História You and I - Capítulo 85


Escrita por: ~

Postado
Categorias Behati Prinsloo, Candice Swanepoel, Justin Bieber, Kendall Jenner, Maluma, Max Irons, One Direction, Paul Wesley, Paulo Dybala
Personagens Candice Swanepoel, Harry Styles
Tags Candice, Harry, Romance
Visualizações 130
Palavras 3.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


❤️❤️

Capítulo 85 - Cap. 85 - Parte II


HARRY POV's

 

Respiro fundo e me levanto. Já tem uns dez minutos que ela saiu e provavelmente não terá coragem de subir novamente. Acho que já vou descer e tentar procurá-la, falar que ta tudo bem e que entendo a escolha dela. 

 

Espero o elevador chegar e quando entro sozinho tiro o anel do bolso. Acho que me precipitei demais tentando provar o quanto eu queria isso, mas de todas as reações que ela poderia ter tido.. Essa foi a que eu não imaginei nunca, Candice praticamente passou mal na minha frente e correu sem dizer nada. 

 

Depois de um tempinho estou no térreo, peço meu carro e enquanto espero me aproximo de um dos seguranças.

 

"Viu a Candice por ai?"

 

"Ninguém saiu.. Ela deve estar lá em cima"

 

"Valeu.."

 

O meu carro chega e penso bem antes de ir embora. Não posso ficar aqui, acho inclusive que ela precisa de um espaço depois de tudo. Dirijo até minha casa e vou pra varanda acompanhado por uma garagem de whisky. Falta uma hora pra virada, pelo visto terei muito tempo pra repensar em tudo.

 

CANDICE POV's

 

Volto ao salão depois de checar a maquiagem no espelho do elevador. Vou onde estávamos, mas ele não está mais aqui. Rodo o salão inteiro e não o vejo em canto nenhum.. Que merda eu fiz?!

 

Foi tudo tão rápido, eu realmente não sei o que aconteceu comigo..

 

"Te achei! Não some mais" Behati diz super alegre 

 

"Ela já tomou todas" Lais ajuda Behati a não cair

 

"Vamos.. Vamos sentar" digo e levamos Behati para nos sentar.

 

Elas começam a conversar e pedir mais bebida, eu acabo acompanhando já que consegui estragar a noite. 

 

PAUL POV's

 

O papo foi legal até a Elsa resolver sentar conosco e bancar a namorada mais uma vez. Tento ignorar a maior parte do tempo, evitar muito toque, ou demonstrar algo.. Feito isso, ela gruda em mim e não solta mais, e isso é o que eu menos quero agora.

 

"E ai pessoal" Behati se senta na mesa acompanhada de Candice e Lais

 

"Ela bebeu?" Max pergunta o óbvio

 

"Bastante" Candice ri

 

"Faltam quantos minutos?" Lais pergunta

 

"Am.. Dez minutos.." Max olha no relógio

 

"Nem vimos o tempo passar" ela se espanta

 

"Ainda da tempo pra mais uns drinks antes do champanhe" Behati levanta a mão dá um 'beleza' pro garçom, ele entende e vai pegar mais bebida

 

"Quer dar uma volta..?" Elsa pergunta ao meu ouvido 

 

"Pode ir.. Eu não to afim" digo no mesmo tom

 

Ela concorda e continua sentada. 

 

As meninas começam a beber dos drinks que o garçom serviu e riem ao perceber o quão forte ele estava.

 

"Acho que o garçom anda meio irritado" Behati comenta

 

"Ele já não aguenta mais a gente pedindo" Lais dar uma gargalhada 

 

Behati começa a gargalhar também e eu não consigo evitar admirar isso. 

 

CANDICE POV's

 

"Você ta bem?" Max me pergunta 

 

"Estou.." Digo

 

"E cade o Harry?" 

 

"Am.. Boa pergunta.. Eu não sei" rio

 

"Não brigaram hoje, né? É ano novo" 

 

"Não.. Eu acho que não, ele deve aparecer logo"

 

"Os pais dele, onde estão?" 

 

"Eles viajaram"

 

Max concorda e volta a olhar pra toda a mesa, rindo com as risadas de Behati. 

 

O tempo só vai passando e no ultimo minuto eu já estou pra correr daqui. Eu devia ter dito algo, ou pelo menos não ter surtado. Mas que merda, já vou virar o ano com o pé esquerdo.

 

"10!" Ouço todo o pessoal fazendo a contagem regressiva 

 

Corro procurando meu pai e com 5 segundos me junto ao seu lado.

 

"Quatro! Três, dois, UM" meu pai fica surpreso ao me ver e me abraça na virada

 

"Feliz ano novo" digo 

 

"Feliz ano novo minha princesa" ele me abraça

 

É inevitável. As lágrimas vão escorrendo do meu rosto, e quando me afasto vejo papai se emocionando da mesma forma.

 

"Eu te amo" ele sorri e beija a minha testa

 

"Eu te amo" sorrio correspondendo

 

Minha mãe abre o sorriso quando nos ver e vem nos abraçar. Estamos os três juntos e quando nos recompomos novamente, Paul aparece do jeitinho dele.

 

"Feliz ano novo" abraço ele

 

"Feliz ano novo" ele me abraça 

 

Nós rimos e eu vou cumprimentar os outros parentes, enquanto ele fala com nossos pais.

 

"FELIZ ANO NOVOOO" Behati corre e nos abraçamos

 

"FELIZ ANO NOVOOOO" respondo com animação

 

Ela me mostra a garrafa de champanhe e abre explodindo a tampinha. Eu acho ainda mais graça da cara dela e vou abraçar meus tios.

 

HARRY POV's

 

"Feliz ano novo.. Otário" rio de mim mesmo e bebo resto do copo

 

Talvez eu devesse até ir me encontrar com a Kendall, mas não posso fazer ela minha válvula de escape para todas as vezes que Candice e eu temos problemas. 

 

Então fico aqui, vendo o show de fogos do quintal. Ligo o som e resolvo ligar pra mamãe. 

 

A linha está lotada, então deixo uma mensagem pra ela, Robin e Gemma.

 

Vou até a geladeira e procuro algo pra comer, enrolo por quase uma hora na cozinha tentando me distrair, mas o tempo passa e eu só consigo me sentir pior.

 

PAUL POV's

 

Depois de ter comemorado a virada, parece que todo mundo perde o senso do comum e começa a beber feito louco. Tenho certeza disso assim que vejo Elsa vindo em minha direção cambaleando.

 

"Caraaalho.. Ela vai cair" Max comenta quando ela vai trocando passos desordenados 

 

"Oi!" Elsa tropeça e se segura na gente

 

"O que você bebeu?" Pergunto

 

"Eu não tenho ideia, não sou de beber... Ai meu Deus.. Me ajuda" ela faz cara de enjoo

 

"Senta aqui" acho graça e coloco ela sentada na cadeira

 

"O que você ta fazendo??" 

 

"Tirando seus sapatos, você precisa vomitar e não vai conseguir ir pro banheiro com isso aqui" digo

 

"Porque você não me leva?" Ela faz bico

 

"Não dá, é o banheiro feminino"

 

"Me faz um favor?" 

 

"O que você quer?" Pergunto

 

"Me deixa em casa"

 

"Certo" 

 

"Agora"

 

"Agora?" 

 

"É, pode ser?" 

 

"Certo" respiro fundo e levanto ela "vou deixar ela em casa e volto já pra festa" aviso ao Max

 

"Beleza, qualquer coisa liga" 

 

Concordo e ajudo a Elsa a sair. Nós vamos pro elevador e ela se escora em mim.

 

"Quer mesmo ir pra casa?" Pergunto

 

"Quero.." Ela me olha e me beija devagar

 

"Vai me falar o motivo?" Seguro sua nuca

 

Ela sorri fraco e fecha os olhos. Nós chegamos ao térreo e quando o carro chega, coloco ela no banco e seus sapatos em seu colo.

 

Vamos pela estrada de atalho, embora ela seja mais escura, é quase metade do tempo e evitamos o grande fluxo de carros nas ruas e festas.

 

"Eu.. Posso te perguntar uma coisa?" 

 

"Fala" respiro fundo

 

"Será que algum dia.. Você vai me olhar.. Da maneira que olha pra Behati?"

 

"Ah! Fala sério, vai ficar nesse joguinho de comparação agora?"

 

"Não, mas você não tira os olhos dela nem por um segundo, é constrangedor ter que ficar ao seu lado nessa situação"

 

"Eu mandei você ir dar uma volta, não foi porque não quis" começo a me irritar

 

"Ta vendo! Eu falo o nome dela e você se irrita.. Você ta me usando, Paul.. E caramba isso é tão triste!"

 

"Triste?!"

 

"É.. É triste sim" 

 

"Eu vou te falar o que é triste! Triste é chegar na casa dos seus pais e ver o seu pai na porra de uma cadeira de rodas, completamente debilitado, sem saber se amanhã ele vai ou não acordar!" Grito com ela e seus olhos se espantam

 

"PAUL!" Ela berra e eu olho pra frente

 

Eu só escuto o barulho, parece vai tudo explodir. Os airbag saem e o impacto é minimizado. 

 

"Merda! Você ta bem?!" Pergunto quando percebo o que fiz 

 

"Ai meu Deus.. Que.. Que porra foi essa?!" Ela berra e chora ao mesmo tempo

 

"Calma.. Certo, você ta bem?" 

 

"Eu quero sair!!" Ela grita mais uma vez e procura a maçaneta

 

"Não vamos conseguir fácil assim.. Calma.. Calma" pego meu celular 

 

Tento ligar pra Max algumas vezes enquanto Elsa tenta forçar a porta.

 

"É blindado Elsa! Não tem como sair assim com facilidade!" Digo

 

"E o porta malas?" Ela pergunta

 

Finalmente algo decente saindo dessa boca. Pego a chave e aperto para destravar a porta do porta malas. Ela vai na frente e eu a sigo. Saímos com certa dificuldade e ela pões as mãos no rosto ao ver o estrago que foi.

 

"Merda.. Merda, merda" digo ao ver tudo por fora

 

Max me retorna e eu atendo rapidamente.

 

"Max! Você precisa correr aqui.. Eu.. Eu bati o carro"

 

CANDICE POV's

 

"O que?! Paul! Fala alto, não to ouvindo, o que aconteceu?!" Max pergunta e tenta se afastar da musica

 

Eu o sigo. 

 

"Ta.. Ta.. Eu to correndo ai. Sei, eu sei onde fica.. Chego em cinco minutos" ele fala ao telefone

 

"O que aconteceu?" Pergunto

 

"Vamos" 

 

"Pra onde? O que aconteceu??"

 

"Anda, te conto no caminho" ele segura minha mão e vamos correndo pro elevador

 

Quando entramos, Behati invade e sorri para nós dois.

 

"Me conta, Max" peço

 

"O Paul bateu o carro"

 

"O que?!" Behati e eu gritamos

 

"Ele bateu o carro agora.. Só sei isso.."

 

"Ele ta machucado? Alguma coisa assim?" Behati pergunta

 

"Não sei, ele falou comigo.. Não deve ter se machucado" Max tenta acalmar a situação 

 

Behati fecha os olhos e se senta no chão. Chegamos ao térreo e olho para eles.

 

"Bee, se você não sair, vou te colocar pra subir" Max avisa 

 

Ela sai e nós vamos até o carro dele as pressas. Durante o percurso fico mais nervosa do que já estou, a rua é escura, esquisita e isolada. 

 

"Acho que estão ali na frente" Max começa a reduzir e as luzes de seu carro começam a iluminar todo o estrago. 

 

Ele para e eu desço de uma vez. Isso é horrível. A frente do carro praticamente virou um monte de metal acabado. 

 

"PAUL!" Grito e a voz começa a falhar, acho que Max mentiu sobre ser o Paul no telefone, deve ter sido um policial ou algo assim 

 

"Candice?" Ele se levanta do canto da estrada 

 

"Paul!" Corro para abraça-lo

 

"Desculpa.." Ele alisa meus cabelos

 

"Você ta bem? Se machucou?" Me afasto para olhá-lo 

 

"Estou.." Ele garante

 

"Nós ligamos pra polícia, eles trarão reboque.." Max se aproxima

 

"Certo.. Espero que seja rápido" Paul olha em volta

 

"Hey.. Você ta bem?" Vou até Elsa

 

"Estou, estou sim.. Valeu" ela sorri e continua sentada

 

Nós esperamos mais um bom pedaço lá até que a policia e o reboque chegam com paramédicos. O carro é rebocado e Paul multado. Ele e Elsa recebem os atendimentos de emergência e tudo vai ficando bem.

 

BEHATI POV's

 

Tudo o que eu quero é abraça-lo, mas aqui é tão ridículo, ele está ao lado da namorada e não olhou direito pra mim quando chegamos. Isso tudo me chocou tanto que me sinto até sóbria.

 

"Aí.. Ta tudo bem?" Max se encosta do meu lado

 

"Ta.. Ta sim, foi uma porrada e tanto.." Olho pro carro rebocado

 

"É, foi sim.."

 

"Eles estão bem mesmo?" 

 

"Sim, estão"

 

"Você pode chamar um taxi pra mim, por favor?" Elsa se aproxima sem olhar na minha cara e pede a Max

 

"Claro, espera um minuto" ele pega o celular do bolso

 

Volto pro carro e respiro fundo me acomodando no banco. Isso é loucura, Paul nunca nem ameaçou bater o carro, pelo contrário.. Ele sempre foi ótimo motorista. Vai ver eles se distraíram pra valer na estrada. 

 

CANDICE POV's

 

"Ainda não acredito que bateu o carro.." Me sento no chão ao seu lado

 

"Nem eu.." Paul sorri

 

"Vai me contar o que aconteceu?.."

 

"Brigamos"

 

"Por que?"

 

"Ela reclamou do jeito que eu olhava pra Behati, começou a falar um monte de bobagem sabe, e depois veio.. Depois veio falar que isso era triste.."

 

"E você se irritou com o óbvio?.."

 

"Não.. Eu não olho desse jeito que ela diz pra Behati.. E tristeza é o que o nosso pai ta passando, ela não deveria falar que era triste o fato de eu não gostar tanto assim dela.."

 

"Por falar no papai.. Eu fui pedida em

casamento hoje.." 

 

"Sério?? Cadê?" Ele olha para minhas mãos

 

"Eu tive um ataque de pânico.. Só entendi depois da virada, quando abracei o papai. O Harry me pediu e eu só consegui fugir sem falar nada.. Ai eu percebi que.. O papai não nos viu nas apresentações escolares, na nossa formatura ou em desfile.. Eu queria que ele estivesse presente ao menos no meu casamento.."

 

"Se você aceitar talvez ele veja.. É assim que funciona" Paul ri fraco

 

"Tenho medo de ter expectativas demais.." Sorrio e as lágrimas caem 

 

"Não diz isso.." Vejo seus olhos encherem de lágrimas

 

"Você sabe como funciona.. Esse estrago todo, olha pro seu carro.. Estamos pensando da mesma maneira, Paul.. O problema é que você finge que está tudo bem.. E eu ando tentando engolir tudo.. Mas no fundo a gente ta morrendo de medo do pior, pisando em ovos pra não dar o braço a torcer.. Porque se algo acontecer nós perderemos o chão.. E eu estou tão assustada.." 

 

"Você não tem que se sentir assustada.. Nem deve ter medo, certo? Combinamos que seríamos fortes.. Ele pode partir hoje, amanhã.. Ou daqui a um mês, nós não saberemos, mas o trato foi viver da melhor forma possível.. Por ele" 

 

"Não estamos fazendo isso.. Olha a nossa volta.."

 

"Faremos.. Eu te prometo, prometo! Certo? E se ele não estiver lá no dia do seu casamento, tenha a certeza de que eu ficarei honrado em te levar pro altar.. Serei o que você quiser, estarei em todos os momentos.. Farei o possível pra que você fique bem, ok? Candice, olha pra mim.. Eu te amo, te amo muito! Não desiste agora do que te faz feliz por estar com medo.." Ele segura meu rosto

 

Eu concordo e o abraço. Passamos mais um tempo juntos e depois levantamos.

 

"Vamos?" Max nos pergunta

 

"Max.. Me deixa em um canto?" Peço

 

"Claro" ele concorda

 

Entramos no carro e eu tento absorver tudo o que Paul me disse. Behati está dormindo no banco da frente e Max dirige silenciosamente. 

 

Paramos em frente a casa de Harry e eu suspiro tensa. Desço do carro e vou apertar a campainha, mas lembro da chave dele presa na no meu antigo chaveiro. Abro o pequeno portão que dá para o jardim e entro em sua casa.

 

O vejo deitado no sofá do lado de fora enquanto ouve musica e mexe os dedos no ritmo da melodia.

 

"Eu.. Eu aceito" digo e ele se assusta olhando imediatamente para trás. "Eu aceito me casar com você, Harry.. Se o pedido ainda estiver de pé" acho graça e caminho até onde ele está

 

"Está.. Está sim" ele sorri e segura minha mão 

 

"Espero que você tenha pelo menos um elástico pra por no meu dedo" brinco

 

Ele sorri e pega a caixinha no sofá. Ele realmente quer isso, ele pensou mesmo em tudo, inclusive no anel lindo que me mostra. Me sento ao seu lado e ele bota o anel em meu dedo.

 

"É lindo.." Digo

 

Ele sorri e eu o beijo. Beijo que fica quente e dá inicio a amassos. Ele me coloca em seu colo, com as pernas entrelaçadas em volta de seu corpo e subimos até seu quarto. 

 

Nos deitamos em sua cama e ele começa a tirar meu vestido. Puxo sua blusa, e ele vai me ajudando com a calça. Quando estamos completamente nus, os beijos se tornam mais intensos, as mãos dele percorrem meu corpo e nós praticamente vamos virando um só. 

 

(just as sure as the stars in the sky
I need you to show me the light
Not just for the meanwhile
For a long long time
Better believe it //

Tão certo como as estrelas no céu

Eu preciso de você para me mostrar a luz
Não só por agora
Por um longo tempo
Pode acreditar)

Ele me toca e eu correspondo aos seus estímulos, os lábios de Harry deixam marcas no meu corpo e ele para bem na minha virilha. Praticamente imploro e ele sorri enquanto passa a língua em minha intimidade. 

HARRY POV's

Ela se contorce toda quando a toco e eu adoro isso. Já estou tão duro pra ela que mal consigo me controlar. Volto a beija-la e penetro fazendo movimentos mais devagar.

(You're all that matters to me, yeah, yeah
What's a king bed without a queen
There ain't no "I" in team
To make me complete
You're all that matters to me     //

Você é tudo que importa para mim, sim, sim                                                  O que é uma cama de rei sem uma rainha                                                 Não existe "eu" no time                  Para me fazer completo                  Você é tudo o que importa pra mim)

Ela geme na minha boca e eu acelero os movimentos. Caramba, eu tinha esquecido o quanto ela me deixa louco. Suas unhas me arranham e eu só consigo sentir prazer. Ela então me empurra com cuidado para o lado e eu a puxo para cima de mim. 

(Take the gas out the car it won't drive
That's how I feel when you're not by my side
When I wake up in the morning up under you, and only you //Tire a gasolina do carro e ele não vai andar                                                       É assim que me sinto quando você não está ao meu lado                Quando eu acordo de manhã com você ao meu lado, e só você
)

Ela cavalga em cima de mim e eu aprecio tudo isso até gozar. Respiro fundo e continuamos até que poucos minutos depois ela goza também e vai parando. 

 

(Grateful for your existence
Faithful no matter the distance
You're the only girl I see
From the bottom of my heart, please believe.  //

Eu sou grato por sua existência
Fiel, não importa a distância
Você é a única garota que eu vejo
Do fundo do meu coração, por favor, acredite)

O corpo dela começa a ficar pesado e ela vai se deitando sobre mim. Saio de dentro dela e nos acomodamos melhor na cama.

 

"Eu te amo.." Digo 

 

"Eu te amo.." Ela se aconchega em meus braços 

 

Candice olha mais uma vez para seu anel e depois pra mim, rimos e eu beijo seu rosto e sus boca. Ela começa a passar os dedos por meu rosto e eu fico acordado o máximo que consigo. 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...