História Yoonmin Pulfir - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts Lemon, Chimchim, Jimin, Jungkook, Min Suga, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Sugamin, Taehyung, Taekook, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Exibições 495
Palavras 1.765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem

Já sabem né? Desculpe qualquer erro ortográfico, não revisei :)

Boa leitura

Capítulo 23 - Uma chance


Fanfic / Fanfiction Yoonmin Pulfir - Capítulo 23 - Uma chance

POV'Jimin

- está muito feliz pro meu gosto, senhor Park Jimin. - disse Jungkook se sentando ao meu lado no sofá.

- é proibido sorrir agora? - negou com a cabeça. - vai atrás do Tae e me deixa quieto aqui.

- eu até iria... Mas ele está com o YoonGi-hyung agora. - fez bico.

- quê?! - exclamei me levantando em um pulo do sofá. - porque?

- é... Eles foram no shopping. Na verdade eu obriguei eles irem, eles dois sozinhos. - deu de ombros.

- e porque fez isso?

- pra eles ficarem amigos? Eu quero que meu namorado também seja amigo dos meus amigos, o que que tem de mal nisso?

-... - o encarei. - vamos no shopping. - eu disse puxando Jungkook sem dar tempo dele protestar.

- porque hyung? Isso tudo é ciúmes? Olha, eu confio no Tae e no Suga, eles não vão f...

- não é ciúmes! - o interrompi.

- não é ciúmes? Okay. - riu baixo. - então me diga, porque ficou com raiva quando eu disse que o Suga e o Tae foram pro shopping sozinhos? E porque quis vir pro shopping logo após que eu lhe disse isso? - cruzou os braços me encarando com um sorriso divertido nos lábios.

- não tenho tempo para responder suas perguntas totalmente sem noção. - respondi. Logo chegamos no shopping. - Kookie, sabe onde eles estão?

- acho que... Pera... - Kookie pensou um pouco. - acho que estão em uma loja de doces que o Tae-hyung adora. - me puxou pelo pulso. - vamos.

Seguimos até a loja de doces, que era bem grande por sinal, nunca tinha entrado nela antes. Jungkook me puxou para trás de uma prateleira fazendo sinal para que eu não fizesse barulho.

Olhei pra frente e pude ver Tae e YoonGi conversando com alguém... Pera, eu acho que conheço essa pessoa, esse rosto... Eles conversavam tão animadamente. Começaram a andar pela loja pegando alguns doces colocando os mesmos numa cesta. Puxei Jungkook com cuidado para que ele me acompanhasse, continuamos observando eles escondidos.

YoonGi virou seu rosto pra trás como se procurasse algo. Eu rapidamente abaixei minha cabeça.

- o que estamos fazendo? - Kookie perguntou em um sussurro.

- estamos observando eles... Não está óbvio? - sussurrei de volta. - mas o que esse filho da mãe tá fazendo... - sussurrei vendo o tal garoto que me parecia familiar, passar um dos seus braços pelo ombros de YoonGi. Jungkook riu baixo e continuou observando.

- vamos mais pra perto... - Kookie me puxou, fazendo com que nós ficássemos perto o bastante para poder ouvir o que eles conversavam.

- e quem é o sortudo? - perguntou o garoto, que agora que cheguei mais perto reconheci ser o mesmo garoto da loja e do cinema.

- Jungkook, meu biscoitinho. - respondeu Tae com um sorriso bobo.

- você parece gostar muito dele. - disse o garoto da loja.

- sim, muito. - Tae sorriu.

- e você, Suga? - olhou para o mesmo. - já sei que não namora. Tem alguém que você goste, pelo menos? - o garoto perguntou sorrindo, chegando mais perto de YoonGi ficando frente a frente.

- e-eu n... - YoonGi foi interrompido por Tae.

- tem sim! - o garoto da loja o encarou confuso, logo esbanjando um sorriso.

- ah é? - olhou YoonGi ainda sorrindo. - e quem é?

- mas eu não t... - novamente interrompido por Tae.

- Jimin! - Tae disse sorrindo. Percebi YoonGi arregalar os olhos.

- Jimin? Quem é esse? - perguntou o garoto da loja.

- Sou eu! - exclamei. - ouvi meu nome ser citado. - eu disse saindo de onde estava indo até eles com um sorriso no rosto. - o que falavam de mim?

- Mas o que.... - YoonGi me encarou confuso.

- o que está fazendo aqui, Jimin? - perguntou Tae.

- ué, o que mais eu iria fazer em uma loja de doces? Vim comprar doces para o meu docinho. - eu respondi olhando para YoonGi, o mesmo corou um pouco e olhou pra baixo.

- então você é o Jimin... - o garoto disse me encarando. - eu te conheço...

- você trabalha naquele loja que eu esqueci o nome agora. - respondi.

- sim! Lembrei de você. - disse. - você foi o garoto que puxou o Suga pra fora da loja quando estava falando comigo... - riu baixo. - sou Kihyun, prazer.

- Tae, o Jungkook veio comigo. - falei ignorando completamente o tal Kihyun, que também era o garoto das mensagens.

- onde ele está? - perguntou com um brilho nos olhos.

- não sei, vai atrás dele. - respondi. Tae saiu quase que correndo atrás de Jungkook.

Fiquei encarando Kihyun, o mesmo me encarava de volta me desafiando. Encarei YoonGi que agora estava pegando um saquinho de jujuba e lancei um sorriso desafiador para Kihyun.

- hyung. - chamei YoonGi, o mesmo me encarou. - queria te mostrar uma coisa... Pode vir comigo? - perguntei fazendo uma carinha fofa. Tudo para ter YoonGi longe de Kihyun.

- tá... - encarou Kihyun. - eu já vou indo, Kihyun. Até mais. - disse lhe dando um beijo na bochecha.

- tchau. - eu disse para Kihyun, revirei os olhos quando o mesmo deu um sorriso falso pra mim.

- vamos. - YoonGi disse passando na minha frente. - Jimin! - me chamou. O segui até o caixa, YoonGi pagou pelos seus doces e finalmente saímos da loja. - então, o que queria me mostrar?

- bem... - cocei a nunca. - não é nada, eu só não queria te ver perto daquele cara. - dei de ombros olhando pra frente.

- você é tão estranho.

- eu sei... - respondi rindo. - então, como foi com Tae?

- bem... Ele até que não é tão ruim, é até mais legal do que eu imaginava...

- mas legal do que eu? - perguntei me fingindo de ofendido.

- sim.

- nossa, se é assim então vai lá com ele. - fiz drama.

- não posso, agora ele e Jungkook devem estar no banheiro transando... - ele disse abrindo um pacotinho de jujuba.

- podíamos fazer o mesmo. - respondi sorrindo com malícia.

- podíamos. - respondeu. - mas não vamos.

- porque não?

- porque não. - respondeu simplista. - e sobre aquilo mais cedo. - me encarou sério. - não faça mais aquilo, nunca mais.

- até parece que você não gostou. - resmunguei baixo.

- eu gostei. - respondeu.

- quê? - o encarei de olhos arregalados. Ele tinha me ouvido.

- é ué. Quem não iria gostar de ter um Park Jimin rebolando no seu colo? - perguntou olhando pra frente com um sorrisinho nos lábios.

- você é tão confuso...

- eu sou confuso, e você é estranho.

- hyung, acho que somos um pouquinho além do que amigos, não acha?

- porque acha isso?

- bem... Acho que você não faz as mesmas coisas que faz comigo com Hoseok. - o encarei sorrindo com travesso.

- talvez... - respondeu devolvendo o sorriso.

- quê?! - exclamei incrédulo.

- brincadeira. - riu.

- assim você me mata, hyung.

- ficou com ciúmes, Jimin? - sorriu divertido.

- e se eu estiver, algum problema?

- sim.

- qual?

- você gostar de mim, já é um problema Jimin. - respondeu me encarando sem expressão.

- porque?

- porque eu não posso corresponder aos teus sentimentos.

- não importa. Eu farei você sentir o mesmo que  eu sinto por você.

- boa sorte. - sorriu de lado.

- então isso é uma chance? - perguntei parando em sua frente sorrindo esperançoso.

- descubra sozinho. - respondeu abrindo uma barra de chocolate.

- não pode mandar nem um sinal pelo menos? Mesmo que seja um sinal de fumaça... - fiz bico.

- quer? - ignorou completamente minha pergunta e me ofereceu um pedaço de chocolate. Afirmei que sim com um aceno de cabeça. Estiquei minha mão para pegar o chocolate, mas YoonGi puxou o chocolate de volta.

- ei! - o encarei fazendo bico.

- quer? - perguntou sorrindo novamente. Afirmei que sim com um aceno de cabeça novamente.
- então vem pegar. - YoonGi sorriu e colocou o pedaço de chocolate entre os dentes. Entendi o recado e não demorei para me aproximar de seus lábios mordendo o chocolate e deixando um selar rápido em seus lábios. - espero que tenha entendido o sinal.

- claro que entendi. - respondi sorrindo bobo.

- Meu Deus. Meu pai amado, meu kimchi apimentado. - Kookie apareceu atrás de YoonGi. - não acredito no que meus olhos acabaram de ver. Preciso que vocês repitam essa ação para que eu possa realmente acreditar que meus olhos não me enganaram. - Kookie disse tirando seu celular do bolso da calça. - podem começar de novo... Finjam que eu não estou aqui... - disse mirando a câmera do celular em mim e YoonGi.

- seus olhos estão te enganando, biscoito. - disse YoonGi comendo o resto do seu chocolate.

- vocês são uns chatos. - Kookie disse guardando o celular. - mas estou feliz por vocês dois. Finalmente estão vendo que foram feitos um para o outro.

- puta que pariu. - YoonGi revirou os olhos. - dá pra parar de falar merda, Jungkook.

- só estou falando a verdade, e como sempre, eu tenho razão. E sei que vocês vão ficar juntos, vão casar e morar em uma mansão na Inglaterra, e vão adotar quatro pequenos YoonGizinhos e quatro pequenas Jiminzinhas e vão envelhecer juntos e ser dois velhos ricos rabugentos, e vão ser felizes para sempre com suas crias e... - novamente foi interrompido por YoonGi. Eu apenas observava tudo rindo baixo.

- para de defecar pela boca, Jungkook. - YoonGi disse sério, mas logo riu. - você é muito sonhador, Jungkook...

- seje mais positivo, hyung.

- vai atrás do Tae e para de encher meu saco. - YoonGi abriu mais um pacote de seus doces. - agora eu só quero ter uma overdose de açúcar. - disse YoonGi comendo algum doce que eu nunca tinha visto na vida. Encarei Jungkook que nos olhava com um sorriso.

Finalmente YoonGi tinha me dado uma chance.
Uma chance de lhe provar tudo que eu sentia por ele, e com certeza eu não iria desperdiça-lá. Estava tudo indo bem, super bem. Estava parecendo um sonho. E se for um sonho, por favor me acorde porque quero fazer esse sonho se tornar realidade


Notas Finais


E aí, gostaram? 😀 espero que sim

Até o próximo capítulo que vai sair amanhã

Fui <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...