História Yokais - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kizashi Haruno, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Máfia, Sasusaku, Yokais
Exibições 92
Palavras 3.486
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Harem, Luta, Policial, Romance e Novela, Seinen, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yo o/

Voltei cedo né?! hehe, bem aqui está mais um capitulo pra vocês, espero que apreciem, e desculpe pelos erros ortográficos, depois eu reviso hehe . Nos vemos nas notas finais ^.^

Boa leitura ;)

Capítulo 2 - Primeiro dia de aula e garoto estranho.


Fanfic / Fanfiction Yokais - Capítulo 2 - Primeiro dia de aula e garoto estranho.


 Tóquio sempre foi e ainda é uma cidade marcada pela organizações de mafiosos, onde cada um defende um território, seus bairros, fazendo com que passa-se de geração a geração. A polícia e o governo do país, sabendo disso, ficavam bem atentos, por que era comum brigas de gangues, para a expensão do território, ou até mesmo tráfico de drogas, muitas organizações entravam em guerra, ou se aliançavam para se fazer, mais poderosas. Houve uma época, aonde o japão foi praticamente devastado, pelas guerras entre várias facções,e o governo dá época, não sábia como controlar o caos que estava se instalando, várias famílias vinham sendo desmanchadas pelas mortes e pessoas inocentes morrendo,   tomando uma medida drástica, o governante entrou em um tratado de paz, com cada líder que vivia no japão, com um auxilio de uma organização considerada poderosa , os Uzumakis ,onde eles teriam a liberdade para fazer seus negócios, sem interrupção do governo, desde que as guerras acabacem e eles fica-sem em paz, uns com os outros, ignorando as diferenças que tinham. Assim um conselho secreto, sem o conhecimentos dos civis do país, se formou, onde cada líder, participava duas vezes por mês, para averiguar se todos estavam cumprido com o tratado. Muitos ali, eram donos de poderosos impérios, empresas criadas espalhadas pelo mundo, como um desfarse para poder traficar aquilo que quise-se.
Cinco organizações denominadas poderosas, e nomeadas de ''Cinco Impérios'' ou  ''Five Kings'' os Cinco Reis, dominavam praticamente o Japão inteiro, e mais alguns outros países da Ásia, estes eram numerados, conforme o poder que cada família mostrava, sendo assim, Uchiha e Uzamakis disputavam o primeiro lugar, como maiores facções, logo atrás vinha os Sabakus e Hyuugas, e por fim os Harunos. Cada família continha um histórico de rivalidade constante, nem todos aceitavam viver em ''paz'', tanto pela antigas guerras mau resolvidas, como assuntos que ainda iriam se resolver, mas eram obrigados, a conviver entre si, por conta do tratado que durava a cerca de sete anos. Existiam outras facções que tentavam de tudo para entrar no Tópico dos mais fortes. E Sakura tinha plena conciência disso, e mesmo contra vontade, levava o fardo que ganhou sem pedir, desde o nascimento.
Sentiu os olhos arderem quando abriu, se deparando com a claridade do quarto, que já estavam com as enormes cortinas abertas, deixando que os raios solares da primavera entrassem, resmungou baixinho se virando para o outro lado, e se deparando com Mei, neta mais nova de Chyo, que era uma das empregadas ali, a encarando com um lindo sorriso no rosto.


-Bom dia Hime- Sakura se sentou contra a vontade se despreguisando e bocejando ao mesmo tempo. - O café já está servido, Chyo precisou sair, e me pedir para te acordar, a aula começa 8:30 - avisou


-Como está? - perguntou a rosada fitando a morena de olhos castanhos, a menina pareceu surpresa - Eu não te vi aqui, quando cheguei de viajem ontem - completou


-Oh, sim, eu estava estudando - falou um pouco receosa e embaraçada


-Estudando? - perguntou arqueando uma sobrancelha curiosa


-Sim, para o vestibular, esse ano... - falou baixo envergonhada, claro, pensou Sakura, Mei tinha a mesma idade que ela, e diferente da Haruno, não tinha condições de pagar um boa faculdade , por isso estudava igual uma louca, e isso deixava Sakura um tanto constrangida, por saber que tirando notas baixas ou não, passaria  de ano, em qualquer colégio particular, só por conta de seu sobrenome.


-Pretende cursar o que? - perguntou curiosa


-Medicina - respondeu com o rosto iluminado, arrancando um sorriso da rosada, era seu sonho ser médica, ser dona de um hospital, salvar vidas,desde pequena, após a morte da mãe, decidiu por está profissão, mas como nem sempre a vida é como agente quer, seu pai a obrigou a fazer administração de pois que terminar o colégio, em pleno dezessete anos de sua vida, não tinha controle sobre a mesma. Já que ela séria a ''grande'' herdeira dos Harunos, como dizia seu pai.


Sakura perdeu sua mãe aos sete anos de idade, após um cancer terminal, por mais que ela fize-se quimio-terapia, o tumor estava apenas se espalhando no cerebro, na época não entendia e nem queria entender, apenas queria que sua mãezinha melhora-se, algo que não venho acontecer, já que faleceu em plenos 32 anos de idade. Herdou da mãe os olhos verdes, e a personalidade, seus cabelos rosados por mais que parecese  ser pintados e acharem ser uma rebeldia por parte dela, sabia o por que os tinha, e concerteza não chegava ao pés de ser pintados, acreditava  antes ser um erro da genética, mais acabou descobrindo da pior maneira possível, mas não ligava, sua mãe gostava e isso importava.


-Mei, obrigada por ter vindo me acordar, agora está dispensada o dia inteiro - falou, vendo a feição da moça se transfigurar para surpresa.


-M-m-mas... - tentou argumentar exasperada


-Não!, sem contradições, agora vá - falou, a moça suspirou


-A Chyo , vai me matar... -murmurou


-Aquela mulher, não mata nem uma mosca, deixa que com ela eu me entendo- falou, ouvindo ela rir


-Hai, esta bem então... obrigada Hime - se curvou e então coma centimento da rosada saiu do quarto.


Tomou coragem e se impulsionou para levantar, após a port ser fechada, olhou no relógio  em cima do criado mudo ,marcava 6:55, foi em direção ao banheiro para tomar um banho. Saiu apenas de sutiã e calcinha, ninguém se atreveria entrar no seu quarto, sem bater e pedir permissão, abriu seu closet, que era enorme, algo totalmente desnecessário na opinião da Haruno então, avistou ali, suas quatro peças de uniforme,  uma camiseta branca de manga curta com um simbolo do colégio na maga esquerda, e no colarinho azul com uma listra branca, um laço vermelho, a saia   azul curta que ia acima dos joelhos, e a meia preta, e ia até os joelhos, e os sapatos de bonecas, pretos, se olhou no enorme espelho do closet, e inclinou a cabeça para o lado, até que combinou com ela. Konoha High School, uma instituição aonde vários filhos de mafiosos e famílias poderosas estudam, e os professores e diretores sabem muito bem disso e por isso que seu pai a colocou lá, por que, dizem que é um dos melhores colégios já vistos


Saiu dali, pegando sua mochila, e abrindo, viu todo seus materiais escolares ali.


Suspirou.


Chyo não deixava ela nem, arrumar suas próprias coisas, agradecia as vezes, mais por outras, isto apenas a irritava. Fechou novamente, e saiu para tomar seu café.


Desceu as escadas avistando seu pai olhando o jornal, sentado na extensa mesa farta. Sentou-se em silêncio.


-Bom dia papai - cumprimentou 


-Bom dia querida - respondeu sem fita-la virando a página do jornal, Sakura serviu-se de café, considerado  um combústivel para ela, todas as manhãs, mordeu uma torrada, o silêncio comum permaneceu, apenas se ouvia, os passarinhos, as xicaras de porcelana sendo depositadas nos pires, e o mastigar da torrada crocante. Se não tivesse acostumada, seria angustiante.


-Hoje, você irá visitar a empresa comigo - fitou seu pai, enquanto dobrava o jornal depositando no canto da mesa, e tomando um ole de café. - Quero que os acionista te conheçam e os empregados, também quero que você a veja como está, já que futuramente estrá  a dirigindo ao meu lado- completou


-Mas... hoje começo minhas aulas de pintura - falou um tanto surpresa


-Desmarque! - falou firme


-Mas... papai - murmurou


-Você irá direto da escola, portanto não enrole muito para sair - ordenou se levantando fechando o palíto e se retirando. Sakura bufou.
-Só bastava falar ''Seja bem-vinda de volta'' - murmurou irritada, arrancando um pedaço do pão. Olhou no relógio e viu que já tinha que ir, se não chegaria atrasada no seu primeiro dia de aula.

Já no carro, observava as pessoas na rua, alguns alunos de outros colégios e  e alguns com uniforme parecido com o seu, iam a pé em grupos ou sozinhos, a pessoas indo trabalhar naquela manhã, o sol já queria aparecer.


O carrou parou no sinal, e viu as pessoas passarem em grupos, a sua direita pela janela, viu um garoto andar tranquilamente com as mãos no bolsos, com sua cabeça abaixada, olhando os pés, estava com o mesmo uniforme do colégio, que ela. Ele parece estar morrendo de sono, pensou, o fitava curiosa, seus cabelos negros e arrepiados, a pele clara, chegou a conclusão o analisando, era um garoto bonito, muito bonito, viu ele virar o rosto e a fitar também, sentiu um arrepio correr pelo seu corpo, sua face estava sem expressão,o carro estava um pouco longe, mais tinha certeza que ele estava a olhando.Sentia-se ser analisada por ele, e aquilo a incomodou, logo o sinal abriu, fazendo o carro voltar a andar devagar. Por reflexo olhou para frente, desviando o olhar, era estranho como ela não conseguiu sustentar o olhar, vendo que o carro voltou a andar normalmente, na velocidade de antes, se virou para trás, vendo o garoto se afastar e percebeu que ele já andava tranquilamente como antes, Eu ein! garoto estranho, pensou a Haruno. Se ajeitou no banco com uma sensação estranha, a tensão que sentiu ao receber o olhar dele, era sinistro, chacoalhou a cabeça, queria ignorar essa sensação que ficou.


Quando percebeu já estava em frente ao colégio, saiu com as mochilas nas costas, fechando a porta do carro atrás de si.


O prédio era enorme, e muito bonito, o portão aberto, adentrou no colégio, Konoha High School, tinha vários alunos espalhados pelo pátio da frente. Sentiu os olhares em cima de si, as garotas a olhavam estranho, e com um certo desgosto, outros a olhavam curiosos, e o meninos, alguns, a olhavam e já ficavam vermelhos.


Odiava ser o centro das atenções, e era isso que ela estava sendo naquele momento, repetia baixinho um tipo de mantra, não ligue e parem de olhar seus retardados. Ajeitou a mochila nas costas e continuou seu caminho para dentro das portas do colégio, até entendia os olhares direcionados a ela, uma garota de cabelos rosa é algo um pouco incomum e de certa forma anormal.


Seguiu até a secretária com a ajuda de um professor que encontrou no caminho e indicou a direção certa. Depois de resolver as coisas da sua matricula ,já estava com diretor, de cabelos brancos e compridos chamado,Jiraya, indo para sua nova turma, ficou surpresa por ele, ter ouvido o nome e sobrenome dela, e não a tratar diferente, achou estranho mas gostou ao mesmo tempo. Seguiu junto a ele, parando em frente a uma porta, viu ele bater levemente, e logo a mesma ser aberta, mostrando uma mulher alta, de corpo escultural ,muito bonita, tinha cabelos pretos e olhos castanhos, voltados para mel, ela usava uma saia social justa de cos alto preta, e uma blusa vermelha de seda , por dentro da saia, que marcava muito bem sua cintura fina.


-Professora Kureinai, desculpe atrapalhar... essa é a nossa mais nova aluna Sakura Haruno, ela vai ficar nessa turma o restante do ano - Percebeu que ele olhava descaradamente o decote da professor, que tinha uma região muito bem dotada na parte da frente. Aquilo fez Sakura se encolher, constrangida e vermelha, pelo tamanho dos seios da mulher.


-Oh, Seja bem vinda,senhorita Haruno, vou te apresentar a turma - falou sorrindo a puxando para dentro

.
-Tenha uma boa aula, senhorita, professora- cumprimentou sorrindo e de canto, Kurenai acentiu, e viu ele se retirar.


A porta foi fechada, e Kurenai se direcionou na frente da turma com a Haruno ao seu lado.


-Pessoal, está é Sakura Haruno, a partir de hoje, ela estudara aqui conosco, espero que a recebam bem...- falou em tom firme para os alunos pararem de conversar, se voltou para ela -  Senhorita Haruno sente ao lado da Senhorita Yamanaka ,Ino levante a mão para que ela possa te localizar - falou, e logo uma loira levantou o braço sorridente. -Pode ir se sentar, e vamos começar a aula - concluiu. Sakura acentiu e se diregiu ao lugar.


-Seja bem vinda - cochicou a loira, tomando a atenção da rosada


-Obrigada - agradeceu 


-Silencio! - falou Kurenai, fazendo as dua rirem baixinho.


A aula passou tranquilamente, batendo o sinal  para a segunda aula, a Haruno distraida no celular enquanto a troca de professores ocorriam, sentiu uma pessoa para bem a sua frente, levantou os olhos e se deparou com um garoto ruivo de olhos verdes e uma estranha tatuagem na testa, a encarava sério, ficou um tempo a encarando.


-Oi? - a rosada resolveu se pronunciar


-Você está no meu lugar - falou seco, Sakura franziu o cenho.


-Como é? - não tinha entendido direito, ouviu ele resmungar baixinho


-Você está no meu lugar - repetiu ainda mais seco


-É... a professora me colocou aqui - respondeu dando um sorriso constrangido


-Não interessa, ai é meu lugar e você está nele - falou sério


-Gaara, para de amolar e senta logo em outor lugar, a professora Kurenai a colocou ai - interveio a Ino.


-Não falei com você barbie, estou falando com a chiclete aqui- fitou a loira e voltou o olhar gélido para a rosada, fazendo-a engolir seco.


-B-Bem... já que insis... - Ino a interrompeu colocando as mãos na cintura ao lado dela


-Não! Ninguém manda você chegar atrasado e já quer mandar nos outro, fosfóro.


-Ino, não tem problema, eu posso sentar em outro lugar - sakura se levantou, recolhendo sua coisas, quando novamente foi empedida pelas mão da loira.


-Não e não! Ele tem que aprender a para de ser mal educado e ignorante - protestou a loira já irritada.


-Por que você tá se metendo? - fitou a loira frio - Vai pintar as unhas, vai, já que isso é o que você faz de melhor - Sakura viu Ino passar de branca para vermelha.


-OLHA AQUI, SEU PALYBOYZINHO DE MERDA! VOCÊ NÃOO TEM O DIREITO DE FALAR ASSIM COMIGO, PALITO DE FOSFORO, CABELO DE MESTRUAÇÃO, GROSSO, CORAÇÃO DE GELO... -Continuou a xingar o ruivo de vários outros nomes, enquanto ele permanecia indiferente a toda aquele cena a sua frente, a rosada apenas queria enterrar sua cabeça na terra, todos estavam olhando para sua direção.


-O que está havendo ai?! - um homem alto adentrou a sala vendo a confusão formada


-O GAARA QUER TIRAR A ROSADA GOSTOS...QUER DIZER, A ROSADA DO LUGAR DELA - gritou um loiro , apontando para o ruivo descaradamente, fazendo com que salta-se uma veia na sua testa.


-CALA BOCA BAKA - agora foi a vez do ruivo se estressar, recebendo um dedo do meio dele.


-Gaara, sente na frente dela - falou o professor, o ruivo bufou e obedeceu, mas não antes de da uma encarada na Haruno, que sentiu uma tensão se formar no ar - Agora resolvido vamos começar a aula - falou fazendo os alunos voltarem a atenção a ele.


As aulas voltaram ao normal, mas ficava fitando o ruivo de costas, tinha achado muito estranho o olhar dele direcionado a ela, foi dispersa dos pensamentos quando o sinal bateu indicando a hora do intervalo, mas quando viu, sua mesa já estava rodeada por Ino, o garoto que dedurou Gaara, e uma outra garota loira desconhecida.


-Desculpe pelo meu irmão, ele é sem noção - falou a loira de olhos verdes - Me chamo Temari  No Sabaku, prazer - comprimentou, fazendo Sakura sorrir.


-Tudo bem ele estava no direito dele - respondeu a rosada


-Seja bem vinda, Sakura-cham, eu me chamo Naruto Uzumaki- falou um loiro sorridente apontado com a mão para si mesmo.O herdeiro Uzumaki , pensou a rosada


-Obrigada - respondeu


-Estou a sua disposição, quando quiser - falou galanteador, recebendo um tapa de Temari, murmurou algo sem nexo, massageando o local do tapa , fazendo a rosada rir


-E é cabeção - completou a loira, revirado os olhos


-Aquele ignorante, ''vai pitar a unhas vai'' - Ino tentou imitar o Gaara emburrado - Quer ver minha unhas na cara dele, aquele bastardo mesquinho - completou cruzando os braços fazendo bico emburrada


-Are, are, vamos para o intervalo agora, estou morrendo de fome e quero comprar alguma coisa na cantina antes, que vire uma bagunça - falou Temari puxando Sakura e Ino pelo braço, saindo pela porta sendo seguidas pelo loiro.


Já no pátio Sakura foi apresentada, para dois colegas de Naruto, Ino e Temari, estes eram, Kiba e Shikamaru, estavam conversando , Naruto e Ino perguntavam coisas animadamente, e ela respondia. Viu o moreno passar por eles, e ouviu o loiro gritar escandalosamente, o fazendo parar.


-TEMEEE - Naruto pulou do banco indo em direção ao garoto, que Sakura indentificou , com o garoto que viu quando estava vindo para escola. O garoto estranho, pensou .- A onde estava baka, venha se sentar cm a gente, quero te apresentar a Sakura-chan - falou animado, a rosada viu o moreno a fitar, e sentiu o incomodo de antes.


-Isso Sasuke, Sakura, estava nos contando, como era aonde ela morava - falou Temari animada


-´Não me sento com lixo, e nessa mesa há um - falou a encarando, Sakura o fitou surpresa, ele me c-chamou do que?!, pensou chocada


-Como assim Sasuke? - perguntou confuso Naruto, o moreno  apenas o ignorou, desviando o olhar frio que direcionava para a rosada, voltando a seguir o caminho


-EEEI SASUKEEE, SEU BAKA - gritou o Naruto sendo ignorado pelo moreno - EIII Teemee... que mal educado - reclamou Naruto, voltando para o banco em que os outros estavam.


-Ué, que que deu no Uchiha agora? - perguntou Ino abismada


-O teme deve estar de mal humor - falou naruto - Me desculpe Sakura-chan, por isso, não sabia que ele ia reagir assim - falou


-Tudo bem.. -murmurou, tentando mostrar que aquilo não a incomodou.


-Por que será que ele não quis vir aqui, me lembre Temari e dar uns bons socos na cara daquele paspalho mal educado - determinou Ino


-é serio que vocês, não sabem? - se pronunciou kiba, tomando a atenção de todos ali.


-O que? - Naruto perguntou confuso


-Ele é um Uchiha, ou seja, não gosta dos Harunos, não acredito Naruto,  você é o melhor amigo dele, e chama ele para sentar com uma membra inimiga declarada da família dele. Os Harunos e os Uchihas não se bicam a seculos- Kiba falou, recebendo uma cotovelada de Shikamaru.


-Não fale tão abertamente assim, idiota - falou o moreno. Naruto transformou a feião de confusão para arrependimento batendo na própria testa.


- Putz, me esqueci totalmente disso - falou o loiro suspirando


-Bem, ignore ele Sakura, agora, vamos, por que não quero chegar atrasada na aula - falou Temari, puxando a Haruno pelo braço.


-Temari - chamou a loira baixinho que começou a andar devagar ao lado dela - Por que Shikamaru pediu para  falar baixo, sobre o a minha família e os Uchihas?- perguntou curiosa


-é que aqui, por mais que tenha, herdeiros e membros de gangues, também existem civis, e é extremamente proibido, tratar desses assuntos no colégio - falou a loira, Sakura acentiu.


Antes de ir para sala, resolveu passar na biblioteca para pegar os livros da matéria que iria usar, se despediu dos amigos.


-Acho que é só isso - silíbou olhando a pilha de livros no balcão da bibliotecária - Espero que consiga levar - suspirou


-Sinto muito, se eu pudesse ajudaria, mas não posso deixar a biblioteca sozinha - falou a mulher atrás do balcão


-Não, está tudo bem, acho que não vai ser tão difícil de levar - a rosada pegava os livros no balcão e ia empilhando sobre os braços.

Tentava andar devagar se equilibrando para não tropeçar e derruba-los, a ultima coisa que queria ver, era os livros voando pelos ares.


-Se quiser eu posso ajuda-la - um garoto ruivo  de olhos castanhos claros que observava a rosada falou


-Há... eu não quero atrapalhar - respondeu meio sem graça, mas quando viu o ruivo já tinha pegado a metade dos livros.


-Me chamo Akasuna Sasori, prazer, e você deve ser... - falou a olhando pensativo


-Haruno Sakura - cumprimentou


-Isso a famosa, Haruno Sakura - sorriu


-Famosa? - perguntou confusa


-Sim, todos estão falando da sua chegada - falou o ruivo


-Não sabia disso - murmurou surpresa


-Bem, seu sobrenome é bastante famoso - comentou, andando lado a lado com ela no corredor


 -Pois é... acho que não me acostumei com isso ainda - riu sem graça, fazendo Sasori sorrir


Estavam na metade do caminho, conversando animadamente, Sakura precisava colocar os livros dentro do armário e voltar para as duas ultimas aula, então sem perceber bateu em algo alto e forte, fazendo com que ela fosse  de bunda ao chão e o livros voarem.

-Argh!! - murmurou de dor, sentido o desconforto do tombo, levantou os olhos e se deparou com duas orbes negras a encarando e a analisando intensamente.
 

 

 

 


Notas Finais


Já viram Konoha High School? é um fanmade do naruto, é bem legal, e então o uniforme é daquele jeito lá, eu tentei descrever o mais claro possível, ma enfim, eu tentarei postar pelo menos duas vezes por semana, não prometo nada, mas o bom é que a férias estão
chegando, a além de engordar, vou aproveitar para desenvolver a historia melhor, fique a vontade para comentar ;)
Até próxima amores.
E estou aceitando solicitação de amizade haha, sejam meus amigos ;D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...