História Yoonmin ou TaeGi? - À procura do amor - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jimin, Jungkook, Namjin, Suga, Taegi, Taehyung, Vkook, Yoonmin
Visualizações 113
Palavras 3.402
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi, gente!
Desculpem novamente pela demora. TENTAREI prometer que atualizarei mais rápido, só não sei se irei cumprir.
Eu escrevi bastante desta vez, só para terminar na parte tensa. Adoro kkkkkk

E, ó, AVISO: Hoje mesmo eu estava fazendo uma capa nova para a fanfic Save Me 1, pois ela será outra a ser reescrita. Não será esse ano, eu acho. Eu ainda vou ver. Quem sabe ganham um presentinho de Natal? Alguma fanfic nova. Numsei...

Eu adorei escrever esse capítulo, já que eu escrevi bonitinho; não senti que ficou uma merda.
E que venham mais teorias; supostas coisas que talvez aconteçam até o final desta fanfic.

Depois de tanta enrolação, digo: Espero que gostem, amores.
Boa leitura >~<

Ps: inventei agorinha essa frase que inicia o capítulo.

Capítulo 29 - XXIX - Um Soquinho De Realidade - literalmente.


"Às vezes, você imagina que um problema logo se solucionará e que tudo ficará tranquilo, porém a vida te surpreende e te trás mais problemas. Porque ela não gosta das coisas calmas, e sim de adrenalina."

♡ ♡ ♡

-Eu não acredito que você fez isso!- Jin caminhou seriamente até a cozinha, evitando qualquer contato visual com o namorado.

Como ele pôde ter feito aquilo?? Culpar dois de seus amigos do grupo só para se livrar da situação? Que sacanagem!

Ainda sério, ele começou a pegar diversas coisas para fazer o café da manhã e arrumar a mesa - tudo de forma rápida pelo nervosismo e raiva.

-Mil desculpas. Eu não sabia o que falar.

-Não é para mim que você deve desculpas.

-Eu só achei melhor dizer que eram eles dois porque já tinham feito antes. Não seria algo chocante.

-Você acabou de dizer isso mesmo? Sério, Namjoon, eu vou chutar seu saco se continuar falando besteira.- o maior disse, olhando apenas por poucos segundos para o outro enquanto caminhava até a sala de jantar com pratos. Era seguido o tempo inteiro pelo namorado, que de alguma forma queria se desculpar e voltar no tempo, para não dizer aquela estúpida frase que acabaria piorando tudo caso qualquer outro membro - principalmente Taehyung e Jungkook - descobrisse.

-Por favor, Jinnie, me desculpe. Não fica assim comigo.- Namjoon impediu o mais velho de andar, vendo que o que estava fazendo fora uma péssima ideia, já que ao invés de acalmar seu namorado, o deixou mais estressado. 

A fim de melhorar o clima presente ali, segurou as mãos de Jin e olhou no fundo de seus olhos, fazendo uma cara fofa. O impedia de dar um passo para qualquer que fosse a direção; fazia de tudo para que fosse olhado nos olhos e escutado.

-Eu vou dar um jeito nisso. Só não fica bravo comigo. Assim eu só fico mais nervoso.

-Eu só quero ver. Vou te dar uma moca caso prejudique Taehyung e Jungkook.- levantando sua mão e ameaçando dar o que dissera, voltou para a cozinha.

Em meio à pedidos de desculpas, o casal se calou e se paralisou ao ver Yoongi na porta do cômodo, ainda sonolento. Seus cabelos estavam bagunçados e seu rosto inchado pelo sono; sua cara amassada e seus olhos semi-cerrados pela claridade ser ainda forte demais para eles.

-Acordaram cedo.- e bocejou, se espreguiçando.- Vocês estavam discutindo? Ouvi algo sobre chutar saco e dar uma moca. Vão se agredir por quê?

-Vai, Namjoon, conta pra ele o que você fez.- com um sorriso debochado e seus braços cruzados, Jin se virou para Namjoon, esperando que o mesmo lhe obedecesse.

-Contar o quê?- o loiro franzira sua sobrancelha, encarando de forma confusa os dois hyungs.

Houve um curto silêncio naquele cômodo, e enquanto ele Namjoon pensava em como dizer o que havia feito. Com certeza seria estrangulado pelo mais baixo. E depois de tanta demora, ele suspirou pesadamente e logo disse:

-Maneger me ligou hoje de manhã, perguntando sobre o que vira em relação à ontem à noite. Eu... acabei dizendo que os dois que estavam fazendo aquilo eram Taehyung e Jungkook.

E mais uma vez um silêncio completamente desconfortável, dessa vez seguido de uma pergunta desnecessariamente - para Namjoon - alta, provavelmente podendo ser escutada dos outros cômodos.

-Você disse o quê??- o tom da pergunta mostrava surpresa e frustração, deixando bem claro que alguém logo estaria morto - o olhar de Yoongi deixava bem claro que faria isso.- Você enlouqueceu? Por que disse que foram eles? Os dois não tem nada a ver.

-Eu sei, eu sei, desculpe. Eu não sabia o que fazer, mas prometo consertar isso.

-Eu acho bom, pois foi uma puta sacanagem o que você fez.- o loiro disse emburrado, revirando os olhos ao ver o mais velho do grupo estender sua mão.- Ainda com isso de um won a cada palavrão? Aish.- resmungou e colocou a mão no bolso da calça, procurando por qualquer nota que tivesse. Quando finalmente encontrou, estendeu para Jin e bufou.- E como você fará para que Maneger "desacredite" do que você disse quando ele te ligou?- voltou ao assunto que realmente importava.

-Eu não faço ideia, mas será melhor que todos fiquemos aqui no apartamento, atentos às notícias sobre nós nas redes sociais.- Namjoon disse enquanto colocava as mãos em seus bolsos.

-Mas eu ia...- Yoongi suspirou fraco, vendo que seu dia mal começara e já fora arruinado.

-O que foi?

-Eu e Jimin iríamos sair hoje, já que de noite todos voltaremos para Seoul.

-Então deverá cancelar.

-Sério? Mas é nosso último dia aqui.

-É sério, Yoongi.- o líder concluiu, assentindo com a cabeça.

-Aish, por que um raio não cai na minha cabeça?- dramático, o loiro se virou e se preparou para sair da cozinha, quando se lembrou de algo. Deu meia volta e apontou para os dois.- Quero um won de cada um.- estendeu suas duas mãos, vendo o casal confuso.

-Hã? Por quê?

-Porque não pode falar palavrão entre nós aqui nessa casa, e eu falei. Agora vocês vão me dar dois wons por terem transado, e isso não pode ser feito aqui.- sorrindo vitorioso, recebeu o dinheiro e adorou a cara que os dois mais velhos fizeram.- Ah, pelo menos alguma coisa boa.- suspirou, finalmente saindo daquele cômodo.

♡ ♡ ♡

Jungkook dormia feito uma criança - a mais linda do universo, por sinal -, enquanto Taehyung o observava com um sorriso no rosto. Se pudesse, todos os dias estaria ali, naquela cama, do lado do mais novo e com seus olhos brilhando. Como Jungkook era fofo!

Decidindo que já estava na hora do menor acordar, levantou sua mão e a colocou no rosto do mesmo, acariciando de leve.

-Kookie, vamos acordar?- sorriu quadrado, vendo seu pequeno coelhinho se remexer na cama, ainda com seus olhos fechados.- Acorda, Jungkook.- ele disse calmo, cutucando-o de forma fofa.

Foi quando finalmente Jungkook abriu os olhos e depois se virou para a janela, tampando o rosto enquanto se espreguiçava. Esfregou seus olhos por poucos segundos, depois finalmente despertando e se sentando na cama.

Queria continuar dormindo até tarde, mas sabia que não poderia fazer aquilo nunca - bom, enquanto ainda estivesse no grupo. Já não dormia muito faz alguns anos, e admitia que sentia falta daquilo, de acordar totalmente mole.

-Já está acordado faz tempo?- o maknae perguntou, com voz um pouco rouca. Mas aquilo logo fora solucionado assim que ele pigarreou e depois levou seu olhar para o mais velho.

-Só alguns minutinhos.- Taehyung deu de ombros, se levantando da cama.- Preparado para hoje? Nosso último dia aqui, e te prometo que será único.

-Para onde pretende me levar?

-Primeiro passearemos no parque aqui perto, e depois iremos para um lugar.

-Nossa, eu achei que iríamos para um planeta.- Jungkook riu, sendo retribuído.- Então vai fazer surpresa? Gosto disso.- com um sorriso fofo, adentrou o banheiro.

E foi naquele momento que Taehyung festejou internamente, dando tapinhas em suas próprias costas pelo plano perfeito que havia feito. O dia seria mesmo único, se...

-Tae, você viu o colar que você tinha me dado no meu aniversário ano passado? Faz um tempo que não o uso, muito menos o encontro.

A porta do banheiro foi aberta e um delicioso cheiro adentrou o quarto, junto com um Jungkook perfeitamente arrumado e lindo. Seus cabelos penteados de forma diferente - porém mais linda que o normal -, assim como a roupa que escolhera usar para sair.

Ele caminhou até a cômoda que tinha ali e pegou a mala que estava ao lado, colocando-a na cama. Jogou em cima dela tudo que havia dentro da mala. No fim, não encontrou nada além de mais roupas. Se sentou na cama, chateado.

Mesmo que o colar tenha sido entregue numa época onde a intenção ao ser dado não era como a de agora, significava muito para o mais novo. Usava-o poucas vezes, e sempre estava escondido na carteira del...

Ai, meu deus.

-Jungkook, o colar estava contigo depois daquele cara ter entrado no nosso dormitório?

Ao lembrar do momento em que pegou a carteira e no chão encontrou aquele bilhete, arregalou os olhos ao perceber que o colar não estava ali.

-Não! Ele já tinha sumido. Ah...- choramingou, apoiando sua cabeça nas mãos - essas que estavam sobre suas coxas.- Não acredito que não vou ter aquele colar de volta.- fez beiço, e por incrível que pareça estava quase chorando. Por algum motivo, estava mais sensível que o normal. Seria uma previsão de que algo ruim estava por vir?

-Não fica assim. O que você vai receber hoje nunca sairá de suas mãos, nem será posto na carteira.- Taehyung envolveu os ombros do menor e o abraçou de lado, beijando sua cabeça.

-É algo grande?

A pergunta fizera o moreno começar a gargalhar sem motivo, então foi aí que Jungkook pensou e maliciou, dando um tapa na coxa do outro.

-Pare de pensar besteira! É isso que você quer me dar, seu tarado? Pensei que já fosse meu.

-Agora será totalmente.

-Mas, sério, essa será a surpresa? Transar na rua? Quero isso não.- se levantou.

-Claro que não, seu bobo. Era brincadeira. Minha mente não permitiu que eu fosse puro.- agora Taehyung já havia parado de rir descontroladamente; apenas sorria.

-Sua mente de 3 anos algum dia conseguiu lhe deixar ser puro?

-Você está muito bobo para o meu gosto. Quer cócegas?

-Quero não, obrigado. Não foi minha intenção ser bobo.- o maknae riu, irônico. 

Quando estava prestes a abrir a porta, se virou e olhou para o moreno que ainda estava sentado na cama.

-E, aliás, nem é tão grande assim.- ao descobrir como provocar Taehyung ao máximo naquele dia, abriu a porta rindo e correu até a sala.

-Eu vou acabar com você! Vou te mostrar pra você ver só.- seguiu Jungkook, rindo.

♡ ♡ ♡

Todos já haviam tomado café da manhã, e o casal que antes estava correndo pela sala feito duas crianças já havia saído. Yoongi e Jimin tiveram de ficar, já que Namjoon havia dito para o loiro que era o melhor a se fazer em relação àquele problema.

O baixinho estava mexendo em seu celular enquanto andava de um lado para o outro no quarto, chamando a atenção de seu hyung.

-E sobre nós dois sairmos hoje? Vai rolar?- Jimin perguntou assim que se sentou na cama e deixou de dar atenção ao aparelho.

-Eu... não estou me sentindo bem. Desculpe.

-Tudo bem.- sorriu e caminhou até a cama do mais velho, sentando-se ao seu lado com uma feição preocupada, porém afim de fazer algo.- O que está sentindo?

-Hum...- Yoongi engoliu em seco, não sabendo inventar uma desculpa.

Porém Jimin não desconfiou de nada, e sim chegou a uma conclusão engraçada.

-O jogo virou? É isso mesmo?

-Do que você está falando, Jimin?

-Você está com vergonha de sair comigo? Não se sente... preparado?- o baixinho riu, vendo que Yoongi sempre ficava emburrado quando brincavam consigo. Ver aquela carinha emburrada era engraçado.

-Não tem nada a ver com isso!- suspirou e deu de ombros.- É que... Namjoon acabou fazendo uma besteira e não nos deixa sair. Acha melhor que fiquemos aqui.- decidiu ser sincero, já que não havia motivo algum em mentir para Jimin.

-Foi ele quem quebrou o espelho do Jin? Então foi por isso que estavam discutindo.

Yoongi não havia entendido. O espelho de seu hyung quebrou? Estava confuso, mas deixou aquilo de lado, já que parecia ser menos importante.

Agora não sabiam o que falar. O assunto havia morrido, deixando os dois estranhos. Eram poucas as vezes que aquilo acontecia, e, como sempre, Jimin era quem abria a boca para acabar com aquele silêncio. 

-Posso pintar seu cabelo? Eu iria pintar o meu ontem, mas mudei de ideia.- o baixinho perguntou, animado como sempre.

-Você quer mesmo pintar meu cabelo?

-Claro que sim. Por que acha que não?

-Sei lá... Mas você pelo menos sabe, certo?

-Acha que vou te deixar de cabelos brancos ou careca? Já pintei diversas vezes meu cabelo, tá?- Jimin se levantou da cama e caminhou até o armário.- Pode ser agora? Assim eu já pego a tinta.

-Tudo bem.- Yoongi assentiu com a cabeça e sorriu, vendo que, independente de que não saíssem, conseguiriam se divertir no apartamento.

♡ ♡ ♡

-Meu cabelo vai ficar preto, certo?- Yoongi perguntou fitando o teto, sentindo alguns respingos d'água molharem seu rosto. Jimin molhava seus cabelos, tirando o excesso da tinta para enfim finalizar.

-Por que acha que estragarei seu cabelo?- o baixinho riu, desligando a mangueirinha e começando a secar os cabelos do mais velho.- Seu cabelo não vai ficar cinza.- enquanto passava a mão pelos fios que deveriam estar mais escuros, se calou enquanto terminava de usar o secador.

"Ai, meu deus, ficou mesmo.", era o que ele queria dizer, porém estava tão nervoso que não sabia se deveria falar.

O silêncio fez com que Yoongi ficasse nervoso, querendo logo ver como estava seu cabelo.

-Por que parou de falar? Como está meu cabelo?

-Ele está... lindo.

Yoongi se sentou na cadeira e se levantou ao ver seus cabelos cinzas. Arregalou os olhos, se virando para Jimin.

-Jimin, eu não acredito que você fez isso. Não tá preto!

-Eu não sei o que fiz de errado. Mil desculpas. Mesmo assim ficou mais bonito do que ficaria com o preto.- Jimin disse nervoso, tentando fazer com que o outro se acalmasse.

Havia se arrependido de ter sugerido fazer aquilo, já que tinha feito uma grande besteira. Queria enfiar sua cara num buraco, depois de dar diversos tapas. "Que idiota, que idiota! Agora ele vai ficar bravo comigo.", pensava, mais nervoso ainda.

-E o que eu vou falar para todo mundo? Ah, o arco-íris passou no meu quarto e roubou a cor do meu cabelo?- fora grosso, vendo que deixara Jimin chateado. Suspirou fundo, tentando se acalmar.- Poxa, você disse que sabia pintar.

-Eu sei, me desculpa! Eu não sei o que aconteceu, mas fiz tudo direitinho.- Jimin abaixou a cabeça, com os olhos cheios d'água. Parece que Jungkook não tinha sido o único a acordar mais sensível que o normal.- Mas fica tranquilo, nunca mais vou pintar o cabelo de ninguém. Desculpe mesmo, hyung.- chateado, se virou e saiu do banheiro, e também do quarto.

♡ ♡ ♡

Taehyung e Jungkook estavam andando lado a lado, infelizmente não podendo caminhar de mãos dadas, com os dedos entrelaçados. Pena que a sociedade não aceitaria muito bem, e ninguém poderia saber do relacionamento dos dois ainda. Não poderiam contar para ninguém, nem mesmo aos outros membros.

Seguravam e lambiam sorvetes - um de chocolate e outro de morango -, caminhando pelo parque. O dia estava tão perfeito, e Taehyung ficava mais animado pelo mundo colaborar com ele para fazer com que o dia fosse único.

-Você disse que já tinha vindo aqui antes, certo? Veio nesse parque?- Jungkook perguntou, depois viu que a parte que estavam era menos movimentada, então segurou a mão do moreno, entrelaçando seus dedos.

-Que eu me lembre, foram três vezes que vim visitar minha avó. Porém, agora ela foi junto com a minha família para o Japão, já que está doente. Mas ela vai ser forte e aguentar qualquer doença que tenha. Todos os Kim são fortes.- sorriu quadrado, apertando a mão do mais novo.- Eu rezo para que ela continue viva por mais  alguns anos. Às vezes bate o medo de que algo aconteça - não só com ela, mas principalmente consigo.

-Se viam pouco?

-Quando eu era pequeno eu visitava ela toda hora, só não me lembro onde nós morávamos. Meus pais e...- ao lembrar dos "seus pais", lembrou de Maneger, e então procurou mudar de assunto e afastar aquilo de sua mente.- Bom, com o passar dos anos, deixei de vê-la. A última vez foi num dos comebacks, no dia do meu aniversário. Tínhamos acabado de nos apresentar e quando cheguei na nossa sala, ela estava lá.

-Eu me lembro desse dia. Seu sorriso se alargou e percebi que você era capaz de ficar mais feliz do que já estava. Pelo jeito que você fala, deve ser mais próxima da sua avó, certo?- Jungkook parou perto de um canto onde havia brinquedos. Sentou-se num dos bancos e puxou Taehyung consigo, continuando a conversa.- Tem uma relação melhor com ela do que com qualquer outro parente?

-Sim. Sem querer ser cruel, mas eu amo mais ela do que qualquer outra pessoa nesse mundo.- se virou para o menor e o viu fingindo estar incrédulo, com a mão no peito. Rindo, Taehyung colocou a mão em sua perna.- Mas você vem depois.

-Não, não fala mais comigo. Você não me ama.- segurando o riso, Jungkook falava de forma dramática, fazendo uma pose mais dramática ainda.

Então os dois começaram a rir, e quando pararam, Jungkook deitou a cabeça no ombro de Taehyung, sorrindo enquanto olhava para as crianças agitadas que corriam e pulavam. Vê-las era algo tão bom. Aquela alegria, agitação. O casal tinha saudade de quando eram desse jeito.

-Nossos filhos serão desse jeito, só que mais agitados ainda.- o moreno disse, fazendo o outro rir.

-Filhos? Nem estamos namorando, nem casados, e já pensa em ter filhos? Que apressadinho.

Embora aquela frase tenha trazido um pouco de tristeza para o coraçãozinho de Taehyung, fora ignorada, já que o moreno sabia que eles só não eram namorados porque não houve pedido - mesmo assim se amavam como tais. Não deveria se entristecer se na verdade sempre estiveram agindo como se fossem namorados. Um pedido apenas oficializaria o que já estava acontecendo.

-Como seria o nome? Sei lá, se fosse garota, eu colocaria Kotoko.- Taehyung finalmente abriu a boca e continuou a conversa.

-Kotoko, Tae? Sério?- Jungkook riu, sendo retribuído.- Primeiro que esse nome é japonês, e por sinal é horrível. Segundo, quem colocaria o nome da filha de Kotoko? Nem em cachorro colocariam.

-Eu sou um ótimo escolhedor de nomes.- riu quadrado.

-Um escolhedor de nomes perfeito. Mas eu colocaria o nome, sem brincadeira, de Yumi. Kim Yumi - é um nome bonito.

-Por que ficaria com o meu sobrenome?

-Porque é mais bonito do que Jeon Yumi.

-Verdade.- e novamente os dois sorriram, se entreolhando.- Não deveríamos ser mais discretos? Vi alguns fãs tirando fotos nossas enquanto comprávamos sorvete.

-A única coisa que me importo é com nosso encontro. Os Armys podem tirar quantas fotos quiserem, desde que não acabem com nosso dia.- Jungkook sorriu de forma fofa, logo ficando curioso ao ver o moreno se levantar.- Aonde vamos?

-Para a melhor parte do encontro: minha surpresa.

Os dois se levantaram e novamente deram as mãos, andando mais um pouco pelo parque. Passaram pelas crianças sorrindo para algumas, recebendo acenos extremamente fofos e retribuindo-os.

No caminho, Taehyung decidiu comprar duas garrafas d'água numa lanchonete que já era um pouco longe do parque, numa esquina. Adentrou com o menor e logo pediu para um homem pegar seu pedido.

-Ih, olha se não são os viadinhos daquele grupo tosco.- um homem falou rindo, se aproximando do casal.

-Ih, se não é o babaca que vai levar um socão se continuar falando merda.- o moreno fora direto, enfurecido. Sério que seu encontro seria estragado na melhor parte? Logo quando ele levaria Jungkook para aquele lugar e falaria aquilo?

-Tae, para com isso. Ignora.- Jungkook logo o puxou, com medo de que houvesse uma confusão entre seu hyung e aquele homem idiota.

-Isso, escuta o arrombado; ignora mesmo. Vai ser decepcionante aparecer na TV batendo que nem mulherzinha.

-Vou te mostrar a mulherzinha.- Taehyung deu um soco no maxilar do cara da sua altura, vendo-o fuzilá-lo com o olhar.

Foi aí que outros quatro caras grandes se levantaram de algumas mesas e ficaram atrás do que recebera o soco, fazendo Taehyung e Jungkook engolirem em seco.

-Anda, corre!- o mais novo gritou, puxando o moreno com força.

Ambos correram o mais rápido que puderam, agora sem estarem de mãos dadas. O grupo logo os seguiu, mas por sorte não estavam tão perto. Não havia nenhum lugar onde os dois pudessem se esconder. Lojas não ajudariam em nada; se esconder atrás de objetos públicos não daria certo; seria impossível invadir casas e pedir para que os moradores esperassem um pouquinho.

Traduzindo: Eles estavam ferrados.

-Ali tem um beco. Vamos rápido!- Taehyung falou ofegante, logo atravessando a rua e ouvindo diversas buzinas, porém elas não eram nada importantes em relação ao problema que ele se metera. 

Ao entrarem no beco, tentaram controlar a respiração, com as mãos nos joelhos. Logo prenderam a respiração ao se assustarem com o grupo adentrando o local, com sorrisos satisfeitos nos lábios.

-Brincando de pega-pega?- o cara se aproximou, com os braços cruzados.- Agora que achei vocês, tenho que bater três vezes na parede. Que tal ser com a cabeça dos dois?- rindo, levantou sua mão direita e chamou o restante do grupo, depois apontou para o casal que se cagava de medo no canto daquele lugar.

Sim, eles estavam muito ferrados.


Notas Finais


Como eu adoro postar um capítulo tenso e sair correndo. Melhor ainda são os comentários.
O que você achou? Quer deixar um comentário com mais teorias ou sobre como ficou depois de ler esse cap?

Tenham uma boa noite >~<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...