História Yandere Simulator - Dois lados("Pacifista") - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Yandere Simulator
Exibições 13
Palavras 4.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural, Steampunk, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Na semana seguinte, Osana retorna para Buraza, e nessa mesma semana, Kizana volta para Akademy High School após viajar para o exterior, e traz com ela problemas com os líderes de clubes presentes e substitutos.

Capítulo 6 - As cortinas se abrem


Ainda naquele dia...

O celular de Ayano toca, e era Info-chan mandando outra mensagem.

- Esperta, MUITO esperta!

- O que quer dizer com isso.

- Não se faça de desentendida, você sabe do que estou falando, Yan-chan!

- Oh, se está falando do fato de eu não ter matado Amay, não é isso?

- Exatamente isso. Você se acha especial por ser alguém sem sentimentos, porém que não tem coragem de levantar uma única faca? Que vergonha! Eu achava que podia contar com você, mas vejo que me enganei, no fundo, você só é uma covarde sentimental.

- Olha, só por que eu não vejo motivo em matar alguém, não diz que eu não saiba lutar, por isso, pare com isso!

- Não é só isso, é que depois daquele maço que você, comprou, você nunca mais me mandou uma única foto de calcinha. Isso é algum tipo de provocação? Acha engraçado zoar da minha cara? Pois bem, POIS bem, bom, aqui tem mais uma informaçãozinha sobre a próxima garota que, sem sombra de dúvidas, pode se apaixonar pelo seu amado Senpai: ela será Kizana Sunobu, a líder do clube de drama da escola, além que ela tem a permissão de utilizar o ginásio quando não está sendo utilizado para ensaiar suas apresentações cênicas. Pelo temperamento dela ano passado, pode-se ver que ela é esnobe e só sabe falar dela, agindo como se fosse superior a todos, já que ela ambiciona em ser a garota mais popular da escola, e também a atriz mais famosa do mundo. Por isso, se conseguir matá-la, estará fazendo um favor enorme para todos nós líderes de clube, e eu também já bolei um título especial para a sua morte, quer ver: "As cortinas se fecham para Kizana Sunobu." Irônico, né? Bom, espero que dê um fim a ela, por isso, quebre a perna.- depois disso, Ayano desligou o celular e pensou em como poderia concorrer com essa garota, e entre esses pensamentos, ela acabou por dormir. 

Enquanto isso...

Shinji estava ouvindo música, quando uma mensagem chegou, e era de seus pais. Nela dizia.

"Boa noite filho, o papai e eu vamos ficar mais um tempo aqui, ele parece estar atrás de algo...mas enfim, creio que vamos ficar um tempinho maior por aqui. Beijos, mamãe te ama."

Shinji começou a ver onde isso iria acabar, mas se arrumou e dormiu.

Na semana seguinte...

Shinji acordou com o despertador, e começou a se arrumar após tomar um banho. Então, enquanto ele tomava seu café, ele deixou uma música clássica tocando(Siper:- A que eu estou ouvindo agora), o deixando inspirado a chamar o seu clube e tocar na praça da escola. Então, após algum tempo, ele finalmente terminou de se arrumar, e foi-se caminhando para a escola. No meio do caminho, ele encontrou Taro, que vinha acompanhado de ninguém mais e ninguém menos que Osana, pois ela havia voltado durante o fim de semana.

- Opa, olha quem voltou!- Shinji falou e Osana o viu.- Como foi a viajem, Osana?- Shinji falou.

- Foi relaxante...e simplesmente PERFEITA. Espero fazer outra dessa nos algum outro dia...mas tenho escola nesse momento.- Osana falou esbanjando um sorriso calmo.

- Heh, normal, mas enfim, sabe quem mais voltou?- Shinji perguntou.

- Sim, Taro me disse que Amay voltou, e agora está ajudando o clube dela.

- Pois é...bom, melhor irmos, quero fazer algo com meu clube hoje, e acho que a galera vai gostar.- Shinji falou animado.

- E o que é, Shinji-kun?- Osana perguntou.

- Já ouviu falar da palavra: surpresa, Osana?- Shinji brincou, e Osana bufou.

Enquanto isso, Ayano observava Shinji indo até a escola, pois estava encontrando alguma brecha para conversar com ele e com Osana, porém essa chance só se deu quando uma garota de cabelos roxos e com tranças em forma de brocas entrou se achando a rainha da Inglaterra.

- Bom dia, meus caros e lindos alunos, Kizana Sunobu voltou! Sentiram saudades?- a garota era a qual Info-chan alertou Ayano.- Ora ora ora, se não é Shinji Tekina e Aka Buru, meus dois queridinhos favoritos!- Kizana chegava perto de Shinji e Aka, e os dois se afastavam, pois não gostavam nem um pouco dela.- Epa, por que se afastaram? Não sabem receberem uma amiga, tolinhos?

- Não sou seu amigo Kizana...e o melhor, o que a te fez voltar?- Shinji perguntou a encarando numa feição cheia de rancor e desprezo, quase igual a que todos os alunos a volta(até mesmo Amay) estavam a olhando.

- Ora, não me diga que VOCÊ, o garoto que sempre vai de um lado para o outro da escola não sabe?- Shinji simplesmente não fez um único ruído, mas continuou olhando ela num tom de raiva.- Pois bem, eu irei poupar essa cabecinha linda e ingênua de pensar: sexta-feira, haverá uma peça aqui em Buraza, e nós estamos convidados, e eu soube dessa notícia quando voltei pra cá, depois de ter voltado de Paris, e lá eu descobri o verdadeiro luxo, e também como eu vou poder melhorar o palco da nossa querida escola, por tanto adieu, mes amis(até logo, meus amigos em francês), hahahah!- Kizana saiu andando como se estivesse numa passarela de um desfile. Após ela sair do corredor, todos suspiraram de alívio e voltaram aos seus afazeres.

Ayano, então, decidiu conversar com Shinji, aproveitando que Osana e Amay também estavam perto.

- Qual é a dela?- Ayano perguntou.

- Aquela é a Kizana Sunobu, a presidente do clube de artes...e também da RFPS.- Shinji falou irritado.

- O que significa "RFPS"?- Ayano perguntou.

- Significa "República Federativa dos Pés no Saco".- Osana respondeu.

- É uma brincadeira aqui na escola, pois esse lugar não existe, e simplesmente dissemos isso pois Kizana é, de longe, a pessoa mais insuportável daqui.- Amay falou.

- E por que?- Ayano perguntou, e todos olharam surpresos pra ela, e então Aka se intrometeu na conversa.

- Nunca andou com ninguém aqui da escola não? Se não, deixa eu te falar: Kizana é mais esnobe do que qualquer outro aluno daqui da escola, até mais do que a Musume, pois ela tem essa ambição de ser a atriz mais famosa do mundo, o que já é exagero.- Aka falou irritada.

- Além que ela se diz "a melhor", pois ela quer que todos a reverenciem e a respeitem, como se ela fosse alguém da realeza, e nós meros camponeses.- Shinji falou.

- Himederes...- Ayano falou, e todos concordaram.

- Pois é, e o pior é quando ela encontra um clube vazio.- Amay falou.

- Por que?- Ayano perguntou curiosa.

- Ela tem o costume irritante de pegar coisas deles, tanto que ela nem se importa do que de que clube, ela sempre diz que é só para ensaiar uma peça, mas acaba esquecendo de devolver, e somos obrigados a ir até lá e pegar, e então ela dá uma bronca sem motivo, como se tivéssemos roubado dela o que é nosso.- Aka falou.- Ela é tão "dessas", que um dia ela chegou até mesmo a roubar a roubar a caveira que agora está lá no clube de ocultismo para fazer uma atuação de Hamlet, aquela lá do "Ser ou não ser, eis a questão".

- E o pior é que temos que, mesmo que a gente não queira, aturar ela.

- E por que?- Ayano perguntou mais uma vez.

- Simplesmente por que o diretor, ano passado, teve a ideia "brilhante" de unir o meu clube, que é o de artes, o clube do Shinji, que é o de música, e o clube da Biscana, que é o de drama, numa "trindade", por assim dizer.- Aka falou nervosa.- Sério, algumas vezes acho que o diretor não bate muito bem da cabeça não.- Aka falou se distanciando e indo para o clube de artes, e então Ayano e os outros pararam de falar sobre aquilo, e foram conversando até a hora de voltar para as suas devidas classes.

No intervalo...

Shinji foi direto para o clube de música, e, o que não era surpreendente, aconteceu: o baixo do clube havia sumido, e um dos membros falou com os outros sobre isso.

- Quem deve ter pegado ele?- o membro falou, e Shinji simplesmente fez uma expressão de "e precisa perguntar?".

- Quem mais tem um fetiche em pegar coisas que não são dela, em pessoal?- Shinji falou seriamente, e todos já viram de quem se tratava, e então foram até clube de drama e, no final, os membros estavam todos no ginásio. Então Shinji e os outros membros de seu clube foram tomar o que lhes era de direito de Kizana.- Kizana, que ideia foi essa de pegar o baixo do nosso clube?

- Relaxa bobinhos, eu vou devolver assim que esse ensaio terminar, tudo bem?- Kizana falou se esnobando.

- Você sempre diz isso, e acaba por deixar aqui, no final de contas.- Shinji falou bravo.

- Eu prometo que levarei o seu "baixinho" pro seu "clubinho", tá "entendedinho" "Shinjizinho"?- Kizana brincou, e então todo o clube se enfureceu e saiu do ginásio bufando e pisando forte no chão, e em seguida, Aka entrou no ginásio soltando os cachorros, cobrando satisfações do que houve em seu clube, e quando ela entrou, Tensai também foi até lá.- Ora ora, estava esperando por vocês, aproveitando que Shinji chegou agora a pouco falando de seu baixo desaparecido.- Kizana falou num tom grosseiro e irônico.

- Kizana, me explica o que é isso AQUI?!- Aka mostrou um quadro todo estragado, e Kizana riu.

- Isso seria uma demonstração de como não-se-faz-um-quadro, Aka, eu pensei que seu talento fosse pintar, não estragar.- Kizana se deleitava em risos, e Aka se enfureceu.

- Isso AQUI era uma obra de arte que paguei uma nota, e ela ia ser para a exposição do clube de artes, que seria daqui a três meses! - Aka parecia que ia explodir de raiva.

- Oh, então era NISSO aí que limpei minhas mãos de tinta? Que pena, gastou um dinheirinho bom, esse quadro não tinha nada de especial, e tudo o que fiz foi melhorá-lo, mil desculpas, queridinha.- Kizana ria, e Aka saiu de lá vermelha de raiva.- Pelo visto esperou a sua vez, bom garoto...agora fala, o que foi?- Kizana até se deitou como se estivessem fazendo uma pintura nua dela.

- Pode me explicar o que ACONTECEU para ISSO aqui estar no meu clube?- Tensai falava demonstrando profunda irritação

- Isso é um monte de lixo, meu notavelmente ingênuo Tensai.- Kizana brincou.- Aliás, foi minha culpa, eu estava vendo se isso tinha a cor vermelha, queridinho, Ahuhu.- Kizana riu e Tensai simplesmente deu uma travada e voltou a falar.

- ISSO NÃO É UM POSTE DE ILUMINAÇÃO, É UM PROJETOR!- Tensai surtou, e Kizana se deleitava nisso.

- Ops, eu pensei que fosse algo mais útil, mil desculpas "Tensaisinho", mas sabe como é, né, uma estrela não tem o direito de ver o que está segurando, pois todos tem que só lhe oferecer o melhor...e falando nisso, eu te contei que papel eu vou ser nessa peça?

- Não, e nem quero...- Tensai foi forçadamente interrompido.

- VOU SER A JULIETA! Sem dúvidas eles tem uma percepção ótima de quem escolher para ser a principal!- Kizana falou como se ele ligasse pra isso.

- Olha, já chega...tenho que consertar isso.- Tensai saiu enfurecido.

- Oh querido, não fique com ressentimentos, tudo bem, ainda tem um espaço no meu coraçãozinho só pra você...espera, ah, já foi ocupado, foi mal.- Kizana brincava com a frustração de Tensai, e voltou aos ensaios.

Ayano queria uma brecha na rotina dela, e viu ela sedenta, procurando por uma bebida, e então Ayano deu a ela uma lata de refrigerante que tinha pego na máquina do segundo andar.

- Parece com sede...uh...qual é o seu nome?- Ayano fingiu não saber o nome dela.

- Você...não sabe...meu nome? De...que planeta...você é em?- Kizana arfava.

- Nossa, que grosseria...eu iria te oferecer essa bebida...mas vejo que não vale apena.- Ayano falava, e Kizana simplesmente arregalava os olhos.

- Me...dê...isso...isso é...uma ordem!- Kizana arfava ainda mais.

- Já ouviu falar da palavra "por favor", garota?- Ayano brincou.

- O que? Eu...não irei lhe pedir...nada...quem você acha que eu sou? Heh.- Kizana tentava se esnobar, mas vendo Ayano "deleitando-se" do refrigerante, foi de mais pra ela suportar.- Tudo bem...pode me dar isso aí...por favor?- Kizana falou e Ayano então deu pra ela a lata, e Kizana bebeu.- Ah, bem melhor...não é nenhuma água sagrada...mas dá pro gasto. Mas enfim, aproveitando a sua falta de conhecimento, deixe eu me apresentar: Eu sou Kizana Sunobu, a maior estrela de Akademy High School, e futura melhor atriz do mundo!

- Vejo que o que dizem sobre sua pessoa não são mentiras...mas enfim, precisa de mais alguma coisa?- Ayano perguntou.

- Não, nada, chispa!- Kizana expulsou Ayano(do que, eu não sei, já que elas nem estavam no ginásio), e então, quando ela estava há alguns passos á frente dela, Kizana resolver pedir-lhe um favor.- Não, na verdade, espera.- Kizana falou e Ayano parou.- Bom...na verdade, tenho algo pra te pedir...m-mas não diga isso a ninguém, se não eu...se não eu...ah, esquece: Eu queria te pedir pra ver se consegue encontrar...sabe, uma máscara que eu devo ter perdido por aí.

- E o que tem de mais nela?- Ayano perguntou

- "O que tem de mais nela?" Menina, você REALMENTE não me conhece: eu NUNCA faço uma apresentação sem ela por perto, ela é basicamente meu talismã da sorte, e eu nunca conseguiria fazer uma performance louvável sem ela! Por isso...não seria um incômodo se a encontrasse pra mim?- Kizana falava num tom esnobe, porém de preocupação.

- Darei uma olhada por aí.- Ayano falou.

- Sério? Uh...quer dizer, por mim tudo bem, já que sabe que eu sou uma estrela, pode fazer sim...mas não espere que eu te pague ou nada assim, sabe?- Kizana queria esconder sua gratidão, e então saiu dali, em direção ao ginásio. Andando pela escola, Ayano encontrou a máscara próxima do portão, e Kyoshi Taiso tinha finalmente visto a máscara que, por alguma razão, estava na frente de uma cerejeira.

- Ah, com licença senhorita Taiso, mas...onde encontrou essa máscara?- Ayano perguntou.

- Ela estava logo ali, ela é sua senhorita Aishi?- Kyoshi perguntou.

- Não, é de uma aluna chamada Kizana Sunobu.- Kyoshi travou, e então se acalmou e entregou a máscara.- Até logo, senhorita Taiso!- Ayano saiu, procurando por Kizana, e então foi direto ao ginásio, o local de costume dela, e para a sorte de Ayano, ela viu uma oportunidade de sabotar uma de suas apresentações, a qual Taro estava como telespectador.

Kizana estava atuando uma peça famosa de Shakespear, precisamente "Romeu e Julieta", onde um dos integrantes do clube de drama estava sendo o "Romeu de teste", já que Taro queria ver como é atuar, pois ele aceitou a proposta de ser o Romeu na peça de Kizana. Quando Kizana agia no palco, várias coisas aconteciam, como: o cenário inteiro trocava de uma hora pra outra, coisas saíam do lugar, as cortinas fechavam sem motivo algum, e também, o trágico para alguns, e cômico para outros: as inúmeras quedas de Kizana, já que Ayano jogava algumas coisas minúsculas a olho nu no palco, e elas faziam Kizana escorregar, além que, após vários tropeços, Taro repensou sobre isso, e não aceitou o papel, pois achava que iria ser bem perigoso algo assim de acontecer, pois o maior medo dele é ser humilhado em público. Kizana então culpou o fato de sua máscara não estar por perto e, para não parecer suspeita, Ayano demorou um tempinho antes de aparecer com a máscara em mãos.

- Kizana, finalmente te encontrei.- Ayano fingia estar arfando de cansaço.

- Oh...bom, não se preocupe, não vou mais precisar dela por enquanto...- Kizana olhava pra baixo, como se estivesse envergonhada.

- Tá tudo bem?- Ayano perguntou.

- Bom...não vai contar a ninguém, vai?- Kizana falou olhando para Ayano, e ela concordou.- Pois bem...a verdade, é que eu estava fazendo um ensaio, pois um dos alunos da minha classe queria ver se servia para o papel de Romeu, e eu tenho que correr contra o tempo agora, pois é nessa sexta que terá a peça e...ah, esquece, eu dou o meu jeito...mas acho que não vou dar conta...sem o rádio que tá todo quebrado ali.- Kizana apontou, e Ayano viu que um dos objetos que ela derrubou se deu por quebrar um radio que, sem dúvidas, estava tocando a música da peça de Kizana.- Bom...vou ver se o Shinji ou o Tensai podem me ajudar nessa.- Kizana se levantava.

- Espera, não acha que eles devem estar "P da vida" com você?- Ayano se levantou e perguntou.

- Duh, é claro que não, quem conseguiria ficar bravo comigo(Siper:- Como se isso fosse difícil, né?)?- Kizana se esnobou e foi até o clube de música, e quando a porta se abriu, Shinji atendeu com uma cara fechada.- Oh, oi Shinji-kun...bom, isso é meio embaraçoso, mas...sabe, é que...houve um acidentezinho no meu clube e...bom, precisamos da ajuda do seu clube para nos ajudar na peça...tudo bem?- Kizana falava dando pausas.

- Oh, então é assim que funciona: você tira nossas coisas, leva pro seu clube, esquece de devolver, e ainda quer a nossa ajuda?- Shinji fala, e Kizana se sentiu sem graça.

- Oh...eh...bem...- Shinji fechou a porta na cara de Kizana, e então, a música aumentou, indicando que eles não queriam mais ouvir ela.- Bom...plano B, vamos ver o Tensai, ele provavelmente deve estar em seu tempo livre, e ele ADORA consertar coisas, sabe?- Ayano não apoiou a ideia, mas Kizana mesmo assim fez, e ao bater na porta, Tensai a recebe com uma cara igualmente fechada.- Oh...oi Tensai...querido, bem...sabe, é que...houve um acidentezinho no meu clube e...bem, preciso que...conserte uma coisinha pra mim...sabe?- Kizana falava sem jeito, e enquanto falava, Tensai pegou algo e voltou para a porta, e era o projetor que Kizana quebrou.

- Se lembra dele, Kizana?- Tensai falou sério, mostrando o projetor todo quebrado.

- Oh...sim, m-mas por que?- Kizana perguntou confusa.

- Ainda acha que é justo me pedir pra eu consertar algo SEU, depois de ter quebrado algo MEU?- Tensai falou demonstrando irritação.

- Bom...não, mas eu pensei...- Kizana foi interrompida.

- Desde quando você PENSA em algo além de VOCÊ, em? Huh, tenha um bom dia!- Tensai fechou a porta na cara de Kizana, e mesmo assim Kizana continuou tentando falar com os outros clubes, mas todos os líderes(até mesmo Budo, e Shin(que por enquanto, é o substituto da Oka)) diziam estar ocupados, ou simplesmente achavam injusto eles ajudarem sendo que ela nunca faz nada pra eles.- Bom...acho que eles só devem estar se precipitando um pouquinho e...e...eu nem preciso deles, afinal...ah, quem eu estou enganando?- Kizana começou a ficar triste.

- Está tudo bem, Suno-chan?- Ayano perguntou.

- Não...não ESTÁ tudo bem...eu falhei como líder, ao invés de fazer os outros líderes gostarem de mim...eu fiz eles me odiarem.- Kizana sentou no chão e apoiou sua cabeça no seu braço(Siper:- como a posição das "Mind Slaves" antes de receberem uma ordem).- Eu desde sempre...fui uma pessoa egoísta, eu só penso em mim e mais ninguém...por isso, eu vivo pegando coisas dos outros...ao invés de pedir...mas no fundo, eu só quero entreter as pessoas com minhas atuações...eu nunca quis o mal a ninguém, ao mesmo tempo que eu não queria que ninguém me odiasse...mas eu consegui, e mesmo assim, eu sempre me afundei mais e mais...EU SOU UM SER HUMANO HORRÍVEL! Eu mais arrumei confusão do que fiz minhas apresentações, eu fiz os líderes me odiarem...eu nem ao menos consigo manter meu equilíbrio no palco...e até paguei mico pro "Senpai"...eu não sirvo pra nada mesmo...acho que eu deveria parar de pensar em ser atriz...pois...eu só penso em mim...e o que isso iria adiantar...se eu só penso em mim...como vou conseguir manter um personagem...ou uma carreira? Eu sou só uma iludida e sonhadora...que não faz nada por merecer...tanto que eu acho...que nem essa braçadeira de liderança...eu deveria estar utilizando...- Kizana tirou a braçadeira, e começou a chorar, se lamentando pelas coisas que fez.

Enquanto ela estava delirando de tristeza, os outros líderes estavam passando por ali, pois estava quase na hora de voltar as salas, e então, vendo essa cena, todos se comoveram, e foram até ela.

- Oh...o-oi pessoal.- Kizana falou com os olhos vermelhos, depois de chorar.

- Kizana, ouvimos tudo, e...queremos pedir desculpas pelo modo que agimos, nós falamos aquelas coisas, pois nós estávamos muito zangados pelas nossas coisas, e nem percebemos que essa peça, de fato, é algo importante pra você...nós sentimos muito por ter fechado a porta na sua cara.- Shinji falava, e todos concordavam.

- Não...v-vocês estão certos...eu fui grosseira e injusta com vocês...eu peguei coisa suas, quebrei, e depois queria a...ajuda de vocês...eu que estou profundamente arrependida disso...no fundo...só sou uma pessoa que só pensa em si mesma...mas no fim, acabo sendo a toda sentimental...eu entendo se não me perdoarem...pois eu mereço...ainda mais depois de tudo o que eu fiz a vocês...e...eu espero que...me perdoem algum dia...pessoal.- Kizana falou, e todos falaram mais um pouco.

- Kizana, chega mais.- Kizana se aproximou e todos deram um abraço nela.- Nós fomos os errados em te negar ajuda...por isso...do que precisa exatamente?- Shinji pergunta.

- S-sério? Vocês querem m-me ajudar...até mesmo depois de tudo aquilo que eu fiz?- Kizana perguntou.

- Claro, afinal...todos nós somos amigos, certo?- Shinji falou, e ela sorriu e chorou, dessa vez de alegria.

- Obrigado...muito...muito obrigado, pessoal.- Então o sinal tocou, e Kizana pegou sua braçadeira, a colocou, foi ao banheiro do 3º andar para lavar seu rosto, pois estava vermelho de tanto chorar, e foi a aula. Embora ela tivesse demorado, os alunos avisaram que ela tinha chorado e foi ao banheiro lavar o rosto, e então ela não recebeu nenhuma punição. Após o terceiro sinal, todos os clubes ajudaram o clube de drama pelo resto da semana.

No dia da apresentação...

Os líderes queriam fazer uma surpresa para Kizana, e quando finalmente mostraram o que haviam feito no ginásio, ela ficou boquiaberta, pois era mais do que ela esperava.

- Ai, meu, Deus...eu...eu não sei nem o que dizer, estou sem palavras...é mais do que qualquer sonho que eu já tive...m-muito obrigado pessoal...estou eternamente em dívida com todos vocês...muito obrigado.- Kizana, pela primeira vez, parecia estar agradecendo de verdade á todos, sem ser pelos aplausos.

- Isso não foi nada, percebemos que vocês precisavam de ajuda, e então todos nós demos uma mãozinha, não foi pessoal?- todos concordaram.

- Bom, muito obrigado pessoal...e mal posso esperar para ver como ficou o rádio do clube.- Kizana se exaltou, e Tensai se viu na obrigação de dar explicações.

- Bom...Kizana, tenho péssimas notícias sobre...sabe, o seu rádio.- Tensai falava coçando a cabeça.

- O que foi?- Kizana perguntou.

- Bom...é que o seu rádio estava com várias peças destruídas, incluindo peças que nós do clube de ciências não conseguimos ainda consertar, e nem tem disponível para imprimir em 3D, então...não deu pra consertar o rádio...foi mal.- Tensai falou.

- O que, como assim você não...oh, foi mal, ainda não consigo controlar essa parte "Himedere" de mim...mas enfim, é realmente uma pena, pois ele era a única forma da peça ter música.- Kizana se via desesperançosa, e Shinji interviu.

- E quem disse que essa é a única forma de produzir música, em?- Shinji falou, e Kizana ficou curiosa.

- E o que quer dizer com isso, Shinji?- Kizana não entendeu.

- Você está falando com o líder do clube de música...e então, por que não fazemos á moda antiga? Só nos dar as notas musicais e fazemos o nosso melhor, já que sabemos ler as notas musicais.- Shinji falou, e um brilho de esperança apareceu em Kizana.

- Isso é sério? Tudo bem, vamos fazer isso!- Kizana falou alegre, e com a ajuda do clube de jogos, ela conseguiu as notas, e após imprimir, entregou a Shinji, e então ele e os integrantes do seu clube se prepararam, aproveitando que nessa sexta, não haveria a aula devido a apresentação da peça. E então, após o almoço, todos foram direto para o ginásio, pois tudo estava pronto. A peça era(Siper:- Adivinhem) "Romeu e Julieta", porém, por algum motivo, com (não tão)sérias modificações. Embora isso para Kizana, pudesse significar a indignação do público, eles simplesmente amaram, e aplaudiram muito alto, e, quando normalmente era para ela simplesmente se reverenciar ao público, ela chamou todos os líderes dos clubes para ficar do lado dela, e em seguida chamou até os integrantes.

Ela então viu um pedacinho de seu grande sonho se realizar na sua frente, e agradeceu a (literalmente)todos, e então, quando saiu do palco, foi até Ayano, que estava no comando das cortinas.

- Yan-chan, eu não sei como fez isso, mas eu estou profundamente agradecida por tudo.- Kizana parecia muito feliz.- Olha...eu normalmente não sou tão emotiva assim, mas...depois disso tudo, eu não vejo mais motivos para ser aquela pessoa, pois...eu finalmente vi...se quer ser respeitada, tem que aprender a respeitar...essa lição...eu nunca vou esquecer...estou eternamente em dívida com você...por isso, dessa vez, eu que pergunto: Se quiser alguma coisa, só me dizer, eu prometo que farei meu possível pra conseguir pra você, eu juro!- Kizana estava feliz, e Ayano viu que essa era a oportunidade certa para lhe pedir "um favor".

- Bom...na verdade, eu tenho um.- Ayano falou, e Kizana a olhou atentamente.

- Pode falar.

- Bom...é que tem um aluno...na sua sala, que eu ultimamente tenho...sentimentos fortes por ele.- Ayano falou meio tímida.

- Não se preocupe, sei como fazer você dominar o coração dele através da arte, só me dizer qual.

- Bom...é aquele garoto que...queria participar como...o Romeu, sabe?

- Oh...o Senpai...bom, tudo bem.- Kizana falou dando pausas no início, mas depois voltou a ter sua forma.

- Espera, o que?- Ayano não entendeu.

- Eu só queria que Taro entrasse ao clube de drama, pois ele daria um ótimo integrante...mas vejo realmente que ele é bem tímido para alguém que tem que ser acostumado ao palco e a plateia...por isso...tudo bem, ele é todo seu.- Kizana falou num tom passivo.

- Sério? Muito obrigado, eu te devo uma por isso.- Ayano estava agradecida.

- Não precisa, eu já te devia muitas depois de tudo aquilo que fez, então...estamos quites, Yan-chan!- Kizana falava gentilmente, e então assim se firmou uma "amizade" entre Kizana e Ayano, assim sendo a amizade entre a Himedere e a Yandere.

Enquanto isso...um pouco longe dali...

Uma garota com cabelos escuros e bagunçados, aproveitando que os portões da escola estavam abertos para todos entrarem, ficou admirando Shinji a distância, e também viu Yan-chan(e outros) conversando. Embora ela sentisse um pouco ressentida, ela tentava dizer a si mesma que aquilo era só coisa da sua cabeça.

" Oh Shinji...ainda se lembra de mim? Acho que não...já que está conversando com uma garota...muito melhor do que eu...acho que eu nunca serei a sua altura...acho que devo esquecê-lo...e tentar dar o meu amor a outra pessoa..."- Ela pensava, e então saiu antes que pudessem a notar, e ela voltou para sua casa, andando insegura...e com o seu livro de ocultismo.


Notas Finais


Quem poderá ser essa figura afinal de contas?
Ahem!
Bom, pelo que vimos, Kizana finalmente conseguiu se tornar a garota mais popular(presente no momento) na Akademy High School, além dela descobrir que tem um lado ruim em tentar ser uma Himedere assumida. Mas sério...tem uma ideia de quem se trata essa figura?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...