História You and I - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Behati Prinsloo, Candice Swanepoel, Justin Bieber, Kendall Jenner, Max Irons, One Direction, Paul Wesley
Personagens Candice Swanepoel, Harry Styles
Tags Candice, Harry, Romance
Exibições 74
Palavras 4.462
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ai ta mais um capítulo.
Me contem o que acharam ;)

Capítulo 46 - Cap. 46


CANDICE POV's

 

O despertador dele toca as sete da manhã,reclamo um pouco e vou me sentando.

 

"Desculpa,esqueci de tirar" ele se senta imediatamente e segura meu braço

 

"Não,tudo bem.. "

 

"Tudo bem mesmo?" Sua mão puxa meu rosto devagar

 

"Ta melhor agora,sem dúvida. Eu tava com saudade"

 

"Eu também tava" ele beija meu rosto e me abraça

 

"Ontem.. Eu.. Tem tanta coisa acontecendo,eu devia ter tentado organizar melhor meus horários"

 

"Não precisa disso.. Eu tô sabendo,ta? Mesmo sem dever saber.. Não precisa se preocupar com nada,acho que fui até egoísta por não entender seus problemas,mas agora que sei o que é,quero te pedir desculpas"

 

"Quem contou?"

 

"A Behati.. Mas não briga com ela.."

 

"Não vou brigar. É bom poder contar com você,teria dito antes,mas meu pai preferiu assim.."

 

"Eu entendo e me desculpa mais uma vez"

 

Eu o abraço e fico assim por alguns minutos.

 

"Então esse é seu quarto" ele da uma risada

 

"Sim" rio

 

"Acho que devo ir.. Seu pai deve acordar logo"

 

"Não,fica. Ele não vai se incomodar" 

 

"É melhor você falar com ele antes.. Depois eu apareço por aqui"

 

"Amor.. Fica,por favor"

 

"Certo.. Vou correr esse risco"

 

"Ele quer te conhecer,não vai se chatear nem nada.. O pior ja passou"

 

"Tudo bem" ele alisa meu rosto "aquela caixa na sua mesinha,é meu presente?"

 

"Sim.. Trouxe pra cá.. Pra lembrar de você,ja que eu tava morrendo de saudade" 

 

"Espero conseguir mais coisas com o final da tour.. Ai eu te dou" ele pega a caixinha e abre

 

A principio fico com vergonha,pois coloquei nossa única foto juntos ali na caixa,junto com o resto das coisas,mas ele não faz nada. Pega a foto,olha a data,sorri e me pergunta.

 

"Quando foi isso?"

 

"Acho que um paparazzi bateu quando você esteve aqui da ultima vez.."

 

"Gostei dela.. Só revelou uma?" 

 

"Sim"

 

"Quando for revelar outras faz pra mim também"

 

"Não sabia que você gostava assim.. Tipo,revelada"

 

"Claro que gosto" ele pega a carteira dele 

 

"Quem é?" Vejo a foto de dois bebês 

 

"Eu e a Gemma"

 

"Sério? Você era loiro?" Pego a foto

 

"Era" ele ri 

 

"Essa foto é linda" digo

 

"Preciso de uma sua pra por aqui" ele levanta a carteira

 

"Eu acho que tenho algumas ali no mural" aponto pra parede 

 

Ele se levanta e vai até lá.

 

"Você tem muitas fotos legais.. Caramba!"

 

"O que foi?" Me levanto e vou até seu lado

 

"Esse bebê,é você mesmo?"

 

"Sim" rio 

 

"Você era muito engraçada"

 

"Candice?" A voz da minha mãe nos cala imediatamente

 

"Oi?" Pergunto

 

"Tudo bem?" 

 

"Am.. Sim.." Vou até a porta e abro "entra aqui mãe"

 

"Harry!" Ela sorri e o abraça 

 

"Sra. Swanepoel!" Ele a abraça 

 

"Que bom te ver! Depois de tanto tempo,achei que vocês estivessem brigados"

 

"Não,nunca,não aguentaria muito tempo longe dessa aqui" ele me puxa com cuidado

 

"É bom ouvir isso,muito bom.. Fico feliz por te ver aqui então"

 

"É bom poder estar aqui,obrigado"

 

"Não precisa agradecer,você é da família. Candice,seu pai ta chamando no quarto. Harry,vamos descer e tomar café?" 

 

"Claro,vamos" 

 

Eu os deixo descer e vou até o escritório,meu pai como sempre está lá. 

 

"Queria falar comigo pai?" Digo e entro

 

"Ôh! Sim,sua mãe viu ontem pela janela.. Você e o Harry" 

 

"Ele.. Ele ta de folga,aliás,estava,porque ja ja é hora de voltar.. E nós ainda não tínhamos nos visto.. Ele acabou dormindo aqui"

 

"Sabemos" meu pai ri

 

"Pai.. Ele sabe.. Mas ele me garantiu que nada ia sair daqui"

 

"Não me preocupo mais com isso.. Por sinal me ligaram as seis e meia pra avisar que segunda tenho uma consulta e que provavelmente vamos dar fim a radioterapia e só ficaremos com os comprimidos chatos"

 

"Isso é muito bom pai! Ainda bem que as coisas ocorreram rápidas" 

 

"Pois é.. Bom,acho que sua mãe deve ter convidado o Harry pro café.. Não quero perder tempo,vamos lá me apresentar esse rapaz"

 

"Vamos!" Sorrio

 

Nós descemos e Harry está sentado conversando com minha mãe. Assim que ele nos vê,se levanta e estende a mão para meu pai.

 

"É muito bom te conhecer finalmente rapaz!" Meu pai abre um sorriso

 

"É um prazer conhecer o senhor!" Harry sorri

 

Nós nos sentamos na mesa do café e começamos a nos servir.

 

"O Paul não vem descer pra comer com a gente?" Pergunto

 

"Acho que ele saiu ontem.." Minha mãe diz

 

"Dormiu em casa será?" Pergunto

 

HARRY POV's

 

Eu sei que o lance de que "Behati me contou" passou despercebido,mas esse papo sobre o Paul pode fazer Candice ligar os pontos e me perguntar em que momento da noite passada me encontrei com Behati,ja que provavelmente ela nunca me ligaria. Eu não sei se ela vai falar se a tal Sara estava comigo,ou se vamos mentir em relação a isso.

 

Claro que não é a melhor opção contar mentiras pra Candice,mas nessa situação acho que Behati e eu concordamos que é nossa melhor válvula de escape.

 

Tomo um gole do suco com dificuldade,mentamente rezando pra que Paul não apareça ou para que o assunto não prolongue.

 

"Harry?" A voz de Candice me desperta

 

"Sim?" Olho pra ela

 

"Que horas sai seu voo?" 

 

"Am.. As cinco"

 

"Você ainda tem quantos meses de viagem rapaz?" Sr. Swanepoel pergunta

 

"Mais um mês e meio senhor,eu diria dois.. Ainda temos algumas coisas no contrato para fazer.. Algumas aparições,coisas do tipo"

 

"Pretende seguir solo depois?" Ele continua

 

"Acho que sim,quero fazer algo.. Não sei se tão cedo,pretendo passar uns dias em Londres,perto da família,dos amigos e da Candice.. Depois penso sobre algo solo com mais certeza" seguro a mão da Candice e afirmo

 

"Harry tem um bom gosto pra musica pai,lembra até você e o vovô.. Além disso ele tem uma voz incrível" Candice sorri pro pai e depois olha pra mim 

 

"Quando você voltar pra Londres em definitivo podemos conversar sobre isso.. Nós gostamos muito de musica aqui,uma noite em família tocando alguns clássicos seria bom"

 

"Claro senhor,estou a disposição" 

 

"Candice sabe melhor das nossas agendas.. Marcaremos um dia bom"

 

Concordo e volto a olhar pra Candice. Ainda bem que o assunto sobre Paul foi pro espaço. 

 

BEHATI POV's

 

Minha cabeça ta latejando. Assim que Harry saiu encontrei Paul e começamos a beber. Não sei onde está o meu carro nem como cheguei aqui. Aqui onde!?

 

Reconheço essa cama,o cheiro dos lençóis. Caramba,tanta nostalgia que me enjoa.

 

"Usa o bald... Esquece.." Paul grita ao me ver vomitar ao lado de sua cama 

 

"Desculpa.." 

 

"Pelo menos não foi na cama.. Anda" ele puxa meu braço e me leva com calma até o banheiro

 

"Minha cabeça ta doendo"

 

"Fica aqui embaixo d'agua" ele me coloca na ducha morna 

 

"Vou ficar ensopada.."

 

"Não se preocupa.." Ele vai até o armário e pega a escova de dente,bota pasta e me entrega 

 

Escovo os dentes e devolvo a escova. Ele guarda e volta para a ducha.

 

"É melhor você.. Tirar isso ai" ele aponta pra minha roupa 

 

"Ta.." Digo  e tiro a blusa 

 

Ele sai do banheiro e encosta a porta. Não raciocino direito,quando o chão está limpo,tiro a calça e me sento devagar. No chão,embaixo de toda aquela água,começo a me sentir melhor. Porém,algo em mim começa a doer.

 

Ele não devia ter saído desse banheiro. Eu fui ontem atrás dele,passei a noite do seu lado e num momento assim ele me vira as costas. Eu quero e preciso que ele olhe pra mim,exatamente como me olhava antes,eu sei que disse que queria esperar o tempo necessário pra recuperação do pai dele,mas sei que durante todo esse tempo,Paul tem procurado outras pessoas para ocupar meu antigo posto. 

 

Saber ou pelo menos imaginar que ele sai com outras me dói,ainda mais como doía antes. O tempo passou e eu não tenho tanta certeza se ele ainda está disposto a esperar por isso,tenho medo de perdê-lo,justo quando o quero tanto.

 

Me levanto,passo sabonete e me enxaguo. Saio do banho e pego uma toalha. Vou então para o quarto e ele ta lá sentado na cama. A empregada ja limpou tudo,agora o cheiro de produto de limpeza está forte.

 

"Como viemos parar aqui?" Pergunto

 

"Você bebeu e tentou se levantar pra ir ao banheiro,mas caiu da cadeira de tão bêbada.. Eu te carreguei pro carro e te trouxe aqui"

 

"Eu cai!?"

 

"Caiu.."

 

"Alguém mais viu isso?"

 

"Todo mundo em volta.. E você saiu falando pra todo mundo que tava bem,até mesmo pra quem não tinha visto sua queda"

 

"Que vergonha.."

 

 "Foi engraçado depois de tudo.." Ele se levanta e vai no closet

 

Quando ele volta,traz um short de pijama meu,uma calcinha e uma blusa dele.

 

"Esqueci isso aqui..?" Pergunto

 

"Foi.. A blusa é minha,você só deixou o short e a calcinha"

 

"Aah.."

 

"Se veste ai.. Vou pegar remédio" ele diz e sai do quarto

 

Porque motivo ele tá me evitando? Fiz algo de errado ontem? Bebi muito e falei o que não devia? Eu não sei. Isso ta até me deixando constrangida.

 

Me sento na cama e espero até que ele volte. Como dito,ele entra no quarto com o remédio.

 

"Paul.. Eu falei alguma coisa ontem?"

 

"Algumas coisas"

 

"Tipo o quê?"

 

"Não lembra né? Bem que você disse"

 

"O que eu disse Paul?"

 

"Que queria ficar comigo.. A noite toda.. E que sentia minha falta,tava querendo voltar e que só falou aquilo porque tava bêbada,porque quando sóbria você não fala tudo o que sente.." Ele se senta do meu lado e fica olhando pro chão

 

Eu,definitivamente,não posso beber.

 

"Disse mais alguma coisa?"

 

"Que não quer me ver com mais ninguém... Por isso foi pro bar ontem,pra ver se eu ainda queria você por perto" ele ri fraco

 

"Isso é muito,muito constrangedor"

 

"Te contar isso é mais constrangedor ainda.." Ele ri novamente

 

Bebo o remédio e com ele um gole enorme de coragem.

 

"E se eu te falar sóbria.. Que tudo que eu disse ontem era verdade?"

 

Ele olha pra mim,surpreso,mas não diz nada.

 

"Paul eu fico preocupada,ao mesmo tempo que quero esperar seu pai ficar melhor,você por a cabeça no lugar.. Eu penso que isso pode ser tempo demais pra gente se afastar,tempo suficiente pra você conhecer outra pessoa.. E pra me ver como uma amiga de novo.. "

 

"Eu não.. Eu não posso mentir e falar que nunca deixei de pensar em você.. Eu andei saindo com outras.. Mas de uns tempos pra cá acho que tudo o que eu mais queria era que isso tudo acabasse logo pra gente ficar juntos.. Mas agora que passou um mês.."

 

"Eu não quero insistir,mas acho que nós podíamos nos dar melhor juntos.. Eu podia te ajudar"

 

"Eu quero você do meu lado.. Mas tenho medo de não te dar a atenção necessária.. Desde aquela nossa conversa,vi que com essa situação toda eu mal tenho tempo pra você.."

 

"Eu sei,mas Paul.. Eu não vou questionar isso.. Eu entendo o seu lado.. Mas é que agora.. Agora a saudade já ta grande.. Eu sei que preciso de você.. Eu preciso tanto,assim como eu sei que posso te ajudar.. Se não for agora pelo menos me dá uma certeza de que ainda sou eu na sua vida.. Sem espaço pra outras"

 

"Ainda é você.. Com toda certeza do mundo.. Me dá só mais uma semana,ai a gente conversa.. Agora eu meio que me sinto um idiota,parece que você só ta falando isso porque me disse certas coisas bêbadas ou sei lá" ele ri

 

"Eu te amo Paul,bêbada ou não.. Só preciso que você saiba disso"

 

"Eu te amo.. Só preciso de mais uma semana,ai podemos conversar.. Ta?" Ele segura meu rosto

 

"Ta.."

 

Eu já estou conformada de que hoje não,mas daqui a uma semana,nos sentaremos novamente e finalmente vamos por tudo em dia. Estou ciente de que terei que esperar e não me preocupo quanto a isso.

 

Tudo o que eu menos esperava nesse momento,aconteceu. Aconteceu e continua acontecendo,quando Paul se aproxima de mim devagar.

 

Nossos lábios se tocam e caramba,como senti falta disso. O sentimento é indefinido,a meses não ficava com mais ninguém,fazia tempo que não pensava nisso,acontece que tudo aconteceu de forma rápida e não pude pensar em nada além. A saudade de Paul era outro fator que me impedia de ficar com outros,mas agora parece que tudo vai voltando aos trilhos,finalmente.

 

HARRY POV's

 

O relógio dá quatro horas em ponto. Preciso ir em casa e pegar minhas coisas,em seguida correr para o aeroporto. Tudo isso antes era fácil,mas agora todas as partidas que tenho que fazer deixando Candice aqui ficaram complicadas. Eu não queria de maneira alguma deixá-la aqui,mas sei que seu pai precisa dela.

 

"Candy.. Preciso ir agora.."

 

"Já?" Ela reclama e me abraça mais forte

 

"Sim amor,já são quatro horas.. Se eu não me levantar agora perco o horário" digo e abraço ela

 

"Isso é tão chato.. Não quero que você vá"

 

"Aguenta mais um mês.. Um mês e eu to aqui em definitivo"

 

"Finalmente.." 

 

"Mas agora preciso ir.." Me sento e me calço,em seguida levanto da cama e busco minha blusa

 

"Harry.."

 

"Sim?" 

 

"Eu separei algumas fotos.." Ela me entrega um envelope de carta branco "feliz sete meses.." Ela sorri

 

"Vou enviar alguma coisa pra você assim que chegar lá.. " me sento da cama ao lado dela

 

"Não precisa.." Ela beija meu rosto

 

"Não tinha visto aquela polaroide.." Digo e pego a câmera na mesinha 

 

"Ah não,nem dá ideia,não to arrumada" ela ri

 

"Anda amor,a gente guarda e pronto" rio e insisto para que ela olhe 

 

Ela então me abraça olhando pra câmera,as fotos saem e nós as secamos rápido. Guardo a câmera.

 

"Ficou boa.." Digo e mostro a ela

 

"É.. Ficou" ela sorri vendo a outra foto

 

"Vou sentir sua falta" digo

 

"Eu também.." Ela olha pra mim

 

"Eu te amo,Candy"

 

"Eu te amo,Harry" 

 

Beijo ela e depois de alguns minutos saio do quarto,dou tchau a meus sogros e saio da casa deles. Corro até minha casa e faço tudo o que planejei. Vou para o aeroporto com o motorista e quando finalmente entro no avião abro o envelope de Candice.

 

Algumas fotos dela pequena,duas nossas, de paparazzi,claro,e a minha preferida,que batemos a algumas horas atrás. Eu mal posso esperar pra voltar. 

 

Quando chegamos no hotel,cumprimento os meninos e vou pro quarto,a viagem me esgotou e decido dormir um pouco antes do próximo show. 

 

"STYLES!" 

 

Me levanto no automático e corro pra abrir a porta.

 

"O que foi?"

 

"Se ajeita,tem show agora.. E o pessoal da Modest mandou avisar que vem aqui na quarta feira com algumas propostas.." Um dos nossos auxiliares me avisa

 

"Propostas?"

 

"Não sei nada mais que isso garoto,mas quando esse pessoal vem é porque a coisa tem que ser séria.."

 

"Ótimo"

 

"Se ajeita ai,tem quatro horas pro show"

 

Concordo e vou pro banho.

 

Não sei por quais motivos o pessoal da Modest ainda anda nos rondando,estamos nos últimos shows e ja fizemos tudo o que eles pediram,já não consigo mais imaginar o que eles podem nos pedir.

 

BEHATI POV's

 

Deixo a casa de Paul assim que minhas roupas terminam de lavar e secar. Vou pra casa dos meus pais e lá minha mãe pede para irmos acompanhar toda a reforma da minha casa.

 

"Não sei porque você não esperou mais um ou dois anos.. Essa independência de vocês ta me deixando velha" ela brinca

 

"Qual é mãe,eu to a passos de tartaruga com tudo isso aqui só pra passar mais tempo em casa" 

 

"Eu sei.. Mas tudo ja ta quase pronto,não dou uma semana pra você ta aqui"

 

"Eu preciso disso.. Preciso ser mais independente.. Sou a ultima a sair de casa,você deveria estar grata comigo"

 

"Verdade.. Mas você vai me visitar toda semana"

 

"Nós trabalhamos juntas,você não vai me perder de vista" rio

 

"Nossa B,quando foi que vocês cresceram tão rápido?"

 

"Não começa mãe,se não eu vou acabar ficando emocionada aqui,você também.. Ai a gente vai chorar e eu não quero isso"

 

"Tudo bem.." Ela vai pra varanda dos fundos. "Candice já mandou fecharem os fundos da casa dela?"

 

"Já,ta tudo terminado,ela só não foi ver.. Acho que agora ela perdeu um pouco o gosto pela casa.. Desde que o tio adoeceu"

 

"Vocês se falam bastante?"

 

"Todos os dias"

 

"Vocês devem pensar que isso aqui é provisório.. Só estão aqui porque é perto da gente.. Mas nosso padrão não é bem esse"

 

"E qual é o nosso padrão?"

 

"Prefiro um bairro com mais nome,mais segurança.."

 

"Luxo.." 

 

"Não necessariamente,mas vocês cresceram em lugares muito bons.. "

 

"Eu sei,mas acho que isso é coisa pro futuro mãe.. Candice perdeu o gosto pela casa mas não vai se mudar tão cedo,o Harry mora do outro lado do lago. Eu acabei de me mudar,to curtindo tudo isso.. Nossas casas são grandes o suficiente para nós.."

 

"Vocês.. Não sei nem o que dizer.. A responsabilidade que adquiriram esse ano,é incrível"

 

"Acho que o trabalho ajuda"

 

"O trabalho e as pessoas a nossa volta.. Dependendo de com quem andamos.."

 

"Ta insinuando alguma coisa?" Pergunto

 

"Você sumiu noite passada"

 

"Eu fui me encontrar com o Paul.."

 

"Então..? Se resolveram?"

 

"Am.. Ainda não"

 

"Olha filha.. Quando eu comecei a namorar com seu pai,ele não era um santo.. Sabe o Max e o Paul? Idêntico. Ele e seu tio já bebiam juntos naquela época,mas como seu tio era mais trancado ele sempre voltava pra casa mais cedo.. E seu pai vadiava por ai.."

 

"E o que você fazia?" Rio

 

"Eu uma vez coloquei um ponto final,disse que ou ele ficava comigo ou eu ia viver minha vida"

 

"E ele?"

 

Ela não diz nada,apenas me mostra a aliança no dedo.

 

"Espeta. Mas eu ja falei com Paul sobre isso,hoje mesmo.. Nós vamos conversar no final dessa semana,em definitivo.. Fiquei com medo de pressionar muito,ele anda passando por situações complicadas ainda,mas já deixei claro o que quero e espero que ele se decida logo"

 

"Qualquer decisão que ele tome,vai ser melhor pra você.."

 

"Eu não teria tanta certeza"

 

"Tenha. Eu sei das coisas" ela faz cara de entendida e não discordo 

 

CANDICE POV's

 

Minha mãe tava no escritório ajeitando alguns papeis,entro e pergunto se ela quer ajuda.

 

"Estamos procurando alguns rostos para promover nas próximas coleções.. Recebemos algumas propostas,estamos muito atrasadas"

 

"Alguma opção decente?" Olho os papeis. "Kylie Janne? Não,ela não tem padrão VS.. Fora de cogitação" 

 

"E a irmã mais nova? A Kendall" Ela me mostra uma foto

 

"Não sei porque fazem tanto sucesso,são um bando de gente plastificada,fútil e mesquinha" rio 

 

"É o que o povo gosta.. Altos padrões de beleza"

 

"Se é feito por plástica não é padrão mãe,é cópia"

 

"Gostei" ela ri

 

"E a Lais Ribeiro?" Pergunto

 

"Ela é do seu time,já ta aqui.. Precisamos de alguém nova,a família da Kendall está insistindo muito.. Tem noção de como a Kris Jenner é insuportável,falei com algumas outras grifes e ela ta promovendo as meninas em tudo"

 

"Não me admiro.. "

 

"Acho que vou decidir isso mais tarde,ou amanhã.. Agora eu só preciso de um café"

 

"Vou te acompanhar" digo

 

HARRY POV's

 

O show termina e quando conseguimos voltar para o hotel,vou até o quarto de Louis.

 

"Deixa eu te perguntar uma coisa.." Digo

 

"Fala" ele responde

 

"A Modest te procurou?"

 

"Sim.. Não vou falar sobre isso"

 

"Porque não?"

 

"Porque me pediram.. Não foi nada demais"

 

"Então me fala.. Estamos a sós"

 

"Olha.. Me mandaram escolher.. Ou gerar algumas rivalidades com Zayn no twitter.. Ou negar meu filho"

 

"Te fizeram escolher!?" 

 

"Sim.. Falaram um monte de bobagem"

 

"Você escolheu o que?"

 

"O que você acha? Já estamos brigados com Zayn mesmo,não vou abandonar meu filho"

 

"Será que vão me pedir pra escolher..?"

 

"Eu não sei.. Mas seja o que for acho bom você já inventar uma boa desculpa pra não fazer.. É ridículo eles quererem testar cada um de nós pra saber que peso temos separados"

 

"Isso é pra saber o quanto,de certa forma,repercutimos!? É ridículo.. Não devíamos fazer isso"

 

"A casa que você mora foi comprada com qual dinheiro?"

 

"Da banda..."

 

"A casa que seus pais moram?"

 

"Da banda"

 

"Toda a nossa vida ficou presa no contrato que mesmo no finalzinho ainda fode com a gente.. Isso me irrita muito,mas já ta acabando.. Depois disso eu quero poder dar uma vida boa pro meu filho e para minha família,então vou cumprir o que me pediram"

 

"Ta.."

 

"Essa conversa fica entre a gente,morre aqui Harry.."

 

"Tudo bem" concordo

 

E agora? O que vão me pedir? Eu não tenho filho,não tenho rixas públicas com ninguém.. Sou uma pessoa tranquila que prefere ficar quieto,eu não sei o que podem me pedir,ou posso imaginar. 

 

*QUARTA-FEIRA*

 

Nós chegamos no hotel novo e jogo minhas malas no quarto,logo sou chamado por um segurança até uma sala de reuniões.

 

Assim que entro me deparo com os dois representantes de sempre,até gosto deles.

 

"Oi" digo e os cumprimento

 

"Tudo bem,Harry?" Eles me cumprimentam e nos sentamos

 

"Claro,o que querem?"

 

"Harry... É bem simples,nós conversamos com o Louis pois algumas gravadoras nos pediram.. Elas querem saber a relevância que seus fãs dão a problemas individuais.. Nós não conversamos com Niall e Liam pois eles já tem planos em mente e já até tem propostas de contratos rolando ai.."

 

"E o que vão querer de mim?" Pergunto

 

"Tem um monte de gravadora te querendo.. Independente de você fazer ou não a coisa certa.. Mas a questão aqui é outra"

 

"Tipo o que?"

 

"Kris Jenner nos contactou.. Nós constatamos que você namora a sete meses com Candice Swanwpoel. Kris quer promover a filha na Victoria's Secret custe o que custar e pra isso ela precisa de alguém que eleve a Kendall.."

 

"Oi!? Vamo ver se eu entendi.. A Kris Jenner,quer que eu termine com a Candice,pra filha dela entrar na VS? Marca da mãe da Candice?"

 

"Exatamente.. Ela disse que pode ser temporário.. Por uns dois a três meses,ja que a VS está definindo os novos rostos"

 

"Não,eu não posso fazer isso" 

 

"Qual é Harry,a mulher ta insistindo pra caralho.. Ela quer promover essa menina e pronto,depois disso você volta com a Candice" o outro rapaz,que estava calado até agora insiste

 

"Eu não posso. Eu gosto da Candice,ela precisa de mim,não vou deixá-la por um contrato"

 

"Harry.. É um namoro sem sal,o máximo que rolou até então foram poucas aparições,duas fotos nas redes sociais e um escândalo dela numa delegacia"

 

"Olha,não importa o que digam.. Eu não vou deixar a Candice"

 

"Cheguei tarde rapazes..?" A voz eu não reconheço,mas assim que vejo a cara fico mais estressado. Kris Jenner.

 

"Não,chegou na hora. Eu não vou namorar sua filha" digo

 

"Achei que fosse me dizer isso.. Só estou aqui pra dizer que a decisão ta em suas mãos" ela joga um envelope no meu colo

 

"O que é isso?"

 

"Uma listinha de presença na ala de oncologia do Hospital de Londres.. O pai dela tem feito muita coisa lá.. Não, é?"

 

"Eu.. Eu não acredito" abro o envelope.

 

Tem os horários,os remédios e fotos do Sr. Swanepoel entrando e saindo do hospital,ao lado dos filhos e da esposa.

 

"Isso tudo foi pelos fundos do hospital.. Isso é invasão de privacidade,você ainda deve ter manipulado muita gente la dentro" jogo o envelope na mesa

 

"Meu querido o negócio é o seguinte. Em três meses você,termina esse seu namorinho sem sal com a Candice,fica com minha filha, a promove e depois termina,faz o que quiser.. Caso contrário eu vou divulgar isso aqui e ainda faço um escândalo grande,vou anunciar até coisa pior.. A escolha é sua,vai proteger a namoradinha e a família.. Ou vai gritar pra todo mundo que o pai da Candice ta com câncer?"

 

"Isso.. Isso é inacreditável.. Eu não vou fazer isso,eu não posso. A VS é a vida da Candice,ela dá um duro danado pra aquela empresa e você acha que pode chegar aqui e mandar nos nossos passos?"

 

"Tudo bem.. Foi escolha sua" ela recolhe os papeis e anda em direção a porta

 

"Espera." 

 

Eu sei que não devia,mas é algo muito além do que meu namoro com a Candice. Isso envolve a família dela,a VS,a empresa do pai,tudo. Eu não posso por meu compromisso com ela à frente de tudo que a cerca,isso não seria justo. 

 

"Eu fico com a sua filha,com uma condição" digo

 

"Qual seria essa condição,Harry?" Ela se vira

 

"A Kendall desiste da VS. Ela procura qualquer outro canto pra modelar ou sei lá o quê.. Eu não quero ela perto da Candice"

 

"Tudo bem.. Mas só pra deixar claro,a Kendall não sabe de nada. Então acho bom você dar seus pulos e conquista-la logo.." 

 

"Ta.. Que seja"

 

"O senhor assina aqui por favor" um dos homens que estavam na sala me entregam o contrato

 

"Isso é palhaçada.. " assino o contrato

 

"É pro bem de todos" Kris sorri

 

"Vai se ferrar" me levanto e saio da sala

 

Vou até meu quarto e me jogo na cama. Eu não acredito que terei que abrir mão de Candice por um contrato. Agora entendo porque Louis estava tão arrasado. For sete meses e mesmo longe eu consegui sentir ela presente em mim todos os dias,não tem um momento em que não pense nela ou em como eu queria estar em Londres. Desde que começamos ficou difícil me separar de Candice,e agora,por um papel eu vou ter que não só me separar,como assumir outra. Outra que eu só vi duas vezes na vida. 

 

Me sinto completamente perdido,destruído,é como se eu fosse uma marionete,que não tivesse minhas vontades. 

 

"Harry.." Louis bate na porta e entra no quarto com calma

 

"E ai.." Digo

 

"O que foi que deu isso tudo?.." Ele se senta na cadeira próximo a cama

 

"Louis.. Me fizeram optar pela Candice.. Ou por.. Deixa pra lá"

 

"Pode me contar.. Sou seu amigo"

 

"O pai da Candice ta com câncer,a Kris Jenner deve ter posto algumas pessoas seguindo ele,viram tudo o que a família tava tentando esconder"

 

"Câncer!? E o que a Kris Jenner tem com isso?"

 

"A Kendall.. Filha dela,que nós ja encontramos uma vez.. Ta começando como modelo eu acho,quer entrar pra VS.."

 

"Sempre achei essa família ridícula"

 

"Ela quer que eu fique com a Kendall durante uns meses,pra promovê-la.."

 

"Promovê-la pra VS!?"

 

"Não.. Pra outras marcas,ja disse que ela não pode deixar a Kendall entrar pra VS.."

 

"E.. E agora?"

 

"Agora eu preciso terminar com a Candice"

 

"Você ama ela.."

 

"Amo. Mas eu não posso expor a família dela a esse ponto"

 

"Espero que um dia vocês possam ficar juntos de novo.. Superar isso tudo"

 

"Claro que vamos."

 

"Vou te deixar a sós então,pra decidir o que vai falar pra Candice.."

 

"Ta.." 

 

Ele sai e me deixa sozinho. Pego meu celular e penso comigo mesmo que quanto mais eu prolongar isso,pior vai ser. Então eu disco o seu número e espero ela atender.

 

CANDICE POV's

 

O meu celular toca e quando vejo o nome dele dou um sorriso. Minha mãe olha pra mim e da uma risada baixinha. 

 

"Venho já" digo e saio do escritório. Sim,ainda estamos aqui decidindo.

 

"Oi amor" atendo

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...