História Yes, sir. (Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Visualizações 161
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIII AMORECOS TURO BOM?
Então, eu já planejei o próximo capítulo, e acho que vou postar ele amanhã ou depois de amanhã.
Desculpem a demora, eu to de volta às aulas aí fica mais difícil de escrever.
Enfim, aqui tá mais um capítulo, espero que gostem.
Boa leitura amorzinhos 💜

Capítulo 8 - Maybe... Part. 1


Fanfic / Fanfiction Yes, sir. (Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 8 - Maybe... Part. 1

[P.o.v S/n on]

Acordo com batidas firmes e um tanto quanto fortes na porta, pela intensidade das batidas, presumi que a pessoa já deveria estar batendo a um certo tempo. Abri meus olhos calmamente e xinguei mentalmente quem estava batendo. Tinha ficado acordada até duas da manhã falando com Tae, eu teria dormido mais cedo, mas estava totalmente sem sono. Liguei o meu celular e vi que horas eram, 14:37. Então, lembrei-me das batidas na porta.
-Quem é? - digo manhosa, com a voz um pouco arrastada
A porta se abre e Jungkook coloca a cabeça pra dentro do quarto.
-S/n?
-Haaaan?
-Levanta e se troca, vamos sair?
-Nãaaaaaao - viro pro lado cobrindo minha cabeça com o cobertor.
-Não? Puxa, que pena... Acho que vou ver se a Rosa quer ver Anabelle 2 comigo então..
Ah, ele estava apelando. Não sabia como ele poderia saber que eu amava terror. Mas uma coisa é certa, aquelas palavras me deixaram com muita vontade de levantar. Virei pra ele e descobri minha cabeça.
-Qual é S/n, vamos lá, é sábado, eu não tenho que trabalhar, me cansei dessa casa. Vai me deixar mesmo sair sozinho?
-Aaaaa, tudo bem. Me de alguns minutos e eu vou estar pronta.
-Tudo bem - ele disse sorrindo e depois fechou a porta do quarto.
Me levanto ainda meio sonolenta e vou pro banheiro, faço minhas higienes, tomo banho e enfim coloco uma blusa preta lisa, um shorts jeans cintura alta e um sapato all star vermelho. Prendo meu cabelo em um coque meio de qualquer jeito e pego minha bolsa. Desço até a sala, onde Jungkook me esperava mechando no celular.
-Vamos? - pergunto indo em direção à porta, sem olhá-lo diretamente.
-Vamos sim.

~Quebra de tempo~

Chegamos ao cinema alguns minutos antes do filme começar, Jungkook havia comprado os ingressos pela internet, então não corria risco de nós não conseguirmos entrar na sessão, mas ainda estávamos atrasados. A gente começou a rir enquanto corríamos pra entrar na sessão a tempo, demos nossos ingressos e entramos na sala de cinema.
O lugar já estava totalmente escuro, e na tela já rodava alguma coisa, por sorte, era apenas trailers. Sentamos nos nossos lugares, sorrindo.

(Quebra de tempo)

Já estava na metade do filme, de vez em quando - quase sempre - Jungkook se assustava, ou fechava os olhos. E então chegou uma parte que, admito, fiquei com medo também. Jungkook colocou a mão sobre a minha em um reflexo de medo. Aquele toque, aquilo me fez recordar do passado e, por um segundo, flashbacks vieram à minha mente. Afastei minha mão rápido e a trouxe pro meu colo.

O resto do filme foi basicamente normal, alguns medos aqui, alguns "NÃO FAZ ISSO SUA ANTA" ali, como qualquer outro filme de terror. Saímos da sala e andamos em direção à saída do cinema.
-Gostou do filme? - Jungkook disse abrindo a porta do local pra mim.
-Ah eu adorei, eu realmente amo terror. Mas e você, gostou? Você passou a maior parte do filme de olhos fechados.
O maior riu e eu o acompanhei.
-Ah, eu achei... Interessante.
Passamos o resto do caminho em silêncio, mas não era um silêncio constrangedor ou desconfortável, era um silêncio bom, um som novo e inexistente que se eu pudesse ouviria todos os dias no meu fone.
Chegamos em casa - ainda era muito estranho chamar de "casa", como se fosse minha, nunca tive uma casa minha de verdade - já eram 18:02 e eu não estava com tanta fome, afinal nos tínhamos comido pipoca, então comi uma maçã e fui para o meu quarto.
Peguei um caderno que eu havia trazido na mala e procurei um lápis pela casa e comecei a desenhar.
As oito, Jungkook veio me dar boa noite e então voltei a desenhar.
Por volta das nove horas, fiquei com sono. Me troquei, desprendi meu cabelo, tirei a minha maquiagem e me acomodei. 
Fechei meus olhos, por algum motivo eu estava muito cansada hoje, então o sono veio rápido. Porém quando eu estava quase dormindo, alguém bate na porta, logo abrindo a mesma.
-S/n? - Jungkook fala com a voz baixa e um pouco desregulada.
Cocei meu olho e sentei na cama.
-Oi? - olhei fixo nos olhos do rapaz, que carregava uma expressão estranha.
-Posso dormir aqui com você?
-O que? - estava meio bêbada de sono, não estava entendendo bem.
-Eu estou com medo... Eu não consigo dormir, eu juro não fazer barulho algum, você nem vai me notar aqui.
-Jungkook, você não esta meio velho pra ter medo de filme de terror não?
O mais velho abaixou a cabeça e fez um biquinho triste involuntário.
-Por favor...
Olhei bem para Jungkook, ele realmente parecia com medo, eu nunca que iria negar. Lembro-me de quando eu ficava com medo do escuro e as meninas me deixavam dormir na cama delas, era, realmente, reconfortante. Fui para o lado na cama, dando espaço para o rapaz deitar, sorri para ele.
-Pode vir, bobo.
Kook se deitou do meu lado se cobrindo. Nos deitamos um de frente para o outro. Notei que Jungkook estava tremendo, ele realmente parecia apavorado. Segurei sua mão e a apertei firme, levei minha outra mão a sua bochecha.
-Está tudo bem, nada vai te machucar agora, apenas tente dormir ok? - o moreno assentiu fechando os olhos.

Sabe, talvez o Jungkook não seja tão idiota quanto eu pensei. Talvez ele não seja esse cafajeste. Talvez ele não me veja como um objeto. Talvez ele seja, no fundo, uma criança. Talvez nós possamos nos dar bem de verdade.


Talvez, só talvez... 


Notas Finais


E aí, o que acharam do capítulo?
Espero que tenham gostado ^^
Comentem e favoritem, isso ajuda muito.
Não seja um leitor fantasma por favor ;^;
Então foi isso, perdão se ficar curto ou se tem muito erros ortográficos (ou se tá uma bosta), até o próximo capítulo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...