História You are my baby - (Lauren G!P) - Camren - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 196
Palavras 1.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente, mil desculpas, mas meu tempo está escasso.

Boa Leitura!

Capítulo 33 - Visita.


NO BANHEIRO...

P.O.V Camila

 A água que batia no meu corpo estava gelada e bastante agradável eu estava com um fogo tão grande que nem eu mesma estava entendendo, depois que Lauren apareceu na minha vida, o meu apetite sexual ficou completamente sem freio, não que eu estivesse transando muito com outras pessoas, porque eu não estava me contentava apenas em me masturbar. Só que agora, tinha algo diferente e eu sabia exatamente o que era: Era tesão e claro, eu estava pela 1ª vez apaixonada por alguém.

 De repente, sinto mãos nas minhas costas, espalhando o sabonete líquido na mesma, viro-me e encontro Lauren com um sorrisinho safado nos lábios.

Camila – Posso saber o motivo desse seu sorriso? – Perguntei.

Lauren - Claro que pode, o motivo é você. – Sorriu e me fez derreter com aquela simples declaração.

  Eu não esperei mais nada e selei nossos lábios em um beijo calmo e quando as coisas estavam esquentando Lauren quebrou o beijo e deixou nossas testas coladas, beijando a ponta do meu nariz.

Camila – Você é linda demais, Lolo. – Falei acariciando aquela pele lisa e tão alva de Lauren.

Lauren – Você é mais, Camz. – Grudou seu corpo no meu em um abraço, enquanto a água gelada caia em nossos corpos levando para o ralo o maravilhoso cheiro de Gardênia do sabonete.

 Nós ficamos um tempo assim até que eu soltei o meu pensamento do momento e desliguei o chuveiro.

Camila – Eu estou nervosa, amor. – Falei separando-me do aperto e encarando aquelas lindas esmeraldas verdes.

Lauren – Se você quiser, nós podemos adiar. – Disse pegando uma toalha e enxugando o próprio rosto.

Camila – Não, nós temos que fazer isso, só estou um pouco nervosa, e se eles não gostarem de mim? – Perguntei me enxugando em outra toalha.

Lauren – É impossível não gostar de você, Camz, você é muito doce em todos os sentidos. – Gargalhou e eu dei um leve empurrão em seu braço.

Camila – Você é uma safada. – Sorri envergonhada.

Lauren – Você também.

(...)

 

P.O.V Camila

NO DOMINGO...

Nós estávamos dentro do carro seguindo em direção a casa dos pais de Lauren, eu estava nervosa, mas controlava bem meu estado naquele momento, não deixaria que isso me atrapalhasse.

 Eu me vesti com roupas leves, short jeans preto que chegava até a metade da minha coxa, uma blusa branca e uma sapatilha preta, meu cabelo deixou-o solto e o mesmo precisava ser cortado. Lauren vinha com uma bermuda branca que ficou bem apertada nela e uma regata preta bastante comprida, nos pés um par de havaianas. Ela estava concentrada no transito e eu fico agradecida por isso, adorava andar de carro com Lauren ou com o meu pai porque eles andavam de acordo com a sinalização de transito, já Dinah se a placa informava 60 Km/h, ela vinha em 90 ou 100 Km/h parecia uma doida, sério. Eu sou obrigada a andar com ela por causa das caronas.

 

P.O.V Lauren

(...)               

 Eu abri a porta com a chave que carregava comigo, e nós adentramos no apartamento.

Lauren – Mãe. Pai – Chamei e Camila estava logo atrás de mim.

Clara – Estamos na cozinha, bebê. – Eu tive vontade de abrir um buraco no chão e me jogar dentro por causa desse jeito infantil que minha mãe costuma me chamar, Camila pareceu não ter ouvido e eu agradeci por isso, ela estava entretida com os fotos da minha família em cima da estante.

Lauren – Vem, Camz! – Entrelacei meus dedos no dela e seguimos até a cozinha.

Mike – Filha, que bom que veio, eu e sua mãe estávamos com saudade. – Me abraçou apertado. E quem é essa moça bonita? – Perguntou.

Camila – Eu sou Camila, senhor Michael? – Ela apresentou-se timidamente.

Mike – Me chame de Mike, Camila, eu sou muito jovem para ser chamado de senhor – Sorriu para nós duas.

 E logo vi minha mãe saindo da área de serviço.

Clara – Filha, que surpresa maravilhosa. – Depositou um beijo na minha testa e abraçou-me. Qual é o seu nome, querida? – Perguntou minha mãe para Camila.

Camila – Eu sou Camila, Dona Clara. – Estendeu a mão.

Clara – Fique a vontade, meu bem. – Minha mãe a apertou.

Lauren – Mãe, Pai, essa é a Camila minha namorada. – Falei.

Depois que eu falei isso, vi meus pais sorrindo em nossa direção.

Mike – Parabéns, filha. – Disse feliz.

 Logo em seguida foi à vez da minha mãe.

Clara – Bebê, que notícia maravilhosa. – Passou a mão no meu rosto e eu fechei os olhos para curtir o carinho. Meu amor, faça essa menina linda muito feliz e Camila a faça feliz também, vocês ficam lindas juntas – Minha mãe acariciou o rosto de Camila e eu fiquei muito feliz por conseguir a bênção dos meus pais.

Camila – Não se preocupe Clara, nós estamos felizes – Sorriu e entrelaçou sua mão a minha.

Mike – Vamos almoçar porque já estou desmaiando de fome.

Clara – Mike – Repreendeu meu pai. Isso é coisa que se diga. – Minha mãe disse enquanto pegava a garrafa de vidro de Coca-Cola.

 Depois da cena conotativa do meu pai desmaiando, nós almoçamos tranquilamente.

Lauren – Taylor e Chris estão em casa? – Perguntei.

Mike – Taylor está no preparatório para o ENEM e Chris foi ao cinema com os amigos.

 Eu terminei o almoço e levei a minha louça para a pia e fui lavá-la.

Clara – Querida, deixe que quando eu terminar eu lavo, volte para a mesa, porque eu sinto que a qualquer momento Camila vai sair correndo da mesa. – Sorriu brevemente e eu olhei para Camila que estava nervosa.

 Eu voltei à mesa, sentando-me ao lado da minha namorada e depositei minha mão discretamente em sua coxa, sentindo-a respirar levemente pela primeira vez.

Lauren – Amor, fica tranqüila, você está indo muito bem. – Ela sorriu para mim e se acalmou um pouco.

Mike – Camila, não precisa ficar nervosa, embora seja impossível não ficar, quando eu fui conhecer os pais de Clara eu quase desmaiei. – Soltou aquela gargalhada que só ele tem.

Clara - Mike, querido eu acho que esse comentário não ajudou muito. – Minha mãe completou. Camila, fale um pouco sobre você.

A minha mão continuava em cima da coxa de Camila e sem eu esperar ela coloca a mão dela em cima da minha e puxa para cima colando nossas mãos unidas em cima da mesa.

Camila – Eu tenho 19 anos, estou cursando Letras e daqui a algum tempo estarei trabalhando. – Falou olhando diretamente para minha mãe, eu olhei para minha mãe e ela olhou para mim de uma maneira estranha.

Lauren – Algum problema, mãe? – Perguntei.

Clara – Depois a gente conversa, Lauren. – Ela respondeu séria.

Camila – Eu fiz alguma coisa errada, Clara?

Clara – Não, querida, você não fez nada errado.

(...)

  Nós estávamos no quarto de vídeos, minha mãe não parava de olhar para mim, eu estava deitada no colchão com Camila, disse no ouvido da mesma que iria buscar água e ela apenas assentiu, já estava mais a vontade com meus pais. Eu levantei e fui para a cozinha, chegando lá eu tomei um copo de água e mandei uma mensagem para minha mãe porque eu vi que ela estava com o celular nas mãos.

 

Mensagem On

 

Mãe, eu estou na cozinha, venha aqui, por favor. 13:45

 

Mensagem Off

 

P.O.V Clara

 Eu não estava prestando atenção no filme e sim vendo a interação de Lauren com Camila, achei lindo, elas combinavam perfeitamente, porém algo estava me incomodando, até Lauren se levanta e ir para algum cômodo do apartamento, pensei em ir atrás, mas algo me fez continuar sentada na cadeira, Mike já tinha dormido porque ele estava muito cansado.

 Meu celular apita e eu vejo uma mensagem de Lauren pedindo para eu ir até a cozinha. Eu me levantei lentamente e Camila estava entretida com o filme.

 Eu cheguei à cozinha e encontrei Lauren de frente para pia.

Clara – Filha. – Chamei.

Lauren – Vá direto ao ponto, mãe. – Ela falou ainda de costas.

Clara – Vire de frente que eu não falar com você de costas. – Falei firme e ela virou e cruzou os braços embaixo dos seios.

 

P.O.V Camila

Eu percebi que tinha algo estranho rolando entre Lauren e a Mãe e eu sabia que tinha a ver comigo, Lauren levantou e saiu do quarto e logo depois saiu Clara, eu levantei o tronco e vi que Mike já estava no décimo sono, então eu decidi levantar também. Eu fui caminhando sem pressa para o lado que elas seguiram e já podia ouvir vozes vindas da cozinha.

  Eu fiquei perto da porta e ao mesmo tempo longe, porque daria tempo de voltar para o mesmo lugar.

(OBS: Entenda que Camila está ouvindo a conversa, mas estamos no P.O.V Clara.

Clara – Filha, eu estou feliz que você encontrou alguém para namorar com você, mas.. – Lauren me interrompeu.

Lauren – Você não gostou dela é isso? – Perguntou já transtornada.

Clara – Fale baixo e não me interrompa, não foi assim que eu te eduquei, garota. – Dei uma lição de moral na minha filha.

Lauren – Desculpe-me mãe. – Abaixou a cabeça e eu me aproximei.

Clara – Meu amor, eu gostei dela, sim, mas o que me preocupa é a pouca idade dela, não estou pedindo para você se separar, porque eu vejo que ela te deixa feliz, nunca vi você sorrindo tanto, porém tome cuidado porque a minha preocupação é que você é fértil e ela é nova e precisa terminar a faculdade, então tome cuidado. Vocês já estão juntas a quanto tempo? – Perguntei por que eu estava curiosa.

Lauren – Quase 4 meses.

Clara – Então eu suponho que vocês já transaram, não é mesmo?

Lauren – Sim, mãe.

Clara – Você deveria ter falado comigo, Lauren. Você já estava com ela desde a última vez que veio aqui, não é?

Lauren – Na verdade, eu estava a cercando, mas digamos que eu já estava. – Sorri sapeca.

Clara – Vocês se protegeram? – Perguntei com receio da resposta.

Lauren – Sim.

Clara – Então, vamos voltar porque ela pode achar estranho toda essa demora.

Quando escutei isso eu corri para o quarto e logo depois Lauren e Clara entraram no quarto.


Notas Finais


Bjs e comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...