História Wtf 1.2 - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Rap Monster, Suga
Tags Hobi, Hope, Hoseok, Nam, Namjoon, Rap Monster, Suga
Exibições 62
Palavras 3.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom gente espero que todos estejam com os corações saudaveis. Não me responsabilizo por prováveis e futuros enfartes!
Leiam as notas finais

Capítulo 33 - Capítulo 32


Fanfic / Fanfiction Wtf 1.2 - Capítulo 33 - Capítulo 32

-Wendy!-Ela sentiu o namorado a balançar pelos ombros.

-Oi?

-Fica aqui, vou pedir para embalarem nosso pedido para viagem. - Jin saiu andando na direção do restaurante.

Parou falou com o atendente e logo colocou o celular na orelha. Wendy o observava a distancia. Ele gesticulava e parecia alterado. O atendente entregou a ele duas sacolas, ele agradeceu e foi na direção da namorada.

-Vamos amor!- ele estendeu a mão que estava vazia para a moça- Já falei com meu pai, ele está indo pra lá.

Wendy concordou com a cabeça e se levantou. Estava completamente sem reação. Não conseguia parar de pensar que seu irmão estava ferido por entrar em uma briga com o irmão de Taehyung.

Chegaram ao estacionamento e Jin entregou a chave a ela:

-Toma você dirige!

-Por quê?- ela perguntou incrédula.

-Porque você dirige mais rápido!

Entraram no carro, seguiram o caminho todo em silencio. Realmente Wendy dirigia mais rápido, levaram 10 minutos para chegar a um percurso em que Jin gastaria 20 minutos ou mais. Wendy diferente de Jin acelerava a cada sinal amarelo, ele não ele fazia questão de esperar. Mas o momento não pedia calma.

Wendy estacionou o carro de maneira escrota, o único carro estacionado era o de Yoongi. Subiram correndo.

-Yoongi!- Wendy adentrou o apartamento correndo- YOONGI!!!

Ela se desesperou quando não ouviu resposta, Jin sentou no sofá e ligou novamente para o pai.

Wendy entrou no quarto de Yoongi e não o viu, correu até o banheiro do mesmo e ficou um tanto envergonhada com a cena diante de seus olhos. Taehyung estava debaixo do chuveiro sentado em uma cadeira sem roupas o chão estava sujo de sangue, ele chorava baixinho e soltava alguns gemidos, Yoongi conversava tentando acalma-lo. Ficou tão chocada que não conseguia andar, não se lembrava de ao menos como conversar.

Yoongi pareceu notar a presença dela ali e se virou na direção da porta. Fez um sinal com a mão para que ela saísse. Wendy voltou para o quarto e se sentou na cama chocada demais para fazer qualquer coisa. Logo Yoongi apareceu no quarto.

-Yoongi você ta bem?- ela disse com os olhos cheios de lagrimas.

-Tô fica calma, preciso da sua ajuda. Pega duas toalhas no closet e uma  cueca e um bermuda.

Ela fez que sim com a cabeça e foi até o closet do irmão pegar as coisas que ele havia pedido, deixou em cima da cama e ficou aguardando novas instruções, não demorou ele voltou ao quarto.

- Cadê seu sogro?

-O que aconteceu com o Tae?

-Faz o que eu te pedi, depois falamos sobre isso. –Yoongi respondeu com rispidez.

Wendy foi até a sala Jin a encarou.

-E aí?

- Não sei o que houve. Tae está no banheiro... e – ela não conteve as lágrimas- está todo machucado.

Jin chegou perto e a abraçou tentando conforta-la.

-Meu pai já está chegando.

Eles se sentaram no sofá, Wendy ficou parada olhando para a parede, seus pensamentos estavam uma bagunça.

- Wendy! – Yoongi gritou.

Ela e Jin saíram correndo na direção do quarto.

- Ah Jin, você está aí! Nunca fiquei tão feliz em te ver... Me ajuda aqui.

Chegaram ao banheiro, Taehyung não conseguia ficar em pé. Jin e Yoongi o pegaram um de cada lado o conduzindo até a cama. O deitaram de bruços. Jin ficou chocado quando olhou as costas do menino, estavam na carne viva. Taehyung chorava baixinho, Wendy se sentou ao lado dele e começou a acariciar seus cabelos tentando acalma-lo.

- Tae Tae, vai ficar tudo bem- disse fazendo um leve carinho bagunçando seus cabelos molhados.

Jin puxou Yoongi para fora do quarto.

-Ah meu deus! Yoongi o que é isso?

-Ele não disse. Mas foi o irmão dele! Quando cheguei na casa dele ele ainda estava usando a roupa de segunda feira.

- Como assim?- Jin estava incrédulo.

- O irmão cortou a energia e a água.

-E pelo visto há dias que ele não come.

Ouviram um barulho na porta e logo Kell entrou acompanhada do Dr Kim.

-Boa noite!- ele disse formal.

-Qual a emergência – Kell falou. – Cadê a Wendy?- ela perguntou em tom de desespero.

- No meu quarto- Yoongi respondeu as duas perguntas de uma só vez- Dr Kim, por aqui! Mãe é melhor a senhora esperar aqui.

Kell se sentou com lagrimas nos olhos e Jin se sentou ao seu lado.

-Fica tranquila Kell, o problema não é com a Wendy.

-O que é então?

-Um amigo nosso.

Yoongi levou o medico até o quarto, o médico sorriu ao ver a nora mas quando percebeu o rapaz em estado deplorável seu sorriso se desfez.

-Ah o que temos aqui?- O médico olhou para o rapaz- qual seu nome meu querido?

- Taehyung- ele respondeu baixinho.

-Quantos anos você tem?- ele disse enquanto abria sua maleta.

-Dezoito.

- Ótimo- ele disse colocando o termômetro debaixo do braço do menino.- Você gosta mais do Batman ou do Superman?

Taehyung soltou um gemido quando medico tocou seu braço.

-Desculpe eu prefiro o capitão America.

Apesar da dor intensa Taehyung estava se esforçando imensamente para parecer bem, Wendy continuou ali na cama segurando sua mão e acariciando seus cabelos.

-O que aconteceu com você?

-Eu caí da escada.

-Taehyung, você tem queimaduras e marcas de agressão nas costas... Pra eu te ajudar você precisa falar a verdade, tudo bem?

Ele fez que sim com a cabeça.

-Então vamos lá não precisa dizer quem foi, vou começar outra vez- O dr esperou ele assentir - Com o que te queimaram?

-Água.

Wendy olhou apavorada para Yoongi que estava vermelho, parecia que explodiria a qualquer instante.

-E os machucados?

-Fio do computador.

-E as marcas roxas?

-Pauladas.

-Isso no seu ombro são mordidas?- o medico perguntou e Taehyung assentiu.

Taehyung chorava mais forte agora.

-Há quantos dias você não come?

-Três ou quatro.

Dr Kim parou de apalpar as costas do rapaz.  

-Vou ali conversar com seus amigos e já volto, tudo bem?

Tae balançou a cabeça, dr Kim fez um sinal para Wendy e Yoongi.

-Wendy, quem fez isso?

-Não sei Will.

-Foi o irmão dele- Yoongi se intrometeu. – Dá pra cuidar em casa dr?

-De forma alguma. Ele foi espancado, precisamos de exames para ter certeza de que não há danos maiores, como fraturas ou hemorragias.

-Tá por mim tudo bem. - Wendy falou e Yoongi concordou com a cabeça.

Embora Taehyung não quisesse ir para o hospital ele foi mesmo assim.

Jin, Yoongi e Wendy ficaram na sala de espera, Kell ficou em casa preparando o jantar e arrumando o quarto de Yoongi para receber o hospede.  Algumas enfermeiras passavam e sorriam para Jin, isso estava deixando Wendy irritada.  Depois de uma hora e meia, Dr Kim apareceu e chamou os três até seu consultório.

-Jin qual o seu nível de amizade com esse garoto?

-Não muito pai, por quê?

-Melhor você aguardar lá de fora então.

O médico olhou para o filho de maneira firme e incontestável antes que o rapaz se opusesse a sair. Jin levantou e caminhou até a sala de espera novamente.

-Preciso que sejam honestos e digam o que realmente aconteceu.- o medico olhou para os irmãos.

- Não sabemos na verdade. O conhecemos ha pouco tempo, ele tem medo do irmão. Nos contou que o irmão o castigava com frequência.- Wendy disse.

-Irmão?

-Aham- Wendy confirmou.

- É mais serio então.

-O que é tão sério?- Yoongi abriu a boca pela primeira vez desde que chegaram ao hospital.

-Ele teve uma costela fraturada e precisou de sutura em alguns cortes mais profundos. As queimaduras são de segundo grau, só estavam sangrando porque a pele foi arranca junto da roupa quando ele tirou mais cedo. – os meninos observavam atentamente cada palavra do médico. – mas o mais preocupante, é que esse garoto tem vestígios de violência sexual.

-O QUE?- Yoongi gritou

-Acalme-se Yoongi, seu amigo vai precisar do seu apoio.- o médico disse sério.

Wendy começou a chorar descontroladamente. Yoongi tinha todo ódio do mundo nos olhos.

-Eu aconselho a deixa-lo aqui por alguns dias. Vai ser melhor para a recuperação dele.

-Eu quero vê-lo!- Yoongi disse.

-Quarto 102. Só tenta não deixa-lo agitado.

Yoongi concordou e saiu em direção ao quarto, Wendy foi se juntar a Jin na sala de espera. Yoongi entrou no quarto e viu o rapaz deitado de bruços vestindo a roupa do hospital e um lençol azul o cobrindo até a altura da cintura. Suas costas estavam expostas e cheias de ataduras e curativos.

Ele se aproximou da cama e se sentou na cadeira que estava ao lado. Ficou olhando para Taehyung e se imaginando como alguém podia ter coragem de fazer mal a um ser humano tão puro e bondoso. Acariciou os cabelos de Tae e encostou sua cabeça na maca. Não conseguia se sentir bem, afinal aquilo era tudo culpa dele. Afinal se ele não tivesse ido atrás de Taehyung e o convencido a sair, nada disso estaria acontecendo.

Taehyung virou o rosto na direção de Yoongi e sorriu.

-Oi Suguinha.

Yoongi não conseguiu aguentar olhou aquele rosto inocente e desabou em lágrimas.

-Docinho não chora!- Tae disse.

-Me perdoa Tae! A culpa é toda minha... eu estraguei sua vida.

-Nunca! Minha vida sempre foi estragada.- Tae deu um sorrisinho- vai ficar tudo bem!

-Quer dizer que ele sempre fez isso com você?

-Na verdade as vezes ele me batia e me colocava de castigo, mas nunca chegou a ponto de... – Tae não conseguiu terminar a frase, virou o rosto para o outro lado para que Yoongi não notasse suas lágrimas. – Vai embora Yoongi, eu vou ficar bem!

-Não vou! Eu nunca mais vou te deixar, vou cuidar de você a qualquer custo. Tá ouvindo Taehyung?

-Você nem me conhece Yoongi e também logo você desiste de mim. Eu nasci pra viver assim.

Aquilo doeu no coração de Yoongi.

-Não conheço mesmo, mas quero conhecer e nem ouse fugir de mim. – Yoongi falou – agora descanse. - Yoongi deu um beijo no rosto do rapaz e ele sorriu.

 Yoongi foi até a sala de espera.

-Ele está bem. Vou ficar com ele!

Jin e Wendy concordaram e seguiram para a casa de Wendy. O final de semana passou de maneira triste e arrastada, Wendy passava a parte do dia com Tae no hospital e Yoongi ficava durante a noite. Cada segundo que passavam com Taehyung os gêmeos amava-o ainda mais. Apesar de todo o sofrimento que estava passando ele sempre fazia questão de deixar o clima alegre e era sempre positivo em relação a tudo.

Na segunda feira pediram a Jimin que fizesse companhia a Tae enquanto eles cuidavam de seus afazeres, Jimin aceitou não tinha nada para fazer e pensou que seria uma boa oportunidade para se reaproximar de Yoongi. Jimin e Yoongi se encontravam durante a troca de acompanhantes, as 19:00 e as 7:00.

Na terça na hora do almoço Wendy e Yoongi foram com Kell conhecer a casa para onde se mudariam. Os irmãos levaram um baita susto quando descobriram que a casa que a mãe havia comprado fica no mesmo condomínio que a casa de Jin.

Escolheram seus quartos,  e Yoongi fez questão de escolher um para Taehyung mesmo sem saber se a mãe o permitiria morar ali.

-Mãe por que comprou uma casa com oito quartos?-Wendy questionou enquanto andavam pela casa.

-Hum, para dar trabalho para as empregadas, Jaqueline está muito ociosa- ela disse e riram da cara de indignação da morena. - Bom, mudamos amanhã. Quer que eu peça para instalar um papel de parede novo?

-Assim está ótimo!-Wendy sorriu olhando para a parede recém pintada.- O closet é maior e o banheiro são maiores! Amei!

-Que bom que você gostou. Convide seus amigos para a inauguração.

-Como?

-Isso mesmo, vamos dar uma festa de inauguração sábado.

-Tá então- Wendy riu da empolgação da mãe.

- O que você acha filho?- Kell perguntou. Yoongi estava ali mas parecia estar com a mente e outro lugar, ele apenas concordava com tudo.

-Acho que já estamos atrasados

-Na verdade não vamos voltar ao trabalho hoje.

-O que?- Wendy e Yoongi perguntaram ao mesmo tempo

- Isso mesmo! Já que temos um novo morador na casa precisamos de moveis novos. Ou não?- ela sorriu.

-Mãe! Ta dizendo que vai deixar ele morar com a gente?- Wendy berrou.

-Se vocês ainda quiserem, vou adota-lo também!

-Mas ele já é adulto- Yoongi disse sem entender a brincadeira.

- Não importa, pode ter 90 anos se for importante para vocês eu adoto!- ela falou e logo foi recebendo abraços dos filhos.

Saíram e deixaram a empregada trabalhar em paz. Andaram o dia todo por varias e várias lojas. Compraram  tudo novamente já que a May exigiu que deixassem a casa mobiliada.

-Nossa que ousada!- Wendy disse indignada.

-Nem ligo. Vamos comprar tudo de novo, dinheiro foi feito para gastar. – ela disse sorrindo.- Quando o rapaz vai ter alta?

-Hum, acho que até sexta. – Yoongi respondeu.

-Ok! O quarto dele já vai estar pronto!- Kell falou.

Wendy olhou para o celular viu a mensagem de Yoongi

“O Tae precisa de roupas, pede pra Kell, já pedi coisas demais!”

-Nossa! Mãe, acho que o Taehyung precisa de roupas.-Wendy falou

- Ah é? Isso fica por conta de vocês dois, afinal não conheço os gostos dele e muito menos o tamanho.- ela disse e entregou o cartão na mão da menina.- Acho que terminamos por aqui né?

Wendy pegou a lista no bolso e olhou.

-Parece que sim.

-Bom, tenho mais algumas coisas para resolver. Vocês dois, providenciem as roupas e alguma decoração para o quarto dele. –ela sorriu – agora preciso ir, tenho algumas coisas a fazer- beijou os filhos no rosto e saiu da loja os deixando ali.

Wendy ficou parada encarando o irmão.

-O que?- Yoongi pareceu acordar de seus devaneios.

-Vamos?

-Aonde?

-Yoongi! Acorda, comprar as roupas para o Tae ué.

-Ah... vai lá eu vou para o hospital ficar com ele- Yoongi disse.

-Nem pensar queridinho! Você vai comigo!

-Ta, então vamos logo. Quero ir visita-lo.

-Você que contar a novidade né?- Wendy zombou do irmão.

-Claro que quero, ele chora todos os dias por pensar que vai ter que voltar para a casa daquele vagabundo.- Yoongi disse aborrecido.

Wendy riu, agarrou no braço dele e saíram pelo centro comercial comprando várias coisas, ela fazia Yoongi experimentar cada peça para ter certeza de que serviria no Taehyung. Terminaram de fazer as compras e foram para o hospital, depois da visita Wendy se despediu e foi para casa de carona com Jimin.

-Chim Chim, vamos dar uma festa sábado! Claro que você vai né?

-Isso é um convite?- o rapaz zombou.

-Parece um?- Wendy disse e desceu do carro.- Até mais!

 

O resto da semana foi tranquilo, na quarta feira estava tudo pronto na casa nova, era só se mudarem. Era bom estar em uma casa nova, mas a alegria foi maior quando Tae recebeu alta na sexta feira de manhã.

Wendy e Yoongi não foram à faculdade, ficaram por conta de acomodar o amigo. O buscaram no hospital e logo estavam no condomínio.

-Devagar Wendy! Vai derrubar ele na escada!- Yoongi reclamou.

-Pra que preciso mesmo dessa venda?- Tae disse enquanto cutucava os olhos vendados.

- Porque se não vai estragar a surpresa!- Wendy disse puxando o amigo escada acima.

Quando chegaram na porta do quarto, Wendy tirou a venda e entregou uma chave em sua mão.

-Todo seu!- Ela disse saindo da frente para que ele pudesse entrar.

Yoongi se arrependeu por não ter gravado aquele momento, assim que Tae abriu a porta seus olhos brilhavam. Ele ficou boquiaberto admirando a decoração um tanto extravagante. Estava tudo perfeito! Wendy o puxou e levou até o closet, Tae olhou as roupas e olhou para Wendy com um olhar de interrogação.

-Sim, são todas suas!- ela disse sorridente.

Logo estavam andando pela casa toda para que Tae conhecesse seu novo lar.

Jimin foi para a casa dos primos fazer companhia a Tae enquanto os outros estavam no trabalho.

Yoongi mal via a hora de acabar o dia para poder voltar para casa, já Wendy não via a hora de ir para casa encontrar Jin.

-Aish, ainda são 16:00?- Wendy resmungou.

-Já são! O dia passou super rápido.- Kook falou- Quais os planos para hoje?

-Nada, curtir meu novo irmão e ver meu boy. Jantar em família...

-Hum, seu boy... – Kook disse com desdém.- Vamos concentrar aqui por que eu to muito a fim de ganhar essa viagem!

-Tá, quanto já vendemos até agora?

-Mais do que o restante da empresa.

-Isso se resume em?

-Seis mil viagens.

-O que? Já vendemos isso tudo? Em cinco dias?- Wendy perguntou assustada.

-E temos mais duas mil em boleto aguardando pagamento cair na conta.

-Ah! Mentira!!!- ela se levantou e correu até o rapaz o abraçando

-Parece que sua ferramenta de busca tosca deu certo - ele zombou

- Isso é ótimo!-Wendy soltou a cintura do rapaz e sorriu.-Para onde vamos se ganharmos? – ela perguntou.

-Para onde você quer ir?- ele sorriu.

-Sei lá, Ásia, Europa?

-Então vamos trabalhar, temos que vender mais se não no final vamos acabar ficando só na vontade.

Voltaram ao trabalho, às vezes Kook parava seu trabalho para observar a moça. Soltava um sorriso e voltava aos afazeres. Por fim chegou a hora de ir para casa.

-To indo- Wendy disse se levantando, pegou a bolsa e deu um beijo na testa do colega- Até amanhã.

-Amanhã?- Kook  perguntou.

-A festa lá em casa. Lembra?

- Ah! Claro! O que eu vou ganhar indo lá?

-Aish. Vai comer de graça e ta querendo mais vantagens?

-Vou comer é?- ele disse soltando um sorriso safado.

-Fui!- Wendy disse saindo da sala e batendo na porta da sala do irmão.

Yoongi se juntou à irmã e foram em direção ao estacionamento.

Estavam indo tranquilamente para casa, Yoongi estava super animado falando milhões de asneiras, há muito tempo Wendy não o via assim. Falavam sobre Tae, quando Yoongi viu algo e freou bruscamente fazendo Wendy se assustar.

Wendy mal pode entender o que se passava, Yoongi desceu do carro e o largou no meio da rua, atravessou correndo na frente dos carros, arrancou o cara de cima da moto pelo pela gola da jaqueta e o jogou no chão.

-YOONGI!!!!!!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...