História You Are My Drug - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 7
Palavras 267
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Poesias, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Self Inserction
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá.
Nesta fic o começo tem um pouco de clarity, tanto a música quanto a fic, e tem tbm aquela minha outra one, um poema/poesia, nunca sei kkkkkkk
Bom, espero que gostem, eu ando meio sem assunto nas notas, isso é estranho!
Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Você é minha insanidade, minha irracionalidade.
Enquanto eu tento seguir minhas linhas retas e perfeitas, todas desenhadas, você chega e rabisca toda a minha volta, tornando tudo mais difícil, me tirando dos trilhos, me tirando do coma da sobrevivência, me trazendo para a vida.

Eu caio. Caio no abismo que chamam de amor, no abismo que chamo de você; seus olhos são uma perfeita copia deste abismo no qual eu vivo caindo e caindo, sempre me machucando, mas sempre escalando até a superfície e pulando de novo.

Você tem um certo controle sobre minha vida, que chega a ser inacreditável, como você; sempre imprevisível. Sempre fazendo meu conceito sobre você aumentar e abaixar, diversas vezes, n'um só dia, até naqueles que não nos falamos.

Você some e volta quando bem entende, sem ligar para os meus sentimentos, mas quem sou eu para reclamar? Eu te aceito e volto a depender de você, como se você fosse uma droga... na verdade, você é sim uma droga, uma ridícula e viciante droga... onde fui me meter?

Preciso me recuperar de você e de suas feridas, preciso te superar, erguer a cabeça e dizer em alto e bom tom, firmemente, que não gosto mais de você, e que não dependo mais de você.

Caô. 

Tem as recaídas, tem os momentos tristes em que eu penso o que você falaria, como me acalmaria. Aí n'um passe de mágica, n'um dia qualquer, você apareceria, me ouviria, me ajudaria, e depois de um tempo, me deixaria.

Me deixaria com uma grande abstinência de você. Querendo essa droga de amor, essa droga de amor que é você; você é minha droga.


Notas Finais


Não sei o que falar, então, tchau?
Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...