaram sua mente. Seu corpo estava petrificado, e seus olhos apenas conseguiam mirar o homem que vinha andando devagar em sua direção. E ele parecia não conseguir olhar para outro lugar que não seus olhos. E era o fim. Leah sabia que ali era o fim de sua vida, o fim de seu sofrimento, o fim de tudo.

Bella viu os joelhos de Leah cedendo e ela ir em direção ao chão, mas o corpo dela fora aparado. Prendeu sua respiração e seus olhos arregalaram-se ao ver Emmett segurando Leah pelos punhos, olhos de ambos colados. Não sabia bem o que pensar, mas então vira. Bella viu os olhos de Emmett para Leah, e ela já vira aquele olhar apenas mais uma vez na vida: era o modo como Edward a olhava.

"Leah!"

Os três olharam na direção da voz forte e alta que parecia estar extremamente nervosa. E a morena pareceu sair do transe em que estava, desencostando-se do carro e correndo até a frente do casal que parecia não conseguir se soltar. Olhou para Sam e levantou as mãos como que pedindo calma.

"Acho que... algo grave aconteceu aqui."

Ouviu movimentação atrás de si e olhou pro cima de seu ombro vendo Leah sair correndo na direção da rua, atravessando-a e entrando na floresta. O barulho de pele rasgando-se fora tão alto que todos eles conseguiram ouvir. Por um segundo Bella pensou que talvez estivesse entre dois homens nada normais e que fossem brigar pela garota, mas Sam apenas mirou seriamente Emmett.

"Emmett... o que houve?"

Sua pergunta pareceu despertar o moreno, que só agora via-a em sua frente, as mãos em seu peito como que o acordando. Mirou-o seriamente, sabia o que tinha acontecido, mas precisa ter certeza. E Sam também estava esperando uma resposta.

"Eu... nunca a tinha visto... e como ela pode ser..."

"Sua cantante?"

Isabella não estava genuinamente surpresa, mas ver uma lobisomem ser cantante de um vampiro era simplesmente extraordinário. Porém, havia algo mais. Leah não o atacara, não havia conseguido fazer nada, ficara completamente desarmada, e isso só poderia significar que...

"Ela teve o imprinting com você."

A realização das coisas que aconteceram nos últimos minutos pareceram deixar Bella totalmente alheia ao resto das situações. Olhava Emmett sem perceber que Charlie estava na porta da casa de braços cruzados, os olhos miravam todos eles. E somente quando Sam voltou a si e comprimentou Charlie, que todos eles perceberam que ele estava ali.

"O que faz aqui? Disse que tinha voltado para a cidade ontem. Já está aqui para fazer Bella sofrer também?"

"Pai... não é isso."

Bella tentou intervir, mas Emmett a colocou para o lado, olhando para Charlie e falando calmo.

"Não voltei por Bella... voltei por Leah."

O silêncio que se prosseguiu pareceu pesar ainda mais que a chuva que vinha tomando conta de Forks bem devagar. Ninguém conseguia crer que Emmett estava daquele modo. E Sam apenas virou-se, voltando para sua moto, saindo sem dizer mais nada. Aquilo estava tornando-se uma enorme confusão.

"Emmett, acho melhor entrarmos."

Por um momento Emmett observou o ponto onde vira Leah transformando-se em loba, e pensou em ir atrás dela, mas a mão pequena e quente de Bella lhe chamou a atenção ao segurar seu braço. Olhou-a, os olhos dela pareciam pedir que ele entrasse. Que ele precisava entrar. Assentiu e entrou na casa com Bella, Charlie apenas olhando-o ainda incrédulo.

"Precisamos conversar." Bella disse andando até a sala e sentando-se no sofá com Emmett. Aquela conversa seria ao mesmo tempo interessante e inacreditável.
"Merda, merda, merda, merda!"

Leah já estava correndo há alguns minutos, não pensava em um destino, apenas queria afastar-se. Queria ir para longe dali, evitar pensar no vampiro.

"Você teve o imprinting no irmão do sanguessuga da Bella?"

"EX-NAMORADO!"

Embry perguntou e Paul gritou fazendo com que Embry risse.

"Ok, ok. Mas Leah, como ele?"

Todos ficaram em silêncio esperando pela resposta dela. Mas ela ficou quieta, apenas correndo cada vez mais rápido. Entretanto, sentiu Sam transformar-se, juntando-se a conversa.

"Leah, pare!"

No mesmo momento a loba deslizou as patas no barro e derrapou, caindo e ficando no chão sujo e lamacento. Sua respiração acelerada. As imagens do que havia acontecido inundando sua mente e mostrando para os irmãos de clã que era verdade, ela havia tido seu imprinting com um sanguessuga.

Continuou na mesma posição, deitada como se tivesse sido abatida por algum caçador. E esperou que Sam falasse algo, lhe ordenasse que voltasse. Porém, ele lhe disse apenas uma coisa:

"Agora entende porque nunca fui embora?"

Sentiu Sam transformar-se em humano outra vez, e logo após Paul e Embry também sumiram. A loba continuou deitada, os olhos fechados, o pêlo encharcando-se na lama. Mas nada disso importava, precisava ficar ali. Precisava pensar. Como aquilo fora permitido? Como haviam lhe dado um vampiro, um assassino, um morto como imprinting?

Levantou-se devagar, as patas escorregando. Os olhos observavam a floresta sem fim a frente e olhou para trás, o caminho que a levaria de volta para Forks, para a Reserva. E ela sabia que não mais conseguiria ir embora, não conseguiria simplesmente sair andando. E a realidade a acertava em pequenos pedaços. Nunca poderia ter filhos, não mais envelheceria, não pararia de se transformar.

Virou seu enorme corpo e começou a correr de volta para a Reserva. Seu uivo poderia ser ouvido até dentro das casas de Forks. E em sua forma de lobisomen, Leah chorou. A vida era injusta demais.

"Ela está presa a mim?"

Isabella ficou sem saber o que dizer. De certo modo Emmett havia entendido o que era o imprinting, e havia concordado com Bella que era simplesmente horrivel para os lobos serem forçados a amarem alguém. Porém, ele agora entendia o que significava o imprinting para eles. Ele agora entendia o que era ser um lobisomem. O que significava proteger a terra deles, ser forçado a amar, ser forçado a defender-se. E Emmett agora via que Leah nunca deixaria de ser uma loba, e seria culpa dele.

"Emmett, não há o que se possa fazer."

Bella olhou fundo dentro dos olhos dourados de Emmett vendo-o entender o que ela estava dizendo. Era difícil, mas não havia escapatória.

"Vou embora, assim ela pode..."

"Se for, ela vai definhar e morrer, e você... não sei o que pode acontecer com você por ser diferente, mas se fosse eu... eu morreria por causa disso." As palavras sairam amargas da boca de Bella. Não que estivesse totalmente inclinada a aceitar o imprimting, mas sabia das consequências de negá-lo totalmente. "A dor é... horrível. Eu e Paul não podemos mais ficar separados. E já tentamos."

"Alice deveria ter nos avisado sobre isso."

E então só naquele segundo Bella lembrou-se do resto da família. Lembrou-se de Alice, Jasper, Rosalie, Esme, Carlisle e... Edward. Engoliu em seco. Não era o momento de lembrar dele, mas os olhos dourados de Emmett já estavam em si, o rosto ficando preocupado.

"Alice disse que ele estava vindo, não?" Emmett assentiu sem realmente querer. "Ele ainda não chegou?"

"Se chegou, Bells, não foi para a casa."

Isabella sabia que chegava a hora de dizer para Charlie, que estava na cozinha bebendo uma cerveja e muito nervoso, que iria ficar um tempo na reserva. Qual desculpa usaria, nem ela mesma sabia, mas precisaria arranjar uma bem rápida. Olhou Emmett que continuava pensativo e então o telefone tocou. Levantou-se rápida e o atendeu:

"Isabella, é Billy Black."

Por alguns segundo Bella apenas encarou a janela a frente do telefone, mas então ouviu os passos de Charlie e falou.

"Oh, olá, Billy."

"Passe para Charlie, vou deixá-lo a par de sua vinda essa semana para a Reserva."

Sorriu sem deixar Charlie ver, afinal isso destruiria por completo o plano. Pediu que Billy aguardasse um segundo e virou-se para Charlie, entregando o telefone.

"Billy quer falar com você."

Charlie ainda observou Bella com um olhar desconfiado e logo após ficou de costas para ela e Emmett. Emmett ouvira o que Billy dissera e uma pergunta formou-se em sua mente.

"Eles não tem jurisdição aqui e eu não posso entrar na Reserva. Como vou conversar com ela?"

Bella não soube responder aquela pergunta, mas falaria com alguns dos meninos, veria o que poderia fazer.

"Vamos dar um jeito, Emmett. Não se preocupe."

Emmett apenas balançou a cabeça e sorriu. Seu celular vibrou em seu bolso e o pegou, vendo que havia recebido uma mensagem. Abriu a mensagem e somente não esmagou o celular com a mão, quebrando-o por completo por Charlie estar no cômodo.

"Edward está na cidade. Ele sabe de algo com relação aos lobos. Cuide de Isabella, nunca vi pensamentos tão sombrios na mente dele. - Alice."

Notas Finais


Tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...