História Yandere Simulator: Meu amor... - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yandere Simulator
Personagens Amai Odayaka, Asu Rito, Ayano Aishi, Budo Masuta, Chojo Tekina, Daku Atsu, Flame Demon, Hanako Yamada, Haruto Yuto, Hayato Haruki, Info-chan, Inkyu Basu, Juku Ren, Kizana Sunobu, Koharu Hinata, Kokona Haruka, Kokuma Jutsu, Kuu Dere, Mai Waifu, Megami Saikou, Mei Mio, Midori Gurin, Mina Rai, Musume Ronshaku, Oka Ruto, Osana Najimi, Osoro Shidesu, Personagens Originais, Pippi Osu, Riku Soma, Rival-chan, Robot-chan, Ryoba Aishi, Ryusei Koki, Ryuto Ippongo, Saki Miyu, Sakyu Basu, Shima Shita, Shin Higaku, Sho Kunin, Sora Sosuke, Sota Yuki, Supana Churu, Taeko Yamada, Taro Yamada, Victim-chan, Yui Rio, Yuna Hina
Tags Amai Odayaka, Amor, Ayano, Ayano Aishi, Ayato, Budo, Budo Masuta, Budo X Ayano, Budo X Shin, Colegial, Depressão, Dona Anete, Masugaku, Morte, Osana Najimi, Senpai, Shin, Shin Higaku, Taro Yamada, Tortura, Yandere, Yandere Simulator, Yaoi, Yionno
Visualizações 39
Palavras 766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem pelo atraso ;_; Foi difícil lutar contra a preguiça... Agora eu terei que estudar mais matemática ;w; Pois... Eu fui a única a passar (Na minha sala) nas Olimpíadas de Mat pra segunda fase! Eeeeeee Mas tipo, acho que eu consegui no chute jdjdjjdkksjdjjdm Bom, enfim... Espero que gostem, boa leitura :3

Capítulo 20 - M-morra!


 *Shin Higaku On*


 - Visitar alguém que a poucas semanas atrás tentou matar? - Pergunto sarcasticamente, ela solta uma risada e se aproxima de mim. Dou passos para trás, sinto que ela fará alguma coisa, mas... Não sei que ato irá realizar.

 - Shin Higaku... Se acalme, estou aqui, pois eu não sou a culpada.- Falou, me sinto nervoso: Ela sabe do que fiz...?! Mas como?! Apesar disso, tento não demonstrar meu sentimento assustado.

 - S-sua... -- Sou interrompido por um barulho da porta, era Oka, a mesma percebera nossa presença e veio nos cumprimentar.

 - S-Shin, que b-bom que veio...! Fico feliz por isso... - Se aproximou de mim e ficou do meu lado, logo falando para a outra: - A-Ayano, n-não sabia q-que você vinha até aqui...

 Ayano parou de me encarar e sorriu falso, não soltando nenhuma palavra em seguida. Aquele maldito e constrangedor silêncio dominou o local, mas esse não era o óbvio? "Três anti-sociais em um mesmo cômodo" O resultado era o esperado, até a Ruto tiver coragem o suficiente e acabar com isso.

 - E-eu c-conversei com p-policiais, t-tentei dar as dicas possíveis para a tentativa de homicídio. - Falou, logo completando sua frase, me deixando aflito: 

 - Precisamos achar o culpado o mais rápido possível, esse alguém deverá sofrer com o que causou com Budo, não é Shin? - Perguntou Ayano, colocando uma mão na cintura.

 - ...E-eu... Não sei ao certo, t-talvez haja todo um plano por trás da p-pessoa que fez isso com Budo. - Falo, envergonhado e desconfortável, queria sair daqui o mais rápido possível, voltar a minha casa e aproveitar meu final de semana. 

 - P-por que acha isso, Shin? - Perguntou Oka, fazendo uma cara de mal entendida e inocente, apesar de notar muito bem a sua preocupação por baixo de suas olheiras. 

 - Eu já disse que não sei. Também não quero saber, esse é o trabalho da polícia: Descobrir e colocar a dívida no causador, enfim... e-eu vou indo. - Digo direto, tentando não gaguejar ou mostrar para elas que eu mesmo joguei aquele peso. Me afasto delas e saio da sala, arrumo meu cachecol e finalmente, me senti livre de tudo.

 *Shin Higaku Off*

 *Budo Masuta On*

 Preto. Aquela escuridão tinha me dominado e eu cansei de saber disso... Eu não posso sentir nenhuma parte do meu corpo, mas eu estava ciente de tudo: Tinha uma audição boa e pude ouvir a maior parte da conversa, as vozes eram familiares, mas eu não conseguia identificá-las... Talvez tenha sido o tempo que passei assim desde... Desde quando?

 *Budo Masuta Off*

 Budo continuou ali, ouvindo as vozes femininas ecooarem pelo lugar, mas... Antes de ardomecer, pode ouvir um silêncio, o que lhe assustou, mas foi impedido de pensar quando tinha acordado no outro dia. 

 *Domingo* 

 *Ayano Aishi On*

 Tenho o direito de ter saído do presídio por alguns dias, para verem como me comporto nessa semana... E, se o resultado ser absolutamente normal, estarei livre! E não precisarei fazer um "encontro com o psiquiatra", e estará perfeitamente perfeito! Só precisarei me "contatar" com a "Info", e... Verei qual será a minha próxima rival... Me pergunto, se o desespero por ser notada pela sociadade em si, fez a Info-Chan fazer loucuras ou... Até eliminar uma rival com as próprias mãos. Espero que não, pois eu necessito de mortes... A minha própria vingança com a injustiça de Taro não me notar...! E... Sempre olhar as outras garotas, sem chamá-las de estranha! Mas... O jeito como ele diz suas palavras, podem ser tão feias quanto as meninas (Autora: Kkkk), que eu ainda continuarei determinada a ele perceber a minha presença! 

 - Hihi - Rio com esses meus pensamentos, além dos meus outros momentos em que eu estarei junta a ele... Me levanto de minha cama, coloco minhas pantufas rosas e, desço as escadas para o porão frio e escuro, logo vendo a figura presa sentada a minha frente. Solto meu sorriso torturante e passo minha mão em seu rosto.

 - Oka... Como foi seu primeiro dia aqui? Está com fome? Haha! Não que eu iria me importar... - Falo, rindo da menina desesperada, que estava impedida de falar com uma venda em sua boca, só murmúrios eram escutados, Oka tentava sair a qualquer custo, mas não é tão fácil assim...

 - Irei deixar você dizer apenas uma palavra, antes que a minha tortura comece. - Rio, vendo o sofrimento da outra, enquanto direciono minhas mãos a faixa, a fazendo poder falar, e... Confesso que não esperava por isso, vindo de uma pessoa tão... Estranha.

 - M-morra!

 


Notas Finais


Tô com muito sono ;w; Então irei dormir e pensar na fic ;w;
Desculpem-me os erros de português, repetições de palavras, e a pouca quantidade de palavras nesse cap ;w; Tentarei trazer o próximo mais de 1.000 ;w; Bjsss~ Espero que tenham gostadoooo~ Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...