História Yandere Simulator - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yandere Simulator
Personagens Ayano Aishi, Hanako Yamada, Info-chan, Kokona Haruka, Megami Saikou, Midori Gurin, Mina Rai, Musume Ronshaku, Oka Ruto, Osana Najimi, Personagens Originais, Riku Soma, Saki Miyu, Taro Yamada
Visualizações 16
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vocês notaram que os personagens da minha fanfic tem escolha?
Tipo, a Ayano podia escolher ir ou não ir para o aniversário da Osana e ter evitado o plano dela, a Ayano também tinha escolha de deixar a Nara morta e seguir com a vida. Vocês notaram isso?

Capítulo 9 - O tempo está passando...


Fanfic / Fanfiction Yandere Simulator - Capítulo 9 - O tempo está passando...

                     Era meu irmão mais velho!

Corri e abracei ele por trás.

Ayano: que saudades, maninho.

Hayano: também senti saudades.

Sim, o nome dele é Hayano.

Ele é um ano mais velho.

Ayano: você cresceu tanto, isso também cresceu.    ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Hayano: opa! Não faz mais isso. É muito errado.

Ele vira para mim e me abraça.

Resumo rápido sobre meu irmão:

O nome dele é Hayano, mas a pronúncia é sem o H. Ele tem 17 anos e vai estudar na sala do senpai. Ah, ele sente emoções.

Ayano: é tanta coisa para te contar...

Hayano: conta com calma.

Ayano: a Nara morreu e agora tenho que ressuscitar ela, mas para fazer isso preciso de uma energia mais forte do que a energia que fazem as bússolas apontarem para o norte e só tenho mais 2 dias.

Hayano: a Nara? A sua amiga que não sente nada?

Ayano: sim.

Hayano: para sua sorte, eu fazia parte do clube de ocultismo da nossa antiga escola.

Ayano: você nunca me disse isso.

Hayano: mas e se dizer que tem como ter uma energia mais forte que a energia que fazem as bússolaa apontarem para o norte?

Ayano: como?

Hayano: você já sabe sobre as mortes?

Ayano: como assim?

Hayano: tudo que está morto, não tem como encostar no que está vivo do outro lado, como um dedo, se você arrancar um dedo, o dedo irá estar morto e vai para o outro lado.

Ayano: aí os mortos podem mexer no dedo.

Hayano: exatamente. Mas para as pessoas que morreram conseguirem passar para o outro lado, precisam da energia para conseguirem ir para o outro lado.

Ayano: então se conseguirmos sugar a energia que vem no mesmo segundo que a pessoa morre.

Hayano: nós conseguiremos a energia e a pessoa não vai morrer.

Passa um vulto da Nara na janela quando o Hayano está olhando para lá.

Hayano: e-eu acabei d-de ver a Nara!

Ayano: as vezes ela aparece por 1 segundo.

Hayano: não sei como, mas parece que nessa casa, está dando algum tipo de interferência de dimensões aqui.

Ayano: deviamos visitar a lider do clube de ocultismo, ela irá saber.

Hayano: você sabe onde ela mora?

Ayano: não, mas posso pedir para a info-chan me dizer onde fica.

Hayano: info-chan?

Ayano: longa história.

                       Mensagem on 

Ayano: info, preciso da localização da Oka Ruto.

Info-chan: me envie as fotos.

Ayano: depois eu tiro.

Info-chan: ok.

Ela me envia o endereço.

                         Mensagem off

Ayano: ela mora 10 quarteirões daqui.

Hayano: vamos.

Chegamos na casa dela.

Ayano:--Toco a companhia.--

Mulher: Oi, como posso ajudar?

Ayano: sou do clube da Oka Ruto lá na escola.

Mulher: OKA RUTO, É PARA VOCÊ!

Mulher: podem entrar.

A Oka Ruto desce umas escadas e vem falar conosco.

Oka Ruto: pois não?

Ayano: lá em casa, as vezes, da para ver e ouvir a Nara e aquela mão...

Oka Ruto e Hayano: o que?

Hayano: você não disse nada de mão!

Ayano: eu estava em casa, quando eu ouço a Nara sussurrando no meu ouvido para eu correr, ai apareceu aquela mão indo em cima de mim mas consegui sair de casa antes. E esse é meu irmão, Hayano.

Oka Ruto: wow. Tinha uma história de um homem que torturava e matava pessoas, de tanto matar e torturar, na casa dele havia um erro entre as duas dimensões, a dos vivos e dos mortos.

Ayano: aí as vezes ele podia ver e ouvir as pessoas.

Oka Ruto: sim.

Eu vi a um pouco do cabelo da mulher que nos atendeu, ela estava ouvindo a nossa conversa e tentando se esconder. O esconderijo dela era quase imperceptível.

Ayano:--Sussurrando-- por que aquela mulher está escondida?

Oka Ruto: Mãe, ela já te viu.

Oka Ruto: eu quero ver isso mais de perto. Posso ir até sua casa?

Ayano: pode.

Oka Ruto: Mãe, vou sair.

Sr.Ruto: volte cedo.

Oka Ruto pega seu colar e um livro e vamos para minha casa.

Chegamos na minha casa e entramos.

Oka Ruto: nossa...

Ayano: o que?

Oka Ruto: aqui parece que foram mortas e torturadas centenas de pessoas.

Hayano olha para mim.

Oka Ruto: A MÃO!

Ayano, Hayano e Oka Ruto: AAAAAHHHH!

A mão foi em cima da gente, mas ela atravessou.

Ayano: ué.

Oka Ruto: que estranho.

Hayano: ele não consegue nos tocar.

Ayano: eu te disse, Oka Ruto.

Oka Ruto: vocês tem porão?

Ayano: sim.

Levamos Oka Ruto para o porão.

Ayano: esqueci de dizer que meu irmão tem uma teoria.

Hayano: se quando uma pessoa morre e vai pro mundo dos mortos, ele precisa da energia, então se quando uma pessoa morre ela consegue energia o suficiente para fazer uma fenda dentro de si e no mesmo segundo fecha-la?

Oka Ruto: nunca reparei nisso.

Hayano: então tem como sugar e energia antes dela abrir a fenda?

Oka Ruto: sim...

Ayano e Hayano: como?!

Oka Ruto: eu deixo meu colar apontado para a pessoa que morreu e com sorte posso pegar a energia.

Ayano: e como você não disse isso antes? Faltam 2 dias para ela ficar presa lá!

Oka Ruto: calma, só precisamos de um voluntário.

Ayano: eu.

Oka Ruto: tá bom.

Hayano: o que?! De jeito nenhum vou deixar você!

Ayano: a vida é minha e eu faço o que eu quero.

Me colocaram na cadeira, pegaram uma espada, a Oka Ruto apontou seu colar para mim e meu irmão enfiou uma espada no meu coração...


Continua...





Notas Finais


Que capítulo emocionante, não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...