História Yandere Simulator - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yandere Simulator
Personagens Ayano Aishi, Hanako Yamada, Info-chan, Kokona Haruka, Megami Saikou, Midori Gurin, Mina Rai, Musume Ronshaku, Oka Ruto, Osana Najimi, Personagens Originais, Riku Soma, Saki Miyu, Taro Yamada
Visualizações 23
Palavras 673
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii genteee
Hj vai ter mais 2 capítulos ^^

Capítulo 4 - Não, por favor, não.


Fanfic / Fanfiction Yandere Simulator - Capítulo 4 - Não, por favor, não.

            Quando cheguei em casa eu comi dois sanduíches, bebi um suco e fui tomar banho.

Acabei de tomar banho e fiquei jogando Yandere Simulator no computador até dar umas 22:34.

Acabei de jogar, sai de casa (de pijama mesmo) e fui para a escola.

Pulei o muro da escola( ninguém viu a Ayano pulando o muro), fui direto para sala onde Musume estava, peguei a mala de instrumento e sai dali e fui para casa (ninguém viu a Ayano).

Cheguei em casa, fui direto para o porão, amarrei ela na cadeira e esperei ela acordar.

                               22:51

Ela acordou, camuflei minha voz e disse para ela dizer o que estou mandando quando eu começar a filmar. Comecei a filmar

Musume: o que está acontecendo? Pai... me ajuda, eu não quero morrer. Estou com medo.

Envio isso para o pai dela:

                    Mensagem on

Ayano: assista o vídeo.

Sr.Ronshaku: o que você fez? Sua monstra.

Ayano: fassa o que eu mandar.

Sr.Ronshaku: e se eu não fizer?

Ayano: você acha que sua filha gostaria se eu cortasse o dedo do pé ou da mão?

Sr.Ronshaku: Tudo bem, eu fasso. O que você quer?

Ayano: quero que libere todos os clientes do débito.

Sr.Ronshaku: Tudo bem, eu vou.

Ayano: ótima escolha.

                        Mensagem off

Deixo Musume Ronshaku na porta da casa da família Ronshaku e toco a campainha e  saio correndo com meu disfarce.

Chego em casa, coloco meu pijama e durmo.

                              5:00

Kokona me manda uma mensagem:

                    Mensagem on 

Kokona: meu pai disse que ele foi liberado do débito.

Kokona: foi você?

Ayano: sim.

Kokona: mas eu te disse para não se intrometer.

Kokona: mas o que importa agora é que meu pai está feliz.

Kokona: seja lá o que você fez, obrigada.

Ayano: Não tem de que.

Kokona: o que posso fazer para te retribuir?

Ayano: venha aqui em casa, antes da aula começar.

Kokona: estarei aí.

                          Mensagem off

                              6:25

Kokona chega na minha casa.

Resumindo o que ela disse:

Ela perguntou o que ela poderia fazer para me retribuir, eu disse para que, se possível, parar de gostar do Taro, porque eu gosto muito dele, ela disse que tudo bem mas antes falou que gostava dele e não via ela sem ele, mas ela aceitou.

                              7:00

Eu comi um pedaço de pizza, bebi algo e fui para a escola.

Chegando lá, eram 7:05 pois minha casa era perto, quando olhei para a escola eu vi uma pessoa que me chamou a atenção, era a minha amiga da antiga escola, Nara Sato era a minha única amiga pois era igual a mim, não sentia emoções. Do nada recebo uma mensagem da info-chan:

                         Mensagem on

Info-chan: Osana Najimi está se declarando para Taro Yamada na Árvore da confissão.

Ayano: O QUÊ???!!!

                         Mensagem off 

Corro chorando para um dos banheiros e entro em um box, quando apagam a luz, mas não me importo.

Do nada comecei a ouvir duas pessoas brigando.

???: qual é seu problema?

???: meu problema? Olha o que você fez! Daqui a pouco vão descobrir que foi você!

???: MAS POR QUE VOCÊ GRITOU QUANDO EU MATEI A NARA SATO???!!!

E-ela m-matou a  Nara?!

Comecei a ficar ardendo em chamas. Peguei a faca que estava comigo e...

???: não grita, alguém pode nos ouvir.

???: deixa eu ver se tem alguém aqui.

Me preparo para quando ela abrir a porta eu avançar em cima dela e sair correndo.

Ouço ela arrombando porta-a-porta até chegar na minha. Quando ela arromba a porta onde estou, avanço nela, enfiando a faca na barriga dela, saio correndo dali e ainda bem que a outra garota se distraiu com a outra levando a facada na barriga.

Quando sai do banheiro eu me deparei com o diretor na minha frente naquela cena, um pouco suja de sangue e com uma faca também suja de sangue.

O diretor vai correndo pro banheiro, viu a garota com um buraco na barriga, a outra falando que elas estavam ali conversando e do nada eu desligo a luz e esfaqueio ela, e é claro que o diretor acredita nelas, por que ele conhece a minha mãe e acha que sou como ela então ele chama a polícia.

A polícia chega, mas já que não tenho provas para dizer que elas estão mentindo, então quando eles estavam prestes a me colocar no carro...


Continua...




Notas Finais


Então, gostaram do que aconteceu nesse capítulo? Espero que sim e até o próximo capítulo.♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...