História Yellow - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crianças, Fantasia, Horror, Hospicio, Magica, Suspense, Terror
Exibições 2
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hmn,Oie!
Apenas criei para amenizar meu tédio. :)
Ou de alguém quem sabe.

Capítulo 1 - Uma chave dourada



A enfermaria está calma hoje,como está frio não?
A sala me parece menor do que antes,isso me dá uma sensação de...falta de ar. Tão escuro,e com quase nenhum móvel...

 

É,este é  o meu quarto.


--Eu gosto de noites chuvosas,e você?--Sussurrou,sentada no canto da sala,apertando suas pernas contra seu corpo.
...
--Oh,as velas acabaram?--disse com um tom surpreso,afinal,a ultima vez que pegou uma caixa de velas fora a menos de três dias atrás.
...
--Não se preocupe,só mais um dia não faz mal,e eu tenho uma pequena vela aqui...
Tirou uma caixinha de fósforo de seu bolso e acendeu um palitinho,juntando o fogo com a vela,formando uma fumaça acinzentada.
...
--O único problema é que a porta está trancada,poderia abrir pra mim?--Disse de frente a uma porta escura,uma velha porta que possuía uma espécie de janelinha com grades enferrujadas.
A porta se abriu suavemente,fazendo um barulho,um rangido. Mostrando logo a frente,um vasto corredor escuro com algumas janelas. Ao pisar fora da sala,conseguia sentir o cheiro de "grama ou terra molhada" junto do cheiro de madeira que vinha do piso. 
Naquele corredor havia apenas as janelas,duas mesinha de cada lado da porta do final do corredor com um jarro florido,e uma menina que passava por ele,segurando uma vela. 
Seus batimentos ecoavam pelo corredor junto da chuva e de seus passos. Estava frio,estava escuro. 
A cada passo dado,ficava mais nervosa. Não poderia estar acordada,estava tarde. O que fariam com ela se a vissem acordada? Não queria pensar nisso.
Ao se aproximar da porta,viu o jarro em cima da mesinha direita,possuía flores amareladas,junto de um cartãozinho.

"Para a felicidade das quais querem,uma celebração."
Alguns dias atrás,houve uma celebração mesmo,uma linda festa com vários enfeites. Foi para sua antiga colega,na qual dividia seu "quarto".
Das poucas pessoas que ela conheceu,aquela sua colega foi a pessoa mais próxima que ela já teve.As vezes se perguntava o por que dela ter a deixado. Mas tudo bem,nunca guardaria mágoas de uma pessoa tão maravilhosa e gentil.
Hesitou ao abrir a porta,mas o fez,dando de frente com outro corredor e um guarda,ele estava dormindo pesadamente. Não gostava nada dele,sempre a tratava mal com sua arrogância,desde que ela entrou naquele local.
Suspirou pesadamente,e olhou para fora de uma janela,a chuva continuava intensa,relampeando bastante. Dava para ver o playground lá fora,todo molhado,e os balanços se movendo por conta do vento.
Havia boas memórias daquele local.
Voltou sua atenção para o corredor,havia muitas portas,cada porta possuía uma placa com o nome de alguém. Mas se concentrou em apenas uma,Louise.
O quarto de senhorita Louise,ficava no final do corredor,e seu escritório ficava na sala principal. Precisava entrar nele e achar uma chave,uma chave dourada com uma pedrinha amarela. Lembrava que,a senhorita sempre estava com ela.
Encostou seu rosto na porta,talvez assim,poderia saber se a senhorita estava acordada. Não ouviu nada.
Abriu a porta lentamente,conseguindo ver a senhorita em cima da cama dormindo,descoberta,com seu pijama rosado.Ela babava,nojento.
Abriu a porta quase por completo,mas a porta fez um barulho. Malditas portas velhas.
Seu coração gelou,sua respiração também,o que faria?
Se jogou no chão,tentando não fazer barulho.

--Quem está aí?--Uma voz pesada e feminina ecoou pelo quarto.

A garota se arrastou até a cama,ficando embaixo dela,senhorita Louise usava óculos,sem eles não conseguia ver nada.

--Eu tenho uma arma!--A garota conseguia ouvir os passos pesados.Prendeu a respiração por alguns segundos,e logo soltou. Queria chorar,o que estava fazendo? Fechou os olhos,se concentrou no som que as gotas da chuva faziam,lágrimas desciam pelo seu rosto lentamente.

-Calma...Olhe pra cima...

Ouviu algo lhe dizer. Olhou para cima, entre as madeiras da cama,havia uma caixa. Se curvou um pouco,para ver melhor. Era uma linda caixa,com uma pedrinha amarela na frente. Levantou suas mãos lentamente,e pegou a caixa.

-A chave...

A chave está aí dentro? É aí que ela a guarda? Encarava aquela linda caixinha,sua liberdade poderia depender dela.

 


Notas Finais


hahahah.....nada a declarar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...