História You Ain't The First - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Dizzy Reed, Duff Mckagan, Gilby Clarke, Izzy Stradlin, Matt Sorum, Slash, Steven Adler
Tags Álcool, Amor, Drama, Drogas, Guns N' Roses, Paixão, Romance, Sexo, The Originals, Violencia
Visualizações 25
Palavras 1.581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeee meus amorzinhos!!! Vocês estão bem? Espero que sim.
Trouxe para vocês mais um capitulo haha e MEU DEUS! Que capitulo hein.
Sinceramente, estou com medo da reação de vocês, porque foi bem delicado escrever ele. Alguns podem gostar e outros não, isso eu entendo :)
Porem, eu estava achando que estava acrescentando muitos capítulos, e estava enrolando muito na história dos "casais", como eu disse tem gente que gosta mas tem gente que não gosta muito. Então a partir deste capítulo as coisas irão mudar um pouco...
Enfim, está aí o capitulo, espero mesmo que curtem :D Até as Notas Finais!

Capítulo 15 - So Fine


Fanfic / Fanfiction You Ain't The First - Capítulo 15 - So Fine

PUV DUFF

 

É complicado lidar com Axl, eu não tenho muita paciência para as frescuras dele, normalmente quem consegue conversar com o ruivo é o Izzy. Mas o albino não está num bom momento para acalmar Axl. Sim, Izzy está preso na Hell House se drogando, se é que ainda não fugiu de lá né. Eu não sei direito da história, apenas sei que quando eu cheguei do meu “passeio” com a Julia ele estava em seu quarto usando heroína certamente e ninguém conseguia tirar ele de lá. Estão todos na merda! Às vezes acho que sou o mais tranquilo da banda, o que resolve tudo, não que eu sempre sou o que resolve tudo mas é que todos tem seus problemas e aqui sou só eu e a minha bebida. Izzy não se abre muito com ninguém, talvez com Axl, Slash some demais e sempre aparece como se nada tivesse acontecido, Steven sempre está de bom humor, a não ser quando está drogado que é quase sempre e Axl é muito bipolar, seu humor muda direto por isso que eu prefiro ficar na minha sem me meter nessas paradas.

Caminhei uns trinta minutos até chegar em frente ao bar em que Julia trabalha, porém tive uma grande surpresa quando a vi sair.

-Hey Julia! - Dei um grito para ela me ouvir, estava indo para casa que é outro caminho.

Ela se virou procurando alguém e logo me viu, abriu aquele sorriso enorme e encantador que fez eu esquecer completamente dos problemas, correu em minha direção e em um segundo já estava em meus braços. Um abraço apertado e tão gostoso, parecia que fazia anos que não nos víamos, permanecemos abraçados por alguns segundos, mesmo por ela ter ficado o dia inteiro naquele bar ainda dava para sentir seu perfume e o cheirinho de shampoo de seus cabelos escuros. Sinto uma coisa diferente quando a vejo, é inexplicável, é como se ela fosse a luz na escuridão. Que viadagem da porra, mas é o que eu sinto, e quando não estou bebendo ou tocando meu baixo, quero estar com ela, sim, é surreal eu sei. Por isso tento fazer essas duas coisas, pois é muito difícil estar com ela. E quando eu estou quero aproveitar cada segundo...

-Oh Baby, como você está? - Pergunto me soltando dela –Você parece estar bem-

-Duffizinho você nem imagina- Ela suspirou –Só de te ver já fico muito bem- Sorri e eu fico sem graça, não entendi se foi uma brincadeira, então dei de ombros.

-Você está indo para casa? - Pergunto –Posso te acompanhar? –

Durante o caminho, Julia segurou em minha mão, aquele toque fez eu me arrepiar, realmente não sei o que estou sentido por ela, caminhamos até seu apartamento em silêncio.

(...)

 

Entramos. Eu já fui logo me jogando no sofá, mesmo não nos conhecendo muito já me sentia em casa, afinal ela é a minha amiga, não é? Enquanto eu observava a casa, ela foi para cozinha preparar algo para comermos. Gostava de sua casa, é simples mas tem coisas legais, como uns quadros nas paredes, e alguns retratos na mesinha perto da TV, olhei os retratos. Gabi é bonita, e seu cabelo estava mais longo na foto, tinha aquele sorriso feliz estampado em seu rosto como Steven, acho que por isso eles se dão bem, os dois sempre estão felizes...

Julia tinha seu cabelo castanho que era menos cumprido, as duas estavam felizes, fiquei me perguntando: será que foi o dia em que chegaram em Los Angeles? Enfim, a casa é maneira. Liguei o sonzinho que estava parada na música Home Sweet Home do Motley Crue, deixei a música tocar até mudar para I Wanna Be Sedated do Ramones, essa me deixava mais feliz.

-Mrs Mckagan curtindo um som em minha sala- Julia chega com um prato cheio de biscoitos e refrigerantes –Adoro essa! - 

Comemos, conversamos, não queria chegar ao “assunto” com ela que parecia tão bem, mas não foi eu quem resolvi chegar, foi a mesma.

POV JULIA

 

-Duff podemos conversar agora? - Perguntei e ele assentiu –Hoje eu ia falar com Alan, mas não deu por conta da história toda da Gabi, tive que ficar no bar sozinha, enfim, eu já sei de tudo-

Duff ficou estranho depois que falei para ele que eu já sabia de tudo,

-Espera aí- Ele se aproxima sentando ao meu lado –Como você sabe?-

-Como eu te disse, na festa encontrei Sebastian e ele me mostrou- Falei –

-Porra Ju!- Duff fala colocando a mão na cabeça –Axl quase bateu nele hoje-

-Nem me fale do Axl...- Digo abaixando a cabeça lembrando que ele foi ao bar mais cedo.

-Eu sei- Duff me olha dando um sorriso fraco sem mostrar os dentes e abaixa a cabeça.

Ficamos em silencio por alguns segundos, Duff tinha me contado que ouviu Slash falar com Alan, então eu estou mais tranquila, acho que vai dar tudo certo. Agora estou preocupada mesmo com Gabi, ela não apareceu até agora.

-Duff, você tem alguma ideia de onde Steven pode ter levado a Gabi? - Pergunto

-Não...não tenho a mínima ideia- Ele diz.

O silencio tomou conta da casa novamente, porém duas batidas desesperadas na porta o quebrou, corri para atender, poderia ser Gabi. Mas não, era Izzy.

Izzy me fitou surpreso, gelei. Fazia tempo que não o via, convidei-o para entrar sem dizer uma palavra.

Ele entrou, E olhou para Duff sentado no sofá, os dois estavam sérios.

-O que você quer aqui cara? - Duff perguntou se levantando, ele realmente mudou de expressão quando viu Izzy.

Izzy ignorou Duff e voltou a me olhar –Gabi está no hospital...- Disse ele.

-O que? - Pergunto desesperada sem acreditar no que ouvi.

-Ela teve uma overdose- Izzy fala desanimado –Steven me ligou e pediu para eu vir te contar, ele não teve coragem-

(...)

 

Saímos de casa e fomos direto para o hospital com o carro de Izzy, Duff assumiu o volante, Izzy estava muito drogado para dirigir, era 21:00 horas, eu não acredito que Gabi fez isso comigo, eu avisei ela.

Chegamos no hospital e Steven estava sentado em uma cadeira na sala de espera.

-Seu filho da puta!- Gritei e todos do hospital me olharam –Como teve coragem de fazer isso com a Gabi? Você drogou ela!-

-Calma, Julia...- Steven levanta assustado –Não foi minha culpa, por favor não me bata de novo-

-Eu não vou te bater Steven- Continuei gritando –Olha o que você está fazendo consigo mesmo e está levando minha amiga para o mesmo caminho- Não aguentei segurar, caiu algumas lágrimas de meus olhos, eu estava chorando.

-Hey baby, vem cá- Duff me abraçou forte e eu continuei chorando envergonhada, escondi meu rosto em seu peito e ele ficou me abraçando. –Vai ficar tudo bem- Ele dizia dando um beijo em minha testa.

2 horas na sala de espera junto com Duff, Izzy e Steven, chegou um médico para dar alguma notícia.

-Quem aqui é parente da senhorita Gabriela Green? –

-Eu!- Enxuguei meu rosto e levantei sem pensar –Sou amiga dela-

-Eu sou o namorado dela- Steven se manifestou também.

-Ótimo!- O médico falou com uma cara animada – Ela está bem, felizmente ela escapou dessa. A garota está descansando, quando ela acordar já podem vê-la-

O doutor falou e saiu, eu fiquei mais aliviada junto com os meninos, não troquei nenhuma palavra com Steven, apenas fiquei ao lado de Duff. Izzy não se importou muito com a situação, ele estava totalmente perdido, neste momento o albino saiu para fora para tomar um ar certamente, aproveitei e fui atrás dele.

Parado em um canto de fora do hospital, Izzy estava lá fumando um cigarro.

-Obrigada por me avisar sobre Gabi- Digo ficando ao lado dele.

-Sem problemas- Izzy fala tragando seu cigarro.

Estava com saudades de ouvir sua voz rouca e tímida, não sei o que ele tem, quando o vi hoje parado em minha porta senti uma coisa diferente. Parecia que fazia anos que não o via, mas fazia apenas alguns dias. Eu não conseguia dizer nada, não saía nada de minha boca, acho que ficamos uns cinco minutos assim até que ele terminou de fumar. Estava caminhando até a saída.

-Izzy...- Chamei-o meio envergonhada, ele parou de costas para mim –Você já vai embora? -

-A garota já está bem, não tem o porquê de eu ficar aqui- Ele diz ainda virado.

-Izzy...- Respirei fundo e fechei os olhos –Você me prometeu- Falei, estava me referindo ao dia que ele me prometeu que ia parar de usar drogas, e eu sabia que ele estava usando.

-É, eu prometi Julia- Izzy se vira e me olha –Mas eu percebi que não vale a pena-

-Do que você está falando? - Pergunto confusa.

-Você não percebe? - Ele sorri cínico

-Não Izzy, eu não sei do que você está falando- Digo me aproximando dele, e realmente eu não sabia.

-Droga Julia! - Izzy aumenta o tom da voz e engole em seco. –Quer mesmo que eu diga?-

-Sim, Izzy!- Aumento meu tom de voz também –Eu quero que você me diga, porque sinceramente eu não estou entendendo nada-

-Ok...eu vou te dizer- Izzy se aproxima ficando frente a frente comigo –Julia, o problema é que...eu gosto de você-

-Eu também gosto de você Izzy- Digo olhando em seus olhos –Foi por isso que eu fiz você prome...- Izzy me interrompe colocando um de seus dedos em meus lábios.

 

-Eu estou apaixonado por você, Julia-   

 


Notas Finais


Ui heheee ai meu Deus! Quero muito saber o que vocês acharam :o por favor comentem :)
A história está começando a se desenrolar, ainda tem muita coisa por vir, alguns coisas darão certos, outras nem tanto...
Espero mesmo que tenham gostado, um beijo no coração de vocês <3
Até o próximo capitulo! :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...