História You Are Mine Wanting or Not - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Comedia, Drogas, Sexo, Violencia
Exibições 176
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oiiiiiiiii, ajuntei dois capitulos num só <3 o que estão achando? quero opiniõesss <3

Capítulo 5 - Não sabia que você era movida a macho!


Fanfic / Fanfiction You Are Mine Wanting or Not - Capítulo 5 - Não sabia que você era movida a macho!

Justin P.O.V - Chicago/ 3:24

Assim que Laura me deu tchau e foi embora decidi ir para o escritório com Ryan, Chaz e Chris para realmente resolvemos os códigos do roubo. 

- Chaz - O chamei de canto - Eu preciso que você ache o numero da Laura para mim, eu sei que você consegue rapidamente.

- Ta. - Falou com cara de tédio e foi em direção ao computador. Eu havia pedido o numero para a mesma mas quando olhei em minha agenda ele não estava lá salvado.

             - Então - Disse Chris para mim e Ryan -  como vai ser?

- Cade o Chaz? - Perguntou Ryan.

- Foi resolver uns assuntos - Me intrometi - Bom vai ser o de sempre, o tunel já esta sendo preparado nas entranhas do cofre, o ponto cego da sala vai nos ajudar a executar tudo sem deixar rastros, compreenderam? - eles assentiram. 

              - Dude temos que te avisar sobre algumas coisas - Falou Chris

              - Pode falar

              - Então .. Nolan e Lil estão voltando.

              - Caralho até que enfim.

             - Eles estão no Mexico e disseram que estão fazendo fortuna roubando os bancos de lá! - Falou Ryan animado.

             - Lil me disse que as leis de lá são podres ou seja não tem nem graça de roubar - Disse Chris.

- Isso deve ser muito foda isso sim! - Falei risonho.

- Aqui esta o numero palhação - Chaz murmurou no meu ouvido me dando um papel com o numero de Laura. 

- Valeu  - Murmurei - Ei caras - Olhei para o Ryan e Chris - Passem o trajeto pra ele e depois vão no galpão comunicar os operarios.

- Beleza. - Respondeu Chris.

Sai do escritorio e fui em direção ao meu quarto onde vi Valentina saindo depois de limpar, entrei e o cheiro de alvejante coçou meu nariz, dei ombros peguei o numero e resolvi mandar um sms.

''Eai Gatinha, Biebz aqui.''

            ''Justin?'' - De Laura.

'' É Laura, não acaba com a magya do meu nome.''

'' Eu estou em uma fria, me liga!'' - De Laura. Disquei seu numero e no segundo toque ela atendeu.

- O que esta rolando? - Perguntei.

- Meu pai vai me colocar em um internato!  - Falou e percebi sua voz embargada provavelmente por estar chorando.

- Deixa o velho te internar - Respirei  -E então você vê onde é e me liga que eu te tiro.

- Mas só meu pai vai poder me tirar de lá!

- Tão inocente - Eu ri e ela bufou - Eu sou Justin Bieber, não tem essa.

- Desculpa ai - Falou e riu fraco.

- Agora obedece o velho. - Falei fingindo ser mandão.

- Vai se foder - Disse e desligou na minha cara.

- Vadia - Murmurei rindo sozinho.

              Laura P.O.V

Um mês se passou desde que meu pai me disse que iria me internar, e eu não tive mais contato com ninguem alem de Kate. Meu pai estava na correria entre trabalho, sua puta e achar um internato bom para mim. E então ontem ele disse que achou e me passou o nome, pesquisei a madrugada toda e aquilo estava mais para uma cadeia, eu espero mesmo que o Justin me ajude senão eu me mato e volto para cortar o pênis dele.


              - Pronto senhor Lynch, já pode me internar - falei debochada arrastando a mala nos degraus.

- Vamos? - Ele disse com um bom humor ridiculo, nem parecia que estava indo internar sua filha em um colégio.

              - Vamos! - Respondi seca. Entrei no carro e fiquei em silêncio encarando a paisagem pelo vidro do carro.

               - Não queria que chegasse a esse ponto - Falou ele quebrando o silencio.

               - Disse o Sr Extremo. - Debochei e ele se calou.

              - Chegamos - Murmurou ele alguns longos minutos depois, observei e lá era bonito, era chamado ''Ox Campus'' , tinha piscina, um enorme dormitório , salas de aulas 'perfeitas' mas mesmo assim ali não era o meu lugar, preferia até terminar o 3 colegial em uma escola publica ou  ficar sem fazer.

              - Você vai ficar bem - Falou meu pai - É só para meninas, vai ser bom.

- É SÓ PARA MENINAS? - Perguntei exasperada.

- Não sabia que você era movida a macho.

Vai se foder

- Tchau Laura. - Disse ele e abriu os braços esperando um abraço. - Apenas me virei e sai andando sem dar tchau, estava com raiva, muita raiva!

Cheguei no quarto e dei de cara com uma menina que logo abriu um sorriso enorme muito simpático. Ela me olhou esquisita mas eu a via toda borrada e rodando até que não vi mais nada.

[...]

Fui abrindo os olhos sentindo dor na pálpebra e a claridade não me ajudava, forcei a vista e vi que estava em uma sala branca, estava estranhando até que me lembrei onde estava antes de apagar.

- Oi - Falou a garota que estava no quarto antes de eu desmaiar.

- Oi.


             - Você desmaiou -  Disse ela.

Jura? Nem notei. 
           

  - Como se chama? - Indaguei meio sem graça por estar com dor e fome.

              - Me chamo Lily.

            - Agora você querendo ou não é minha amiga Lily - Falei e sorri sem mostrar os dentes, eu não tinha opções de amizade e ela me parecia um doce. Me aproximei dela e depois de longos assuntos expliquei do porque estar ali, depois de contar que Bieber era o culpado ela ficou chocada porque disse o conhecer de festas loucas da vida.

             - Eu preciso ligar para o Justin, ele disse que iria me tirar daqui - Disse e Lily me olhou esquisito. - O que foi?

              - Sério que o Bieber o fodedor disse que te ajudaria ? - Assenti e demos risada de sua cara.

- Ridicula - Falei e rimos mais. Sai daquela enfermaria atrás do meu celular, Lily me levou até nosso dormitório porém antes de chegar no quarto passamos no refeitório e comi feito louca. Voltei para o quarto e achei meu celular nas minhas coisas, disquei o numero de Justin e logo me atendeu.

                 * Ligação On *

                  - Drew ?

                 - Fala Laurinha, já disse que acho sexy você me chamando de Drew ? - Ele disse tão calmo, será que estava drogado?

                  - Para de graça, vem me buscar.

                   - Mais repeito garota - suspirei - Passa o endereço e eu vou.

Pedi para a Lily, passei tudo certinho e então desliguei, corri em direção ao banheiro e tomei um banho. Assim que acabei ficamos esperando o Justin aparecer e pela falta de assunto Lily me contou que seus pais são podres de ricos porem drogados por isso ela esta internada ali a 5 anos desde que sua madrinha morreu, fiquei chocada e ofereci ajuda para ela fugir comigo, a casa não é minha mas seria uma boa ela na casa do Bieber comigo afinal só tem homem por lá mesmo.

Deu 6 horas da tarde e o Bieber apareceu, provavelmente matou os seguranças porque chegou em meu quarto desesperado.

                 - Porra vamos logo - Disse abrindo a porta.

                 - Vem Lily!

                 - Lily? - Perguntou ele franzindo o cenho.

               - Ela vai fugir com nós, agora vamos! - Ele me encarou,assentiu e depois piscou para a Lily.

Saimos dali em menos de 5 minutos com ajuda dos 500 capangas que ele soltou pelo local, chegamos na casa dele escoltados e ao entrar na sala percebi que estavam todos os garotos daquele dia porem tinha dois novos que eu nunca havia visto.

            - Chegamos - Justin disse se jogando no sofá. - Antes que me pergunte esses são Nolan e Lil, eles estavam no Mexico da ultima vez em que você esteve aqui. - Cumprimentei todos e Lily também, ela é bonita então logo vi Chris com seus olhos perdidos nela.

- Mas voltando ao assunto - Disse Chris - O que vocês acham de lésbica? - Indagou ele para os meninos e eu não sabia onde enfiar a cara, já a Lily ria.

- Ah - Disse Chaz pensativo - Xana com Xana também é bacana. - Falou e os meninos se acabaram de rir o elogiando por mandar bem no ditado.

- Meu deus onde eu fui me meter  - Falei rindo. - Mas é...Justin onde vou dormir? Prometo que vai ser só uns dias logo eu arranjo um lugar pra ficar.

             - Você vai dormir no meu quarto e Lily no de hospedes ao lado.

- Interessante - Murmurou Ryan.

- Estamos adotando vadias agora? - Falou Lil Zá risonho e eu o dei do dedo do meio.

- Eu to - Sussurrou Justin e o bati.

              - É... Não se preocupe, eu durmo com a Lilly - Falei e sorri.

               - Não, você vai fazer o que estou mandando - O encarei.

                - Que se foda! Eu não vou transar com você mesmo! - Respondi de soslaio antes de me jogar no sofá. Vi ele rir de canto me fazendo revirar os olhos, depois de alguns minutos ouvindo baboseiras daquele bando de meninos decidi ir para o quarto arrumar minhas coisas em algum closet vago.

Deixei Lily lá em baixo para ela ir se virando e entrei no quarto de Justin, corri em direção ao seu closet e logo apertei suas roupas em pouco espaço e coloquei as minhas pegando quase o closet todo de proposito, afinal eu estava apenas com uma mala, ao perceber que as roupas do Justin estavam todas amaçando fiquei com pena e decidi arrumar melhor mas antes disso levei um leve susto ao ver ele me encarando e vindo em minha direção parecendo que ia me matar.

Continuo?!

 


Notas Finais


comentem, comentem, comentem hahah Leio e respondo todos! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...