História Ying Yang {NamJin} - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 307
Palavras 2.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - {29}


{Namjoon}


Minha noite havia sido tranquila e com sonhos hots que me fez acordar e ter que aliviar toda aquela excitação. Também passei boa parte da noite pensando sobre minha o mais saber minha escolha sexual, e também sobre o dia seguinte, e o trabalho extra. Ah sim, eu pensei bastante nisso. Como é um turno noturno não tem muito o que fazer, e nem muitas pessoas na agência, o que se torna uma oportunidade única pra estar dentro do menor... Ops... Estar com o menor*. Ambos de qualquer forma são opções agradáveis, mas é impossível estar perto dele e não sentir minha boxer se apertar.[...] 

Meu café da manhã se passou de forma agradável, tirando o fato de Hwasa não tirar os olhos e sorriso malicioso de mim, seguidos também por indiretas a cada vírgula. Hoje as horas passaram incrivelmente rápidas, me deixando ansioso e animado. Estava saindo do elevador quando me lembrei que tinha que ver o Jackson pra falar sobre a viagem. Não sabia se o menor já havia lhe entregado todos os documentos então achei melhor conferir e lembrá-lo para o avisar de entregá-lo para si. Importante lembrar que irei nessa viagem, e sinto que será algo diferente pra mim. Jin irá desfilar em uma passarela com muitas pessoas, e isso me incomoda. Seria como dividir algo que eu quero só pra mim. Sim, eu sou um garoto mimado e egoísta. Mas também não quero causar um escândalo na mídia, principalmente pra ele que é novo nessas coisas e ainda tem muito o que aprender, e viver. Sorrio de canto e paro a frente da porta do loiro, a mesma se encontrava entreaberta e as gargalhadas e conversas estavam incrivelmente altas. Acho que tem trabalho bastante pra ambos fazerem, por quê diabos estão conversando em horário de trabalho? Penso e antes de bater na porta ouço algo peculiar que me chamou a atenção. - 


-Aigoo, Seungri. Eu não consigo me segurar mais... Meus hormônios já estão à flor da pele. - a voz do loiro pronuncia e eu arqueiro a sobrancelha - 


-Aish, não vou discutir com você, só não arranje problemas... Sabe como o chefe é rigoroso... Principalmente depois que ouvi os boatos do baby boy dele. - deixo os lábios entreabertos e antes que meus sentindos pudessem voltar a porta é aberta- Sr. Kim? - sorrio tentando transparecer a normalidade-


-Sim. Jackson está ocupado? Preciso falar com ele. - olho o moreno e ele nega abrindo mais a porta para que eu pudesse passar-


-Estou indo. Bye bye. - ele se afasta e eu entro olhando o loiro. Sobre o que exatamente estavam falando? Baby boy? Seria o Jin? E esses boatos? Não acredito que está tendo rumores sobre mim. Em minha mente rodava mil e uma perguntas que eu não tinha resposta, e isso me matava. Só espero que não seja relacionado ao Jin. Mesmo não sendo nada dele, odiaria saber que ele estava com outro. - 


-Oi sr. Kim, o quê deseja? - ele sorri - 


-Queria saber se o Jin já lhe entregou os documentos assinados, ou se iria recusar a proposta. Sr. Siwon está realmente me cobrando quanto a isto. - digo de forma natural mas noto que ao falar o nome do menor, um sorriso pequeno surge em seus lábios - 


-Oh, ainda não... Ontem fui procurar ele mas ele já havia saído, então se ele não me procurar eu vou de encontro a ele. - assinto-


-Ok então, só queria lembrar. Bem, obrigado. - digo simples e saio de sua sala indo para o meu escritório. Nada havia saído de minha mente, e a curiosidade só me matava por dentro. [...] 

O dia já havia chegado ao fim e eu não tinha visto o Jin. Seu trabalho extra ia começar em menos de uma hora, e isso me deixava empolgado. Saio do elevador e vejo YoonA atender o telefone, espero a mesma desligar e quando ela o faz me aproximo da menor.- Hey YoonA. Pode sair mais cedo, eu tranco tudo é amanhã chego mais cedo pra abrir. - seu sorriso se torna grande - 


-Sério? Muito obrigado sr. Kim. - sorrio com sua alegria e ajeito a postura, ponho as mãos no bolso traseiro e olho ao redor-


-YoonA? Viu o SeokJin? Não o vi hoje e ele precisa cumprir hora extra. - faço um bico e ela me olha - 


-O vi a um tempo já... Ele saiu com o Jackson pra pegar um documento. - arqueio a sobrancelha - 


-Ah sim... Sabe aonde? 


-Na casa do Jin. - mordo o lábio - 


-Tem muito tempo? - ela olha no relógio de pulso - 


-Trinta minutos mais ou menos... Bem... Talvez eles foram fazer o papel né? - ela ri e eu mordo a bochecha. A casa do Jin é a mais perto da empresa, eles poderiam ir e vir e menos de dez minutos. Isso não tá certo. E nesse momento todos os pensamentos de mais cedo acabaram por me assombrar. Droga. Pego o celular e disco o número do rapaz. - 


-O número se encontra ocupado, ou fora da área de cobertura. Tente novamente mais tarde, obrigado. - aperto o aparelho contra a minha mão e desligo a ligação... Ou tentativa de uma. - 


-Chefe? Está tudo bem? - assinto-


-YoonA, não saia agora por favor. Eu já volto. - sem esperar ela responder saio em disparada pra casa do menor. O Jin não recusava uma ligação... Eu nunca tinha o ligado na verdade, até porque não era necessário, mas ele não tem cara de ignorar ligações. Chego a frente dos portões e me aproximo do porteiro. - 


-Poderia abrir por favor? Preciso falar com alguém. - digo receoso- 


-Depende de quem seria rapaz... 


-Kim SeokJin. Um menino de cabelo rosa. 


-Eu sei quem é. - olho sua expressão de tédio - E quem quer falar com ele? -suspiro - 


-Kim Namjoon, namorado dele. - mordo a bochecha por mentir - 


-Namorado? - ele me olha e gargalha alto me deixando furioso com sua reação - Se você é namorado, saiba que está com um par de chifres bem grande meu caro. - ele abre o portão e eu entro hesitante. Talvez fosse só os documentos mesmo, e minha cabeça esteja imaginando coisas. Aigoo! Murmuro e subo as escadas rapidamente indo até o andar do menor, nunca iria me esquecer do seu cantinho. Aperto as mãos em punhos ao ver que a porta estava aberta e entrei devagar ouvindo barulhos mais distantes. Olho cada cantinho até ver algumas folhas no chão, sendo separadas pela porta e os barulhos... As vozes... Ordens... Palavrões... Jin...-


-P-por fav-vor... P-pare... - a voz estava fraca e embargada, mas sua voz era inconfundível - 


-Shhhh... Quieta minha putinha. - agora era a voz do... Jackson. Meu corpo esquentou de forma que eu não o controlava com minha mente. Me afastei o suficiente sem fazer barulho em seguida me aproximando rápido da porta assim batendo contra ela, a fazendo abrir um pouco- Quê? Quem está aí? Que porra. - novamente não falei nada e abri contra a porta mais uma vez a abrindo meio torta já que o parafuso que a prendia soltou. Ao ver aquela cena eu apenas me irritei mais. Jin estava de quatro sem veste alguma, e deu rosto estava encostado no travesseiro. Seus olhos estavam arregalados e vermelhos. Suas mãos presas por um pano, em algumas partes de sua coxas podia-se perceber marcas vermelhas e o desgraçado do Jackson prestes a fazer algo pior a ele. Não precisa ser muito inteligente pra imaginar o que ele estava fazendo-


-Namjoon... - o menor murmurou e eu olhei o loiro que me olhava assustado - 


-Seu covarde. - e essa foi a última coisa que eu disse antes de socar a cara do loiro, o derrubando no chão. Por mais que eu estivesse começado bem, ele malhava e aparentava ter mais força que eu, e foi assim que ele também descontou seus murros em mim. Aproveitei que ele usava apenas uma boxer, e desferi uma joelhada contra seu membro o fazendo urrar pela dor- Seu canalha. - volto a trocar as posições e lhe dou um murro na mandíbula - Eu deveria te matar por fazer algo sujo assim. - lhe dou outro murro mas com o punho esquerdo, já vendo seu rosto inchar- 


-Chega... Namjoon... Não mate ele. - o menor tenta me impedir com as palavras, e antes de parar lhe dou mais um, porém no nariz o vendo escorrer sangue. O loiro estava quieto, então deduzi que estava desacordado. Suspirei fundo e me levantei, olhando o menor naquela situação. Mesmo eu o vendi assim não conseguia me excitar ou ter uma reação parecida. Também não tinha como transformar em palavras o que sentia. Era simplesmente arrasador. Me sento na cama e desamarro o pano de suas mãos, vendo que as mesmas já estavam marcadas por ela estar apertada. O menor se encolheu no canto e em segundo se quer me olhou. Olho seu pescoço e vejo que estava com marcas roxeadas e aquilo acabou com minhas estruturas- 


-Jin... O quê ele fez? - minha voz sai rouca e receosa, esperando apenas um sinal dele, mas ele nem se mexeu e muito menos falou- Talvez você não queira conversar sobre is... - antes que eu terminasse, sou interrompido por ele me abraçando forte, e ouço seus pequenos soluços. - 


-N-Namjoon... Foi tão r-ruim... - ele murmura deixando as lágrimas cair e molhar a blusa que eu vestia. Mordo o lábio evitando dos meus olhos marejarem, passo as mãos por suas costas retribuindo o abraço forte - 


-Calma, calma... Já passou... Estou com você agora. - suas mãos apertam minha blusa e eu encosto a cabeça na curvatura de seu pescoço - 


-Não me deixa, N-Namjoon... Por favor... 


-Eu não vou deixar, pequeno. - digo e suspiro me separando dele aos poucos - Tenho que chamar a polícia, e falar com o proprietário sobre a porta, e dispensar o pessoal da empresa. Fica aqui, ok? - ele arregala os olhos e nega. Passo o dedo por sua bochecha, limpando uma lágrima solitária e sorrio tentando confortá-lo - 


-Não vai... Eu não quero... Ficar só... Estou com medo, Joonie. - acaricio seu rosto - 


-Você não vai ficar meu bem. Irá dormir na minha casa hoje, ok? - tento o convencer - 


-Mas... 


-Mas nada. Minha omma vai gostar de você, e assim eu poderei cuidar de você. Realmente me preocupo com você, SeokJin. Não quero que algo assim aconteça novamente. - digo sério e ele assente mesmo que hesitante - Esse é meu garoto. - sorrio e lhe dou um beijo na bochecha me levantando em seguida. - 


-Namjoon... 


-Oi? - me viro pegando o celular -


-Não liga pra polícia, pode prejudicar você. 


-Melhor eu do que você. Não se preocupe, as coisas dele são mais graves do que as minhas. - e após essas palavras falei com quem tinha que falar, e em poucos minutos a polícia pretendia chegar. Liguei também pra YoonA e pedi que liberasse todos, e por fim pra Hwasa pedindo que enchesse uma banheira com água quente. E foi assim que sua penca de perguntas começaram. - 


-Quê? Pra quê banho quente? Você tem mãos faça você mesmo, e eu vou sair agora. - suspiro pesado - 


-Hwasa, por favor, quando chegar te explico tudo. - peço mais uma vez - Não é pra mim. 


-E pra quem seria? - pergunta curiosa-


-Ajeite logo o banho, já já chego em casa. - ignoro sua pergunta e desligo, volto ao quarto e vejo o loiro esparramado no chão, viro a cabeça vendo o menor sentado olhando pra mim. Sorrio fraco e abro seu guarda roupa, pegando uma blusa grande, e me aproximo dele- Levante os braços. - peço e assim ele faz, ponho a blusa em si e ouço a sirene soar. Jin estava quieto. Ele é tímido, mas não costuma ficar tão quieto e sério como está. E eu ainda não sabia o que tinha acontecido. Ele não queria tocar no assunto, e isso me preocupava. Não quero que isso deixe traumas nele. - 


-Eles chegaram... - o menor murmura e eu assinto me afastando - 


-Já volto. - me viro e saio do quarto, assim como de seu apartamento descendo as escadas e indo de encontro aos policiais que entravam - 


-O senhor ouviu algo antes de sair? Talvez gritos? - me aborda um policial baixo - 


-Foi eu que os chamei. 


-Então pode nos levar ao caso? - pronuncia outro e eu apenas assinto virando as costas e seguindo em frente ao local do ocorrido - 


-Não me importo com o que farão com ele, só não quero que ele saia impune por isso. - digo próximo a um dos policiais que tinha uma expressão séria e rígida - 


-Não sigo ordens suas meu caro. - o olho-


-Se você não fizer, eu o faço. - digo por fim e o mais velho me olha. Entro no quarto e o menor me olha cabisbaixo - 


-O quê aconteceu ao certo? O senhor não entrou em detalhes. - o rapaz mais jovial disse-


-Certo, mas acho que estrupo não tem muito oque dizer. 


-Aigoo... - ouço um murmuro e olho pro chão vendo o loiro se mover. O mais velho se aproximou e o levantou de forma brusca e prendeu suas mãos nas costas - 


-Parece que você se meteu em confusão de novo hein? - arqueiro a sobrancelha - 


-De novo? 


-Não é a primeira vez que ele tenta algo do gênero. - suspiro - Já sabemos oque fazer, não se preocupe, vamos cuidar dele. 


-Obrigado. - agradeço e o mais novo sorri saindo- Espero que castre ele. - digo ao mais velho-


-Ele vai ter oque merece. - e após isso ele sai. O quarto ficou em um grande silêncio, e aquilo me incomodou bastante -


-Vamos? - pergunto e o menor assente. Me aproximo dele olhando em seus olhos- Jin... Você vai ficar bem, ok? Tente não pensar nisso. Vai passar, certo? - tento confortá-lo mas seu olhar se mantêm longe - 


-Certo. - sua voz sai fraca-


-Vem cá. - seguro sua cintura para pegá-lo no colo mas ele me afasta - 


-Eu sei andar. - ele diz frio e se levanta. Suspiro e procuro as chaves do apartamento, e o tranco quando finalmente as acho. Aigoo. A única coisa que espero é que ele não fique dessa forma comigo... E em pensar que a noite seria como ir ao céu... Na verdade virou um inferno. - 




Notas Finais


{Adivinha quem voltou? Eu!
Eu troquei a capa da fanfic (não sei se viram), mas o que acharam? Preferem essa? Ou a antiga?
E o que acham que vai acontecer no próximo capítulo? Tã tã tã tããããã hahahjajsjsjjsj
Espero que tenham gostado, e até amanhã. (se eu conseguir editar ahhahhshs)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...