História YoonMin - Esse menino me enlouquece - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Kook, Nanjin, Vhope, Yoonmin
Visualizações 470
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Capítulo 13


Suga On

 

No dia seguinte, estávamos todos de folga, na verdade, ganhamos uma semana de folga, para a nossa alegria. Estava na sala com Jimin deitado em meu colo, o Kook jogado no chão tomando todinho, no outro sofá Tae e Hobi estavam deitados de conchinha e na cozinha estava Jin Hyung brigando com o Monster por ter quebrado mais um copo.

 

-KIN NANJOON, ACHO BOM VOCÊ SAIR DA MINHA FRENTE ANTES QUE EU QUEBRE OS OSSOS

-Jinnie Hyung, abaixe essa faca e vamos conversar

-SAIA DA MINHA COZINHA

Monster saiu da cozinha e veio pra sala se jogando no chão ao lado do Kook.

-O que você quebrou dessa vez, Negão???

-Só uns copinhos, Suga Hyung

-Quantos???

-Cinco

-Pelos deuses Monster, como você consegue ser tão desastrado???

-Não sei Jiminie, eu seguro o copo e ele cai... Jin Hyung quase me matou naquela cozinha.

-Se eu fosse você comprava copos novos pra substituir os que você quebrou Hyung.

-Já que a idéia foi sua, você quer ir comigo???

-Ah, Hyung que preguiça...

-É sério que vocês querem deixar o “Deus da Destruição” ir em uma loja cheia de objetos quebráveis sozinho???

-Certo, eu vou com você Hyung

-Tragam todinho pra mim – Kook diz sorrindo

-Vocês podiam trazer morangos pra mim. Morangos bem grandões e vermelhinhos... não se esqueçam do leite condensado – Jimin pede

 

Assim que eles saíram Jin aparece na sala com uma carranca e uma tromba enorme.

-Omma Jin, me dê a sua mão

-Pra que Jiminie???

-Só me dê

Jiminie pega a mão de Jin Hyung e leva até a sua barriga, na hora a expressão de Jin muda de bravo pra feliz.

-Pelos deuses, ela mexeu... ai que gracinha, aposto que ela queria está no meu colo agora...

Jiminie olha pra mim e da m sorrisinho, afago seus cabelos e lhe dou um selinho.

Estava um clima gostoso até a campainha tocar, Hobi vai atender e é atropelado por quatro seres que se diziam os avós mais felizes do mundo.

Meus pais e os pais do Jiminie entraram no nosso apartamento  e vieram nos apertar e nos encher de perguntas e presentes.

-Filhote você está tão magrinho, quer que Omma prepare um mingau de milho pra você???

-Omma, eu estou maior que uma baleia jubarte e você ainda me diz que estou magro???

-Filho, você tem cuidado bem do seu marido??? Jiminie, se o Yoonie não tiver cuidando bem de você me fale, que eu arranco a orelha dele

-Ele tem cuidado muito bem de mim, Sr. Min, não se preocupe.

-Não querendo ser grosso nem nada, mas o que vocês estão fazendo aqui??? – perguntei

-Nossa neta está preste a nascer e você queria que estivéssemos a onde, peste??? No Peru???

-Omma, a senhora é tão delicada como um coice de mula. Estava com saudades – disse a abraçando.

Jimin levou os nossos pais pro quartinho da Luna, mostrar o quão lindo ele ficou e todas as roupinhas e brinquedos que ela ganhou.                                                                                                                                                                                                                         

Fui ajudar o Jin Hyung na cozinha pra prepara alguns lanches. Hobi estava ajeitando a casa pra causar boa impressão as visitas e Kook estava se fundindo com o chão esvaziando outra caixa de todinho.

Estava cortando umas frutas quando meu pai apareceu na cozinha.

-Oi Jin, tudo bem???

-Tudo ótimo Sr. Min

-E você filho, como está???

-Ansioso – parei o que estava fazendo e olhei pra ele – Quero que ela nasça logo

-Sei como é... estava assim antes de você nascer.

-Como você soube que ia ser um bom pai???

-Não soube e ainda não sei, só tento não errar com você. Ninguém vai te ensinar a ser um bom pai, você aprende na marra.

-Será que eu vou ser um bom pai, como você foi pra mim???

-Não, você será melhor. Estou orgulhoso de você, está criando uma família linda

-Eles crescem tão rápido... – disse Jin Hyung chorando

-Omma Jin, não chore... kkkkk

Eu e meu pai rimos dele. Fomos pra sala esperar pelos outros  e ficamos conversando.  Monster e Tae chegaram com as compras e para se redimir, Monster comprou 20 copos pro Jin Hyung.

Estava tudo tranquilo até minha mãe tirar de Nárnia um álbum de fotos de quando eu era criança.

Tive que aguentar todo mundo rindo da minha cara. Sabe aquela foto que nossos pais tiram da gente todo peladinho, tipo nu mesmo, do jeitinho que vim ao mundo.

-Pelos deuses Hyung, você era tão fofinho... já tinha a carinha emburrada – Kook comenta

-Esse menino deu muito trabalho na escola. Quando ele tinha três anos, ele foi pra escolinha, e o maternal sempre tem a hora da soneca. Quando a professora foi o acordar, ele xingou a professora de bruxa e disse pra nunca mais acorda-lo. Depois disso ele ficou uma semana sem falar com a professora.

-Espero que a Luna não puxe esse lado do vocês Hyung. Eu fui um anjo na escola, ne Appa

-Claro Jiminie, tirando a vez que você botou fogo na sala de aula, ou na vez que você disparou o alarme de incêndio da escola, ou da vez que você “sem querer” acertou a cabeça do seu professor  de educação física com um taco de baisiball, ele ficou desacordado por três dias, teve aquela –

-Já entendi Appa, eu já aprontei um pouquinho na escola – Jimin respondeu fazendo bico  enquanto todos riem

Pensei que nossos pais iam ficar aqui conosco, mas eles disseram que estão hospedados em um hotel aqui pertinho.

Depois de minha reputação swag ter ido ralo abaixo, graças a minha mãe e ao seu álbum de fotos, meus pais e de os de Jiminie foram embora e eu fui pro meu quarto me fundir com a cama pois não estava afim de ficar na sala e ficar escuntando “como Suga Hyung era bonitinho”, “Suga Hyung era bem dotado desde neném”, “Suga Hyung era fofo até com a carinha emburradinha”...

Me joguei na cama e quando estava quase dormindo, sinto Jiminie se deitar ao meu lado e esconder o seu rostinho no meu pescoço.

-Hyung, essa posição não está muito confortável pra mim...

-Então vamos mudar pra uma, onde meus bebês fiquem confortáveis.

Ficamos de conchinha, rodeei meu braço pela barriga de Jiminie e fiquei acariciando até ele dormir e em seguida dormi também.

Estava sonhando , com um mundo feito de cobertores quentinhos e travesseiros fofinhos, até que ...


Notas Finais


Gente, desculpa os erros, não tive tempo de revisar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...