História Yes My Love - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias DRAMAtical Murder, Kuroshitsuji
Personagens Agni (Arshad), Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Elizabeth Midford, Finnian "Finny", Mey-Rin, Noiz, Personagens Originais, Príncipe Soma Asman Kadar, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker, William T. Spears
Tags Kuroshitsuji, Lemon, Yaoi
Exibições 51
Palavras 1.819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie gente to atrasado pro meu curso, então escrevi o cap praticamente correndo desculpe-me qualquer coisa, adoro vcs meus lindos e boa leitura.

Capítulo 18 - Conde eu Te Amo.


(Dias "muitos dias" Depois)

Ciel

Depois da morte de meu querido irmão, a mansão andava em um clima melancólico era de fato triste não ter mais aquele imbecil por perto, .... Eu sentia falta dele e como sentia, mas eu sou o conde Phantomhive tinha que me manter forte, Já os empregados estavam  realmente desanimados principalmente Mey rin, que era a mais apegada a meu irmão, Sebastian? Esse voltou a fazer seus afazeres de mordomo, mas anda mais frio que o normal, nem um sorriso se quer ele dava. Estava perdido em meus pensamentos quando lembrei que nem meu pai nem Undertaker sabiam do que havia acontecido, lembrei-me também que eles viriam a mansão hoje, então terei de contar... Fui para meu escritório e fiquei a espera dos mesmo enquanto tentava desfrutar de um bolo de chocolate.

-Vincent- Ciel... - Ouvi me chamar enquanto batia na porta do escritório.

-Ciel- Entre pai. - Disse o mesmo entrou acompanhado do Shinigami de cabelos prateados.

-Vincent- Como vai Ciel? - Uma pergunta que eu de fato não sabia responder.

-Ciel- Bem....... - Dialoguei depois de alguns minutos de silencio.

-Undertaker- Olá conde. - Cumprimentou-me com seu tipico sorriso, que temo que não ira durar muito.

-Ciel- Olá funerário.

-Vincent- Mas bem, onde está o seu irmão queria velo. - Humf... Dei um demorado suspiro.

-Ciel- Pai... O Noiz... - Proferi entre longas pausas.

-Vincent- Algum problema Ciel? - Perguntou meio arrisco, não é uma coisa fácil de se contar, mas tem que ser dito.

-Ciel- O Noiz... Bem, meu irmão... Ele mo... - Tentei falar mas perdi a coragem.

-Undertaker- Oque houve conde? - Questionou preocupado.

-Ciel- Ele está mort... - Antes que pudesse terminar a frase fui cortado.

-Noiz- Ele esta querendo dizer que eu morri... - Falou com um sorriso, aparecendo na janela do escritório e sentando na mesma.

-Ciel- No-noiz! - Eu não acredito, ele, ele está vivo. Levantei-me imediatamente de minha cadeira e pulei em cima do mesmo o abraçando, sei que um conde não deve agir assim mas....

-Noiz- Oie, sentiu minha falta pouca sombra? - Perguntou soltando uma leve risada pela minha atitude, nem eu me reconheci. Mas...Estou feliz.

-Undertaker- Não estou entendendo nada. - Falou confuso.

-Vincent- Nem eu. - Também confuso.

-Noiz- Deixa eu explicar de uma forma simples, resumindo acho que estavam achando que eu estava morto, nossa que trava linguá.

-Vincent Undertaker- Hãm? 

-Noiz- Ah eu explico tudo depois, agora eu to com Fomeee... 

-Ciel- Como você? Eu te vi morto. - Disse enquanto algumas lagrimas desciam pelo meu rosto.

-Noiz- Eu explico depois, já disse. - Reforçou.

-Vincent- Ainda não entendi nada, Ciel me explique algo por favor. - Eu então expliquei oque havia acontecido pra meu pai e o de cabelos prateados, que pareceram entender um pouco.

-Noiz- Olha sério, se não fosse a Melissa eu realmente não sei oque teria sido de mim. 

-Ciel- ... - Eu não disse nada apenas continuei abraçado ao mesmo.

-Undertaker- Mas você esta bem agora não é?

-Noiz- A sim estou, digamos que "Problema resolvido". - Disse num tom alegre, realmente eu senti falta desse inútil.

-Vincent- Quanta informação. - Dialogou sarcástico.

-Undertaker-  Realmente. - Confirmou também sarcástico.

Estava prestes a soltar o meu irmão quando ouvi seu estomago roncar algo, soltei uma leve risada.

-Noiz- Eu disse que estava com fome. - Disse meio envergonhado, passando a mão por de traz da cabeça, fazendo todos ali rirem.

-Ciel- Bem, vou pedir para Mey rin lhe trazer alguma coisa então.

Conversamos um pouco até que Mey rin chegasse a ruiva deu um pulo quando viu meu irmão, chegando a quase derruba-lo mais uma vez tivemos que explicar o ocorrido e pedimos que ela falasse com os outros empregados e assim ela fez, e todos invadiram meu escritório e fizeram o maior drama, "apesar que eu fiz igual" com exceção de Sebastian que a ruiva não havia encontrado, logo meu Pai e o esbranquiçado foram em bora e eu fiquei conversando um pouco a sós com meu irmão... Como é bom telo de volta.

Noiz

Ah.... Passei uns dias bem complicados mas já resolvi tudo, bem... Depois de conversar com Ciel, eu resolvi ir ver como estava meu Sebas-chan, estou feliz de rever todo mundo... Mas eu quero meu Sebas-chan, procurei ele pela mansão e até mesmo em seu quarto mas não o encontrei em canto algum, ah, cade você my love, continuei procurando até que resolvi esperar que ele aparecesse talvez tivesse saído ou algo assim, fui para meu quarto e pra minha sorte encontrei o moreno deitado em minha cama, me aproximei de vagar para que ele não percebesse e deitei ao seu lado o abraçando com força, que saudades do meu akuma, que alias levou um susto.

-Sebastian- Me-mestre! - Disse ao se virar e me encarar com uma expressão confusa, e apertando ainda mais o abraço.

-Noiz- Voltei my love. - Falei rindo de sua cara confusa, e também muito fofa.

-Sebastian- Como você?, não importa que bom que está bem. - Dialogou me olhando nos olhos, Sebastian, ah, Sebastian.

-Noiz- Desculpe ter feito você passar por isso. - Realmente me senti culpado por ter feito todos pensarem que morri, apesar que não foi minha culpa.

-Sebastian- Tudo bem, My Love. - Apertou ainda mais o abraço. 

-Noiz- Sebastian... - Disse e acaricie seus cabelos negros.

Ficamos algum tempo calados até que tomei os lábios do meu akuma em um beijo terno e calmo, continuamos assim até sentir falta do maldito ar, "ah... ah... Eu te amo Sebastian", pensei alto e fui retribuído por um sorriso, acabei adormecendo ali mesmo abraçado ao meu mordomo.

 Sailor

Realmente é bom saber que o meio loiro meio ruivo esta de volta, não sei como já que eu mesmo vi que ele estava morto, ou pelo menos parecia, mas acho que isso não importa, resolvi ir ver como andava o conde nesses últimos dias ficamos ainda mais próximos, bati na porta de seu escritório o mesmo me permitiu entrar ele pareci feliz, isso me alegra também conversamos um pouco e me atrevi a roubar um beijo do azulado que corou tanto quanto um tomate.

-Ciel- Sailor, acho que não é hora para isso. - Como não meu conde delicia? Como não?

-Sailor- Por que não? 

-Ciel- Acabei de saber que meu irmão não esta morto, acho que isso serve não?

-Sailor- Não mesmo conde. - Disse e voltei a beijar o azulado, que me retribuiu com um beijo ainda mas voraz, nossa conde.

-Ciel- Tem razão, acho que não á problema, mas... Eu realmente estou feliz em ter meu irmão de volta. - Sorriu e ficou pensativo.

-Sailor- Vamos comemorar isso então. - Eu já disse, não perco tempo.

-Ciel- Sailor! - Repreendeu-me ficando ainda mais corado.

-Sailor- Qual o problema pequeno conde? - Perguntei voltando a beija-lo.

Pedi passagem o menor me concedeu, eu sei que Noiz acabou de voltar e tals, mas eu não aguento mais eu realmente amo o esse azulado, continuamos com o beijo até que Ciel o quebrasse e dissesse "Não é hora pra isso" ignorei e comecei a tirar suas peças de roupa uma a uma até deixa-lo completamente nu.

-Ciel- Ah, já que quer tanto. - Sorriu e começou a despir-me também.

-Sailor- E como quero meu azulado. - Disse retribuindo o sorriso. 

Devagar percorri com meus lábios por todo o corpo do outro o fazendo ter arrepios, ele soltava finos gemidos abafados, que estavam me levando a loucura sinceramente como pode esse garoto me enlouquecer assim? continuei com minhas caricias o conde me retribuía com beijos ternos, cheguei com meus lábios bem próximos a seu membro o abocanhando por inteiro, pude escutar um gemido fino e prolongado vindo do mesmo, oque me atiçou a continuar. 

-Ciel- Ah Sailor, ahhhhhh. - Gemeu um pouco mais alto quando comecei a chupar de leve o seu membro.

O Conde se contorcia de tanto prazer, resolvi provoca-lo um pouco mordendo a pontinha de seu membro resultando em gemidos ainda mais altos, eu estava adorando isso, ter o conde para mim era o paraíso, quanto mais eu o provocava mais altos eram os barulhos que o conde fazia.

-Ciel- Ah, isso, isso é muito bom Sailor, ah. - Disse puxando meus cabelos me fazendo ir mais rápido.

Continuei assim por um tempo, até que o azulado não se aguentasse e gozasse em minha boca, engoli tudo sem cerimonia alguma e sorri maliciosamente, fazendo o conde dar um risinho safado, ah conde, ah Ciel. Retirei minha boca do membro do mesmo e voltei a beija-lo mordisquei todo o seu corpo mas sem deixar marcas naquele corpo perfeito.

-Sailor- Mas você é tão lindo conde.

-Ciel- Posso dizer o mesmo de você. - Proferiu de uma forma que me fez corar. 

-Sailor- Oras... Mas você sabe jogar em?

-Ciel- Não subestime o cão de guarda da rainha. - Dialogou mais uma fez com um sorriso suspeito, fazendo-me corar ainda mais.

Voltei com minhas caricias até que não aguentasse mais, colocando dois de meus dedos perto da boca do outro que sem frescura alguma os deixou bem úmidos, mas uma vez "nossa conde". O penetrei com o primeiro dedo, o fazendo gemer alto, esperei um tempo e coloquei o segundo dedo, resultando em outro gemido fino.

-Sailor- Avise-me quando poder mexer. 

-Ciel- P-pode mexer. - Respondeu-me alguns minutos depois.

Comecei a mexer com meus dedos dentro do azulado que parecia um tanto desconfortável, mas com o tempo ia se acostumando e voltou a puxar meus cabelos, continuei assim enquanto o masturbava fazendo com que erguesse as costas de tanto prazer isso estava me levando a loucura não aguentei muito tempo e retirei os dedos de dentro do conde que me olhou despontado.

-Sailor- Bem, esta pronto conde? - Perguntei posicionando meu membro contra sua entrada.

-Ciel- S-sim, estou. 

Devagar fui entrando com meu membro dentro do Phantomhive que gritou alto, quando estava completamente dentro esperei um pouco até que o azulado me pedisse pra mexer. Comecei com estocadas lentas, os gemidos do pequeno Ciel estavam cada vez mais altos, eles estavam me levando a loucura, aumentei a velocidade das estocadas fazendo os conde  se contorcer de prazer, não consegui aguentar muito e me desfiz dentro do menor, que não demorou muito sujou nossos abdomes com seu liquido quente, me retirei de dentro do mais novo que soltou um suspiro prolongado, o deitei em meu peitoral até que o mesmo cai-se no sono, conde eu te amo. 

Sebastian

 Não sei como explicar o quanto estou feliz, eu já devia ter ido cumprir com meus afazeres de mordomo, mas... Mas hoje eu só quero ficar aqui junto ao meu ceifeiro, ah... Novamente eu queria poder chorar, mas dessa vez chocar de felicidade. Apertei ainda mais o abraço no meu shinigami que acabou acordando, ele não disse nada  apenas voltou a alisar meus cabelos, ah...My Love. 

 

 


Notas Finais


Falou povo lindo, Kiss e espero que tenham gostado. Assim deixa eu roubar a fala do meu "abiguinho" antes hehehehe Não gosto de historias com mortes, agora sim fuieeeeee....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...