História You Are Mine Wanting or Not - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Comedia, Drogas, Sexo, Violencia
Exibições 164
Palavras 861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meninas do céu que inferno esse meu computador, to tentando postar esse capítulo desde anteontem, editei ele e mudei varias coisas ai o pc desligou ai foi um inferno e bem no fim nem consegui mais editar, me perdoem qualquer coisa e aaaaaah! como estou pelo celular vou responder vocês, já que pelo computador é impossível, aquele lixo 🙄
Espero que gostem mozinhas e me desejem sorte pras 3 provas finais que tenho amanha ✋🏻☹️😫

Capítulo 4 - Quem sou eu pra recusar comida


Fanfic / Fanfiction You Are Mine Wanting or Not - Capítulo 4 - Quem sou eu pra recusar comida

Querida, você não tem que se apressar

Você pode deixar uma escova de dentes

Na minha casa

Na minha casa

Não precisamos fazer nada às escondidas

Você pode deixar uma escova de dentes

Na minha casa

Na minha casa

 

Laura P.O.V - Chicago/ 2:46 PM

Acordei levemente assustada e percebi estar sozinha na cama, olhei todo o local e lembranças da noite de ontem vieram em minha cabeça que ardeu, levantei sangrando novamente e depois de tomar um banho decidi ir embora sem nem saber onde o Justin estava.

Desci as escadas em busca da saída,tentava disfarçar a cara de dor mas eu estava toda dolorida esse homem me rasgou, não estava sentindo nem minhas pernas ainda, tentei fazer o menor barulho possível até que dou de cara com Justin e outros 3 amigos  me encarando, já sabia quem eles eram, faziam parte do bando de otários do Justin na época do colégio, mesmo assim com os olhares deles senti minha bochecha arder.

               - Bom dia. - Justin Disse se virando para mim.

               - Bom dia- Sorri sem jeito.

               - Uma noite comigo e a garota acorda de bom humor - Se gabou - estão vendo! 

              - Cala boca - Murmurei.

             - É sério.

- Quem é? - Indagou Chris.

- Laura esses são Chris, Ryan e Chaz. - Disse Justin.

             - Já conheço. - Entortei o lábio.

             - Ah é mesmo. - sorriu sem mostrar os dentes - Dudes essa é a Laurinha Nerd, lembram dela? - Revirei os olhos.

             - CARALHO! - Disseram em únissono.

-  Eai, posso te comer ? - Perguntou Ryan e revirei os olhos.

            - Ta chega. -  Se intrometeu Justin.

-Que horas são? - Indaguei.

- Duas Horas - Respondeu Chaz.

- Caralho! Preciso ir embora - Falei exasperada indo em direção a porta.

             -  Toma café antes. Valentina prepara pra você. - Pediu Justin e quem sou eu pra recusar comida.

- Onde é a cozinha?

              Justin me apontou a cozinha e quando cheguei lá e vi uma menina com mais ou menos 16 anos quase engravidando do próprio shorts de tão enfiado que ele estava.

             - Valentina? - Perguntei tocando nos ombros dela.

             - Filha dela - Disse me olhando indiferente - O que quer?

            - Justin me disse para pedir um café que ela iria preparar.

- Que se foda! - Falou e a olhei com tédio - Espere minha mãe chegar mais ou menos daqui uma hora ai então você pede a ela.

             - Faz as panquecas logo. - Justin me assustou de leve aparecendo, ela o olhou com ódio e foi chegando perto dele

            - Eu não gosto dela, ela estragou nossa noite ontem. - Ela disse e eu entendi tudo,Justin comia a filha da empregada.

            - Apenas faz e cala a boca! - Disse grosso e ela saiu indo fazer o meu café.
 

Barbara fez meu café e confesso que até fiquei com medo de estar envenenado mas dei ombros e me matei de comer do mesmo jeito. Assim que acabei Justin me levou até a porta, pediu meu numero, se despediu e então segui até a minha casa.

Adeus Drew.
 

[...]

Cheguei em casa e percebi estar sozinha como sempre graças ao silêncio, caminhei em direção ao telefone sem fio e disquei o numero de Kate, até ligaria pelo celular se eu ao menos soubesse onde ele estava.

~ Ligação On ~

- Oi Laurinha - Disse animada me jogando no sofá.

- Olá vadiazinha - Sorri e ela bufou risonha - Tenho novidades.

- Pelo seu humor me parece que transar com o Bieber não deve ter sido tão mal. - Falou Risonha.

- É foi ruim e depois meio bom, se ele não fosse um cafajeste até tentaria outra vez.

-Quero Detalhes! - Falou Exasperada. Contei tudo o que aconteceu pra ela que parecia ouvir tudo e se imaginar em meu lugar, podia sentir sua tensão do outro lado do telefone porem gostou de tudo o que havia dito e disse que eu mandei bem me fazendo rir.

              - Até agora estou chocada - Falou e eu ri - COMO ASSIM VOCÊ TRANSOU COM O BIEBER? - Disse incrédula com um tom engraçado me fazendo gargalhar.

          - Sim! - Respondi rindo -  Transei com um marginal e transaria de novo, mentira! - Disse balançando os pés.

          - COMO É LAURA? - Ouvi meu pai me interromper e acabei dando um pulo do sofá e desligando  o telefone.

          - Pa... ! - Gaguejei, estava em choque! Desliguei e fiquei em silêncio, ele fez o mesmo, ele me encarava com nojo e eu não sabia o que fazer e muito menos sabia o que ele iria fazer.
 

- O que vai fazer? - Indaguei assim que vi ele pegando o celular.

             - Laura você me decepcionou, eu sempre trabalhei duro para te dar uma vida boa, sua vadia! - Respirou fundo enquanto eu permaneci imóvel.

Meu pai nunca soube lidar comigo e isto me dá medo, ele leva tudo ao extremo.

- Pai eu nao...

- Isso não vai ficar assim! - Gritou realmente me assustando -  Vou te colocar em um internato sua nojenta!

Continua [...]


Notas Finais


Juro que vai começar a ficar bem mais foda, os roubos e os ataques cardíacos estão cada vez mais proximos sksbsjek comentem pra me inspirar meus benzinho 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...