História You Are All The I Need (Texting Larry Stylinson) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Comedia, Larry Stylinson, One Direction, Romance, Texting, Yaoi
Exibições 206
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeee meus Danicoros!
Tudo bem com vocês?
OLHA QUEM CONSEGUIU POSTAR ATT HOJE, EXATAMENTE EUUUUUUUUUU!
AI CARALHO É MELHOR ABAIXAR PORQUE VAI SER INICIO DE UM TIRO!
Como assim?
Leiam para saberem!
Bjsss e até lá em baixo!<3
XxXEUU!!!

Capítulo 27 - 26: Festa?


Fanfic / Fanfiction You Are All The I Need (Texting Larry Stylinson) - Capítulo 27 - 26: Festa?

Point Of View Louis Tomlinson;

Meus dedos circulavam meus lábios, a sensação do beijo ainda estava viva em minha mente, seus lábios macios e aveludados encostados nos meus, sua língua quente e deliciosa acariciando a minha e suas mordidas em meus lábios.

Não sei quanto tempo eu fiquei perdido olhando o teto, mas quando dei por mim o despertador estava tocando Fashion do John Bellion na cômoda ao lado da cama.

“Não acredito que eu passei a noite acordado pensando no beijo em que eu dei em Harry Styles.” Falo surpreso e desacreditado com minhas palavras.

Nunca fui uma pessoa de se apaixonar ou viver contos de fadas, mas quando eu me apaixonava não era assim como está sendo com Harry. Com ele, tudo é mais intenso... Só não sei ainda se isso é bom ou ruim.

Levanto-me com muita preguiça da cama, o sono que eu não tinha a noite estava querendo começar a vir agora, mas é só eu pensar que eu veria Harry e poderia ou não beijar aqueles deliciosos lábios de novo, o sono era empurrado pro lado e uma grande ansiedade tomava conta de mim.

Faço a minha higiene matinal e então desço para tomar café da manhã.

“Bom dia família.” Digo animado assim que entro na cozinha e vejo minha mãe, meu pai e Josh a mesa comendo.

“Bom dia querido, que animação toda é essa?” Minha mãe pergunta assim que eu me sento à mesa. Acho que até da China dá pra ver que eu estou feliz, estou irradiando uma aura de purpurina! Okay isso foi muito gay.

“Eu sei o motivo dessa animação, Há...” Antes que Josh pudesse dizer algo dou um chute em sua perna por de baixo da mesa e o inicio do nome do Harry se transforma em um gemido de dor.

“Não é nada, só acordei animado e feliz.” Digo fingindo que nada aconteceu enquanto meus pais perguntam a Josh o que aconteceu e ele diz que é só uma cãibra em sua perna.

Tomamos o nosso café da manhã tranqüilos até que a campainha toca.

“Eu atendo.” Falo me levantando abruptamente da mesa e correndo na direção da porta, com um sorriso no rosto, que se abre ainda mais assim que eu o vejo escorado na batente da porta com um sorriso ladino no rosto só me esperando.

Harry usava uma calça skinny azul escura com rasgos, uma camiseta de flanelas preta e cinza escuro, vans pretos nos pés e em sua cabeça uma faixa vermelha prendia seus cachos rebeldes. A faixa não combinava nada com seu visual, mas chamava bastante atenção para a sua pessoa, principalmente seu rosto.

“Bom dia bebê, pronto pra ir pra escola?” Ele diz se descorando da atente da porta e me dando um rápido selinho, o que me faz corar fortemente e me deixa aturdido. Como eu odeio o fato de sempre corar facilmente quando eu estou com ele.

“B-bom d-dia, s-sim só vou chamar Josh e já vamos.” Digo me recuperando e indo atrás de Josh chamá-lo para irmos à escola.

O caminho todo fomos rindo em meio a brincadeiras bobas, até Harry passar o seu braço por meus ombros e eu ficar perdido com seu maravilhoso cheiro.

Chegamos à escola e todos os olhares voltaram para Harry e eu, por causa de seu braço que estava sobre meus ombros. Abaixo a cabeça um pouco constrangido, não gosto de ser o centro das atenções. Sinto o abraço de Harry se apertar mais, me pressionando junto a ele e começamos a andar para dentro da escola.

Minha vergonha estava sumindo ao passar que eu ignorava os olhares e cochichos das pessoas, tudo estava indo bem, até que eu vejo Chris a dois metros de distância caminhando na minha direção. Meu único pensamento foi merda!

Sinto o corpo de Harry tencionar assim que ele olha Chris. “Oi Lou.” Chris diz parando na minha frente. “Ah e oi Harry, não vi você ai.” Diz dando um sorrisinho falso.

“Oi Chris, quer alguma coisa, é que estamos atrasados para ir pra sala de aula.” Digo rapidamente antes que algum dos dois possa fazer besteira.

“Sim, eu queria lhe convidar para a festa do Nathan que vai rolar na sexta.” Ele diz e eu olho pelo canto do olho a face de Harry, ele estava com o maxilar trincado.

“Festa... Parece uma boa idéia, mas eu posso levar meus amigos né?” Pergunto torcendo para que rapidamente essa conversa acabe.

“Claro, sexta então?” Ele fala um pouco a contra gosto, mas aceita.

“Sim.” Digo assentando levemente com a cabeça.

“Passo-te por mensagem o endereço. Até a quarta aula.” Diz me dando uma piscadinha e indo embora.

“Lou? Desde quando se conhece e ficaram tão íntimos pra se chamarem de apelidos?” Harry diz visivelmente irritado.

“Conheci ele no primeiro dia de aula e porque você está tão irritado? Aconteceu algo entre vocês que eu não saiba?” Óbvio que eu sabia da história, por causa de Niall, mas eu queria ouvir da boca dele.

“Nada... É só que ele é um babaca traidor em que você não deve muito confiar.” Harry diz dando de ombros e eu fico chateado por ele não me confiar em contar seu segredo. “E você realmente não está pensando em ir nessa festa esta?” Ele pergunta erguendo uma das sobrancelhas enquanto caminhávamos para a sala de aula.

“Estou... A vai ser divertido, o que mal pode acontecer?” Digo entrando na sala de aula com ele atrás de mim.

“Muita coisa.” Ele murmura e nos sentamos um ao lado do outro. Antes que eu pudesse perguntar algo mais a ele o professor chega e todos ficam em silêncio prestando atenção na aula.


Notas Finais


Eai gostaram?
PUTA QUE PARIU ESSA FESTA VAI SER UM TIRO NO HEART'S OF EVERYBODY!
BJSSSSSS E ATÉ O NEXT!<3<3<3
XxXEUU!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...