História Yandere-kun - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 16
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 4 - Info-kun


Fanfic / Fanfiction Yandere-kun - Capítulo 4 - Info-kun

POV Akira

Fiquei a cerimônia de abertura inteira a observando, ela é tão linda, descobri que ela pulou um ano por isso ela esta no segundo ano mesmo tendo a mesma idade que eu, eu não sei se fico feliz ou com raiva, se ela esta no segundo ano significa que aquele nojento não vai ficar sempre no pé dela, mas se ela não ficar pelo menos na mesma série que eu então não vou poder protege-la das pessoas que querem ficar entre nós. Quando a cerimônia acabou meu celular tocou e apareceu um número desconhecido, mas achei melhor atender :

Ligação on :

- Alô... - não fingi intresse, só atendi porque se a Senpai ouvisse ela se afastaria de mim co medo por eu estar à seguindo, à dando de "mão beijada" pro filho da mãe do Usagi.
- Se você quer ajuda pra conquistar sua garota me encontre na sala 1-A depois das aulas - disse uma voz que eu nunca ouvi na vida
- Espera,como voc... - plim (N/A:finjam que esse é o barulho do celular qundo a ligação)

Ligação off :

-Filho da puta - tá deixa eu ver se entendi.......UMA PESSOA ALEÁTORIA ME LIGA DIZENDO QUE PODE ME AJUDAR A CONQUISTAR A MINHA SENPAI E DEPOIS DESLIGA NA MINHA CARA ? MAS E MUITA CARA DE PAU PUTA QUE PARIU.
Mas pensando bem, como é que eu vou trazer as minhas "ferramentas" sem ninguém ver ? Eu posso ate colocar na minha bolsa e guardar no armário mas se eu precisar matar alguem, concerteza vão pensar que o assassino está na escola e irão revistar bolsas e armários.Fiquei o dia todo se vale mesmo a pena encontrar esse Fulaninho.

Depois da Aula

Eu decidi que eu iria encontrar o fulaninho, mesmo se for só uma pegadinha não tenho nada a perder (N/A:só a dignidade/N/A:não vou não/N/A:e mesmo,tu já perdeu ela quando decidiu bancar o trouxa/N/A:CALA A BOCA), além do mais, ele disse que pode me ajudar a conquistar a Senpai, pra isso toda ajuda é válida.
Cheguei na sala em que ele marcou esse ''encontro", mas comecei a desconfiar se era pegadinha ou não, pois a sala estava parcialmente escura

-Então, você veio mesmo ? - eu ouvi uma voz atrás de mim e quando me virei vi uma garoto de cabelos ruivos, olhos vermelhos e usava óculos, ele também usava o uniforme da escola mas eu não vi ele na cerimônia de abertura
- Quem é você ? O que você quer ? - perguntei já sem paciência
- Calma eu só quero fazer uma proposta, bom indo direto ao assunto, hoje de manhã eu estava indo calmamente pra escola
quando eu vi você olhando apaixonadamente para uma linda garota que infelizmente estava acompanhada de um outro garoto - fechei os punhos quando lembrei isso - e como você não parece burro nem nada, o jeito mais rápido de tirar os obstáculos do seu caminho é os eliminando, não estou certo ?
- Tá, mas como você pretende me ajudar se eu nem ao menos sei como trazer as minhas armas pra dentro da escola ?
- É ai que entra a minha proposta, digamos que desde pequeno eu tive que usar a internet pra me sustentar, e com isso sempre encontrava pessoas que eu estavam interessadas nos meus negócios, e entre essas pessoas eu tenho um fornecerdor de armas que me deve alguns favores - olhei surpreso pra ele - sem contar que eu posso hackear os dados da escola e descobrir qualquer segredo de qualquer pessoa, o que mais mesmo ?....Ah sim, eu também tenho contatos que podem me dar qualquer informação comprometedora de qualquer um. Então, aceita a minha proposta ?
-Mas por que quer me ajuda - eu estava tentado à aceitar mas surigiunessa dùvida na minha cabeça - Não é todo dia se ajuda um assassino por pura vontade
- Bom, eu preciso de alguma coisa interessante acontecendo pra eu escrever no jornal da escola, assassinatos em série por - exemplo e você é o único que está disposto a isso, então eu vou perguntar de novo : Você aceita minha proposta ? - finaliza estendo a mão pra mim
- Claro - e apertei a mão dele, mas ai eu percebi uma coisa - Eu vou ter que paga, não é ?
- Vai - respondeu travesso
- Ah sabia, sabia que tinha dinheiro envolvido - falei já impaciente
- Não é com dinheiro que você tem que pagar - respondeu
- Então é com o que?
- Calcinhas! - respondeu corado e com um sorriso malicioso
- OI?! Pra que você quer calcinha? - perguntei surpreso e queimando de vergonha
- Como é que você acha que eu pago os serviços dos meus contatos?
- Você é duente!
- E você se apaixona pela primeira garota que vê na frente.

Depois dessa mini-briga ele disse que o Usagi Najimi pretende se declarar pra Senpai na sexta, em baixo da árvore de sakura que dizem que quem se declarar em baixo dela vai ter amor eterno, então eu só tenho até sexta- feira pra tirar aquele nojento do meu caminho, ele também disse que eu não preciso me preocupar com as armas pois ele mesmo irá trazer e quando eu precisar é só mandar uma mensagem pra ele que ele vai jogar da janela da sala dele.Certo eu já tenho um plano amanhã mesmo eu o boto em ação.


Notas Finais


Ta ai o capitulo, o universo conspirou contra mim e só pude mandar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...