História YoonSeok: "Oh Baby" - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Amor, Bangtan, Bts, Homossexualidade, Kpop, Namjin, Romance, Yaoi, Yoonseok
Exibições 512
Palavras 1.950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


se eu tou bem, é obvio q depois de wings não né mas tinha de haver capitulo mesmo

Capítulo 13 - Jantar de amigos... e inimigos


Fanfic / Fanfiction YoonSeok: "Oh Baby" - Capítulo 13 - Jantar de amigos... e inimigos

 -Você tem a certeza que eu estou bem?

 Olhei para trás e dei uma olhada ao meu hyung:

 -Jin-hyung, eu é que escolhi a sua roupa. Acho que se eu achasse que você não está bem eu teria dito já. Até porque é a milésima vez que você me pergunta isso desde que saímos de sua casa. 

 -Aish, YoonGi, você não entende como eu me sinto...

 -Oh não. Eu entendo. Desde quando você está tão frágil assim? Nossa eu sei que você o ama, mas ele já tem sorte de uma garoto como você gostar de um garoto como ele, você não precisa disso tudo.

 -O que isso é suposto dizer? - Olhou me como se eu estivesse a ofender por falar assim do Namjoon.

 -Que... o Namjoon é um 10. - Olhei para ele com um sorriso falso para não ser morto - Mas você é um 50.

 -Shiu, eles estão ali.- Sorriu batendo no meu braço quando entrámos.

 Hoseok puxou logo a minha mão para me beijar os lábios, assim que chegámos perto deles. 

 -Ei...- Ouvi Seokjin e olhei discretamente para eles.

 Namjoon tinha o braço à volta da cintura de Seokjin e sussurrava algo no ouvido do mesmo fazendo Seokjin sorrir, antes de beijar o rosto do mesmo.

 -Você falou com o Nam? - Perguntei ao ouvido de Hoseok.

 Ele acenou positivamente e beijou os meus lábios de novo.

 -Vocês os 4 já acabaram? - Ouvi o Jimin perguntar irónico.

 Olhei para ele e Jungkook que estavam sentados e ri.

 -Estão com inveja de serem os únicos não assumidos aqui?

 -Ah então os hyung são oficiais mesmo? - Jungkook olhou para Jin e Namjoon.

 -Nós... Eu... N-não, nós...

 -Nós somos melhores amigos que se amam. - Namjoon segurou a cintura de Jin mais forte - E vamos continuar a ser. Está tudo bem assim. Certo? - Olhou para Jin.

 -Tudo ótimo. - Jin acenou olhando para ele.

 Sentámos nos e pedimos a nossa comida.

 -Então, quando é que nos voltamos a ver? - Jimin perguntou a Namjoon e Jungkook.

 -Eu... Volto daqui a uns meses, quando o último semestre do curso acabar. - Jungkook explicou - Não sei se vou voltar para a faculdade no próximo ano, os meus pais querem me mais perto. Eu posso arranjar um emprego aqui, mesmo.

 -E você, hyung? - Hoseok encarou Namjoon.

 -Na verdade... Não sei. Eu realmente gosto de viver sozinho em Seoul, mas... essa é a minha casa. Eu gostava de voltar. Só falta esse ano para eu acabar de estudar por isso eu vou ter de trabalhar e decidir o que fazer com a minha vida, logo... sou eu que devo decidir onde vou viver e não a minha família. Eu não sei quando vou voltar.

 -Hyung... eu perguntei quando vou voltar a ver você, não onde você vai morar. - Jimin declarou com uma expressão arrogante como fazia sempre que o Namjoon complicava quando lhe perguntávamos algo simples

 Todos nós rimos incluindo ele.

 -Peço desculpa. - Ele riu envergonhado - O que eu quis dizer, é que eu não sei.

 -Custava muito dizer isso? - Jimin continuou fazendo-nos rir mais.

 -Desculpe.

 -Volte logo. - Jimin permaneceu sério.

 Ninguém levava a sério o Jimin. Ele era tão pequeno e fofo, como é que ele queria ser levado a sério com aquela arrogância falsa? Ele era uma flor!

 -Eu vou tentar. - Namjoon sorriu para não se rir como as outros.

 -Não tente, volte logo. O Jin hyung precisa de um namorado. Ser vadia não é vida para ele. Assuma as suas responsabilidades.

 O riso do Hoseok tornou-se histérico mas eu percebia. Aquilo era hilariante. O Jimin parecia que estava a ralhar com uma criança.

 -Você sabe quantos caras gostavam de comer o Jin hyung? E ele gosta de si! Não se ofenda mas você não é tão bonito quanto ele. E ele tem paciência para ouvir você a falar do infinito. Ninguém mais tem.

 -Jimin... - Seokjin apontou o dedo ao mais novo para ele se calar.

 -Para onde você quiser ir, leve o hyung. Ele vai consigo até ao fim do mundo.

 -Você iria? - Namjoon olhou para Jin.

 -É claro que iria, se você quisesse. Você é o meu melhor amigo.

 -Vê? Agora que isso está despachado, Hoseok hyung quando é que vocês os dois são completamente oficialmente oficiais?

 -Oh... Na verdade ontem o Hobi pediu me em namoro, oficialmente. 

 -Você é um falso.- Seokjin abanou a cabeça.

 -O que é que eu fiz? - Olhei para ele.

 -Você sabe o que fez, não me faça expor você à frente de todo o mundo.

-Hyung, eu não sei do que você está falando.

 -Depois falamos. - Ele bebeu um pouco de água e depois engasgou-se ao olhar para o balcão do restaurante.

 Eu e o resto dos garotos olhámos também e eu percebi aquilo:

 -Foda-se a minha vida.- Ouvi Hoseok murmurar e olhei-o de lado.

 -Aquele é o Taehyung? - Jungkook esticou o pescoço - Uau ele está gostoso, hein...

 Jimin tinha os talheres na mão e eu tinha a certeza absoluta que tinha passado pela cabeça dele espetar os talheres bem na cara do mais novo. Não o culpava queria fazer o mesmo ao Taehyung.

 -OH...! - O Jimin olhou para nós chocado - Ao lado dele, não é o Kidoh?

 -K-Kidoh? - Jin gaguejou.

 -Onde está esse filho da...

 -Nam. - Seokjin virou o rosto.

 -Eu vou bater nele. - Namjoon quis se levantar.

 -Ei...! - Jin agarrou no braço de Namjoon - Esquece ele.

 -Mas...? - Olhei para o balcão - Que porra...? O kidoh e o Taehyung estão juntos? - Vi eles beijarem se.

 -Ótimo. Casal de najas. - Jimin falou - YoonGi hyung, você não ama quando o lixo fica junto?

 Eu ri e Hoseok pareceu não gostar:

 -Eu amo.

 -Não estou entendendo você, hyung. - Hoseok comentou arrogante.

 -Eu sempre deixei óbvio que não gostava do Taehyung mesmo quando vocês os dois namoravam. Então agora, se ele está mesmo com o Kidoh eu ainda o odeio mais.

 -Vocês... Não precisam de odiar o Kidoh por causa de mim, ele era vosso amigo antes...

 -É. Nós não o vamos odiar, né? - Eu perguntei irónico.

 Como nós podíamos não odiar o Kidoh? Ele se fingia um anjo à nossa frente e atrás assediava o SeokJin porque sabia que ele era gay e gostava do Namjoon. E quando nós descobrimos ainda disse que o Jin é que devia deixar o grupo, que ele é que estava a mais.

 -Bem...

 -Bem nada. Eles são dois filhos da puta e ainda bem que estão juntos. - Eu disse.

 -Hyung, não fala assim do...

 -Está defendendo o seu ex para quê?

 -Ele não fez mal a ninguém porque tem de levar com esse ódio todo?

 -Não vamos brigar pois não?- Jungkook olhou para nós com um ar inocente - Por favor, hyung.

 Eu calei a boca e felizmente o Jimin lembrou se de dizer algo engraçado e a conversa fluiu normalmente. Estávamos rindo quando os najas decidiram estragar o ambiente:

 -Gente, à quanto tempo! - Kidoh se aproximou o que fez SeokJin olhar para baixo desconfortável.

 -Graças a Deus. - Eu comentei olhando para Taehyung fixamente.

 -Esse é o meu namorado. Taehyung esses são...

 -Ele nos conhece.- Hoseok olhou para Taehyung também.

 Porque é que ele estava a olhar para aquela pessoa?! Eu só queria uma razão! Uma única razão. Para quê olhar para ele se eu estava ali ao lado dele?! Eu. O namorado dele. Oi?

 -Infelizmente. - Acrescentei e Jimin piscou o olho com um sorriso sarcástico para mim.

 -Jinnie... - Kidoh encarou Jin que se manteve quieto - Você está bonito, hein... Essas roupas... Será que está tentando impressionar alguém?

 Jin abriu a boca ligeiramente sem saber o que dizer ou o que fazer e Namjoon colocou o braço à volta do seu ombro puxando Jin para si:

 -É claro que o hyung gosta de se vestir bem para o namorado. - Deslizou a mão pelo braço de Jin que engoliu de seco.

 -Vocês... estão namorando? - Kidoh pareceu surpreso.

 -Não é óbvio? - Eu comentei.

 -À quanto tempo?

 -Uns meses. - Namjoon respondeu rápido como se já tivesse a mentira toda pronta na língua.

 -Eu pensava que você estava vivendo em Seoul.

 -Às vezes venho aos fins de semana visitar o hyung e a minha família.

 -Engraçado, eu ouvi rumores do hyung passar muito tempo em bares com caras. - Kidoh sorriu.

 Namjoon manteve a expressão séria e com desprezo continuou:

 -E? Só porque o hyung namora comigo pode sair e divertir se com quem bem entender. Não quer dizer que seja infiel. Nossa, Hyosang, até parece que você não está feliz por nós. Será que é porque ele me escolheu a mim?

 -Só acho essa relação estranha. Muito... artificial. Aliás... como todos os pares dessa mesa. - Olhou para nós e para Jimin e Jungkook - Ouvi dizer que vocês viraram o casal maravilha. - Sorriu para mim e Hoseok - Mas parece que era só um rumor mesmo, vocês parecem brigar muito não.

 Aquele ser seria socado, eu tinha a certeza.

 -Nenhum casal é perfeito. - Jin declarou chamando a nossa atenção - Não quer dizer que não se amam.

 -Que poético. Isso quer dizer que vocês brigam muito também? 

 -Quase nunca na verdade. - Seokjin falou com mais confiança - Mas não somos perfeitos.

 -Pelo menos um de vocês não é. - Hyosang continuou provocando Namjoon - Vocês são tão diferentes será que resulta assim tão bem mesmo?

 Porque raio ele tinha de perguntar aquilo?

 Olhei para Hoseok também olhou para mim e que baixou o rosto. Senti que tinha levado um tapa. Ele sentia as palavras do Kidoh na nossa relação.

 -Claro que resulta. - Namjoon anunciou ao olhar nos olhos de Seokjin - Quando se ama alguém, tem de resultar. De um jeito ou de outro. - Juntaram as testas.

 Hoseok segurou a minha mão e continuou com o rosto baixo mas com um pequeno sorriso como se estivesse a lembrar de algo.

 -Bem... Ainda bem que estão tão felizes assim. - Mentiu antes de ir embora levando Taehyung consigo que olhou para trás para Hoseok antes de sair do restaurante.

 Eu senti como se me tivessem cortado a fala quando eles se olharam. Eu estava entre o olhar deles e quase que conseguia sentir toda a tenção e energia entre eles.

 Odiava aquilo.

 

  *\~-+-~+-~/**\~-+-~+-~/**\~-+-~+-~/* º *\~-+-~+-~/**\~-+-~+-~/**\~-+-~+-~/*  

 

 -...Então... - Hoseok tentou quebrar o silêncio no caminho para casa -Está frio, você não acha.

 -Sim.

 -Você... Quer que eu fique consigo hoje?

 «Não. Claro que não. Eu quero chegar a casa e chorar e não posso fazer isso com você lá. Se você for para minha casa, eu não vou aguentar e vou bater em você e gritar consigo porque eu te odeio por você ter olhado daquele jeito para aquele garoto do passado. Eu sou o seu presente e futuro então porque você olhou assim para ele? Como nunca olhou para mim. Como se ele fosse perfeito e divino...»

«Sim, claro que quero que você fique comigo! Isso nem devia ser uma pergunta! Tudo o que eu preciso nesse momento, são os seus braços a segurarem me e a sua voz ao meu ouvido a dizer que me ama e todas aquelas coisas bonitas que você sabe dizer. Eu preciso tanto de si, não me deixe inseguro, porque eu te amo Hoseok.»

 Os dois eram verdade mas eu não podia responder nenhum deles.

 Dei de ombros olhando para baixo.

 -Está bem. - Respondeu impaciente e eu senti o meu coração doer um pouco mais.

 Foda-se a minha vida. Porque é que eu te amo Jung Hoseok?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...