História Yaoi em Tokyo - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Hideyoshi Nagachika, Ken Kaneki
Tags Hide, Kaneki, Tokyo, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 2.520
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey mina!!!
Peço desculpas por essa demora, sei que vcs estão muito bravos cmg, mas eu queria escrever um capítulo especial pra vcs, por isso demorei.
Espero que vcs gostem e me perdoem haha.
Aproveitem o último capítulo ^-^

Ps: se puderem escutem unravel lendo.

Capítulo 13 - Eu Te Amo


Touka

O barulho que veio da frente de batalha era estrondoso, queria muito estar lá, lutar pelo que amava, mostrar que também era, pertencia, a Anteiku, mas por ordem do Gerente, Touka tinha que sobreviver, assim como Hannabi e Nishiki.

O pensamento de fugir virando as costas para as pessoas que mais precisavam de sua ajuda, as pessoas que com o decorrer do tempo se tornaram sua família, aqueles que ela mais amava, seu motivo de continuar ali.....esse pensamento era frustrante.

Yomo estava esperando, paciente, Touka entrar no carro, não queria sair dali, não queria fugir.

Mais uma vez se lembrou de sua conversa, com o Gerente na Anteiku.

-Por favor deixe-me ir, serei útil, eu prometo.

-Você será útil permanecendo viva, de nada nossos esforços adiantará se você morrer.

-Eu não vou morrer! Nenhum de nós vamos morrer! Vamos lutar e mostrar quem somos nós! Que eles mecheram com os ghouls errados...

-Touka-chan!

Hannabi chamou seu nome, seu rosto a expressão mais triste que Touka vira. Depois disso teve uma conversa a sós com o Gerente mas já não era do mesmo assunto. Touka desistiu de convence-los a deixá-la ir.

-Touka?- Yomo chamou.

O que ela iria fazer? simplesmente não podia sair assim, não depois de tudo que fizeram por ela. Só de pensar em que o exército de Irimi e Koma, depois de tantos anos sem luta nem nada, deveria estar perdendo agora, fez Touka se sentir uma idiota por estar perdendo tempo ali.

Yomo estava esperando eu entrar no carro com Hannabi e Nishiki, pra poder ir para um lugar bem longe dali.

-Por que a demora?- perguntou Nishiki.

Touka não respondeu, Yomo continuou olhando para mim, sua expressão sempre a mesma, seria.

-Ei Touka, larga de ser idiota e entra no carro. Já era para estarmos bem longe daqui. Se aparecer um membro da CCG vamos ter....

-Que se foda!- respondi com muita raiva.- Seu covarde! Por que não entra logo no carro e foge pra bem longe?

-Covarde?? Eu não sou covarde! Você que não...

-Nishiki, entra no carro.- falou Yomo.

-Mas ela...

-Nishiki.- Yomo continuava a olhar pra mim, sua expressão a mesma. 

Nishiki entrou no carro sem dar um resmungo, ele sabia muito bem a situação que se encontraria se tentasse responder Yomo.

-Eu não vou entrar no carro.- disse Touka.

-Faça o que quiser.- Yomo deu de ombros e abriu a porta do motorista.- Apenas lembre-se que o motivo do gerente querer que vocês escapem... É para um dia poderem reerguer a Anteiku, ou pelo menos, manter nosso lema....ajudar quem precisa.

Yomo entrou no carro e partiu.

Touka sentiu que as lágrimas estavam perto de cair por seu rosto. Ela sabia. Sempre soube, desde o momento que o gerente disse para eles fugirem, ela entendia que no fundo, algo assim iria acontecer. Mas esse algo ainda não aconteceu, não iria permitir tão facilmente que acontecesse. Começou a correr em direção a luta, iria ajudar seus amigos...seus amigos não....sua família.

....................................

Hide

Estava sendo pior do que ele imaginava, muitos membros da Anteiku apareceram do nada e impediram a CCG de chegar perto do café.

Hide estava nas linhas de fundo, ajudando as pessoas que chegavam feridas, tanto da luta contra o macaco demoníaco e a luta contra o gato da noite.

Havia muitos ghouls, Hide nunca vira nada parecido. Até agora, impedia com todas as suas forças para não pensar em um Ghoul.

Hide ajudava e ouvia atentamente as conversas dos soldados, esperando que alguém comentasse sobre um certo Ghoul de cabelo branco. Hide não sabia se era mesmo Kaneki, ainda tinha suas dúvidas, mas uma parte de si, ficava gritando, que não havia dúvida, era ele.

-Hideyoshi?

Takizawa chamou, Hide se virou, surpreso por vê-lo.

-Eu tenho que liderar um grupo na retaguarda, como estão as coisas aqui?

-Não estão muito boas. Cada vez mais feridos tem chegado.

Takizawa olhou para os feridos com um olhar triste.

-Eu não gosto disso, mas estamos fazendo isso por uma boa causa, certo?

Hide não soube o que responder ao certo, apenas voltou seu olhar para os feridos.

-Eu tenho que ir. Se cuide.

Takizawa saiu, deixando Hide para trás.

Hide olhou mais uma vez para os feridos, não aguentava ficar ali, ele precisava se encontra com Kaneki, ou melhor, saber se ele estava mesmo ali, precisava acabar com aquilo de uma vez, já não aguentava mais toda aquela tensão.

............................................

Kaneki

Retirei a máscara que estava no rosto do ghoul aos meus pés, era uma máscara de gato, para minha infelicidade, era Irimi por trás da máscara.

Ela estava fraca, lutou muito, usou todas as suas forças e se manteve de pé por muito tempo, Kaneki a admirava assim como Koma. 

Ela virou o rosto usando o pouco que tinha das suas forças, quando me viu, demorou um segundo para me reconhece, eu estava sem a máscara, ela deu um sorriso e então a vida se foi de seus olhos.

Fiquei olhando para ela por um tempo, pensando:" se eu voltasse no tempo, no dia em que Rize me transformou, e tivesse, de algum modo, impedido, eles ainda estariam vivos?"

Kaneki acará de chegar após Ayato lhe dizer o que estava acontecendo com a Anteiku. Ayato estava testando a lealdade de Kaneki, infelizmente ele acabou perdendo. Ayato já devia saber disso, mas queria ver com seus próprios olhos, pois bem, me observe então.

Kaneki passou por Koma, ele estava no final de sua luta, com algum membro da CCG, quando cheguei só vi seu corpo caindo após receber o golpe final. Rapidamente peguei seu corpo e o coloquei gentilmente no chão, e, é claro, me vinguei de quem o matou.

Quando voltei para ver se ele ainda estava de alguma maneira vivo, ele me encarava com um sorriso no rosto.

Do mesmo jeito que Irimi me olhava agora.

Por que? Todos eles estavam dando suas vidas para proteger o café, por quê? Onde estava o Gerente? E Touka? É, acima de tudo, como a CCG descobriu sobre a Anteiku?

Fechei os olhos de Irimi ela estava em um lugar mais afastado da luta, eu havia a trazido pra cá.

Recoloquei minha máscara, eu precisava entrar em ação antes que mais alguém de suma importância morra. Uma senhora de idade se aproxima, me assustando e me surpreendendo.

Ela não ligou pra mim, veio até Irimi, pegou em sua mão, lágrimas escorriam por seu rosto.

-Obrigada!- disse a senhora.- Se não fosse por você eu estaria morta agora, muito obrigada por dar sua vida por mim, alguém que você nem conhecia. Me desculpa!

Ela começou a chorar e soluçar alto, Kaneki quase se juntou a ela.

Então foi isso.

Irimi era uma ótima lutadora, não perderia tão fácil para qualquer um, a não ser que houvesse uma distração, nesse caso, a distração era essa senhora de idade, que devia estar na linha de fogo, quando Irimi foi proteje-la acabou se matando.

Kaneki saiu dali, deixou Irimi aos cuidados da senhora. Ele precisava fazer de tudo para impedir que mais morte ocorresse, os membros da CCG estavam exagerando, por onde Kaneki passava via muita destruição, por quê? Aquilo não era necessário, só estava trazendo cada vez mais dor e perda para os dois lados. Como Kaneki iria impedir que essa tragédia aumentasse mais ainda? Só sei de uma coisa, Koma e Irimi estavam sorrindo pra mim, pois eles sabiam que só eu, um ser que habita e pode andar nos dois lados, poderia impedir, e era exatamente isso que eu iria fazer.

................................................

Hide

Onde eu estava?

Boa pergunta!

Eu não faço ideia!

Sai da onde eu estava cuidando dos feridos e sem querer acabei entrando em uma linha de combate, o que era exatamente o que eu estava tentando evitar, não deu muito certo.

É no momento eu estava com uma arma na mão, com medo de atirar em um Ghoul.

Sim, eu devia estar com medo de morrer por um Ghoul ou ser atacado sei lá, em vez disso eu não queria atirar em um inocente.

Sim, pra mim os ghouls são inocentes. 

Se Kaneki se transformou em um Ghoul, significa que esses ghouls também passaram por algum tipo de transformação, certo? Ou seja, já foram humanos uma vez. É aqueles que nasceram assim, não tem culpa, porque ninguém escolhe como vai nascer.

Então eles eram inocentes, não mereciam estar morrendo, o que a CCG fazia era errado, mas...

Eles são ghouls, eles matam os humanos para sobreviver, pois precisam se alimentar, não dá pra conviver desse jeito.

Mesmo assim, mata-los e errado!

É Hide estava com uma arma na mão com a ordem de matar qualquer Ghoul que passa-se na sua frente, exatamente o que ele não faria.

Tentou sair dali, a CCG estava exagerando. Ouviu um bum  bem alto e o chão tremeu, lança granadas? Sério? Pra que isso? Será que ninguém entende o que está acontecendo?

Hide avistou uma ruela que estava fazia, havia uma placa com o nome da rua, parecia, por sorte, que ele estava a uma quadra do café, se ele usasse aquela ruela poderia chegar lá de boa.

Olhou para os lados, por sorte a luta se encontrava do outro lado. Não perdeu tempo começou a correr, e então algo se partiu no seu estômago...

.............................................

Narradora ^-^

Touka corria desesperadamente querendo ajudar sua família, estava difícil a cada passo que dava sentia sua esperança morrendo aos poucos.

Por onde passava tudo que ela via eram os corpos dos membro do clã de Irimi, além de muita destruição. Se convencia o tempo todo de que por baixo daquelas máscara não estava o rosto da pessoa que a trouxe o afeto feminino que tanto precisava em um momento muito difícil de sua vida.

Kaneki se encontrava em uma luta, com a última pessoa que queria encontrar, ou melhor, a penúltima. A última era Hide.

O pensamento de que Hide poderia estar ali no meio aterrorizava Kaneki.

Gerente havia acabado de perder a luta contra Juuzou, em seu ato de insanidade total, pois havia perdido a única pessoa que podia controla-lo de alguma forma, a única pessoa que trouxe um faísca de esperança para si, na qual nem ele mesmo tinha.

Eto observava a luta, e se revelou para seu pai antes de ele morrer completamente.

É Hide...

Levou um tiro no estômago.

Ele estava sangrando, com muitas dores e mesmo assim continuou andando, seu unico pensamento era que precisava chegar a Anteiku, porque só assim encontraria Kaneki e poderia esclarecer as coisas...dizer o que tanto queria...que sabia o seu segredo é que não se importava...porque....ele o amava.

.................................................

Hide

Faltava pouco....e....cheguei.

Respirei fundo antes de entrar, minha barriga doendo muito. Entrei na Anteiku. Tudo parecia normal, como se nada estivesse acontecendo lá fora.

Era estranho, eu me sentia mais calmo ali, como se o lugar sabia exatamente que eu precisava de um descanso, a aura me envolvendo acalmando um pouco meus pensamentos. Era bom.

Me sentei em uma cadeira ali perto, observei o lugar. Tudo estava intacto, era como se nada estivesse ocorrendo lá fora e eu aqui dentro estivesse entrado na loja quando ela estava fechada.

Ri com essa ideia, minha barriga doeu.

Coloquei a mão sobre o ferimento, estava sangrando muito, mas nao liguei.

Achei bem irônico o fato de que eu iria morrer por uma bala e não por uma kagune. O que Kaneki iria pensar?

Avistei uma xícara de café e fui até ela, acho que vou fazer uma surpresa para o Kaneki, será que ele vai gostar?

.............................................

Kaneki

Eu matei ele. 

Depois de tudo esse foi seu fim, eu não queria ter feito isso, mas ele não me deu escolha, o pior de tudo  foi que ele morreu com um sorriso.

Por que todos morriam com um sorriso? Qual é a graça? Orgulho? Satisfeitos? Bem, eu não estava.

Todos estavam morrendo e eu fazia de tudo para não me desconcentrar, se eu ver mais alguém morrendo.... Eu não saberia como continuar.

Esperei muito que Touka não estivesse no meio dessa confusão, se ela estivesse, espero que saiba se cuidar.

Não prestei atenção pra aonde estava indo, quando dei por mim....eu estava na frente da Anteiku.

Ela estava intacta, pelo jeito os membros da CCG não conseguiram chegar a aqui ainda, isso quer dizer que o clã de Irimi e Koma estava lutando com todas as forças para não deixar que a morte de seus respectivos líderes fossem em vão.

Entrei na Anteiku.

Tanto por dentro como por fora ela estava intacta, onde estava todo mundo? Pensei que talvez fosse encontrar eles aqui conversando sobre alguma tática para vencerem a luta, mas não havia ninguém.

Eu espero que tenham fugido, mas é claro que Touka não iria fugi, eu conheço ela bem de mais pra saber que ela não faria isso. Retirei a máscara, como eu estava cansado.

Ouvi passos. Me virei...vendo a última pessoa que eu queria.

........................................

Narradora ^-^

Hide apareceu com uma bandeja na mão e em cima a xícara de café. Kaneki ficou bem surpreso quando o viu, por um segundo esqueceu que estava sem a máscara e seu olho vermelho, mas foi apenas por um segundo, logo em seguida ele virou o rosto com a mão em cima do olho.

-Esta tudo bem.- falou Hide, chamando a atenção de Kaneki, ele estava com um sorriso nos lábios.- Eu sabia.

Kaneki não soube o que responder, "como?" Era a pergunta que pairava em sua mente. Hide se aproxima.

-Eu fiz isso pra você, eu não sei se ghouls tomam café...mas..

Ele só conseguiu dar dois passos, logo em seguida sentiu uma pontada na barriga e deixou a bandeja cair, caindo junto.

Kaneki viu sua camisa ensopada de sangue, quando o amigo caiu, foi rápido e o segurou. Percebeu suas roupas, eram as mesmas que todos os soldados da CCG estavam usando. "Por que?" Pensou Kaneki confuso.

Não era pra ele estar ali, mas estava ainda mais com essas roupas, e ele estava ferido, era muita informação pra assimilar.

Hide não estava bem, seu rosto pálido, caindo aos poucos na escuridão, perdendo suas forças cada vez mais rápido.

Ele olhava para o rosto de Kaneki como se fosse a primeira vez, pensando, o quanto se sentia feliz por saber que iria morrer em seus braços, não se arrependia de nada, mas, se ele morresse sem dizer o que tanto queria, concerteza não iria em paz.

Esse pensamento fez Hide sorrir. Kaneki ficou puto com isso, mas alguém com quem ele se importava estava morrendo e mesmo assim sorria.

Ele não entendia, não conseguindo mais se controlar, as lágrimas, finalmente, desceram por seu rosto.

Hide usou todas as forças para levantar a mão e limpar suas lágrimas. "Quando é que ele vai ficar um dia sem chorar?" Pensou Hide, "Espero que nunca, pois ele não seria o meu Kaneki".

-Não...chore.

-Hide...

Kaneki não conseguia se segurar, aquilo não estava acontecendo, Hide não estava morrendo, Kaneki não podia perde-lo. Kaneki pressionou o ferimento tentando fazer parar. Hide perdeu tanto sangue que não havia mais volta.

"Por favor" implorou Kaneki. "Não me deixe", ele queria dizer isso, mas não encontrou sua voz.

Hide sentia o mundo fugir de si, precisava falar antes que seja tarde demais.

-Ken Kaneki...... Eu...te...amo.

Disse e então deu um enorme sorriso.

Kaneki não aguentou.

-Hideyoshi eu te amo, não me deixe por favor... Eu te amo.... Eu te amo.... Eu te amo...

Hide não quis fechar os olhos embora suas pálpebras estivessem pesadas, queria que sua última visão fosse o rosto de Kaneki...e então a escuridão o tomou e ele deixou seu amado pra trás...

Kaneki gritou.

Seu mundo acabou.

Seu motivo de viver.

Continuar a lutar. O objetivo de se controlar.... 

Limpou suas lágrimas, uma frieza o dominando, depois foi um leve beijo em seus lábios antes de se levantar, com ele em seus braços.

Não havia mais motivos para continuar...

..... Tudo..... Acabou...





Notas Finais


Obrigado a todos os favoritos, foi por vcs q eu escrevi!!
Caso tenham gostado da minha fic eu tenho outras...se quiserem dar uma olhada ( elas são bem sem noção como eu kjkkk mas são legais eu acho haha)

Um beijo a todos.
Espero que tenham gostado ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...