História You Are My Only - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas Olioti
Tags Bgs, Christian Figueiredo, Lily, Mauro Nakada, Rafael Moreira, T3ddy, Youtube, Youtubers
Exibições 33
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


CAPÍTULO EXTRAAA! Não aguentei de ansiedade e decidir postar hoje, esse capítulo está bem fofo e espero que vocês gostem! Boa leitura e comentem!!! <3

Capítulo 6 - Boa noite T3ddy


- Se eu não tivesse tanta vergonha eu dormia aqui nesse chão! - Reclamei.

Estávamos no Hall do hotel, tínhamos perdido os cartões do quarto e Igor estava vendo o que poderia fazer para recuperar e conseguir outros cartões. Pyong já tinha subido para o quarto dele. Lucas continuava com a gente e Polado que estava aqui com nós, também ficou a gente. Eu estava tão cansada que poderia a dormir em pé a qualquer momento. 

Depois que os meninos gravaram com Kéfera, tiramos fotos e partimos para a casa do Polado. Ele ainda esta com a ideia de reproduzirmos na cabeça dele (risos). Eu estava com tanta vergonha de olhar para Lucas depois que ele me olhou e disse "talvez". Ele foi tão fofo em dizer aquelas coisas e deixar apagar a foto. 

- Eu vou subir e esperar vocês na porta do quarto! - Avisei, e logo depois bocejei.

- Eu também vou! - Lucas disse. 

Eita porra.

- Vou ficar aqui com o Igor! - Polado disse.

Chamei o elevador e ele já estava lá no mesmo piso que a gente. Entramos já naquele silêncio constrangedor, que ambos querem conversar mas não tem assunto. Lembrei de quando estávamos no apartamento da Kéfera e ele ficou me olhando... Me deu uma vergonha agora, que corei totalmente, espero que ele não perceba.

- Você não sabe disfarçar! - Eu disse e me encostei na parede do elevador. 

Ele suspirou.

- Nem você! - Ele se virou para mim. - Você está corada! 

Ele apontou para meu rosto e riu. 

Merda.

Nesse momento queria um lugar para enfiar minha cabeça.

A porta do elevador se abriu e eu logo me apressei em sair dali, mas esse andar estava diferente, não era o meu!

- Esse não é o meu andar! - Disse, apertando o botão do elevador para ele voltar.

- Eu sei, é o meu! - Lucas disse.

Eu o olhei e franzi o cenho.

- Os meninos não vão conseguir sair de lá tão cedo, você ia apodrecer na porta do seu quarto...

- E então você me trouxe para o seu? - O interrompi, completando sua frase.

- Isso.

Arqueei a sobrancelha. 

- Você só vai dormir, relaxa! - Ele riu e fez aquela cara de safado.

Puta merda.

- Eu só vou porque, estou com muito sono! 

Ele assentiu.

Ele abriu a porta e entramos, estava uma bagunça e olha que ele estava sozinho. Imagina a casa dele. 

- Você quer tomar um banho? - Lucas perguntou, deixando suas coisas em cima da escrivaninha.

- Sim!

Ele andou até sua mala e pegou uma cueca e uma camiseta sua e me entregou.

- Obrigada! - Agradeci e ele sorriu sem mostrar os dentes. 

Fui para o banheiro e prendi meus cabelos. Fiquei quase 10 minutos na luta para tentar ajustar a água do chuveiro. No final, tomei banho na água fria. Saí do banheiro e percebi que como Lucas estava sozinho, tinha só uma cama de casal e ele estava deitado no sofá mexendo no celular.

- Lucas, o que você está fazendo? 

Ele largou seu celular e me ohou.

- Oh! Você fica bem com essa camiseta... 

Ele ignorou totalmente minha pergunta, me elogiando pela segunda vez hoje.

- Você pode dormir na cama e eu durmo no sofá! 

- Ta doida? Eu não me importo de dormir no sofá. - Ele se sentou. 

- Nem eu, então você pode dormir na cama!

Ele bufou. 

- Vamos fazer assim, par ou ímpar, quem ganhar fica com a cama! 

- Fechado! - Eu disse. - Par...

- Ímpar... - Ele disse. 

Colocamos nossos dedos e deu 8.

- Ganheii!! - Comemorei, dançando. 

- Você já ia dormir na cama mesmo! - Ele deu de ombros e riu.

Revirei os olhos.

- Você pode dormir na cama também... - Ele me olhou. - Se você quiser, claro.

- Se você ofereceu, não vou negar essa oferta! 

Ah mizera. 

- Mas..... A cama tem um limite!

Fui até o sofá pegando algumas almofadas. Lucas só me acompanhava com os olhos. Fui até a cama e coloquei as almofadas no meio, separando e fazendo uma linha.

- Ah, para! - Lucas disse, passando a mão na cabeça. 

Eu ri da cara dele. 

- É, ou você acha que vai dormir de conchinha comigo? - Terminei de ajeitar os travesseiros. 

- Não seria uma má ideia, mas também não precisa disso! - Ele deitou resmungando na cama.

Meu deus, ele não tem limite.

- Eu vou ignorar sua primeira frase. 

Deitei na cama e virei de costas para Lucas, assim como ele estava para mim. 

- Boa noite Anne! - Sua voz saiu com pouco abafada por causa do cobertor. 

- Boa noite T3ddy!


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAA O QUE ACHARAM? Ta bem meloso esse final oaksoakso Mas, eu espero que vocês tenham gostado, comentem, eu amo ler comentários e irei responder todos! Até segunda <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...