História Yeong-ung - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, EXO
Personagens Chen, Jennie, Jisoo, Kai, Lay, Lisa, Rosé, Suho
Tags Blackpink, Exo, Superheroi
Visualizações 9
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Bem vindo ao primeiro capítulo.
Aqui vai alguns rápidos avisos sobre a história:
- Por favor, não surtem se algum ruim acontecer com seu(ua) BIAS. Não significa que eu odeio ele;
- Postarei um capítulo por semana, pois tenho outra história em andamento e para poder dar atenção as duas, preciso de tempo;
- Não se preocupem com a possível chance de eu abandonar a história em andamento. Ela já está pronta e apenas sendo revisanda antes do post;
- Gosto de saber o que acham sobre a história, então sintam-se livres para comentar, assim como dar sugestões a respeito dos acontecimentos, sempre se pode modificar alguma coisa e eu super team deixar os leitores felizes.

Acho que é só isso. De mais, espero que curtam a história.
Agora podem ler o primeiro capítulo. ^^

Capítulo 1 - Um


Fanfic / Fanfiction Yeong-ung - Capítulo 1 - Um

JENNIE 

Olhei entediada para o cara que estava na minha frente. Há longos minutos ele estava tentando me fazer elogios, mas sua gagueira não ajudava muito, o que o tornava ainda mais desinteressante do que era.

- Você poderia pular essa parte e dizer logo o que quer? – perguntou de forma suplicante.

Ele parou em meio a uma frase, fazendo sua boca ficar de uma forma engraçada. Rapidamente fechou a boca e olhou para o chão, encabulado. Quando ele voltou seu olhar pra mim, parecia verde, e eu temi ser um vomito vindo a qualquer momento.

- Vo-vo... Você go-go... Go-gostaria de... De... – ele pausou nervoso e passou a mão suada na nuca voltando a olhar para o chão.

- Olha, já estou aqui há meia hora ouvindo a sua ladainha, não pode adiantar o que quer? – perguntei de forma inocente e acrescentei – Tenho muito que fazer ainda, se for pra hoje, agradeço.

O garoto me olhou pasmo e então suspirou derrotado.

- De-de-deixa pra lá. – deu de ombros.

Sorri e dei um tchau mexendo apenas os dedos,  virei de costas pra ele, fazendo uma cara de alivio e segui até minha melhor amiga, Rosé, que estava encostada na parede serrando a unha distraidamente.

- O que ele queria? – perguntou me dando uma rápida olhada e voltando a atenção pra unha.

- Sei lá. Ele ficou gaguejando que eu era bonita, que gostava de mim, mas não disse o que queria realmente. - dei de ombros.

Rosé revirou os olhos e guardou a serrinha na bolsa rosa da Louis Vuitton[1] .

- Você devia parar de dar atenção pra todo retardado que quer falar com você. – disse ela engatando o braço comigo.

- Eu sei, mas não consigo evitar. - suspirei - Queria não ser tão boa demais.

Seguimos pelo corredor enquanto as pessoas davam espaço para passarmos.

Estavam no ultimo ano do colegial com um reinado de três anos sobre todos na escola. O diretor nos adorava, eramos boas na maioria das matérias, e nas que não nos saímos tão bem, tinhamos os nerds que sempre ajudavam com satisfação. Rosé era capitã das líderes de torcida enquanto eu a co-capitã. Isso nos tornava as mais desejadas por todos os garotos, e por consequência, as mais odiadas pelas garotas. Um bando de invejosa, na verdade. Não tinhamos culpa de nossas belezas.

Eu tinha a pele mais parda, com cabelos castanhos e lisos. Rosé era branca, com os cabelos ruivos. Não que fosse o tom original, mas combinava tão perfeitamente com ela, que ninguém jamais insinuou que aquilo era tinta.

E nossa beleza não era apenas reconhecida na escola, mas fora dela também. Fazíamos alguns trabalhos como modelos fotográficas as vezes. E eu já participei de um comercial uma vez. Rosé tinha um blog de moda muito popular, com fãs até fora do país.

Nesse momento era hora de nossas atividades físicas, então seguimos direto para o vestiário feminino, nos trocamos e seguimos para o gramado próximo ao campo de futebol onde os meninos treinavam. Era hora do treino das líderes.

O treino seguia tranquilo até percebermos uma agitação no campo de futebol. Olhei e notei que a arquibancada estava mais cheia que o normal, assim como haviam algumas pessoas nas grades envolta da quadra. Parecia até dia de jogo. Voltei o olhar para Rosé que assentiu indicando que também já havia notado.

- Ok, cinco minutos de intervalo. - disse Rosé pra equipe.

E todos correram para a quadra, para saber o que acontecia. Rosé e eu não fizemos diferente.

- O que será que está acontecendo? – perguntei juntando meu braço ao dela enquanto caminhávamos para arquibancada.

- Não faço ideia. Só espero que o Chen esteja bem.

Chen era o namorado de Rosé e capitão do time da escola. Ele era bem legal, e eu também esperava que não fosse nada grave.

Quando chegamos ao campo, pasando pelas pessoas apra poder entramos e ficarmos na arquibandaca, percebemos que o temor de Rosé foi em vão. O que ocorria na verdade era que havia um garoto novo correndo no campo. A bola estava sob seu dominio enquanto ele corria em direção ao gol. Ele olhou, para a trave, para a bola, chutou e comemorou seu gol um sorriso de lado enquanto os meninos do time viram para ele.

- Ele parece ser bom. - comento.

- Fazer um gol não o classifica como sortudo. - desdenhou Rosé.

Não comentei nada, pois ela jamais iria aceitar ou admitir que achava que alguém jogava melhor que seu namorado.

Ficamos caladas enquanto os garotos voltavam a correr atrás da bola, vários passes foram feitos e no fim a bola foi parar no pé do garoto novo. Dessa vez eu prestei mais atenção nele, no seu rosto e corpo, e concluiu que ele era bem gatinho. E bom no futebol, porque conseguiu fazer mais um gol.

- Quem será ele? – perguntei para ninguém em especial.

Rosé de ombros, e alguém atrás de nós limpou a garganta chamando a atenção. Relutante, olhei para trás, onde uma garota de cabelos desgrenhados, um cardigã por cima da farda e que tinha aparelho nos dentes sorria sem graça pra gente.

- Ele é novo aqui. – disse o obvio com uma voz que parecia de pato engasgado – Se chama Kim Jun-myeon. Começou hoje.

Voltei o olhar pra frente, sem dar mais atenção pra garota. No mesmo momento o treinador soou o apto chamando os jogadores. Fiquei olhando o tal Kim Junmyeon seguir junto com os outros até o treinador, pegar uma garrafa de água e começar a beber e depois jogar um pouco em seu pescoço e cabeça.

- Achei sexy. - comento com um sorriso traveso.

- Alguém chamando sua atenção na escola!? Isso é uma surpresa. - brinca Rosé.

- Engraçadinha. - rimos.

Porém notei que eu não era a única a estar babando no garoto novo. Havia mais mulheres que homem ao redor da quadra. Não que isso fosse incomum, mas hoje realmente havia bem mais delas. Revirei os olhos imaginando que aquela garotas estavam sonhando alto demais. Tendo eu na escola, até parece que qualquer uma delas seria uma primeira escolha como encontro.

Voltou a atenção para os garotos que falavam com o treinar e meus olhos encontraram os do novato. Ela bebia de outra garrafa de água, mas parou ao fixar seu olhar em mim. Por um instante desejei ser aquela garrada, ou ao menos o suor que escorria pelo rosto dele.

- Vamos voltar pro treino, o tempo está passando. - Rosé levantou ficando na minha frente.

Pisquei percebendo que por um momento viajei enquanto olhava para o garoto. Deixei minha amiga passar para poder olhar um pouco mais pra ele, mas o mesmo já estava entre os garotos e de costas pra mim. Suspirei e segui com Rosé, chamando os outros para voltar ao treino.

Passei o resto do tempo pensando no garoto e numa forma de chegar nele. E o fato das garotas no vestiário não pararem de falar sobre ele, me fez fortalecer ainda mais a vontade de o conhecer melhor. Além de ser a primeira a ficar com ele.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...