História Yoonmin - colega de quarto - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chimchim, Jimin, Minyoongi, Parkjimin, Suga, Yoonmin
Exibições 115
Palavras 2.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Juro que eu me achava criativa pra caraleos até terminar o segundo episódio.

Capítulo 2 - Tipo um sorvete


Fanfic / Fanfiction Yoonmin - colega de quarto - Capítulo 2 - Tipo um sorvete

Mas que merda eu fiz? Logo quando cai em si empurrei Jimin o fazendo cair pra trás - olha o que você me faz fazer – esse garoto realmente vai me deixar louco.

- eu o deixo nervoso, hyung?

Nervoso seria um modo amenizado de como eu estava. Eu cheguei 1 hora antes na escola.

Passei a aula toda tentando prestar atenção na aula, mas o Jimin percebia que estava sendo observado, então ficava mordendo a boca e dando uns sorrisinhos.

Depois da aula saio com o Jin, Hobi e Namjoon que me fazem sentir menos nervoso, mas em algum momento todos ficam me encarando enquanto eu como sorvete.

- o que é?

Hobi com uma carinha maléfica pergunta - o que é isso no seu pescoço?

- eu achando que estava todo preocupado com a faculdade e aparece com um chupão?!

- DÁ PRA PARAREM DE FALAR DO PARK JIMIN POR UM SEGUNDO?

- OI?? Ninguém estava falando sobre o Park Jimin, Suga – ok. Acho que talvez eu esteja pensando demais no Jimin. – Park Jimin não era aquele garoto que zoava o Suga comigo?

- Suga está apaixonado? Isso é possível?

- NÃO, JIN! Caralho...

- eu passei meu ensino médio todo sendo zoado com você pra você se apaixonar por aquele garoto?

- ele não é tão idiota quanto pensávamos. Vamos hoje assistir um filme juntos lá no nosso apartamento.

- VOCÊS ESTÃO MORANDO JUNTOS? – Jin só me deixava mais nervoso.

- ESPERA! Ai meu Deus! – eu não aguentava mais me sentir feito um garoto de 10 anos apaixonado, até porque eu NÃO estava apaixonado, mas todos só pareciam me dizer isso.

. . .

Por: Jimin

Yoongi sequer me cumprimentou e logo disse que chegariam uns amigos, mas logo os amigos chamaram mais amigos e parecia uma festa.

Eu não conhecia ninguém que era meu amigo, então fiquei sem saber o que fazer enquanto era o único a assistir o filme e ver aquelas pessoas se pegando no chão. Logo o Yoongi foi para a varanda com uma garota e eu nunca senti algo tão ruim no meu estômago.

- Liz? Estão te chamando. Gritando o seu nome.

- mas meu nome é Yumi.

- então é você mesma.

Yoongi merece alguém melhor, ela acreditou naquilo. Wtf?

- o que você quer, Jiminnie-ssi?

- você?!

- foi uma pergunta?

Tentei me aproximar, mas ele me empurrou.

- não está nas regras. Você mesmo concordou em não nos falarmos. Finja que não existo.

- eu só quero que me ouça por um segundo e se me odiar ainda eu nunca mais falo com você novamente.

Yoongi me deu uma chance enquanto me levava pro quarto, mas o Jin estava lá dentro com o Namjoon quando abrimos a porta sem jeito. Acho que faziam sem camisa o mesmo que eu fazia com o Yoongi, mas Yoongi parecia acostumado então simplesmente ignorou e fomos pro meu quarto.

- ok. Pode falar – aquilo era embaraçoso e o modo que o Yoongi cruzava os braços me impedia de ter qualquer aproximação com ele.

Eu segurei na sua cintura e comecei algumas frases soltas que o fizesse se tocar de alguma forma – me sinto como um garotinho, hyung. Consigo ficar sem pensar em você por no máximo 10 minutos. Agora, entre nós dois as coisas se equilibram entre calma e a paixão. Não me importo desde que eu possa tê-lo ao meu lado. Seu rosto é tão belo como uma escultura. Sempre que te vejo eu congelo como uma estátua.

- isso é uma música do G-Dragon.

- não importa. É exatamente o que sinto por você.

- eu não sei o que dizer. Não sei fazer isso. Por que gosta de mim, Jimin? Você tem tantas garotas em cima de você.

- eu mereço alguém melhor, eu sei... – faço o Yoongi sorrir com isso e por algum motivo não consigo me controlar e o abraço.

- Jiminnie? – Jimin* o corrijo – o que está fazendo?

- não sei.

- Jiminnie?

- não precisa gostar de mim. Só espero que me deixe participar da sua vida de qualquer forma.

- não consigo parar de pensar em você, dongsaeng.

- mesmo assim eu... Espera, o quê?

- o que quer que eu diga? – fiquei mudo. Como assim Yoongi hyung pensava em mim?? – não vai dizer nada? – caralho, faz alguma coisa, Jimin.

Yoongi voltou pra festa e eu fiquei alguns minutos tipo com um sorrisinho que não conseguia tirar. Eu dormi, acordei, fui a escola e ainda estava com aquele sorrisinho no intervalo.

- o que você tem? Sorrindo mais que a Kuchisake Onna – até o Jungkook percebeu.

- eu comi a batatinha frita dele e ele nem reclamou – eu nem tinha percebido que o alien estava comendo minha batata-frita.

Eles falaram mais algumas coisas, mas eu não percebi porque o Yoongi estava do outro lado me encarando com o cabelo de outra cor pensando um lugar para se sentar. Ele parece mudar a cor de acordo com o humor. Estava preto, eu deveria me preocupar.

- ele tá olhando pro Min Yoongi?

- Jimiinn?? Volta pro mundo.

O amigo do Yoongi (Namjoon) escolheu sentar na mesma mesa que a gente, mas ele parecia muito desconfortável.

- então, vocês são namorados? – CARALHO, TAEHYUNG.

- tipo isso – quando eu disse isso o Yoongi engasgou com o refrigerante.

- desde quando?

- o que está dizendo? De jeito nenhum. Não somos nem amigos.

- quem é o pass...

- TAEHYUNG! – Jungkook grita.

- 500,00 won que é o Jimin – diz Taehyung.

- no máximo 300,00 won – diz Hobi.

- por que eu o passivo?

- qual o problema de vocês?  - Yoongi levantou com raiva com a bandeja - EU NÃO SOU SEU NAMORADO. Me deixa em paz, que droga.

Eu sou ótimo em deixar o hyung irritado comigo. Sempre quando nos falamos é para que eu me desculpe por ter sido idiota. Resolvi deixá-lo em paz por um tempo.

- obrigado mesmo a vocês - falo levantando da mesa.

 . . .

A primeira coisa que vejo quando chego em casa é o hyung se pegando com uma garota no sofá, logo senti um gelo no estômago que não pude conter quando ele notou minha presença e mesmo assim continuou. Mas o que eu poderia fazer? Não éramos amigos, nem namorados. O que éramos mesmo?

Yoongi sequer se importava em me ver triste pelos cantos e faziam semanas que não nos falávamos.

 - então... Você é amigo do hyung? - pergunta uma garota que surgiu no meio da noite enquanto eu bebia água.

- pode-se dizer isso.

- ele não pára de falar de você.

- sério?! - respondi feliz - quer dizer, sério é?

- eu ando saindo há algumas semanas com ele e a cada frase ele cita o nome Jimin. Deveria falar com ele. Se ele gostasse de mim assim eu com certeza iria.

- ele é um idiota. Parece que no fundo ele é legal, mas você percebe que ele é idiota mesmo.

Eu já estava me acostumando com todas aquelas garotas, até que o hyung começa a conversar por horas no telefone com um Luhan e sair com ele todos os dias. E caralho... Nem poderia dizer que ele era feio ou estranho. Ele era perfeito e gentil com o hyung de um modo que eu nunca conseguiria ser.

- não vai me dar um beijinho? - diz enquanto se inclina em direção a ele que sem hesitar faz. Todos os meus beijos com Yoongi hyung foram atordoados e sempre me sentia confuso depois. Como conseguem? - te amo, bebê - eu vou vomitar com isso.

- é melhor irmos logo, Lu.

ELE CHAMOU ELE DE LU. Como assim? Eu não consegui conter minha expressão e dessa vez pude perceber o jeito triste que ele me olhou vendo tão mal por ele.

Alguns segundos depois ele volta e provavelmente iria me abraçar, dizer pra não ficar assim. Mas ele só esqueceu a chave mesmo.

Eu nunca me senti tão infantil. Ele levou o Yoongi de carro, ele é tão alto e tão gentil com ele. Com quem eu acho que estou competindo?

 Por: Suga

 

Luhan não parava de falar um segundo com voz de bebê. Eu não acredito que estou sentindo falta do jeito do Jimin. Nunca chegamos a esse ponto porque sempre acabávamos brigando antes.

Novamente ele alisa minha coxa, mas eu não estou com vontade de transar com ele. Quantas pessoas eu preciso sair para que o Jimin deixe seu orgulho e venha falar comigo?

- no que está pensando? Aposto que sei - se soubesse falaria tudo, menos isso.

- não estou me sentindo bem, acho melhor eu voltar.

- eu vou te deixar em casa - que merda, ele realmente parece gostar de mim. Por que eu sou tão péssimo com todos a minha volta?

Mas foda-se - eu vou sozinho. Continue vendo o filme.

 Eu passei o caminho todo pensando no que faria com o Jimin, mas quando cheguei e vi ele comendo sorvete e assistindo TV e com cara de choro parecia muito calmo para minhas confissões de tudo que havia querendo dizer a todo esse tempo.

- desliga isso.

- que mau humor, ele não quis te dar? Sabia.

- vai fazer uma aposta também?

Jimin continuou em silêncio. Eu sabia que precisava fazer qualquer coisa naquele momento. Então me ajoelhei na sua frente e comecei alisando sua coxa igual fizeram comigo mais cedo enquanto olhava fixamente nos seus olhos. Ele continuou estático. Comecei dando uns beijinhos até abrir sua calça, mas ainda nenhuma reação, ele continuava olhando pra TV e comendo sorvete. Eu o chupei como se ele fosse um, até que obtivesse alguma reação do Park Jimin.

- mais rápido - então fui avançando o ritmo enquanto ouvia seus gemidos contidos.

Depois fui subindo beijando seu abs com seu bico do peito sobressaindo naquele pijama de algodão.

- vire, hyung.

Eu nunca tinha sentido algo assim dentro de mim. Ele estava muito quente e puxava meu cabelo pra trás enquanto colocava mais forte. Tenho que confessar que depois me deu uma puta dor de cabeça, mas eu não me importei.

Estávamos satisfeitos, então depois daquilo tudo eu não podia acreditar no que via. Jimin estava envergonhado depois de tudo que tínhamos feito. Ele ria feito um bobo com as bochechas coradas.

- você está rindo? - e que risada gostosa. Seus olhos fechavam sempre que ele sorria, mas dessa vez estavam melados.

- precisamos de um banho.

- "um".

Tomamos um banho como um casal de verdade faz. Depois Jimin estava com sono.

- então... - Jimin falou esperando uma reação minha olhando para a direção dos dois quartos.

- vamos dormir no meu hoje, mesmo que ache que eu ronco.

 Jimin colocou a cabeça no meu peito enquanto eu o abraçava.

- você é tão pequeninho.

- eu te amo, hyung.

- sabe que eu te amo também, não é dongsaeng?

Ele não havia ouvido, pois havia adormecido nos meus braços. Jimin estava com muito frio, então me fez de coberta e ficava colocando seus pés gelados entre os meus.

. . .

Na manhã seguinte resolvi que iríamos a um encontro como todos fazem.

Enquanto eu ia pagar o sorvete a gerente nos olhava com um semblante estranho.

- AWWWNN que fofos vocês são!! São namorados?

- nã...

- somos - dizia enquanto o abraçava e pude ver um sorriso no rosto do Jimin.

- é... somos.

Eu queria assistir A Origem pela milésima vez, mas Jimin queria ver alguma comédia. Decidimos que seria justo um que nenhum dos dois estavam afim: tabuleiro ouija.

Sempre que aparecia alguma coisa que o assustasse ele tentava tampar seu rosto com suas mãos pequenas. Coloquei os braços em volta do Jiminnie que pareceu mais confortável.

Logo quando estávamos saindo ele avistou alguns amigos e eu me senti um garotinho excluído.  Ele era tão popular, parecia bem próximo de todos.

- Chanyy!! Quanto tempo eu não te vejo? – eu sorri pra eles, mas não sorriram de volta.

- o Baekhyun me chamou para esse filme. Lembra do Park Jimin?! – ele não vai me apresentar?

- Jimiiinn!!! Claro. Daquela festa. Vamos sair qualquer dia desses.

Jimin notou que eu me sentia deslocado e logo colocou o braço nas minhas costas me trazendo pra frente - lembram daquele garoto que eu discutia todos os dias na escola? Yoongi.

- o tal do açúcar

Nunca entendi porque todos achavam engraçado esse apelido, mas eles eram legais. Até nos chamaram para um apresentação que eles fariam na próxima semana.


Notas Finais


Nóis fala essas coisas, mas nóis é mo virjona
(espero que não tenham erros de português, mas se tiver é porque bugou aí)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...