História You are my light - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Markjin
Exibições 34
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, demorei né? :v
Eu peço desculpas, e quero agradecer aos favoritos, e a quem teve paciência com a fic.
Este não é o último capítulo. Eu sei que eu havia dito que seria, mas não consegui explicar tudo em um capítulo só :v
Sou meio retardada, sorry ;u;
Mas, espero que gostem do capítulo ^^
Boa leitura :3

(E desculpe qualquer erro)

Capítulo 4 - Quatro


- Mark? – chamava o amigo adormecido. – Hyung?! – subiu em cima de Mark o abraçando, como se fosse um coala.

- Hm... ? – Mark acordou rápido e viu que tudo não, passava-se – infelizmente – de um sonho.

- Que foi Mark? – estranhou o amigo acordar rápido. Porque sejamos sinceros, a casa podia estar caindo, Mark iria, estar dormindo. – Teve um pesadelo? – riu da cara do amigo – que parecia que viu um fantasma, pela sua pele estar mais pálida que o normal.

- N- não foi nada, Jinyoung. – o loiro passou as mãos sobre o rosto. Afinal, por que ele havia sonhado aquilo? Por que, logo agora? Por que Park Jinyoung o perseguia, até em seus sonhos?

- Hm... – olhou desconfiado para o amigo. – Enfim! – animou-se, porque o assunto a seguir era uma noticia legal. – Tenho algo para lhe contar.

- Diga. – continuou com as mãos sobre o rosto.

- Estou namorando! – disse e Mark não conseguia raciocinar. Ele ouvira direito? Jinyoung estava namorando? Isso não podia estar acontecendo!

 

Silencio.

 

Era como estava, aquele quarto.

 

Vazio.

 

Era como estava o coração de Mark, neste momento.

Mark tomou coragem – que, forçou-se a isso – e olhou para Jinyoung.

 

- Que incrível Jinyoung! – forçou um sorriso convincente. – Estou muito feliz por você! – mentiu.

- Ah, hyung! – abraçou mais ainda o loiro. – Que bom! Você é a pessoa que eu mais quero apoio! – riu um pouco.

- Você tem meu apoio, Jinyoung. – cada palavra era como um martelo no coração de Mark.

Mark se levantou e foi se arrumar para a escola. Ele havia chorado baixo durante o banho, por que amar alguém, doía tanto? É egoísta de mais, querer que a pessoa que você ama, sorria só para você? Ou que só você, seja o motivo dos sorrisos dela? Mark, concluiu que sim, era egoísta, querer ser o único na vida de Jinyoung, que, queria ser o motivo dos sorrisos lindos, que o mais novo mostrava. Terminou seu banho, e diferente do sonho, levou seu uniforme para o banheiro e se arrumou lá. O loiro não queria ir pra escola, queria se trancar em seu quarto, e chorar como uma criança. Mas ele seria forte, iria aguentar isso, tinha que aguentar isso.

 

Terminou de se arrumar e foi para seu quarto pegar suas coisas; mochila; celular e colocar seu tênis. Olhou-se no espelho. Respirou fundo. Só mais um dia, Tuan. Tentava convencer a si mesmo disso, que tudo iria mudar, depois de mais um dia. Desceu as escadas de sua casa, com a mochila em suas costas e viu que Jinyoung o esperava na sala. Os pais de Mark haviam ido trabalhar; por isso a ausência de ambos.

- Vamos? – Mark chamou Jinyoung, que estava sentado em uma das cadeiras da sala de jantar.

- Mas, você não vai tomar café da manhã? – estranhava as atitudes do mais velho. Primeiro: ele acordara rápido, e cedo, o que já devia ser caso de manda-lo para o médico. Segundo: ele não quer tomar o café da manhã.

- Não. – sorriu. Jinyoung suspeitava de si, Mark sabia disso.

Logo que Mark se “declarou” para o moreno, e depois de Jinyoung dizer “Mark, você é meu melhor amigo, mas, não sinto o mesmo”. Mark um tempo depois disse a Jinyoung que havia superado e, que estava em outra. Tudo mentira. Mark ainda o amava só que Jinyoung agora, infelizmente, namorava. Mark não era um bom mentiroso, porém sabia disfarçar até onde conseguisse, e estava disposto a guardar esse segredo, e estava disposto á esconde-lo até seu ultimo dia de vida.

- Bom... Vamos? – o loiro desviou sua atenção pegando uma maça na fruteira e indo em direção á porta, sendo seguido pelo mais novo. O caminho seguiu em silencio, que como sempre não fora incomodo para Mark, Jinyoung que já havia se acostumado com o silencio do outro ainda se sentia incomodado.

- MARK! – ouviu-se uma voz familiar chamando o loiro.

- Jinnie! – abraçou o amigo de cabelos rosa a sua frente.

- Oi Jinyoung! – sorriu vendo o moreno parado ali o observando.

- Oi hyung. – sorriu minimamente.

- Parabéns Hyung! – Mark apertou o abraço, desejando parabéns ao ser escandaloso a sua frente.

- Obrigado Mark. – sorriu. Mark sabia ser fofo. – Vou guardar você num potinho!

- Para! – soltou-se do abraço e deu um, tapa no braço de Jin.

- Feliz aniversário, hyung! – o moreno se manifestou que antes só observava a cena dos dois – e estranhamente sentiu uma raiva o consumir por um instante, que logo sumiu ao ver os dois parando de se abraçar.

- Obrigado, Jinyoung! – sorriu. Estava tudo as mil maravilhas quando o sinal para o inicio das aulas tocou.

- Vamos? – Seokjin perguntou e os outros dois apenas assentiram e seguiram para a sala de aula.


Notas Finais


Gente, pelamordideus a fic não acabou :'v (ainda)
Eu sei que eu disse que esse iria ser o último capítulo, e ainda foi curto.
Mas é porque não irei conseguir escrever tudo em um capítulo só, como eu disse :v
De novo eu peço desculpas ;u;

Até a próxima :3

Beijos da bolinho de arroz ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...